1. Spirit Fanfics >
  2. Escola de Magia >
  3. Aluna nova e explicações

História Escola de Magia - Capítulo 4


Escrita por:


Capítulo 4 - Aluna nova e explicações


Fanfic / Fanfiction Escola de Magia - Capítulo 4 - Aluna nova e explicações

Akira: Mãe seu plano deu certo (Digo ao entrar em casa)

Mãe: S-serio me conta todos os detalhes

Akira: Tá foi assim... (Conto tudo pra ela sua expressão é de choque)

Mãe: Achei que ela queria chamar sua atenção, não que gostava de você a tal ponto

Akira: Hehehe, Acho que vou espalhar isso para a escola inteira

Mãe: Akira não faça isso, isso é maldade não devemos revidar dessa maneira

Akira: Mãe tava brincando, não vou fazer nada não (Só queria que a Sakura me deixasse em paz)

Mãe: Filho, vá jantar e venha assistir um filme comigo

Akira: Beleza, mãe (Hehehe ela até fez meu prato, pego meu prato e sento no sofá)

Mãe: Akira essa menina, Oque pretende fazer? 

Akira: Sinceramente não sei mãe, nunca passei por uma situação dessa

Mãe: Essa menina obviamente está apaixonada por você

Akira: Mais não sinto nada por ela (digo seriamente)

Mãe: Então a rejeite com educação, magoar uma garota pode ser fatal

Akira: Vou me virar nos trinta mãe (Termino de comer e deixo meu prato na louça)

Akira: Mãe tô morrendo de sono, Boa noite

Mãe: Boa noite, filhote (Digo sorrindo)

*Enquanto isso com Sakura*

Sakura: Mãe podemos conversar? (Digo entristecida)

Mãe: Sim filha, me diga Oque te preocupa? 

Sakura: É sobre o Akira ele...(conto toda a história com muita vergonha)

Mãe: F-filha estou sem palavras (Estou chocada)

Sakura: M-mae é provável que o Akira conte isto para alguém (Digo em meio a lágrimas)

Mãe: Filha não chore, A mamãe tem um plano (Digo abraçando ela)

Sakura: Qual é o plano? 

Mãe: Meu plano é... amanhã você vai pra escola, vai por este Akira contra a parede e dizer (Cochicho no seu ouvido)

Sakura: Mãe é brilhante, você é muito inteligente kuku!

Mãe: Fufu! Agora vá dormir e não estrague o plano (Ela vai para o seu quarto)

*NO DIA SEGUINTE*

Akira: BOM DIA, MÃE (acordo e grito)

Mãe: Akira para de gritar, bom dia (digo ao sair de seu quarto)

Akira: Mãe vou tomar café na escola, tô te esperando no carro (ela demora cinco minutos para comer seu café da manhã, ela abre a porta e adentra)

Mãe: Filho lembre-se, não fale sobre Oque me falou ontem

Akira: Mãe eu entendi, não precisa repetir

Mãe: Bom menino (Digo beijando sua testa)

Akira: Tchau mamãe, até meio-dia (digo e ela vai pro seu trabalho)

Gustavo: Akira meu bom amigo, beleza (Digo dando nosso toque de mão especial)

Akira: Tudo beleza cara, Falta dez minutos pra aula começa, vamo dá uma volta (falo para o Gustavo, agora estamos andando pelo pátio do colégio)

Sakura: Akira posso falar com você a sós? (Digo seriamente)

Gustavo: Falou cara te vejo na sala de aula (digo indo embora)

Sakura: Contou para alguém, sobre ontem a tarde?

Akira: Sim, contei para minha mãe (Pra que mentir né?)

