História Error 404


Escrita por: e babz


Sinopse:
Taehyung queria construir o robô perfeito, um que obedecesse suas ordens e funcionasse apenas para si; queria a melhor máquina de aparência humana que pudesse existir.

Mas acabar se apaixonando por aquele pedaço de lata era algo que ultrapassava os limites da razão.

| taekook | android!jeongguk |
Iniciado
Atualizada
Idioma Português
Visualizações 3.225
Favoritos 1.122
Comentários 93
Listas de Leitura 297
Palavras 3.895
Terminada Sim
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Android!jeongguk, Babz, Deathfic, Kookv, Sci-fi, Taekook, Taekook Da Babz, Tkwishes, Vkook

Fanfic / Fanfiction Error 404
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Sci-Fi, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Lista de Capítulos

Capítulo
Palavras
1.
(feelings) not found - single chapter
93
3.225
3.895

Gostou da História? Compartilhe!

Comentários em Destaque

Postado por SweetHope95
Capítulo 1 - (feelings) not found - single chapter
Usuário: SweetHope95
Usuário
Eu estou complemente sem palavras.
Esperei um final clichê e me vem essa bomba.

Tão triste e tão perfeito ao mesmo tempo... Real.

Eu amei muito mesmo. Parabéns!
Você é minha escritora favorita. Amo demais suas fics.💙

Beijos 😘
Postado por Untouuchable
Capítulo 1 - (feelings) not found - single chapter
Usuário: Untouuchable
Usuário
Eu favoritei essa fanfic tem bastante tempo, duas pessoas me indicaram isso, e uma delas havia sido a Millena (@Dreases) nesse exato momento após me conter para xinga-la de todos os nomes feios possíveis, apenas surtei com a capacidade dela de me recomendar (mais uma vez) algo fora do comum, da realidade clichê e sem idéias como essa, no social spirit.

Gostaria de conhecer bem mais a autora, porém, creio que não tenha muito tempo para fazer amigos, enfim.

Vamos para o comentário, certo?

Meu coração está acelerado, eu estou segurando minhas lágrimas e estou sem chão também, como isso chegou nesse ponto? A loucura de Kim TaeHyung falou mais alto naquele momento, não é? Ele ficou cego pelo amor e se matou por perceber que Jeongguk não é nada mais que além de uma máquina, que não possui um coração ou sentimentos para corresponde-lo de tal forma, não é humano para sorrir como TaeHyung sorria por dentro por conta de um amor "sufocado", que levou ele a praticar tais atos.

De certa forma eu me apaixonei pelo TaeHyung, suas características exóticas nos fazem sofrer da mesma forma que ele sofreu, chegar ao ponto de querer conhecer "o outro lado" da moeda. Você está entendendo?
Me sinto aliviada por Jeongguk não ser um humano, não ter sido "corrompido" por esse sentimento que muitas vezes nos traz certas lembranças ruins, até mesmo pessoas aproveitadoras.

Talvez essa não seja a mensagem, — ou talvez nem tenha uma mensagem — mas eu acreditei até o final que o Tae iria encontrar alguém que fosse o fazer feliz, ou talvez "criar" um Jeongguk que pudesse sentir tudo o que ele estava passando, de alguma forma despejar seus sentimentos ruins naquele novo Jeongguk, e só então percebesse o quão burro e cego ele estava sendo, contudo, a forma que você narrou e nos apresentou os fatos, as angústias, foram muito mais dolorosas que qualquer outra realidade dessa história, qualquer outro rumo.

Até esse ponto eu já liberei todo o líquido dos meus olhos, eu estou chorando por não aguentar o sofrimento do personagem que me fez ama-lo desde às primeiras linhas da narrativa, porra, eu a odeio por isso, mas a amo por ter feito algo tão impressionante ao ponto de querer me socar por ter àquela ideia idiota mais uma vez de ser "só mais uma Taekook, nada novo sob o sol", então me desculpe por deixar essa história tão maravilhosa parada por vários meses em minha biblioteca, e talvez só querer a ler no dia em que eu procurasse histórias novas.

Esse foi o meu comentário, desculpe se pareceu formal de mais, grande de mais ou pequeno, mas essa foi a minha forma de demonstrar o carinho que eu criei e as teorias que nasceram para saber o futuro dos acontecimentos finais. Com carinho, Jessy. ♥