História Escada - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Jimin
Visualizações 24
Palavras 980
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Fluffy, Universo Alternativo
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie ~se esconde de vergonha😫~
Td bem com vcs? Espero que sim.
Enton.... Pra quem vai ler isso, espero mesmo que esteja bom e agrade a todos💕. E mil desculpas, caso tenha algum leitor de Joah e Férias, me explicarei na próxima att.

Boa leitura.

Capítulo 1 - É perigoso!



Estava atrasado.


Se arrumou às pressas para ao menos comer alguma coisa antes de ir levar seu filho para a escola.


Chanyeol sabia que deveria ter colocado o celular para despertar, mas resolveu confiar em seu “relógio biológico”, acabando por acordar tarde.


Bateu na porta de seu filho pedindo para que levantasse logo ou perderia a aula.


Jimin como toda criança ativa, pulou da cama animado, afinal era sexta feira e haveriam brincadeiras nas aulas finais.


Escovou os dentes afoito, e sorridente, se vestiu rápido deixando apenas para calçar o sapato na presença de seu pai, pois não conseguia dar o nó nos cadarços.


Estava na hora, como todo santo dia de aula, ou não, ficou a olhar para baixo analisando em sua mente de criança como seria melhor descer a escada. E num colapso rápido a idéia veio a sua mente fazendo surgir um sorriso divertido nos lábios do garotinho.


Estava de meia e isso ajudaria, pelo menos em sua cabeça sim, a descer do jeito que queria.


Jimin não pode descer pelo corrimão da escada, é perigoso filho


As palavras de seu Appa ecoavam pela sua cabeça. Apenas ignorou, divagando pela lembrança de quando subiu no corrimão nos três últimos degraus e caiu ralando o joelho há dois anos quando tinha apenas seis aninhos .


Segurou com as duas mãos se colocando por cima da barra de ferro dourada. Desceu.


E ele definitivamente não deveria ter feito isso. O tombo foi feio e o barulho pode ser ouvido da cozinha, onde seu pai, cuspindo o café em cima da mesa, levantou assustado com o barulho de algo se quebrando.


– JIMIN!! - Chanyeol gritou correndo atrás do filho, o encontrado caído aos pés da escada e sangue saindo de sua mão esquerda.


Se desesperou se ajoelhando ao lado do filho que chorava, pegou o pequeno corpo, comparado ao do pai ficava minúsculo, no colo o levando até a sala deitando-o no sofá.


– Appa, está doendo. - Jimin choramingava balançando a mão como se fosse aliviar a dor.


– Calma pequeno, vou ligar para o papai e vamos para o médico já já, ok?.


– Eu não quero ir para o médico appa, ele vai me dar agulhada, e eu não gosto de agulhada, ela dói.


– Não meu amor, não vai doer nadinha, vai ficar tudo bem.


***


– PARK CHANYEOL!! - seu marido Baekhyun entrou exasperado e ofegante invadindo a sala se abaixando ao lado do filho que chorava. – O que houve com ele Chanyeol? - perguntou fuzilando o marido com o olhar.


***


Dois minutos, levou apenas dois minutos até chegarem ao hospital que não ficava tão perto assim da casa dos mesmos.


O Park mais velho entrou com tudo dentro do hospital arrancando olhares dos alí presentes. O pequeno jimin estava assustado e chorava baixinho no colo do pai.


– Preciso falar com o médico Kim. - falou para a recepcionista que o olhou com cara de tédio, e ela não deveria ter feito isso, não quando se tratava do filho de Park Byun Baekhyun. – Não sei se você ouviu querida - quase cuspiu as palavras em cima da mesma – mas eu pedi pelo meu médico.


A recepcionista o olhou com o mesmo olhar de antes ao lhe dirigir a palavra.


– O doutor Kim está ocupado no momento, aguarde sua vez.


Baek a fuzilou com o olhar e Chanyeol viu que as coisas iam ficar tensas, tocou o braço do marido que o olhou e depois dirigiu o olhar para a criança em seu colo, os dois sorriram para o filho que voltou a chorar com todo o alvoroço.


– Minnie meu amor, calma, papai ‘tá aqui com você, vai ficar tudo bem.


***


Depois que Baek deixou o filho no colo do pai maior e de quase fazer um barraco para que a mulher chamasse o doutor, que ele sabia que não estava realmente ocupado, ela chamou o mesmo, que apareceu em pouco tempo após ouvir os gritos do menor quando a mulher da recepção falava com ele.


– Ora ora, o que temos aqui, huh? - disse o médico pegando jimin no colo e o pondo sobre a maca. – O que houve com ele Chanyeol? - disse olhando para o maior que se encolheu ao ter o olhar cruzado com o do doutor baixinho.


– Eu estava tomando café e do nada ouvi algo quebrando, me desesperei e quando vi ele estava no chão perto da escada sangrando. - falou sentindo seu olhar marejar, doía nele ver o filho naquele estado.


– O corte não foi tão grande, no entanto foi profundo, irá levar uns pontos.


– Aí meu bebê, não chora, não vai doer nada, o papai promete.


E assim se seguiu, o doutor fez a limpeza do ferimento arrancado caretas do pequeno Park. Antes de costurar o ferimento, passou uma pomada para adormecer o local e o garoto não sentir dor.


– Obrigado Seok, não sei o que eu faria sem você na minha vida.


– Larga de drama Baek, e você… - apontou para o Park mais novo. – Não desça escadas pelo corrimão de novo, é perigoso.


***


Saíram do hospital indo direto pra’ casa, Baekhyun não iria mais para o trabalho e chanyeol estava de folga, passariam o dia cuidando os dois do pequeno Park que resmungava a toda hora que o ferimento voltara a doer. Chanyeol pegou o filho no colo, o levando para o quarto dele e de seu amado esposo, onde este último já se encontrava, iriam passar a manhã assistindo os desenhos animados preferidos do filho e passariam o dia comendo besteiras, segundo Chanyeol, e coisas saudáveis, porque Baek não deixaria “as crianças” comerem só besteiras o dia todo.



No final de tudo, mesmo com a dor que sentia quando movia a mão, ele não se arrependeu de ter feito a pequena brincadeira de criança, afinal, teria seus pais só pra ele, os dois juntos durante todo o dia.


Ele não desceria mais as escadas daquele jeito, porque agora ele entendia que não deveria desce-las pelo seu corrimão. É perigoso.


Fim...


Notas Finais


Iai? Muito ruim? Razoável?
Gente o Minnie é um mochi💕💕
Odo do meu bebê, me sinto mal por ter machucado o Jiminnie, mas sem machucado não teria o resto.

Eu tive essa ideia quando estava na rua com azamiga, o rolê rolando e eu tendo plot pra fic Sksk é a vida💕. Passei por uma igreja e PEY surgiu keke.

Bom até a próxima.

(Alguém gosta da série O11ZE?)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...