1. Spirit Fanfics >
  2. Escolha >
  3. Cap 13

História Escolha - Capítulo 14


Escrita por:


Notas do Autor


Oi...
Espero que gostem ❤️❤️❤️

Capítulo 14 - Cap 13


Fanfic / Fanfiction Escolha - Capítulo 14 - Cap 13

Jimin estava sentado no banco de trás, ficava no meio, assim Taehyung e Jungkook poderiam ficar perto do amigo.

Taehyung brincava de guerra de polegar com Jimin, os dois riam, nenhum dos dois queria perder.

Jungkook tinha um biquinho emburrado, e Hoseok havia notado isso ao olhar pelo retrovisor.

Na cabeça de Hoseok, Jungkook estava com ciúmes dos dois, coisa de criança que não quer dividir nem o amiguinho, nem o irmão.

-querem tomar sorvete? – Hoseok perguntou, pra distrair as crianças e ver se o biquinho emburrado do filho sumia.

-quero! -os gêmeos responderam animados.

Hoseok sorriu e começou a mudar o caminho até a lanchonete, que também vendia sorvete.

-é você Jimin, não quer sorvete? – Hoseok perguntou, já que o menino foi o único que não respondeu.

-sorvete é coisa de criança – Jungkook fez bico ao escutar – eu já sou um adolescente – Jimin falou orgulhoso – eu vou querer só um café – Hoseok sorriu disfarçadamente.

-sorvete não é coisa de criança! – Jungkook falou.

-é sim – Jimin rebateu.

-eu não sou criança e gosto de sorvete – Jungkook olhava emburrado para Jimin.

-você é criança, só tem oito anos – Jimin queria parecer “O adolescente” mas agia tão infantilmente quanto Jungkook.

-então você também é! – os dois meninos se encaravam irritados.

-já chega, vamos parar com isso – Hoseok reprendeu os dois, mas como sempre, mantinha uma voz calma e doce.

Todos desceram da caminhonete e rumaram para a lanchonete. Jungkook e Jimin ainda implicavam um com o outro.

Hoseok se sentou e Taehyung correu para sentar ao lado do pai, o menino era o mais apegado com Hoseok e sempre que tinha a chance, fazia de tudo pra ficar grudado no pai.

Jungkook e Jimin sentaram lada a lado e logo um rapaz foi atender a mesa deles, onde os gêmeos pediram sorvetes com calda e Hoseok pediu apenas um café, Jimin para mostrar que já não era mais criança, também pediu só um café.

Hoseok bebericava o café, que estava quente e amargo, como ele gostava, os gêmeos se lambuzavam com sorvete e Jimin havia apenas dado um golinho no café dele.

-se quiser sorvete, pode pedir, meu bem – Hoseok sorriu pequeno para Jimin, ele havia percebido que o garoto não havia gostado do café.

-não, eu gosto de café – Jimin falou rapidamente e deu uma golada no café, que desceu queimando e deixando um gosto amargo na boca do menino, que fez uma careta.

Hoseok sorriu e negou com a cabeça.

-acho que tem sorvete de café, não quer provar?

Jimin pensou por alguns segundos e concordou com a cabeça, se tinha café, não era de criança.

O sorvete chegou e o menino deu a primeira colherada.

-humm, é gostoso – Jimin sorriu e começou a comer. Era bem melhor que café.

-você é criança – Jungkook falou debochado.

-não sou, eu já tenho quase doze, eu sou um adolescente! Você que é um bebê! – Jungkook fez uma carinha irritada e deu um tapa no braço de Jimin.

-NÃO SOU BEBÊ! – Jungkook gritou e Taehyung fez carinha de choro pelo susto que levou ao ouvir o irmão gritar.

-Jungkook! Parou! – Hoseok brigou com o filho e colocou Taehyung no colo dele. Logo o garoto abraçou o pai – pede desculpas, ao Jimin! – Jungkook negou com a cabeça.

-não – ele falou baixinho.

Hoseok suspirou, não entendia o porquê do filho ter que parecer tanto com Yoongi. Era a mesma personalidade, isso assustava Hoseok.

-eu gosto de ser bebê – Taehyung falou enquanto se acomodava mais no colo do pai.

Hoseok acariciou os cabelos do filho. O menino era tão doce e carinhoso. Era a personalidade de Hoseok sem tirar nem por.

...

Yoongi andava pelas ruas de Nova York, aproveitando o tempinho que tinha livre antes da próxima entrevista.

Namjoon acompanhava o rapaz, tinha que ficar sempre ao lado de Yoongi pra garantir que o rapaz manteria a postura, afinal, mesmo sendo sim um rapaz doce, Yoongi tinha personalidade forte, então era sempre bom alguém estar com ele por segurança.

-já pensou em tirar umas férias? – Namjoon insistia que Yoongi precisava parar um pouco, parecia que o rapaz nem se quer dormia, a agenda lotada sempre.

-tô bem – Yoongi olhava as vitrines a procura de algo, totalmente desnecessário, pra comprar. Yoongi havia adquirido uma compulsão por compras, parecia que gastar dinheiro preenchia, um pouco, do vazio que ele sentia.

-você não está bem, Yoongi – Namjoon virou Yoongi de frente pra ele – você passou mal depois do último show – Yoongi bufou.

-foi apenas um mal estar, eu estou ótimo!

-por quê você não fala o quê está acontecendo de verdade? – Namjoon falou com a voz pesarosa.

