História Erros da minha vida - Crianção de um novo amor. - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Error Sans, Flowey, Frisk, Grillby, Ink Sans, Mettaton, Napstablook, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel, Undyne, W. D. Gaster
Tags After X Death, Afterdeath, Cherry X Berry, Cherryberry, Dust X Lust, Dustlust, Errink, Error X Ink, Errorink, Escolar, Halluciv X Xcellence, Ink X Error, Night X Cross, Nightcross, Racyboots, Shipps, Undertale, Xcluciv, Xclussiv
Visualizações 156
Palavras 3.845
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, Magia, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Necrofilia, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiiiiiiiieeeeee!
Mano, eu tenho que parar de dar 'oi' desse jeito.

Entaum, aqui esta o especial +80 favoritos! !! Em rumo aos 100 o/

Do jeito que vcs pediram
Literalmente

Eu tenho qua parar de escrever fics pq acabei de fazer outra na minha cabeça
Capa da Fic tem nada haver

Nagi: obrigada por tudo. Tenham uma boa leitura^^)

Capítulo 19 - Conversando.(Especial 80 fav!!)


Fanfic / Fanfiction Erros da minha vida - Crianção de um novo amor. - Capítulo 19 - Conversando.(Especial 80 fav!!)

– Me solta Error! – Gritava Ink enquanto tentava se soltar dos fios.

– Nop, você tem que se controlar. – Falou fechando os olhos e suspirando. – A gente não  resolve tudo isso com violência e... --

– Error, ele fugiu. – Disse o de lenço azul. Quando Error percebeu, o pintor não  estava mais entre as linhas. 

– Filho da puta. – Disse. Olhou para o lado se deparando com Flowey. – Por quê caralhos tem um Flowey aqui?! 

– Nem eu sei. – Falou Dust. – Welp, tenho que ir pra não me inturmar com estranhos como vocês, e Error.... – Chamou atenção do de ossos negros. – Lemvre-se do que eu disse sobre ele.

– OK. – Falou completamente ignorando Dust. O incapuzado saiu da presença dos outros no local. – Então Blue,  me explica o que ouve. 

[...] 

– Você de novo?!

– Calma, eu nao vim para pertuba-la. – Comentou a morena. 

– Ata, e o que você quer? – Perguntou a que estava presa entre varias correntes com efeito de magia. 

– Apenas quero saber como está se sentido. 

– Eu estou super bem, vasa daqui! – A maior exitou, mas acabou saindo e deixando a menor acorrentada  naquele local escuro. 

[...] 

– Pronto, agora é so entregar. – Disse. Nightmare se levantou onde estava sentado, segurando uma carta e encaminhou até a ala A, que para a sua felicidade, era a ala mais perto. Entrou pelo o prédio indo em direção ao elevador. O quarto do híbrido ficava no segundo andar, iria ter que esperar para o elevador descer. Assim que desceu a porta se abriu e o de olhos roxos escuro entrou no elevado. Começou a cantar um música aleatória que vinha de sua cabeça, já que a mesma era muito viciante. 

– This is my chance,  maybe my last. And if l leave there's no way back. This is your fate when worlds collapse. I took my pain now give it back. – O elevador se abriu,  o mesmo caminhou até o quarto 157. – I give it back,  give it back. Only one of us will laugh last. Now give it back. I give it back, give it back. Break this whole fucking world in half.

Chegou em frente em quarto de Cross, abriu a porta de vagar torcendo que não havia ninguém alí. E por sorte não tinha, andou até a uma cômoda e largou a carta lá. Sorriu, e saiu do quarto o fechando novamente. E quem canta e os males espanta, o mesmo continuou cantando. 

– Nobody likes me. No one likes me. But i don't like tem. Uh huh, I don't, nu hum. 

[...]

Fell ainda corria para poder poupar sua vida, mesmo que isso o mate (Nagi:Wtf?!). O mesmo parou, se apoiando na parede do corredor ofegante, nao tinha percebido que algo ou alguem se aproximava. Quando olhou para atrás, apenas sentiu o impulso o jogar para o chão. Levou a mão até a bochecha(?) e olhou para a frente.

