História Escolha do destino - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens August Wayne Booth (Pinóquio), Capitão Killian "Gancho" Jones, Cora (Mills), Daniel, David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Henry Mills, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Neal Cassidy (Baelfire), Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Amor, Drama, Emma Swan, Killian Jones, Once, Once Upon A Time, Ouat, Regina Mills, Romance, Swan Queen, Swanqueen, Tragedia
Visualizações 116
Palavras 1.761
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura.

Capítulo 1 - Um ultimo beijo


Esse era para ser o último beijo que trocavam, apesar de não ser essa a vontade que ambas tinham, Emma decidiu que seria melhor.

- Não sei se vou conseguir Emma. – Regina a abraçou com os olhos lacrimejando. – Eu ainda te amo.

- Eu também te amo muito, mais será melhor Regina, nós vamos ficar longe durante a faculdade e você sabe que a maioria dos relacionamentos a distância não funcionam bem. – Emma a olhou profundamente. – Mesmo não querendo, eu prefiro continuar só com sua amizade, eu não suportaria te ver com raiva de mim ou que você se apaixonasse por outra pessoa.

- E quem disse que isso vai acontecer? Eu nunca te trairia você sabe disso! – Regina a questionou um pouco irritada.

- Eu sei que você não faria isso, eu também não! Mais vão acontecer tantas coisas nas nossas vidas meu amor,  e se de repente nós percebermos que estamos interessadas em alguém? Tenho certeza que terminaríamos nosso relacionamento e isso com certeza vai causar raiva em alguma de nós e perderíamos essa amizade que temos...

- Entendo o que você quer dizer, mais eu ainda não consigo aceitar. – Ficou em silêncio por breves segundos. – Vamos poder nos ver durante esse tempo? Trocar mensagens?... Emma eu vou morrer de saudade...

- Claro que vamos! Você é e sempre será minha melhor amiga, não vou conseguir ficar sem falar com você... mais com o tempo vamos nos acostumar com a distância e... – Regina a interrompeu.

- E se quando terminarmos a faculdade estivermos solteiras... você ficaria comigo?

- Se você me aceitar de volta – Emma sorriu – nós podemos recomeçar, quem sabe assim não teremos medo de mostrar quem realmente somos não é! – Regina sorriu fraco. – Quero que você aproveite essa fase da vida, sem ninguém pra te prender.

- Eu não me importaria ser presa por você. Mais já que é isso mesmo que quer, também não vou insistir, da mesma forma quero que você aproveite esse momento. Mais saiba que eu não vou deixar de te amar. Nos vemos nas férias?

- Sim! E quero me conte tudo que está acontecendo com você hein! Eu sempre vou estar do outro lado pra te ouvir.

- Se você não me privar de nada que acontece com você, pode ter certeza que vou te manter informada. – Sorriu. – Posso te pedir uma coisa? – Emma assentiu. – Preciso de mais um último beijo... – Pediu um pouco sem graça.

Emma sorriu e se aproximou mais da amiga, segurou a nuca dela e selou seus lábios enquanto a outra mão estava na cintura de Regina, que mantinha seus braços em volta do pescoço de Emma. Foi um beijo calmo que durou alguns minutos e provavelmente elas pensariam a respeito dessa despedida por muito tempo.

Emma e Regina se conheciam desde crianças, estudaram juntas durante todo período escolar, começaram a namorar escondido dos pais durante o ensino médio, mantendo esse segredo até o dia que Emma decidiu que seria melhor que elas se separassem por causa da distância que enfrentariam nos próximos anos.

Zelena, a irmã mais velha de Regina, Elsa a irmã mais nova de Emma e Killian o melhor amigo das meninas eram os únicos que sabiam do relacionamento delas, claro que muitos colegas da escola comentavam, mais nunca tiveram certeza.

 

***

 

Emma deixou Regina em frente a sua casa naquela noite. Quando ela entrou não suportou mais segurar o choro que prendia desde a decisão que tomara, subiu correndo para o quarto fazendo com que a mãe e a irmã, que estavam na sala, percebessem que tinha algo errado.

- O que aconteceu com sua irmã? – Falou Cora – Ela estava chorando, vou até lá...

- Não mãe, deixa que vou. – Zelena disse. – Ela não vai querer falar mesmo, você sabe. – Disse disfarçando e subiu para o quarto da mais nova. Ao chegar em frente bateu algumas vezes na porta. – Regina, sou eu! – Ouviu Regina pedir para ela entrar. – O que foi? – Sentou nos pés da cama vendo que Regina estava chorando com a cabeça abaixada tentando esconder o rosto.

- A Emma... terminou comigo! – Disse já soluçando e Zelena a abraçou.

- Mais o que aconteceu para ela fazer isso?

- A faculdade... – Regina contou à irmã os motivos da separação.

- Olha, pensa pelo lado bom, você e o Killian vão morar comigo, você irá conhecer muitas pessoas, fazer muitos amigos, você e Emma ainda serão amigas isso não vai mudar acredite em mim. – Zelena disse para confortá-la mesmo sem saber se o que dizia era mesmo verdade. – Acredite, as férias chegam rápido e logo logo vocês vão se ver pessoalmente de novo e podem conversar novamente sobre esse relacionamento. Vocês são muito novas ainda, tudo vai se esclarecer, dê tempo ao tempo. – Zelena olhou para a irmã.

O pai de Killian era amigo dos pais das meninas, então o rapaz e seu irmão cresceram juntos com elas.

- Ok. – Respondeu desanimada.

