História Escola de Magia - Min YoonGi - Capítulo 16


Escrita por: ~ e ~Trouxarmy234

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 118
Palavras 2.076
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Necrofilia, Sexo, Transsexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


ola amores, queria dizer q sinto mto pela demora, e paah, mas eu perdi o cao q irira postar a uns 3 dias atrás e com raiva parei de escrever risus

Capítulo 16 - O inicio da batalha


 Depois da conversa com o diretor, passei mais 3 dias no hospital, sozinha para ser exata. Yuuna teve que voltar para o colégio assim como os outros meninos, isso incluia Hoseok, que desde da última vez que ficamos no mesmo local nem mesmo olhou para mim, mas a vida segue. 

Hoje eu estava em meu quarto, deitada na cama e olhando para o teto. Era madrugada e Yuuna roncava no quinto sono, e eu estava tão preocupada com minha situação atual que nem dormir eu estava conseguindo. Hoje era o tão esperado dia dos jogos. A escola inteira estava sabendo e eu não tinha coragem de olhar para ninguém, nem ao menos sair do quarto. A única pessoa que estava me comunicando era Yunna, que obviamente morava sobre o mesmo teto que eu, e seria mais do que impossível ela ficar sem me ver.

Levantei da cama sem fazer barulho, fui até  janela, sem antes verificar o horário e ver que eram em plenas 3 horas da manhã e os jogos começariam as 9horas. Respirei fundo, abrindo a janela sem querer acordar a outra que dormia, passei por ela e a fechei de novo. Pulei da janela caindo em pé, colocando as mãos nos bolsos do moletom e andando na escuridão da escola, e sem nem uma alma viva circulando ali.

Fui até a área de treinamento de magia, olhando ao redor, eu iria aproveitar meus últimos minutos treinado para então ter poder ter uma chance de vencer aqueles que fizerem se virar contra mim. Não duvidava, mas também não tinha certeza, mas colocariam os meninos para lutar contra mim. Iria me esforçar para não perder e não machuca-los muito. Pois odiada ali eu já era, e não queria ser ainda mais. Comecei a concentrar minhas forças, e no momento seguinte eu já estava correndo por aquele campo usando tudo que eu poderia usar para os jogos.

(...)

Estava ofegante, minhas roupas estavam rasgadas, com exceção de meu moletom, que havia tirado quando senti calor. Minha camiseta branca que vinha até a altura das coxas estava pela metade, pois foi queimada quando usei as chamas de Fênix. Minhas calças viraram uma calça de mendigo, uma perna estava na altura das coxas e a outra estava na altura do tornozelo com um rasgo no joelho, meu corpo estava com algumas queimaduras, arranhado e cortado, tudo que eu havia treinado há anos trás eu tentei novamente, não falhou, porém ainda não chegou a ser perfeito, coisa que na hora que eu precisar vai ter que ser mais que perfeito. Sentei no chão, sentindo o suor escorrendo por minha testa. Já havia amanhecido e podia se dizer que estava quase na hora da abertura. Eu estava cansada mas não ao ponto de não conseguir lutar.

-Está a quanto ai?- uma voz do além que se aproximou por traz me perguntou.

-Desde as 3 horas da manhã, por que? preocupado suga?- ironizei.

-Como ousa?- soltou uma risada. - E sim, fiquei preocupado.

-Viu, eu sabi..pera, o que?!- confusa estava por sua afirmação.- Você ta bem?- coloquei a mão em sua testa.

-Eu estou, mas você precisa comer e trocar de roupa.- debochou.

-Olha aqui, isso pode ser considerado Bullying.- falei quando ele me estendeu a mão para me levantar, coisa que não recusei. 

-Não quando sou eu quem fala.- deu uma piscadela.

-Vê se pode isso.- murmurei.

-Eu posso, por que você é minha.- falou me dando um selinho de surpresa.

-Eu me comoveria se fosse o Jungkook falando, mas, sério? Min Yoongi?- falei e sai andando largando ele para trás.

-Yah! o que está dizendo?

-O que eu penso, aliás, você com ciume é muito fofo.- pisquei como ele havia feito comigo uns segundos antes. 

-Não estou com ciúmes!- falou alto pois estava parado no mesmo lugar, e eu já longe.

-Aham, sei.- gritei de novo.

-AAH! ME ESPERA AI!- Gritou começando a correr.

