História Era você - (Imagine Jeon Jungkook - Mistério) - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura 😉

Capítulo 5 - Primeira pista e esgoto


Fanfic / Fanfiction Era você - (Imagine Jeon Jungkook - Mistério) - Capítulo 5 - Primeira pista e esgoto

Eu fiz merda, eu olhei para eles, mas jeongguk não falou nada de não olhar, então...tudo bem, né? Mas e se aquele cara vir gritar comigo. Ah não,não,não. Pare de pensar isso, ______.

Sinto uma mão segurar meu ombro esquerdo e me puxar. Me levanto sem jeito dando de cara com o corpo de alguém. Seu braço está me envolvendo e minhas mãos estão em seu peitoral. Sinto o perfume do rapaz e fico mais calma. É o jeongguk.

-não era pra você ter olhado...- ele fala baixo e frio.

-desculpa...

-vamos embora. -ele me solta e fica atrás de mim enquanto andamos até sua moto. - merda...- diz ele fazendo-me parar de andar e olhá-lo . -continue. -põe uma de suas mãos em minhas costa e me empurra delicadamente.

-quem era?

-um amigo. - "amigo"? Ele não pareceu ser amigo. Jeongguk  já está na moto e eu logo subo abraçando seu tronco. -ele não pareceu ser amigo , né? Mas ele é. Nos deu uma pista sobre karina e agora podemos começar as buscas amanhã.

-que pista é essa?

-uma flor.

Estamos em frente da minha casa. Na verdade apartamento. Nós conversamos um pouco no caminho para casa, mas só por que eu perguntava sobre ele e descobri algumas coisas.

-amanhã na minha casa, ás 7:00 da manhã. Não se atrase. - nem responde e ele dá partida na moto ,fico lhe observando até virar a esquina.

-muita coisa pra mim. - preencho minhas bochechas de ar. Entro no apartamento e subo as escadas até o terceiro andar. Abro a porta de casa e adentro o local.

-_____? Você sabe que hora é? Sua escola libera ás 17:30 e já são  19:59- ela olha o relógio e abre a boca.- 20:00 !! Você chegou em casa de 20:00!! Onde você estava? Estava com alguém?

-Muitas perguntas. Eu não estava sozinha. Depois nos falamos. Amanhã terei que sair.

-sair pra onde?

- Vou sair para dar uma volta.

-com quem?

-com um amigo. Não se preocupe, não faremos nada de errado.

-pera...amigo??? Você nunca teve amigo!!Qual o nome dele?

-jeongguk. -corro para meu quarto antes que ela me fizesse mais perguntas.- Meu Deus...que chatisse...


É hoje. Já são 6:54 da manhã e ainda estou saindo de casa. Saio do apartamento correndo e sigo caminho até a casa de jeongguk. Olho o relógio e são 6:59 . paro em frente de sua casa ofegante e a porta se abre.

- sorte sua que deu tempo. Entra. -olho jeongguk na porta e adentro sua casa. É arrumada , tem cheiro de manga.- vem no meu quarto, tem uma coisa pra você.

-é roupa? Se for roupa , eu já estou de vestida.

-eu sei. Não sou cego. -ele anda pela sala á procura de algo, parece que ele não achou, pois suspirou e subiu as escadas , o segui ,é claro.

-tem o seu cheiro.

-quê? -jeon se vira sem entender e sorri.- você fica me cheirando?

-n-não...é que...o-o seu cheiro é forte, qualquer pessoa sentiria...- meu rosto está pegando fogo , eu estou sentindo arder.

-pare com essas coisas. - ele ri um pouco e confesso, foi fofo.- eu sei que sou cheiroso. - por fim ele volta á procurar algo em seu guarda roupa.

-hm...oque você está procurando?

-um capacete para você.

-capacete? E de golf? Por que eu usaria um capa...ai!!- sinto dor na minha cabeça e olho para jeongguk que se encontra em minha frente com as mãos no capacete de golf que agora está em minha cabeça.

-desculpe-me, próxima vez tomarei mais cuidado com você. - ele tira as mãos do capacete e leva-as para o encaixe fechando-a.- pronto. Acha que está bom? Só um capacete?

-sim...

-certo. Então ,vamos.- jeongguk sai do quarto e eu vou atrás dele.

-onde nós vamos?

-para o esgoto.

-esgoto? Por que o esgoto? A pista não era uma flor?

- vamos primeiro ao local onde tudo aconteceu e então, vamos entrar no esgoto. Você mesma não disse que parecia que um buraco havia sugado ela?

-sim, mas foi apenas uma forma de expressar o ocorrido. 

-vem logo. - nessa conversa eu nem percebi que já estavamos no lado de fora da casa e prestes á subir na moto.

-hm?ah...eu nem percebi. -subo na moto e pego meu celular.- eu vou tirar fotos se for preciso, posso?

-pode. - jeongguk dá partida na moto e pela força me agarro em jeongguk. Ele ri por achar graça do meu susto e não por ter me agarrado nele, eu acho...

Chegamos ao local e ele já está tirando a tampa do esgoto. O local está vazio, nem os policias estão aqui. Após a morte daquele homem louco tudo ficou mais calmo por aqui, eu fico pensando em como o jeongguk teve coragem de matar uma pessoa, talvez por que ele estava fazendo mal á mim. Por que ele se importa comigo e com o sumiço de karina? De onde ele conhece ela? Oque eles são um do outro? Até onde eu saiba , ela não tem namorado. Tantas perguntas e poucas respostas...na verdade, nem uma resposta apareceu até agora.

-_____!! Ei, vem. -paro de pensar e vejo jeongguk agachado em frente ao buraco do esgoto. Vou até ele após me desculpar. - consegue entrar sozinha?