Lá estava Ink com o punho fechado. 

– Você é maluco ou oque?! – Perguntou Fell dignado. 

– Um super protetor! E desde quando você tem direito de encostar no Blue!?  – Falou o artista. 

– Mas...! 

– Okay, me der um motivo, apenas um para que eu deixe você ficar com o Blue. – O menor cruzou os bbraços esperando uma resposta. 

– Quer um motivo?!  OK,  vou te dar só um. Eu o amo! Eu faria de tudo para protege-lo. Mesmo que isso tenha que tirar ele de você, só para eu poder ficar com ele. 

– Melhor motivo que eu vir na minha vida. – Disse o pintor. – Você pode ficar com ele. Mas antes... Hehehe. – Fell não entendeu. Mas quando viu o menor se aproximar seu coração disparou de nervosismo, tinha que admitir, o menor dava medo. Fechou os olhos, e apenas sentiu um peteleco na sua cabeça. Abriu os olhos e viu o menor com um sorriso travesso.  – Cuide dele, se não eu te mato. – Assim o menor saiu de perto do de dente de ouro. Esse suspirou e se levantou do chão e continuou a andar com as mãos no bolso.

[...]

Reboot estava andando pelo os corredores da escola. Estava cansada, já que o mesmo não tinha dormido direito. Foi quando viu que Outer se aproximar. 

– Eai Boots. – Comprimentou. 

– Oi Outer. – Deu um sorriso, o cançaso era visível em seu rosto.

– Que cara é essa? – Perguntou. 

– Apenas cançaso. – Respondeu. Esse começou a soltar um bocejo. 

– Você deveria voltar a dormir. – Sugeriu. Logo sentiu seu rosto esquentar com o que ia perguntar. – Mas antes, você viu o Dream? 

– Sim, ele estava fazendo uma maratona junto com os outros e estava segurando um Flowey na mão. 

– Um Flowey? Okay, isso é estranho. Mas obrigado mesmo assim. – Disse. Despediu de Reboot e foi atras do pequeno sonhador. Reboot conhecia Outer muito bem para saber que o mesmo gostava do guardião, mas esse nunca chegou a falar ou a se sóciar com ele. Boots por sua vez caminhou até a ala B, Outer tinha razão, tinha que dormir. Mas sera que vai mesmo poder dormir? 

[...] 

– Hans,  se você não me dar  essa merda eu te mato! – Gritava a garota de vestes pretas.

– Não, você comeu vários! Tem que dividir com os amigos. – Falava Hans que segurava uma barra de chocolate.

– Vou dividi a sua cabeça no meio isso sim!

– Nossa Alyssa, pra quê essa agressividade toda? – Perguntou a garota de cabelos rosas ao ver a situação dos parceiros.

– Esse merda não quer me dar minha barra de chocolate. – Disse a maior cruzando os braços.

– Hans, da a barra pra ela. – Falou.

– Não Betty, ela acabou vários. – Respondeu erguendo o chocolate para cima para que nenhuma das duas podessem pegar.

– Então dar pra mim. – Apareceu Reaper pegando a barra.

– Nãoooooo!;-; – Gritaram em uníssono.

– Já foram fazer o que o Dust mandou? – Perguntou o de capuz preto. Os outros três negaram. – Então vão fazer, ninguém vai ajudar vocês com essa merda. Cadê a Kitten?

– Foi ajudar o CC. As crianças daquele orfanato são muitos, ele com certeza iria precisa de ajuda. – Respondeu Hans cruzando os braços, ainda queria a "sua" barra de chocolate.

– Ótimo, então vou indo. Preciso visitar uma pessoa. – Reaper saiu, levando consigo a barra.

– Minha barra;-;... – Falou a de cabelos negros.

– Hahah, melhor nós irmos fazer o que Murder mandou. – Betty viu seus amigos tristes, então pensou em algo que poderia faze-los ficarem mais animados. – Depois,que tal nós irmos tomar sorvete?

– Ebaaaaaa!!

[...]

Dama caminhava lentamente, já que não tinha o Flower para ajuda-la, a mesma tinha que se manter segura para não acabar esbarrando em alguém. Foi quando sentiu alguem toca-lhe no ombro.

