História O garoto do capuz azul - Mitw, Cellps, Jvtista - Capítulo 53


Escrita por: ~

Visualizações 253
Palavras 1.440
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem
Amo vocês

Capítulo 53 - Authentic


Fanfic / Fanfiction O garoto do capuz azul - Mitw, Cellps, Jvtista - Capítulo 53 - Authentic

Sra. Lange, pode vir aqui na cozinha, por favor – Eu

Sim Felps? Quer alguma coisa? – Sra. Lange (Ela fala entrando na cozinha)

Tem uma coisa que não bate – Eu

O que? – Sra. Lange

Como você sabia que o Cellbit namorava o Emisu, se ele te contou que é gay ontem? – Eu

Ah isso, aquilo foi só um teatrinho, na época que ele namorava o Emisu, teve uma vez que eles foram para uma festa, o Cellbit ficou bêbado e o Emisu como um “bom namorado” deixou o Cellbit lá sozinho, por sorte um amigo dele ligou para mim, então eu fui busca-lo, quando chegamos em casa ele disse que queria me contar uma coisa, ai ele disse que era gay, eu só fiz aquele teatro para deixar o Cellbit confortável, para se assumir – Sra. Lange

Ata – Eu

Mas, vamos deixar o Emisu no passado, agora o Cellbit achou alguém incrível para amar, que é você – Sra. Lange

Brigado – Eu

De nada (Ela sai da cozinha, a ouço falar com alguém)

 

 

De repente um cara entra na cozinha.

 

Oi, você deve ser o Felps, eu sou pai do Rafael – Sr. Lange

Ele estende a mão, a aperto ele forte e alto.

Oi, prazer em te conhecer – Eu

Ele se senta e começa a comer.

Então Felps, como você e o meu filho se conheceram? – Sr. Lange

Somos colegas de quarto – Eu

Ata – Sr. Lange

Bom dia Pai – Cellbit (Ele fala entrando na cozinha, só de blusa e cueca, sua bunda está bem definida)

Bom dia Felps – Cellbit

Bom dia amo... Cell – Eu

Filho, você está só de cueca e blusa – Sr. Lange

Tá, o que tem? – Cellbit

O Felps está aqui, ele é visita – Sr. Lange

Ah... melhor já te contar – Cellbit

Pai, o Felps e eu temos que te contar uma coisa – Cellbit

Já Cellbit, ainda está cedo – Eu

Felps, já vamos contar, que a minha mãe já quer fazer os preparativos – Cellbit (Ele senta em meu colo, seu pai nos olha estranho)

Então pai, tenho algumas coisas a te dizer – Cellbit (Ele fica sério, ele está tão fofinho)

Ok, fale filho – Sr. Lange

O Felps... é meu namorado – Cellbit (Ele diz sério enquanto aperta minha mão)

Que!! – Sr. Lange (Ele está surpreso, não parece bravo)

Tudo bem para você? – Cellbit (Ele parece meio nervoso)

Tudo filho, só estou surpreso, por mim tudo bem você ser gay, eu te quero feliz, só preocupo com quem você namora – Sr. Lange (Ele me olha sério)

Ah pai, o Felps é um homem incrível, ele me faz feliz – Cellbit (Ele vira para mim e sorri, sorriu e o beijo)

Que bom, me preocupo com você – Sr. Lange (Ele fala e toma uma xícara de café)

Seja bem-vindo a família Felps – Sr. Lange

Obrigado – Eu

 

Por Pac

 

Estou no corredor com o Mike, me sinto meio mal, estou com um sentimento ruim.

 

Mozin, você está bem? – Mike

Tó me sentindo mal – Eu

Coitadinho do meu Paczinho – Mike (Ele me pega no colo)

Te amo Mozão – Eu

 

Mike começa a andar, enquanto ele me leva para nosso quarto vejo uma coisa estranha, eu vi duas pessoas adentrando na floresta, parecia que alguém estava puxando um corpo, não sei ao acerto.

 

Por Authentic

 

Estou do lado de fora do internato, vou até a floresta, vejo uma flor que estava em um arbusto, quando pego, um dardo acertar meu cotovelo, me sinto zonzo, olha para dentro da floresta, vejo um homem vindo em minha direção, acabo caindo, ele me agarra e começa a me puxar, ele põe um saco em minha cabeça, depois eu acabo desmaiando.

 

Por Felps

 

Então garotos – Sr. Lange

Sim, pai – Cellbit

Então, eu estou de boas com o fato de vocês namorarem, mas tudo bem se vocês não falarem nada para a minha esposa? – Sr. Lange

Por que? – Eu (Finjo que não sei do que ele está falando)

Eu fiz uma aposta com a minha mulher – Sr. Lange

A gente já sabe da história – Cellbit

Como assim? – Sr. Lange

Meio que a gente já contou para ela, que estamos namorando – Eu

Ah droga – Sr. Lange

Você achou que ia esconder isso de mim? – Sra. Lange

Oi amor – Sr. Lange (Ele finge que não sabe de nada e sorri)

Não me vem com esse sorrisinho – Sra. Lange

Cadê meu dinheiro? – Sra. Lange

Eu acabei de acordar, não estou com o dinheiro – Sr. Lange

Tudo bem, é só me dar o cartão de credito – Sra. Lange

Ele começa a ri.