-eu acho que sim.

-ok, vou entrar primeiro para te ajudar. Não esqueça de pôr a tampa.

-certo.

Jeongguk pula no esgoto e do lado de fora sinto alguns pingos.

-_____ , não se preocupe, não tem muita água aqui, só um pouco mais no meio, pode descer.

Suspiro e pego a tampa, ponho perto do buraco deixando um espaço onde eu possa entrar, minha mão escorrega enquanto eu descia a pequena e úmida escada, achei que jeongguk ia me segurar mas não foi oque aconteceu, ele tentou mas eu já tinha caído de costas na sujeira.

-eca...- ele me ajuda a levantar e agradeço.

-eu devia ter te ajudado, me desculpe, é que eu me destraí com algo...

-tudo bem...oque foi que você viu?

-espera. - jeongguk olha para trás e escutamos barulhos na água.

-oqu...- antes que eu terminasse jeongguk tapou minha boca com uma de suas mãos.

-você sabe que as garotas daqui não tem corpo bonito. Aquela do outro dia era linda de rosto e de corpo, o patrão até tentou mas a polícia chegou na hora.

Jeongguk olha para mim e eu fico sem entender, deito minha cabeça para o lado esquerdo para demonstrar que não entendi e ele logo percebe soltando um suspiro de desapontamento e alívio.

-cara, o patrão morreu na segunda tentativa de pegar a garota.

Jeongguk mais uma vez olha para mim ainda mais espantado, franzo o cenho sem entender e ele franze o cenho também, ele ficou sem entender assim como eu.

-como você pode ser tão lerda...?- sussurra jeongguk.

-eu...?por que ...? -pergunto no mesmo tom que ele após retirar sua mão de minha boca.

-nada não...vamos por aqui...- jeongguk segura minha mão e vamos andando pelo outro lado do esgoto. Jeongguk solta minha mão- Quem será que eram?

-não sei, eu não conheci a voz.

-muito menos eu. Quem tanto você conhece daqui?

-eu conheço todos os policias, o delegado, a filha do delegado, a mulher do delegado, o namorado da minha mãe, karina e a família dela, algumas pessoas da escola , os vendedores da feira que não é muito grande, as mulheres do cabaré aqui perto,  o dentista Katriel e sua família, o psicólogo Charlie, todos os professores da nossa escola, o diretor que no caso é irmão do meu pai, o meu pai, você e...

-tá bom, já entendi. -jeongguk me interrompe. Ele parece irritado.

-desculpa...

-tudo bem. Você conhece muita gente... Charlie é irmão do meu pai.

-o sr.Charlie? Nossa, que coincidência, ele era meu psicólogo.

- por que você ia ao psicólogo?

-Fiquei com depressão quando meus pais se separaram.

-hm...Minha mãe morreu quando eu era menor.

-quantos anos você tinha?

-7 e agora tenho 15.

-o tempo até que passa rápido. -sinto a água do esgoto começar á subir e paro de andar, jeongguk continua enquanto observa o local. -jeongguk...a água não está mais alta?

-hã?- ele para e me olha .

-a gente não tá no meio.

Jeongguk olha a água e vira-se em minha direção.

-corre. 

-por quê ?- jeongguk ainda está afastado de mim ,mas aumenta os passos e escuto barulho de água ao longe.

-é onda. 

Sinto a água subir mais e mais, me viro e começo á correr com dificuldades

-Meus Deus!! Que difícil!! Hum!! Correee!! - grito comigo mesma.

-Merda!!sobe!! -eu e jeongguk chegamos até a escada e ponho meu pé direito para subir enquanto me seguro com as mãos na escada. Escutamos o barulho de água mais forte e olhamos em direção de onde estávamos. - sobe ,caralho!! -jeongguk empurra minha bunda fazendo-me voltar á mim e subir as escadas. Saio do esgoto e me jogo no chão, logo após jeongguk sai e faz o mesmo ofegante.

-Quase...- digo sentindo falta de ar.

-Droga...só descobrimos que há pessoas aqui embaixo, provavelmente apenas homens.

- ah não... Será que foram eles?

-que pegaram karina?

-sim...- sinto meu nariz arder.

- não.- Me sento e olho jeongguk que fara o mesmo que eu.- não foram eles. Foi algo pior.

-algo? Como assim?

-talvez alguma coisa que não seja humano pegou karina.

-pera aí. Você está querendo dizer que um "monstro" pegou a karina?

-não um monstro, e isso é apenas uma suposição.

-ok...- me levanto e sinto o odor do esgoto em mim. -eca...nós já terminamos por aqui?

-sim. Vamos ao jardim botânico.

-agora?

-não. Há noite. 19:30.

-vou até sua casa, certo?

-não, eu irei na sua. Vai estar tarde e eu não quero que você se machuque. - suas palavras foram como ordens, estou impressionada em como ele cuida de mim e continua sendo sério. - e vê se põe um short, eu vi tudo , para de usar calcinha preta e põe um sutiã menor, esse fica folgado. - por fim ele suspira e eu fico sem entender.

-como você sabe que o sutiã fica folgado? Dá pra ver? - arregalo os olhos e ele se levanta.

- não, eu apenas gosto de observar. Vem.- Jeongguk vai até a moto e sobe nela.

-vamos ao jardim botânico por causa da flor?. - subo na moto.

-Sim. - jeongguk dá partida na moto e sinto que nesse jardim botânico terá alguma informação sobre a flor. Pera, onde acharam essa flor?



Notas Finais


Ainda ficou uma pergunta 😫
Iremos ter uma resposta no próximo capítulo 😁💖


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...