-Eu não.- mandei beijos saindo correndo.

(...)

-Estamos todos aqui para ver, e decidir o futuro da menina ____.- o diretor disse falando no microfono, na arena que eu estava sozinha.- Se ela vencer quem for posto nessa arena, ela continuará nessa escola, porém, se perder, será expulsa, assim como muitos alunos querem.- dei um sorriso cínico. As vezes penso que deveria deixar eles queimarem nas chamas de Chanyeol, porém vencer e continuar a perturba-los seria mais eficiente e divertido.- Os oponentes da aluna, serão...- lá vem.- Os professores, cada mago de uma área.

What?

Vou lutar contra meus próprios professores?

-Porém, ela poderá pedir ajuda aos integrantes do grupo Bangtan e da feiticeira Yuuna, de fora da arena.- ai sim bicho. -Que comece a batalha!- ele anunciou quando os professores entraram na arena, eram 7 no total. 

Minha estratégia era tirar um por um, quanto menos magos, melhor para se acabar. Ao observar melhor, o mais forte dali era o professor Choi, mago do fogo. Se eu acabasse com ele primeiro, seria muito mais fácil para os outros, pois fogo é imune ao gelo e o vento, além que dependendo da forma que usam  a terra, eu conseguiria sair em vantagem. a professora Kim seria a segunda, pois é da água, podendo assim usar contra mim quando levar vantagem do fogo.  Com a vantagem da água poderei acabar com o professor Park, mago do trovão, tendo vantagem com o da terra, que terá com o do vento, que ao usar com combinação com o ar conseguirei acabar com o gelo, pondo um ponto final nessa batalha. 

Quando parei de pensar e armar minha estratégia mais meticulosamente a professora do vento estava a correr em minha direção. Fechei os olhos concentrando o poder em meu corpo, logo meu cabelo escureceu em um preto brilhoso, meus olhos ficaram negros por completo, as marcas apareceram mais uma vez no meu corpo, brilhando por baixo da calça preta e camisa da mesma cor que estava em meu corpo naquele momento. Eu mostrei minhas vantagens mais cedo e om mais velocidade, provando que eu estava melhorando naquilo que eu tanto tentei esconder. 

Ela se aproximou tentando em dar um soco de direta, desviei pelo mesmo lado, sentindo sua surpresa, agarrei seu braço com as mãos, a forçando ir para frente e para baixo ao mesmo tempo, dando um mortal forçado, batendo as costas no chão à alguns metros de onde eu estava.

Senti alguém vindo por traz, me virei rapidamente notando que era o meu alvo. O professor tento me acertar um chute, porém consegui desviar a tempo, em uma mão adicionei água, e na outra usei para tirar um pedaço de rocha do chão, o levantando e dando um chute no mesmo, indicando na direção que o professor estava, vi  ele se preparar para jogar suas chamas, então tratei de ir em seguida atrás da pedra, quando ele desfez o pedaço em poeira, não esperava me encontrar logo atrás, logo sendo molhado por uma onda que carregava comigo, que foi jogado a metros de distância, já inconsciente. A fraqueza era nítida numa guerra entre magos, cada um tem a sua, e quem conseguir usar contra o oponente definitivamente conseguiria vencer as batalhas, e quem sabe até a guerra. Um estava eliminado, falta 6.

Meu corpo fio jogado até uma das paredes da arena, a exata que meus amigos estavam. Minhas costas bateram com força, e minha cabeça infelizmente não escapou. Ela latejava pela batida, com certeza havia um buraco ali, e estava a sangrar. Olhei para quem foi o infeliz, e era a professora do vento, que havia usado dele para me jogar e prender na parede. O vento contra mim era tão forte que nem me mexer eu conseguia direito, estavam fazendo cortes por todo meu corpo, e se eu não conseguisse fugir dali, eu iria morrer, e digo, que eu não quero isso.

-Yah! peça ajuda!- ouvi Taehyung gritar, porém, eu queria vencer sozinha. Ignorei eles gritando por mim, então chamas tomaram conta de meu corpo. Eu não era completamente imune, eu sentia me queimar, porém era menos que qualquer pessoa. O oxigênio que estava em minha volta sumiu, eu teria que aguentar até chegar perto da mesma, e assim que eu fui caminhando, o fogo foi aumentando, a chama de pégasos só apaga quando aquele que o possui decide, então logo a arena estaria completamente em chamas.