– Ei Dama, ta perdida? – Dama não poderia ver, mas era uma garota de cabelos azuis não naturais, só pela a voz, Dama pode reconhecer quem era. Beatriz.

– Não, apenas sair do quarto sem permissão do Flower. – Respondeu. Não era a primeira vez que a morena fazia tal coisa.

– Nossa, e cadê aquele seu namorado? – Perguntou, ambas comecaram a caminha, Beatriz segurou nas mãos de Dama começando a guia-la.

– Foi treinar com o G e com o Eraser na quadra.

– Quer que eu te leve até aonde?

– Até o Siren e a Taffye. – Disse, a mesma amava a companhia dos amigos. Esses tiravam de sua mente o pensamento de que a qualquer momento a mesma poderia morrer.

– Okay. – As duas caminharam até o pátio, não demoraram a achar os dois. Ambos conversavam e riam da situação do dia. E isso deixava Dama feliz.

[...]

Dust caminhava calmante até a enfermaria, suas dores de cabeça estavam almentando cada vez mais.

Continou andando, até passar pela a sua cabeça que Lust estava lá, respirou fundo, não queria vê-lo tão cedo, mas era o jeito ou morreria de tanta dores. Ao chegar abriu a porta de enfermaria, e lá estava o chamativo conversando com Dream, o mesmo já estava se despedindo.

– ... Pronto, agora vou indo. – Falou o de cora.

– Vai lá, eu fico aqui mechendo no meu celular. – Disse o maior puxando o aparelho do bolso.

– Tchau. – Se despediu. Foi quando viu Dust na porta, desviou o olhar. Para ele, Murder era uma pessoas muito assustadora, não sabia a sua relação com Lust para ambos se tratarem daquele jeito, tirou esses pensamentos de sua cabeça e foi para o patio.

Dust por sua vez entrou na enfermaria, Lust tirou seus olhos do aparelho e viu o maior entrando.

– Ue, veio me visitar foi? – Perguntou. Dando um sorriso travesso logo em seguida.

– Vai sonhando. – Falou o maior. Logo começou a olhar a volta procurando alguem.

– Se está procurando a enfermeira, ela saiu e volta daqui meia hora. – Disse o menor como se tivesse lendo os pensamentos de Dust. O maior apenas suspirou, e já que todas as cadeiras daquele local estavam ocupados com caixar, Dust se sentou na cadeira a frente da maca em que Lust estava deitado/sentado. – Então, o que achou do meu progresso D?

– Se você esta falando do Fell com o Blue mais tarde eu resolvo. E me chama de D de novo que eu meto essa seringa no seu cu. – Falou apontando para uma seringa que estava ao seu lado em um cômodo e logo em seguida cruzou seus braços.

– Agressivo. – Disse o menor mostrando a língua como deboche. O maior tinha que admitir, Lust ficou fofo com aquele gesto. O mesmo se virou corado tentando esconder seu rosto no capuz, mesmo sendo em vão, pois o menor percebeu. – Pffff, hahaha você ainda fica fofo corado hahaha! – Dust corou mais ainda com as risadas do menor que eram doces. Balançou a cabeça e pegou seu aparelho telefônico do seu bolso.

– Vai se fuder. – Disse ainda corado começando a mecher no celular.

[...]

– Não era pra você está com o Horror? – Perguntou o hibrido para o monocromático ao lado.

– Sim, mas eu vir o Killer se aproximar, então eu não queria pagar de vela. – Falou. CC e Cross estavam caminhado pela a ala B, os mesmo estavam indo para o quarto do maior, ambos estavam pensando em sair para tomar sorvete. Mas sem dinheiro não tem sorvete correto?

– Normal eu acho. – Assim que chegaram, Cross caminhou até a cômoda, abriu a mesma tirando de lá uma carteira. A fechou novamente, mas acabou achando uma carta em cima de sua cômoda.

– O que é isso? – Perguntou CC curioso.

–  Uma... Carta? – Respondeu.

– Abri, vai que tenha uma coisa importe ai dentro.

– Okay. – O mesmo a abriu, começando a ler o que estava escrito nela.

