1. Spirit Fanfics >
  2. Erotic Sadists In The Game >
  3. Colar chiclete no cabelo é mais amor do que infantil

História Erotic Sadists In The Game - Capítulo 11


Escrita por: e BelaByers


Notas do Autor


Eu esqueci...

Capítulo 11 - Colar chiclete no cabelo é mais amor do que infantil


  De repente, Sougo surgiu naquele breu e me abraçou envolvendo-me e apartando o meu sofrimento, frente a frente.


  _ S-S-S-Sá-diiic-co… M-meu irmã-o mor… morr- Eu nem pude completar toda a frase. Uma vez tentei consolar o loiro nesse mesmo toilette e, agora infelizmente, é a vez dele fazer uma tentativa bem parecida. A sua irmã e agora meu irmão… Ambos vítimas de um vírus terrível. Porém não farei igual naquele dia, dessa vez alguns amassos não irão curar nada aqui… Se é que curaram. Bom, ao menos, foi o que imaginei que o Sádico logo ousaria tentar. Me enganei. 


  Apenas ficamos ali no mesmo lugar de sempre, abraçados, enquanto eu não parava de chorar debruçada no conforto de seu apoio. Mil asneiras e paranóias surgiram como furacão em meu cérebro e, nesse instante, meu coração comprimiu apertado. Ainda me perguntava bastante sobre quem é aquela mulher antipática de antes que lhe fez companhia no shopping. Melhor, quero dizer pior, quais são os sentimentos do Sádico quanto à ela!?


  Nisso de ciúmes, me saí um pouco dele, ou tentei sair, porque o Sádico não deixou e me puxou de volta para o abraço de urso que ele tem. 


  _ Fica um pouco mais… Assim está bom... - balbuciou o loiro com a voz mais embargada de sono do que não sei o que! Fiquei com o queixo caído! Esse animal dormiu sentado no chão frio comigo??? Filho da… Não, ok, é só ignorar essa parte, né? Certo! Eu vou tentar…


  _ Já estou melhor, obrigada, Sádico caridoso do meu coração… Agora já pode me largar? - tentei soar normal, todavia bateu o espírito do sarcasmo na hora. Foi mal mesmo, dei mole…


  _ A energia ainda não voltou, se eu te soltar, vai voltar a chorar como um bebê, China? - Sougo só podia estar brincando mesmo, ele sabe o porquê de eu ter chorado hoje na academia. Trinquei os dentes com o nível idiota de "fofura" dele, mas me controlei de novo.


  _ Ah, não vou… - fui breve. Ainda é bem difícil manter contato visual com esse safado sem molhar a calcinha...


  _ Certeza? Porque se eu precisar te acalmar outra vez posso errar o lugar onde pego… - só nesse minuto que eu percebi uma coisa: Continuo aqui pelada aos prantos sem ter um pouco de juízo?


  _ Seu pervertido! Canalha, tarado! - ofendi na hora em que senti mais da aura libidinosa do loiro tomar todo o ambiente. Me debatia sem parar em seus braços e perdendo mais e mais as forças, até ficar enfraquecida com um certo desânimo - Me solta, vai… Sua namorada não vai gostar disso... - sim, eu tive que arriscar a sorte, as minhas fantasias não poderiam ficar me enganando a vida inteira. 


  _ Ainda não tenho ninguém do tipo. - Gente… Momento épico da série Todo Mundo Odeio o Chris: "Se ligaram que ele falou 'ainda'."?? Não posso crer! Serião? Ai, meu Zeus…


  _ Me engana que eu gosto, Sádico. É inútil tentar mentir pra mim, porque eu vi os dois, sei que vocês não são simples amiguinhos… - Pô, a fúria é foda, né?!


  _ Tá certa. Nobume não é alguém como uma amiga mesmo. De fato, é verdade.