- A mamãe vai querer saber o que aconteceu... o que vamos dizer? A verdade?

- Não! Claro que não! Vou dizer que estou com um pouco de medo de ir, que vou sentir saudade daqui e...

- Porque você não conta Regina? Isso só vai doer uma vez e o peso que você carrega dentro de si vai desaparecer pra sempre.

- Eu tenho medo... e agora também já não faz muito sentido em contar algo que eu nem tenho mais. Você acha que eu deveria contar para eles, digo, não sobre a Emma, mais sobre mim?

- Não, na verdade você não tem que contar. Eu nunca precisei dizer que sou hétero, então você também não precisa. Mais eu sei que isso é um peso pra você, talvez se sinta melhor.

- Eles me matariam!

- Deixa de ser boba! Com certeza a mamãe vai falar sem parar por pelo menos um mês e o papai vai ficar com o olhar perdido por horas sem dizer nenhuma palavra pra depois dizer que você ainda continua sendo filha deles e que te amam de qualquer forma. – Zelena falou fazendo a mais nova rir.

- Só você mesmo! Mais eu não quero que eles saibam, pelo menos até eu ter alguém que eu queira que eles conheçam, que queira ter uma vida comigo sabe... sempre pensei que isso aconteceria com a Emma mais...

- Ei! E quem disse que não pode ser com ela? Vocês tem muito para viver ainda, as coisas não chegaram no final e também se não for ela, tenho certeza que será alguém que você ama e que te ame também... Agora vai, levanta, toma um banho e desce pra gente jantar.

- Sim Senhora! – Regina disse debochando da irmã e seguiu para o banheiro.

 

***

 

Durante o jantar Regina manteve-se em silêncio, precisava sentir aquela dor para que ela passasse logo, mais a mãe estava preocupada pelo que tinha visto quando a mesma chegou em casa e resolveu perguntar.

- Está tudo bem Regina? - a garota assentiu - Não parecia estar quando chegou, aconteceu alguma coisa? - Cora insistiu.

 - Não aconteceu nada mãe. - Disse tentando ser indiferente. - Eu me despedi da Emma hoje. Só estou com um pouco de medo do que me aguarda na segunda-feira... vou sentir saudades daqui.

- Ela também vai para faculdade né? - Regina respondeu que sim - Pena que vocês não vão para a mesma. - Cora olhou para a filha. - Mais você vai conhecer muitas pessoas, aposto que vai conseguir uma amiga rápido e quando você voltar a Emma também estará aqui não é mesmo?!

- Claro que ela vai mamãe! Eu disse isso à ela, nós vamos estar juntas. - Zelena falou - Vou cuidar bem de você bebê - riu da cara da irmã - e do Killian também, afinal de contas eu serei a mais velha e responsável por aquela casa!

- Então acho que terei que me mudar junto com vocês. - Henry disse rindo para as filhas. - Ou você se habilita à ir querida? - Perguntou para Cora.

- Infelizmente não poderei, mais quando penso que a Zelena será a responsável eu penso na ideia de me mudar também!

- Nossa! Vocês são maldosos! - fingiu estar chateada. - Eu sobrevivi o último ano sozinha, posso muito bem ensinar a minha irmãzinha a se cuidar!

- Vai ser melhor eu não pensar sobre isso, vocês duas e o Killian morando juntos... - Cora fez uma pausa e colocou uma das mãos na testa para realçar o drama enquanto as meninas a olhavam com deboche. - ... estou brincando meus amores! Eu sei quanto vocês são responsáveis e tenho confiança, por isso não me preocupo, pelo contrário, estou feliz que vocês estarão juntas! - Cora disse sorrindo enquanto terminava a refeição.

 

***

 

No sábado Regina e Zelena terminaram de arrumar suas malas, Henry e Cora levariam as filhas e Killian no domingo.

Com toda agitação do dia Regina se esqueceu por algumas horas de Emma, mais assim que o dia terminou e ela já estava deitada em sua cama, não resistiu à vontade de enviar uma mensagem para a amiga.

 

Oi Emma... tudo bem? - Regina                     

             

Menos de um minuto depois Emma a responde.

 

Oiiii, tudo e você? ;) - Emma

 

Um pouco cansada, passei o dia arrumando minhas coisas, vamos embora amanhã. :,( - Regina

 

Não coloque esse emoji, fico preocupada! Também passei o dia fazendo minhas malas, também vou amanhã à tardezinha. - Emma.

 

Emma iria estudar em uma faculdade na cidade vizinha, mais como queria se sentir independente, os pais permitiram que ela fosse morar por lá e voltasse nos fins de semana.

 

Desculpe pelo emoji!... vou sentir saudades. Tem certeza que não quer tentar de novo? - Regina

 

Eu amo você! Mais já falamos sobre isso, não quero te perder, não quero brigar, não quero que tenha ódio de mim assim como não quero sentir por você, isso seria insuportável! - Emma.

 

Hmm, eu te amo... mais eu vou voltar para ficar com você, não se esqueça disso! - Regina.

 

:D não vou me esquecer e pode ter certeza que vou torcer para que esses anos passem rápido. Bem... precisamos dormir agora. Boa noite e boa viagem s2 e não se esqueça de me contar como foi o primeiro dia de aula s2.

 

Boa noite Emma, faça uma ótima viagem também. Nos falamos durante a semana. s2 ;)

 

Não conseguiram dormir direito naquela noite, assim que se despediram, ambas caíram em um choro angustiado, sabiam que a partir daquele momento teriam que caminhar sozinhas.


Notas Finais


bjoss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...