1. Spirit Fanfics >
  2. Eros >
  3. Californication

História Eros - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Pluto (em grego antigo: Πλοῦτος) ou Eniato (em grego antigo: Ἐνιάτος) , na mitologia grega, era um dos filhos de Deméter e do herói Iasião. É considerado como a "Criança Divina", o deus da riqueza. Caridoso, que viaja sobre a terra e o mar, e quem o encontra se torna rico.

Capítulo 2 - Californication


Fanfic / Fanfiction Eros - Capítulo 2 - Californication

Eros buscava diversão. Pensou em ir até a cidade de Las Vegas, no entanto ele não precisaria usar seus dons, pois aquele lugar já era depravado o bastante. Era verão, então resolveu tirar vantagem disso. Pousou em San Diego, na California. Praias, garotas e biquínis, era o paraíso para ele.

Aterrissou sobre a areia quentinha de uma praia, sentiu o sol queimar sua pele. “Preciso pegar um bronzeado” Pensou.

– Mas o que é isso? Aqui não é praia de nudismo! Gritou uma mulher. – E muito menos festa à fantasia, anjo tarado!

Então se lembrou de que estava nu, e precisava de roupas. Ou melhor, de um disfarce, já que também não poderia deixar suas asas à mostra.

– Me desculpe senhora. Acho que me confundi. Respondeu, pegando uma folha de palmeira logo em seguida para esconder suas vergonhas.

Olhou ao redor e viu um quiosque de madeira vazio próximo. Correu até lá e encolheu suas asas, pendurou seu arco na aljava, de forma que lembrasse uma bolsa, e a envolveu atrás das costas.

 Avistou uma toalha sobre a areia a alguns metros à frente, nela havia uma bolsa semiaberta. Chegando até ela furtivamente, vasculhou-a e encontrou roupas. Vestiu uma regata branca e uma bermuda estampada. As pessoas ao redor viram a cena com expressão de espanto e desprezo. Ele se afastou descaradamente em seguida, passando por entre a multidão.

 Caminhou até o bar ao lado, onde tinha diversas garotas bebendo e dançando.

– Olá gatinhas. Disse pegando uma bebida e indo em direção às garotas. – Estão se divertindo?

Elas voltaram à atenção para ele, abrindo um sorriso quase que simultaneamente. – Uau! Você caiu do céu?  Exclamou uma morena.

– Não exatamente. Disse Eros em meio a risos. – Mas posso te levar até ele se quiser.

– Ui, tem lugar pra mais uma? Perguntou outra menina, aproximando-se dele.

– Tem lugar pra todas. Disse após um gole de whisky.

– Para onde vamos? Perguntou uma loira de cabelo cacheado.

Eros ficou pensativo. – Espere um segundo, eu já volto.

Ele necessitava de uma casa e um carro para se locomover ali, já que não podia usar suas asas. Ele não queria demonstrar que era literalmente um deus grego, pois o seu trabalho seria muito fácil ali. Deveria fingir ser um mero mortal, e agir como tal.

Portanto, nada mais justo que pedir um favor a Pluto, deus da riqueza. Assim, chamou Eros a Eniato (outro nome de Pluto), que veio até ele com rapidez, pois era um deus alado.

­– O que você quer? E o que faz aqui? Indagou Eniato.

– Falando assim, parece até minha mãe.

– Desembucha logo Eros, não tenho o dia inteiro e mesmo se tivesse, também não tenho paciência.

– Estou falando com Eniato ou seria Ares, hein? Calma, eu só quero uma caridade sua... Preciso de uma grana pra comprar umas coisinhas aqui. Desabafou.

– Precisa de quanto?

– Nada demais, alguns milhares de dólares já são o suficiente.

Eniato rolou os olhos, e entregou a ele cinco barras de ouro e algumas pedras preciosas.

– Ah! Como eu posso te agradecer? Suspirou Eros

– Só não me incomode mais, tenho muito trabalho a fazer. E foi embora mais rápido do que veio.

Eros ficou observando o amigo se afastar com um sorriso de orelha a orelha no rosto, então se lembrou das garotas. Retornou ao bar, mas elas já estavam dançando com outros rapazes.

Ele foi então à procura de um lar temporário, bem como um possante.

 


Notas Finais


lancei a braba


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...