1. Spirit Fanfics >
  2. Escape from LA (NoRen) >
  3. Take Me Out of LA - Único;

História Escape from LA (NoRen) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


E VAMOS DE HISTÓRIA DE CORNO

E ai galera, eu tava jurando que eu não ia conseguir escrever algo hoje e olha, não é que consegui?
Pois bem, eu nunca sei os aniversários dos meninos do NCT. Nem sei o meu! Geralmente as redes sociais me ajudam e eu me antecipo... só que do Renjun eu descobri hoje cedo e fiquei triste porque não ia escrever nada... e Renjun é meu Bias principal do dream, assumi só ano passado kkk

Enfim, eis que estou ouvindo o novo álbum de The Weeknd (recomendo) e pqp, a música tem um plot incrível e eu quis escrever a história.

E consegui.
Em primeira pessoa, milagre!

Eh isto, espero que gostem!

Capítulo 1 - Take Me Out of LA - Único;


As pessoas costumam a achar que ídolos jovens tendem a ser exemplos para todos aqueles da mesma idade. Tem que se portar da maneira que os pais esperam, quase como um espelho.


Eu nunca quis ser um espelho, nunca neguei e deixei bem claro quando a gravadora viu que meu talento não passou batido nas paradas de sucesso.


Eu dirijo um Porsche pelas ruas badaladas de Los Angeles, com uma cruz de diamante balançando em meu peito — mesmo eu não acreditando em porra alguma —, como um aviso de que todo corpo de algum modo há de ser santo.


E essa porra deveria queimar em meu peito, pois eu peco.


Se você pudesse ver o que vejo, não dormiria. Pois eu não durmo.


Aqui, num clube, vejo que tenho tudo o que eu quero.


Dinheiro.

Meus carros.

Uma mansão fodida aberta para festas rodas os fins de semana até eu morrer.


Mas nada se equivale a ele.

Eu também dei de tudo a ele.


Poder.

Amor.

Espaço para que ele pudesse brilhar sozinho.


Era tudo o que Jeno queria. Estar nas passarelas do mundo mostrando seu rostinho de milhões de dólares — e também seu corpo. Queria ser reconhecido como Jeno — ele mesmo — e não o meu Jeno.


Ele ganha do bom e do melhor das marcas que representa e claro, seus patrocinadores acham ele ingênuo — da mesma maneira que os meus pensam de mim —, mas ele é firme no que quer e quando quer, ele não desiste.


Ele não desistiu de mim em nenhum momento. Sempre quis chamar minha atenção, depois, não parava de ligar.


Seus amigos diziam que falava de mim todos os dias.


Putinho tarado que sempre tinha dia para uma trepada.


E as vezes também queria estar sozinho, assim como eu. Mas sempre que quisesse vir a mim, ele saberia onde eu estava.


Não importava a festa, nem o quão embriagado eu estivesse, nenhum daqueles caras conseguiriam me atrair.


LA é um lugar maldito.

Alguém sempre fará de tudo para querer te derrubar.


Mas eu não sou desses fracos.

Admito que sou escravo de meu desejo.

E tudo o que desejo é Jeno Lee.


Mas nada disso importava para ele.



•••



Enquanto eu fodia minha cabeça em busca de coerência na letra de uma das minhas composições, ouvi a porta ser aberta. Eu não esperava nenhum produtor ou nenhum dos meus chefes, então, estranhei.


Era Jeno.


Ele estava fodidamente gostoso naquele jeans apertado. Usava um hoodie preto que mostrava seus braços fortes e pela vermelhidão de suas bochechas, devia ter vindo andando até o estúdio.


Ouvi o clique da porta atrás dele, depois, se aproximou de mim e sentou-se em minhas pernas, encurralando-me com seus braços apoiados nas costas da cadeira, também se esfregando necessitado em meu pau que havia desperto com sua aparição surpresa.


Ninguém saberia.


Passei as mãos por dentro de seu hoodie, descobrindo que não usava nenhuma camisa por baixo, então, facilmente abaixei o zíper e deixei seu tronco desnudo, alvo de meus beijos e minha língua.


Tão necessitado. Quicava gostoso com nós dois ainda vestidos.


Gemia sem muito de meu esforço. Afinal, os garotos de LA são todos iguais e não sei diferencia-los. Todos parecem ter seus objetivos tatuados na cara... não me importo.


Jeno é uma vadiazinha fria, com uma boca bem quente.


Dei o prazer de ele me ouvir gemer pela última vez, enquanto engolia tudo bem devagar e do jeito que eu gosto. Tenho seus fios emaranhados em meus dedos, guiando ele na sucção embaraçosa e desesperada de sua parte.


Ele era tão meu.

Me senti seu dono ao ver o pequeno pingente de coração que eu o presenteei. Batendo em seu peito contra o movimento que fazia ao me chupar. Coloquei ele de pés, baixando de vez sua calça.


— Senta!


E ele me obedeceu, engolindo meu membro tão bem com sua bundinha apertada, cavalgando gostoso até a suor escorrer em sua costas. Deixo que termine o trabalho até eu o preencher, até vê-lo se desmanchar em mim, gemendo alto, tão necessitado.


Jeno era todo meu, até que o outro ligasse.

Eu sempre soube.

Sempre existiu alguém entre nós.


E eu não fui inocente, poderia muito bem saber que esse lugar nunca é o que parece.


Eu quero cair fora daqui.

Eu quero fugir de Los Angeles.

Ou será meu fim.


Notas Finais


Eu sei, curtinho, mas é a vida. Queria que eu pudesse espremer e sair algo maior, mas fiz em uma hora mais ou menos... ainda demorei muito!

Espero que tenham gostado 💕
Stream After Hours do The Weeknd;
Stream Kick It do 127;

Ate logo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...