História Escola de Vampiros - Capítulo 115


Escrita por:

Postado
Categorias Ariana Grande, Bianca Tatto Marques (BIBI), Felipe Neto, Gabriela "Gabbie" Fadel, Gustavo Stockler (Nomegusta), Kéfera Buchmann, Lucas "Luba" Feuerschütte, Lucas "T3ddy" Olioti, Maria Júlia Trindade, Pedro Afonso "RezendeEvil" Posso
Personagens Ariana Grande, BIBI Tatto, Felipe Neto, Gabriela "Gabbie" Fadel, Gustavo Stockler, Kéfera Buchmann, Lucas "LubaTV", Lucas Olioti, Maria Júlia Trindade, Pedro Afonso Rezende Posso
Tags Felipe Neto
Visualizações 30
Palavras 680
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


2 diasss!

Capítulo 115 - Amor.


Fanfic / Fanfiction Escola de Vampiros - Capítulo 115 - Amor.


Bruna (Bru): Acho que não cheguei em uma boa hora. - Disse com o Pulga em seus braços.

Lucas: Me deixa em paz e vai pro seu quarto.

Felipe: Bruna, deixa o Pupu vir comigo?

Bru: Claro, vai lá Pulga. - Ela coloca o Pulga no chão que segue Felipe até o seu quarto.

No quarto dele... Felipe senta na janela.

Felipe: Pupu, vem cá.

Pulga vai até ele pulandinho <3.

Felipe: Por que ele não acreditou em mim? Eu não sei o porquê que eu fiz aquilo. Eu retribui sem querer, você entende? Foi sem querer... E eu acabei gostando também... Pulga, o que eu faço?

Pulga apenas late.

Felipe: É, eu fiz errado... Mas a gente nem namora pra ele ser assim. Não é?

Pulga late duas vezes.

Felipe: Vai lá com a sua mãe, vai.

Felipe abre a porta e deixa Pulga descer as escadas.

Felipe: *suspiro*

Lucas chega por trás e coloca a mão no ombro de Felipe.

Lucas: Felipe?

Felipe toma aquele susto de sempre e abraça Lucas.

P.O.V Lucas


E ele chorou (pô, ele tava sensível).

Felipe: Por que você me dá esses sustos? - Dizia com a voz chorosa.

Lucas: Foi sem querer.

Ele me olha com uma cara brava e fofa ao mesmo tempo.

Lucas: Mas agora tá tudo bem, tá bom? - O abraço - Um abraço de urso pra esquentar.

Ele dá um sorriso pequeno. Eu acabo olhando pra sua boca.

Felipe: Meus olhos estão aqui em cima.

Lucas: Desculpa.

Felipe: Hunf. - Ele me olha com uma sobrancelha arqueada. E eu olhei pro mesmo lugar de novo - Lucas, não. Você acabou de me dar um susto, eu tô sensível e eu quero carinho.

Lucas: Mas beijo também é uma forma de carinho.

Felipe fica com o corpo mole.

Felipe: Agora eu tô com sono.

Lucas: Ah, Felipe!

Felipe: Não grita comigo. - Ele diz bravo e fofo.

Lucas: Mas eu queria. - Digo fazendo birra.

Felipe: Hey, quem faz manha aqui sou eu.

Lucas: Ah, por favor.

Felipe me dá um beijo rápido.

Felipe: Dormir.

Lucas: Só mais umzinho.

Ele chega perto do meu ouvido e sussurra:

Felipe: Talvez mais tarde... Amor. *risada baixa* - Aaah, aquela risada no meu ouvido - Me faz dormir, por favor? - Ele diz olhando pra mim com um sorriso fofo e pequeno.

Lucas: Você muda de humor de repente.

Felipe: Como assim?

Lucas: Uma hora você fica bravo, na outra fofo e na outra sedutor.

Felipe: E qual delas você mais gosta?

Lucas: Todas.

Felipe: *risada baixa*

...

P.O.V Lucas

Na escola... Gabbie me liga no almoço. Ela estava na Netoland, cuidando do Felipe. Ele não estava muito bem de manhã.

Gabbie: Lucas, o Felipe não tá bem e eu não sei como dar o remédio pra ele.

Lucas: Vou pedir pra professora me liberar, falou.

Gabbie: Até.

...

Lucas: Cadê ele?

Gabbie: Lá em cima.

Fui no quarto dele.

Lucas: Oi.

...

Tempo depois, ele já estava dormindo no meu colo. No caso, ele estava respirando no meu pescoço, o que me dava um certo arrepio. Ele se mexeu e chegou tão perto que o nariz dele já estava encostado no meu pescoço. Ele se mexeu novamente e acabou fazendo cócegas no meu pescoço.

 Lucas: *risada baixa*

Sinto ele sorrir.

...

Eu acabei dormindo. Quando eu acordei, ele estava na minha frente mexendo no celular. Ele olha pra mim...

Felipe: Oi, gato.

Lucas: Oi.

Felipe: Lembra do que eu te prometi?

Lucas: Não.

Felipe: O beijo que você queria, amor.

Lucas: Agora?

Felipe: Hum... Você não quer agora? - Ele diz mordendo o lábio.

Lucas: É que... - Olho para a sua boca.

Ele apenas me olhava, mordendo o seu lábio.

Felipe: E aí, amor, fala.

Lucas: Deixa pra mais tarde...

Felipe: Mais tarde, você não vai ter...

Lucas: Tá bom, eu quero agora.

Ele me beija devagar. E o menino beija bem e como!

Felipe: Pronto, pode voltar a dormir se quiser, amor.

Lucas: Por que você me chama assim?

Felipe: Por que você me chama de bebê? Hum?


Notas Finais


Neah. - Meme.

Capítulo por Kafa, a doida do rolê.

Bom, é isso! ❤

Amo vo6! ❤









Neah?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...