  _ Ouviu só? Eu sabia! Sabia que era assim! Esteve mentindo e agindo como uma pessoa gentil, mas não… Na verdade você… Só queria… Uma amante… - Nossa! Quão difícil seria segurar essas lágrimas hoje. Se eu soubesse, não teria me apaixonado tanto pelo Sádico…


  _ Fique você sabendo que não vou aceitar nada disso, ok?! Eu nunca… - pausei por conta de um soluço… - … NUNCA VOU SER AMANTE DE NINGUÉM!!! - gritava para ele saber e qualquer um outro que fosse mais imbecil que o próprio Sádico por ter tentado ignorar os meus princípios. 


  Sougo abriu um sorriso estreito, eu não entendia mais nada. Ele era tão puto assim ao ponto de caçoar mais ainda da minha cara?


  _ Nobume é… - o loiro começou a falar. - Ela é pra mim… - estava bem apreensiva. O que diria? Fala só de uma vez, porra! - … Um verdadeiro nada, China. - e gargalhou divertido. 


  _ Mentiroso… - minha cabeça não conseguia ser erguida mais. Ficava cabisbaixa com suas falsas palavras. - Seu mentiroso do inferno! MENTIROSO! - desferi um tapa em seu rosto, que deve ter ficado muito vermelho com as marcas de meus dedos da mão. 


  _ Não. Espera… China, é verdade, eu juro! China, me escuta só dessa vez, sua cabeça oca! - Sougo era até que bastante mandão, o que jamais significaria eu ser obediente à ele. É muita questão de honra, ora…


  _ China… Ouça o que tenho a dizer agora, por favor… - o loiro pedia com a mão acariciando a bochecha ferida e, logo em seguida, pousando a mão de leve no meu rosto.

  

  _ Olha bem nos meus olhos e diz se estou mentindo… - com paciência o Sádico fez contato visual direto aos carambas. Por um instante, me perdi naquele mar de pimenta malagueta. - Viu agora? É como é! Sou solteiro e descompromissado até hoje, por isso posso te dizer… Saia comigo, China, você aceita?


  _ N-não… - eu havia sussurrado só para mim. A coisa mais difícil quando se está apaixonada é admitir de vez com consciência o quão impossível é a relação tão sonhada se tornar mais e passar a ser a realidade.


  _ O que disse? Não escutei direito.


  _ Eu falei não!


  _ Por que não? Você já não quer me ter?


  "Eu quero, quero bem mais do que tudo… Quero 24 horas… Quero aqui ou em qualquer lugar… Mas…"


  _ É isso mesmo, sinto que passou a minha vontade… Sabe como é… É que tem tantos homens no mundo… E ficar apenas com um seria-


  _ Que péssima mentirosa! Onde foi que aprendeu a mentir tão mal assim na vida, hein, porca estúpida?


  _ O q- DO QUE ME CHAMOU, SEU ESTÚPIDO DE MERDA?!!?


  _ De porca, tá surda agora? Talvez a lama do chiqueiro tenha entrado no teu ouvido e tapado.


  _ Seu…


  _ Vai, me chinga! Chinga agora! O máximo que consegue, já que não é corajosa nem pra admitir na cara que tem sentimentos por mim!


  _ E quem te disse que é problema seu?? 


  _ Ninguém, não sou movido pelos outros. 


  _ Então! Por que essa necessidade de me humilhar mais? Por que você precisa pisar assim em mim??? Eiii, me explica pra que fazer isso! - eram meus gritos mais desesperados e ele tinha que escutar tudo, enquanto não conseguia mais soltar o colarinho da roupa que ele vestia.


  _ PRA CHAMAR SUA ATENÇÃO!!! POIS QUERO QUE SEMPRE NOTE SOMENTE EU, QUE SE MANTENHA COM OS OLHOS EM MIM! PORQUE VOCÊ É LERDA E TENHO QUE ESPERAR A TUA BOA VONTADE PARA SACAR QUE TE AMO POR TODO ESSE TEMPO! - … - Vou repetir mais uma vez e vai ser a última…





 Aceita sair comigo em um encontro, Sakata Kagura?!





       Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...