"Olá Cross!

Você deve está se perguntando o porquê de uma carta na sua cômoda
Pra falar a verdade nem eu sei;u; heh...
Eu só queria te dar uma motivação, vamos dizer que eu vou ser sua... Divindade?

Qualquer coisa eu sempre vou te entregar uma carta todo dia. Porquê? Porque eu te admiro e acho que você precisa de alguem que te apóie e te incentive com os dias de hoje.

Não posso dizer quem eu sou porque seria muito arriscado, não quero me meter em encrencas. Mas mesmo assim, soube que você está saindo com o Dream? Boa sorte, espero que seje feliz e visse versa. Qualquer problema, apenas lembre os momentos bons de sua infância ^^

Ass. Sua divindade"

– Wow. – Exclamou o hibrido.

– Pessoinha legal essa hem. – Falou o garoto monocromático. – Acho estranho, que você acha que foi que te mandou essa carta?

– As letras estão em forma, não dar pra saber de quem é. – Disse.

– Estou sentindo uma treta. – Cross riu do comentário do amigo, guardou a carta e se dirigiu até a porta junto com Cross!Chara. Por algum motivo, aquela carta tinha o deixado feliz.

[...]

– Vai mesmo leva-lo?! – Perguntou Error. Ele e Ink já estavam fora da escola indo para a enfermaria.

– Lógico, o Flowey é meu amigo. – Respondeu. Flowey estava como o dia todo no vaso e nos braços de Ink sem dizer alguma coisa.

– Não confio nele. – Falou.

– Deixa de ser chato Error. – Disse o menor. Ambos já tinha chegado em frente ao hospital, entraram e assim qe falaram com o médico foram até a sala de Grey. A mesma ja estava acordada e olhava pro nada, assim que viu os dois deu um sorriso sincero.

– Error, Ink e... – Começou a observa a pequena flor que estava com Ink.

– Flowey. – Respondeu o menor entre eles.

– Heh, que bom que vinheram. – Falou a mais velha.

– Então mãe, como se sente? – Perguntou Error se sentando no banco ao lado da maca.

– Um pouco cansada. – Continuou. – mas vou ficar bem.

Flowey percebeu a maior tentar ser otimista, mas conseguia ver um olhar triste na mesma.

– O que aconteceu com ela? – Murmurou para Ink que observava tudo quieto.

– Ela perdeu um filho. – Disse no seu tom normal.

– Entendi... – Ficaram os três conversando e fazendo companhia para Gray. Até Ink e Error disserem que já iriam embora, mas na verdade eles foram para a sala ao lado onde estava Geno ainda em coma.

Ink ficava mechendo no seu celular assim como Error. E Flowey dormia no vaso.

[...]

*toc toc* (Nagi: Efeito forever, hora do lemon)

Reboot acorda, o mesmo se levanta e abri a porta, se deparando com Eraser que soltou um sorriso bobo, isso acabou deixando Reboot corado.

– O-OI Eraser, entra. – Deu passagem para o maior entrar. Lembrar do que tinha ocorrido ontem deixava o menor envergonhado. Estaria mesmo Eraser apaixonado por Reboot?

– Ei Boots o que foi? Você está tenso. – Perguntou o maior já se sentando na cama de Reboot.

– N-Não é nada... – Disse o menor se sentando ao lado do amigo.

– Você... Está incomodado por causa de ontem? – Perguntou.

– N-Não é isso, é que.... – O menor não disse mais nada, seus sentimentos estavam muito confusos, não tinha certeza se gostava mesmo de Eraser ou se era pura ilusão de novo.

– Olha não precisa ficar assim, você não deve nem sentir o mesmo. – Ele estava falando sério? – Desculpa por ontem. Acho melhor eu ir. – O mesmo se levantou e caminhou até a porta(Nagi: Só vai ser usado clichê dessa vez!) o menor exitou um pouco, mais se levantou segurando o braço de Eraser.