Sakura: Akira, lhe devo algumas explicações, ontem não estava falando de você e sim dele (Digo e mostro uma foto de um modelo com o mesmo nome do Akira)

Akira: N-nossa pensava que era eu Sakura

Sakura: Sinto muito querido, Isso não irá acontecer nem nos seus sonhos 

Akira: Grossa, não tinha necessidade de fala isso na minha cara

Sakura: Akira se contar para alguém sobre ontem vou chamar a polícia por invasão de propriedade, não faça besteira (Digo indo embora)

Akira: Mulheres são tão complicadas, realmente não as entendo (Agora vou pra sala e me sento na frente do Gustavo)

Professora: Pessoal, uma aluna de intercâmbio vindo da Alemanha foi transferida para nossa escola  (Digo ao lado dela)

Laura: Olá pessoal, meu nome é Laura (Digo friamente)

Professora: Laura pode se sentar e escolher sua Carteira (Laura senta na frente do Akira)

Professora: Pessoal, Hoje fazeremos a correção da lição de casa, Akira qual é reposta para a primeira pergunta das questões passada (pergunto olhando pra ele)

Akira: Sim, o arcadismo é uma escola literária que surgiu na Europa no século XVIII mais precisamente em mil setecentos e cinquenta e seis e mil oitocentos e vinte cinco (Caramba ainda que não me esqueci de fazer)

Laura: Akira, você pode me emprestar seu caderno? 

Akira: Sim, sim posso Laura (Nossa o rosto dessa menina é lindo, parece boneca de porcelana, essa garota é muito alta maior que eu, eu tenho 1,85 metros ela deve ter 1,90 metros pra cima)

*O SINAL BATE FAZENDO UM BARULHO ESTRONDOSO*

Akira: Nossa depois que essa menina saiu, todo mundo está falando dela (digo ao Gustavo)

Gustavo: Cara ela é a pessoa com maior pontuação em todas as matérias

Akira: Entendo! (Eu e meu amigo fomos pra fora da sala)

Gustavo: Olha Akira, ela está sozinha, vai fazer companhia para ela (digo empurrando Akira)

Akira: Tá, tá bom não empurra (Digo e vou até a mesa dela tomar café ao seu lado)

Akira: O-oi Laura posso me senta na sua mesa (Digo de forma convicto)

Laura: Sente-se, Akira (Digo friamente)

Akira: Como você sente, longe do seu país? (Droga falei merda)

Laura: Akira você é muito curioso (Digo friamente)

Akira: D-desculpa qualquer ofensa 

Laura: Kuku! Fica frio Akira, está sendo bem difícil na verdade, não conheço este lugar e não tenho nenhum amigo para me ajudar a me adaptar

Akira: B-bom, você podia andar comigo e o Gustavo, até se enturmar 

Laura: Muita gentileza da sua parte, obrigada Akira

Akira: É sempre um prazer ajudar (digo sorrindo)

Laura: Akira onde tá sua namorada? (Não quero causar problemas, ciúmes ou intrigas)

Akira: E-eu não tenho, Laura (porque tá perguntando?)

Laura: Entendo, Olha o sinal deu seu alerta, temos que ir (Nós voltamos pra sala juntos todos olhavam e pesavam besteiras)

Haru: O-olá Laura, gostaria de sentar com a gente para conversar?

Laura: Claro, porque não (Digo para a garota com seios enormes e me sento ao lado dela)

Mary: Oi Laura, sabe você deveria ter cuidado com o Akira (Digo cochichando)

Laura: Porque, Oque ele fez? (Digo curiosa)

Mary: Ele é um monstro, muito provável que ele queira te estuprar ou te matar

Laura: Nossa, mais ele aparenta ser um bom rapaz

Elizabeth: É mais um monstro então não podemos vacilar com ele

Laura: Mesmo que ele tentasse algo comigo, não teria a menor chance (O Akira iria apanhar tanto que não lembraria seu próprio nome)

Cynthia: Não duvidamos, disso, Laura 

Sakura: Oque farias, caso ele tentasse abusar sexualmente de você? (Digo interessada)

Laura: Usaria minha adaga, para arrancar seus testículos (Digo friamente)

Marceline: Nossa que cruel, gostei Fufu!

Haru: Caramba Laura, coitado de quem mexer com você

Laura: É sou reconhecida por não ter piedade dos meus inimigos

*COM ISSO A TERCEIRA AULA ACABA*

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...