Você acha que eu vou te dar o cartão de novo (Ele ri) dá última vez você deixou o cartão no negativo – Sr. Lange

Ok – Sra. Lange

Filho, quando seu pai me der o dinheiro, a gente vai lá na oficina do Emisu, fazer os preparativos para o casamento? – Sra. Lange

Casamento? – Sr. Lange

Vocês ainda não contaram? – Sra. Lange

Sim – Eu

Podem tratar de contar, vou me trocar, tchau – Sra. Lange (Ela sai da cozinha)

Então, o que vocês têm a me contar? – Sr. Lange (Ele olha sério para nós)

Felps!! – Cellbit (Ele se vira e esconde sua cabeça em meu peito)

Que você tem a me contar? – Sr. Lange (Ele me olha bem sério)

Se ele vai fazer esse joguinho de ser sério serei sério, ajeito a coluna e fico sério.

Então Sr. Lange, o Cell está gravido – Eu

QUE!!! – Sr. Lange

Rafael Lange explique-se? – Sr. Lange

Ele se encolhe em meu colo, o abracei.

Como assim gravido, eu sou muito novo, para ser avô – Sr. Lange

Rafael, eu já te falei que tem que usar camisinha – Sr. Lange

Desculpa – Cellbit (Ele fala encolhido em meus braços)

Tudo bem, é que você é muito jovem para ser pai e eu sou muito novo para ser avô – Sr. Lange

Amor, sua mãe estava certa – Eu

Sobre o que? – Cellbit (Ele olha para mim)

Dele ter problema com idade – Eu

É – Cellbit (Ele ri)

Ele se ajeita em meu colo.

Vou para sala, Felps venha comigo, só você – Sr. Lange

Ok, você vai ficar bem, querido? – Eu

Sim, amor – Cellbit

O tiro do meu colo, deixo Cell na cadeira, vou até a sala, vejo que o Sr. Lange está de pé, ando até ele, ele se vira para mim e estende sua mão.

 

Seja bem-vindo à família Felps – Sr. Lange (Aperto sua mão)


Ele me encara, eu o encaro de volta, ele fita meus olhos, sinto como se ele estive lendo minha alma, não sei porquê, mas eu gostei dele, ele parece ser bem legal.

Continuamos a nos encarar, quando ele ri, fico confuso.

 

Sabe Felps, o Rafa tem uma irmã mais velha, eu já fiz esse teste com vários namorados dela – Sr. Lange

Eu sempre olho nos olhos dos garotos para ver seu caráter, quando eu não gosto de seu caráter eu sempre faço perguntas, mas você é primeiro que não preciso fazer perguntas – Sr. Lange (Ele solta a minha mão, já que ainda não tínhamos desfeito o aperto de mão)

Brigado Sr. – Eu

Não precisa me chamar de Sr., para você é sogro... genro – Sogro (Ele sorri quando diz a última parte)

Vamos assistir tv? – Sogro (Ele senta no sofá)

Sim – Eu (Me sento em outro sofá)

Filho pode vir para sala – Sogro

Cellbit entra na sala e senta ao meu lado, ele ainda estava comendo.

Foi tudo bem amor? – Cellbit (Ele engole a comida e cochicha em meu ouvido)

Sim querido, não se preocupe – Eu (Dou um selinho nele)

Ele te fez alguma pergunta? – Cellbit

Não – Eu

Ele te adorou que bom – Cellbit

Ele volta a comer, voltamos a assistir.

Ai.... Ai, tá doendo – Cellbit (Ele engole a comida e se deita e põe a mão em sua barriga, ele parece com dor)

Que foi amor? – Eu

Tá doendo, tem algo errado – Cellbit (Ele está ofegante, ele está desesperado)

Quer que eu te leve para o hospital filho? -Sr. Lange

S Sim – Cellbit

Calma, não precisa, amor se concentra em mim – Eu (Seguro sua mão)

T Tá – Cellbit

Respira – Eu

Ele respira.

Inspira – Eu

Ele inspira.

Fizemos isso mais algumas vezes, até que a dor passou.

Como você se senti? – Eu

Eu tó bem, querido, brigado por me ajudar – Cellbit (Ele se senta em meu colo)

Estou impressionado Felps, parabéns – Sogro

Amor o que aconteceu? – Cellbit

Você teve uma contração – Eu

Que!! Como assim, eu vou dar à luz? – Cellbit

Não amor – Eu (Falo rindo)

É normal ter contrações durante a gravidez – Eu

Ata, brigado Felps, te amo – Cellbit

De nada, mas não se preocupe amor, os bebês estão bem – Eu (Falo pondo a mão em seus braços)

Ok, que bom, o que eu faria sem você – Cellbit

Dou um beijo nele.


Notas Finais


Espero que tenham gostado
Tenham uma ótima tarde


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...