– Espera! – O menor o puxou forte fazendo o maior cair em cima de Reboot, o prendendo no chão. Ambos corados, e na visão de Eraser a coisa mais fofa estava em sua frente. Aquele olhos... Como ele amava aqueles olhos tricolores. Foi ai que Reboot se pronunciou. – Por favor, não vai embora. Nao me deixa aqui sozinho, eu amo a sua companhia, eu amo o jeito que você me faz feliz, me faz rir... Eu amo o seu jeito, o seu caráter, o seu sorriso, os seus olhos... – Foi a vez de Eraser ficar mais corado que Reboot. – Eu... Amo... Você....

Eraser sorriu. Com uma das mãos pegou o queixo(?) de Reboot e selou suas bocas (??) em um beijo calmo.

Se separarm por falta de ar, e Eraser observava Boots com um sorriso no rosto.

– Eu também te amo. – Disse. Selando novamente suas bocas para um beijou mais intenso. Pediu passagem com a língua que foi logo cedida pelo o menor, ambos entraram em uma sincronia, onde Eraser saia vitorioso.

O beijo foi cortado (pq na última vez eu enrolei no lemon só em um beijo) pela a falta de ar. Eraser mudou seu lugar para o pescoço, começando a passar a língua no local, e de recompensa ganhando gemidos do menor.

– Aaahhh~ R-Racy!!

– D-Desculpa. – Disse parando. – E-Eu... Desculpa eu...

– Quem pediu para parar? – Perguntou o menor, corando logo em seguida com o próprio comentário. Não foi diferente de Eraser que também corou, mas soltou um sorriso malicioso que foi percebido por Boots.

– Já que está pedindo, eu não vou ignorar o seu pedido. – Falou. Beijou menor, esse colocou seus braços em volta do pescoço do maior aprofundando mais o beijo que continha amor, desejo e luxúria. O maior colocou as mãos nas coxas do menor, fazendo Boots estraçalhar seus pés.

O maior se levantou carregando Reboot sem quebrar o beijo (pq eu tinha esquecido que os dois estavam no chão.) o colocando na cama. A falta de ar fez presente, quebraram o beijo, mas um fio de saliva se conectava entre ambos.

O maior se dirigiu ao pescoço do menor distribuído beijos e chupões, que faziam Reboot soltar gemidos baixos. O maior então mordeu o pescoço de Boots, esse soltou um gemido mais alto.

– Aaaahhn!~ – Eraser voltou a beijar o menor, começando a despir-lo. Quebrou o beijo para poder tirar a camisa do menor, e se admirou com o corpo do mesmo. As marcas eram lindas, mordeu onde seria seu lábio inferior deixando Boots – muito – corado. Voltou ao pescoço do menor trilhando com sua lingua até sua clavícula, mordendo no local ganhando mais gemidos do menor.

Suas mãos trilhavam até os shorts do menor, o abaixando junto com a box. Assim como sua boca foi em direção as costelas de Boots, trilhando com a língua e deixando rastros de saliva(:P).

– R-Racy...~ – Foi o que o menor disse antes do maior abocanhar o seu membro já começando fazer movimentos de vai e vem, passando sua língua por toda a extensão de seu membro. – Ahhn~ RacyAhhn!~ Vai mais rápido. – Seus gemidos deixavam Eraser mais excitado, a sua vontade era de poder fazer o menor pedi-lo te-lo dentro de sí. Aquilo era como música para seus ouvidos. (e odores para a minha mão de tanto escrever.) Começou a fazer movimentos mais rápidos, e isso estava deixando Boots mais louco pelo o ato. Arranhou a nuca de Eraser, dizendo que já estava chegando ao seu limite. O maior entendo a mensagem começou a fazer movimentos mais rápidos, levando Boots a loucuras

[...] (Que foi?)

Error pegou Flowey e se teletrasportou em frente ao um quarto da ala B.

– Por quê me trouxe pra cá?! – Perguntou a flor indignada.

– Shiu! Você está me dando aos nervos, te trouxe para o quarto do Ink, vou voltar pra lá e ai de você soltar um piu! – Ink tinha cochilado em uma cadeira na sala do hospital s Error aproveitou a situação e pegou o Flowey se teletrasportou até o colégio.

– Tanto faz! – Revirou os olhos assim que disse. Error colocou as mãos na maçaneta, mas antes de abri-la escutou algo do quarto, e isso deixou Error exatamente corado com a situação que vinha la de dentro.