Yoongi desviou o olhar, achava que se olhasse por muito tempo nos olhos do amigo, iria acabar desabando e deixando claro a fragilidade.

Yoongi estava se matando de trabalhar, mas trabalhar era o único modo de manter a cabeça ocupada, assim, podia afastar os pensamentos e sentimentos ruins. Yoongi estava vazia por dentro, um vazio que não se preenchia nem com o álcool, cigarros, sexo casual, fama, dinheiro, nada, nada preenchia o vazio que existia dentro dele.

-já estamos atrasados, eu ainda quero escrever um pouco antes da entrevista.

...

Jungkook estava com a carinha de choro que derretia o coração de Hoseok.

-papai, deixa eu assistir só um pouquinho de tv – o menino pediu manhoso.

-você está de castigo, não pode assistir TV – Hoseok falou.

Jungkook fungou e colocou as mãozinha nós olhos os esfregando para limpar as lágrimas que começavam a cair.

-eu vou me comportar, eu juro – o menino falou com a voz embargada.

Hoseok respirou fundo, tinha que se manter firme, afinal, o quê Jungkook havia feito com o colega de classe foi muito grave, mas por outro lado, ele também havia batido na diretora da escola, fazer o quê se os dois nunca aceitariam de cabeça abaixada as coisas cruéis que faziam com Taehyung.

-vai ficar sem tv o restante da semana – Hoseok entregou o controle para o filho – só hoje.

Jungkook sorriu e correu pra se sentar no sofá.

Hoseok não entendia o porquê do menino querer tanto ver tv, normalmente o menino pediria para poder jogar videogame.

Taehyung estava sentadinho no colo do avô, que contava uma história para o neto enquanto se balançava na cadeira de balanço perto da porta que dava acesso da sala para a cozinha.

A mãe de Hoseok preparava o jantar e Hoseok foi se juntar a mulher.

“Boa noite, esta no ar mais um noite show, e hoje teremos dois convidados muito especiais que fazem sucesso em todo o mundo. Ela faz parte de um grupo feminino que tem influenciado milhões de meninas em todos os países, e ele está no topo a quase nove anos, agora ambos fizeram uma colaboração que estourou em primeiro lugar nas primeiras horas de lançamento...”

Hoseok negou com a cabeça, desde quando Jungkook gostava de programas de entrevista?

O pai do menino não podia ver, já que estava na cozinha, mas a carinha do filho deixava clara a ansiedade vendo aquele apresentador enrolado ao invés de mostrar logo quem o interessava.

“recebam agora os idols mais famosos desta década... Mio e Suga!”

Hoseok parou na mesma hora de cortar os temperos, a mãe dele olhou para o filho que estava sério e o pai dele parou de contar a história para Taehyung e olhou para a TV.

Yoongi sorria e acenava para a platéia, assim como a outra cantora, que também sorria simpática e mandava beijinhos para o público.

Jungkook abriu um sorriso enorme e até mesmo bateu palmas como se estivesse na plateia.

Hoseok deveria ter desconfiado, mesmo com as proibições que ele dava a Jungkook, não permitindo que nada, nenhuma música sequer de “suga” fosse tocada naquela casa, Jungkook sempre acabava desobedecendo o pai, afinal, o menino era fã de suga.

-conta a história, vovô – Taehyung pediu, fazendo o avô para de olhar para a TV e prestar atenção nele.

Taehyung não curtia muito as músicas de Yoongi, na verdade, as músicas o deixavam nervoso, era sempre muito barulhento, além das performances com muita informação. Por isso o menino preferia músicas mais calminhas.

Hoseok andou até a sala, iria desligar a TV, mas ao olhar para Yoongi sentado dando a entrevista, o coração de Hoseok falhou algumas batidas. Yoongi ainda mexia com o coração dele como a nove anos atrás.

A entrevista corria, Hoseok permanecia sem ação, a cabeça viajava ao passado.

Jungkook tinha a boquinha aberta, ver Yoongi, mesmo de longe, era impressionante.

“Então... Andam dizendo que vocês se tornaram mais íntimos depois dessa colaboração” as segundas intenções eram nítidas no tom de voz do apresentador e a plateia foi a loucura com aquele comentário.

Yoongi sorriu sem graça e abaixou a cabeça.

Hoseok mordeu o lábio enquanto as lágrimas começavam a se acumular nós olhos.

“então? É verdade que vocês estão namorando?” o apresentador perguntou “mas antes de responderem, cantem pra gente”

Yoongi e a garota foram até um palco e a performance começou.

Os dois cantavam e dançavam, a música era agitada e bem ousada para o estilo coreano, além da dança onde havia muito contato físico.

Jungkook cantava e dançava sem errar um passo se quer.

A performance terminou e os cantores voltaram a se sentar na poltrona.

-eu também vou ser um idol – Jungkook falou sorrindo para o pai.

Hoseok limpou a lágrima que escorreu, não sabia o que falar para o filho, não queria desmotivar o filho, mas também não queria que Jungkook seguisse nos passos de Yoongi.

“Então, respondendo a sua pergunta, a Mio e eu somos muito amigos, e nesse tempo que passamos juntos na produção da nova música, desenvolvemos um sentimento maior que amizade”

O coração de Hoseok se quebrou ao ouvir aquelas palavras saídas da boca do único homem que amou.

O quê Hoseok não sabia, que havia doído muito mais em Yoongi ter que falar aquilo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...