Ao me aproximar suficientemente da professora, joguei minhas chamas sobre ela, ainda sem respirar, consegui tomar conta de sua volta, eu estava acostumada a ficar bastante tempo sem respirar, mas ela não, e logo ela foi perdendo a noção e apagou. Apaguei o fogo a minha volta, tudo sumiu e logo pude respirar novamente, estava ofegante e vulnerável, tão fraca por segundos que o mago do gelo me atacoou por traz, me jogando a metros, meu corpo foi arrastado e ralado por todo percurso. Minhas roupas praticamente sumiram de meu corpo, sobrando apenas um tope e um shorts, de todo pano que estava a usar, resultado em mais machucados, mas teria que me preocupar com isso quanto tudo acabasse,se não morreria. 

Senti o mago subir em cima de meu corpo, colocando a mão em meu coração e outra em meu pescoço.

-Sabia que isso é assédio?- debochei quando ele apertou meu pescoço.

-Desista, suma dessa escola, ou irá morrer.- falou sério e eu ri.

-Desistir não está na minha lista do que fazer.- dei uma piscadela e senti ele começar a colocar o gelo nos meus órgãos. 

-Seu fogo acabou, não irá conseguir se livrar disso.- falou sorrindo quando viu que o gelo chegou ao meu coração. Se levantou e olhou em volta, vendo que em poucos minutos a arena estava com muito estrago, o gelo responsável em parar meus órgãos parou de repente. Jungkook do outro lado da arena estava com  a mão estendida em minha direção. Sorri, pois apenas por parar, havia me ajudado demais.

-Achar que a chama de Fênix apaga, ou acaba, foi seu maior erro.- disse ao me levantar com meu corpo completamente em chamas. Agora meu cabelo não se encontrava escuro, e sim ruivo. Meus olhos estavam vermelhos. E foi naquela hora que eu percebi que havia dominado por completo o elemento fogo. Havia uma espécie de vestido de chamas em volta do meu corpo, eu não sentia o mesmo me queimar, meus ferimentos estavam cicatrizados, e eu estava novinha em folha, nem mesmo cansada eu estava. Sorri debochada, fazendo um quadrado de terra, com nós dois dentro. - Eu sou uma aluna, porém ainda mais forte do que você.- falei e as chamas tomaram conta de seu corpo, que por dor e por ser sua fraqueza o apagaram. -Parece que está na hora de dominar os outros elementos.- sorri, abaixando as paredes de pedra. 

Olhei em volta, vendo os professores separado uns dos outros. Em momentos assim, trabalho em equipe são os mais importantes, que trazem a vitória, porém nem mesmo assim, eles me venceriam. 

-Vamos, quem será o próximo?- perguntei e nenhum deles se mexeu.- Nenhum voluntario? então terei que escolher.- fiz um bico olhando diretamente para a maga da água.- Que tal você?- corri em sua direção e ela fez o mesmo. Logo me acertou um soco, porém levou joelhadas no estômago, Assim que tive chance acertei a mesma com as chamas, que recuou usando sem dom da água. Meu fogo tinha como fraqueza, as águas de Poseidon, o Deus dos mares, coisa que eu faria questão de roubar da mesma. Nada contra ela, mas eu necessito, e ela não. Não é atoa que roubei as chamas de Fênix do meu amigo traíra, chamado Chanyeol.

Quando as chamas foram apagadas, a arena estava completamente molhada, minha vantagem estava ali, agachei, colocando minhas mãos no chão, logo a arena foi congelando e quem estava nela também, os outros professores deram um jeito de sair do chão se livrando do congelamento, porém a maga da água não saiu dessa, seu corpo em pé e paralisado estava bem em minha frente, caminhei até ela, empurrando a "escultura" de gelo no chão, então bati meu pé com força, fazendo todo o gelo subir, atingindo os professores no ar, os fazendo cair, coloquei a mão na maga, sugando as águas de Poseidon. Coloquei minha mão no chão sugando toda a neve, meu cabelo logo se transformou num branco com mexas azul bebe e meus olhos da mesma cor que as madeixas. O poder do gelo, estava finalmente dominado por completo.

Agora faltava o resto.

 


Notas Finais


aaaaaaaa, parei se não ia ficar mto grande

FELIZ 1 ANO DE FIC


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...