– Eh... – Vários "ERROS" começaram a surgir de seu corpo. – A-Acho melhor eu deixar você com o Dream por enquanto. – Disse começando a correr para não ficar mais ali.

– Porquê?! – Perguntou o menor.

– A-Acho q-q-que o quarto esta ocupado até demais. – disse com um tom amarelo no rosto.

– Ahn?! – A flor ficou confusa, mas ao perceber o quão corado estava Error, a flor também corou. – Puta que par...

[...] (Eu sempre quis fazer isso kkk)

Reboot liberou seu orgasmo ao chegar no seu limite, soltando um gemido alto. Liberando tudo na boca de Eraser, porém o mesmo tratou de engolir tudo com todo prazer sem deixar uma gota.

– Tão doce~ – Disse. Boots estava com a respiração ofegante e seus olhos semi cerrados, totalemte corado. Eraser levou seu rosto até o de Boots começando um beijo de lingua, fazendo o menor sentir o próprio gosto. Eraser ainda estava de roupa, então Boost começou a tirar da roupa roupa que o mesmo usava, revelando as suas costelas. Eraser sorriu com o ato do menor. Assim ajudando Boots, o mesmo abaixou sua calça junto com o Box, revelando seu membro ereto. Ambos quebraram o beijo com a respiração descompensada.

– Vou comecar OK?~ – O menor assentiu. Sem mais demoras o maior penetrou Boots, fazendo-o soltar um gemido alto de dor misturado com prazer. Estava acostumado, já que o mesmo se prostiuiu varias vezes.

Eraser omeçou a fazer movimentos rápidos, fazendo Boots gemer cada vez mais. E isso deixava o maior cada vez mais excitado.

– RAaahncy~ mais rápido hmm~ ahhhn~ – Pedia o menor sendo interrompido pelo próprio gemido.

– Nem... hm precisa pedir duas vezes. – Acelerou mais as estocadas. Fazendo os mesmos delirarem por prazer. Ambos ja estavam sentido seus corpos ficarem tenso, sinal que estavam chegando em seus limites.

– R-Racy ahn~ eu vou ahhnn~!

– Hum~ eu também estou quase. – Acelerou. Boots distorceu corpo soltando um gemido alto liberando todo seu esperma, sujando a sí e Eraser. Logo em seguida foi a vez de Eraser, liberou tudo dentro do menor, esse deu um gemido ao sentir aquele líquido quente dentro de sí.

Com as respiração ofegantes, o maior se retirou de dentro do menor e se deitou ao lado do mesmo, o puxando para perto de sí.

Boots soltou um bocejo, e começou piscar para tentar ficar acordado, mesmo sendo em vão.

– Cansado? – Perguntou o maior.

– Uhum. – Concordou.

– Heh, dorme então. – Deu um beijo na testa de Boots que corou com o ato. O menor fechou os olhos rapidamente caindo no sono – Descanse bem meu anjo.

[...]

Error tinha chegado no hospital, ja vendo Ink acordado mechendo em seu celular. Error teve que mentir que Flowey tinha pedido para ir pró colégio. Ink aceitou numa boa.

Foi ai que Ink viu que tinha entrando para um grupo da escola. Literalmente da escola.

[Grupo Colegial Dreemur,s]

Estrupador[16:04PM]: Hakuna matata! Sim vai entender!

Sonhador[16:04PM]: Masoq...

Bug[16:04PM]: Os seu problemas, você deve esquecer!

Tintado[16:04PM]: Quem criou esse grupo?!

Pesadelo[16:05PM]: Ninguém sabe, mas o pior que não dar pra sair do grupo.

Serial Killer[16:05PM]: Sorte sua, não é você que esta na enfermaria faz uma hora com a poha do Lust cantando hakuna matata!!

Pesadelo[16:05PM]:eita, jurava que era só brincadeira.

Iludido[16:05PM]: Ei, o que vocês dois estão fazendo na enfermaria?

Serial killer[16:06PM]: o Lust você sabe o porquê, já eu a mesma coisa de sempre.

Bug[16:06PM]: Tentando comer o Lust?

Serial killer[16:06PM]: NÃO POHA! SÃO AS DORES!!!

Tintado[16:06PM]: Deveria mudar pra "Serial killer com TPM". To tentando ver quem é quem... E... Porque o Cross ta com nick iludido?! Kkkkk

Dona morte[16:06PM]: Esqueci de mudar:')

Serial killer[16:07PM]: Você não tinha saido Death?!

Dona morte[16:07PM]: Falou certo, eu tinha, mas já voltei faz tempo.

Iludido /2[16:08PM]: Oi gente!!!

Sonhador[16:08PM]: Lucy, aonde você ta criatura? Eu não quero ficar sozinho com o Flowey!

Iludido /2[16:08PM]: Eu estou no quarto tirando fotos com o Night!

Bug[16:08PM]: Wtf?!

Pesadelo[16:09PM]: Fui obrigado.

Estrupador[16:09PM]: mandar as fotos ai miga!!!!

Iludido /2[16:09PM]: Mandou uma foto.(Imagina ambos ainda com a roupa do outro, só que Halluciv(Night) serio e Night(Lucy) animado na foto.)

Estrupador[16:10PM]: Caralho bixa! O Lucy(Night) ta moh gato desse jeito!!!!

Tintado[16:10PM]: E o Night(Lucy) ta fazendo pose fofa'-')

Bug[16:10PM]: Algo de errado não está certo.

Pesadelo[16:10PM]:Crianças, punheta demais faz mal.

Serial Killer[16:11PM]: nao sei nao, a reação que o Lust ta fazendo aqui só faltava ele se masturbar na minha frente.

Emborrachado[16:11PM]: Alivia pra ele hehe

Serial killer[16:11PM]: FDP...

Bug[16:11PM]: ERASER, AONDE QUE TU TA CRIATURA?!

emborrachado[16:12PM]: To no quarto do Boots, pq?

Bug[16:12PM]: ... Nada naum... Ink, desculpa lhe informar, mas você vai ter que dormir no meu quarto hoje.

Tintado[16:12PM]:Pq?

Bug[16:12PM]: Depois te eexplico.

Emborrachado[16:13PM]: Não é isso que Vc ta pensando Error!!!!

Bug[16:13PM]: Os sons que eu escutei na porta dizia isso naum...

Iludido[16:13PM]: altas revelações!

Tintado[16:13PM]: Espero q não tenha sido na minha cama-_-

Serial Killer[16:14PM]: Mds, o Lust ta berrando aqui.

Todos[16:14PM]: kkkkkkkkkk




~X~

Ink: Espera! Antes de irem para as notas finais quero dar um aviso.

Nagi: anda logo kct!

Ink: Cala a boca poha! Como eu estava dizendo... Quero informar que um de nossos leitores estão fazendo aniversario!!!!!!! Aeeeh!!! Um deles é a Yashi885.

Desejamos ah ela feliz aniversário, ela é uma das Autoras preferida da chata da Kazemaro

Autora: Eu to aqui poha.

Ink:Te fode. 14 aninhus são muitos pra alguém tão talentosa

Amamos muito vc^^

Nagi: Acabou Jessica?

Ink: ...

Aviso: Nagi vai ficar ausente de seu trabalho, mas ela passa bem:')

... ainda...




Notas Finais


Oiiiiiiiieeeeee!
Ta parei...

Se vcs chegaram até aqui e ainda não leram uma dessas fics que eu postei(ou seram postadas) , Leiam!

*One-shot songfic:

Mind brand:
https://spiritfanfics.com/historia/mind-brand-10984830

Who Wants to die:
https://spiritfanfics.com/historia/who-wants-to-die-10976065

Dance with me:
Em andamento

Hiperventilation Dance:
Em andamento.

I love being alone:
Em andamento.

*Fics normais que são postadas uma vez por semana por preguiça:

Love is a Crime:
https://spiritfanfics.com/historia/love-is-a-crime-10864817

My Only one among 5 kingdoms:
https://spiritfanfics.com/historia/my-only-one-among-5-kingdoms-10955265

The Voice of Silence:
Em breve.

My little servant:
Em andamento.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...