História Escolha do destino - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens August Wayne Booth (Pinóquio), Capitão Killian "Gancho" Jones, Cora (Mills), Daniel, David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Henry Mills, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Neal Cassidy (Baelfire), Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Amor, Drama, Emma Swan, Killian Jones, Once, Once Upon A Time, Ouat, Regina Mills, Romance, Swan Queen, Swanqueen, Tragedia
Visualizações 125
Palavras 1.765
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura...

Capítulo 6 - Vamos conversar


A feição de Emma mudou no mesmo instante, o sorriso forçado que mostrou a noite toda desapareceu e ela não fazia questão nenhuma de esconder como estava se sentindo derrotada. Assim que recebeu felicitações de todos os que estavam presentes, ela procurou por Regina e percebeu que a amiga tinha ido embora sem se despedir. Emma se sentiu morta por dentro por não ter tido a oportunidade e muito menos a coragem de contar o que realmente estava acontecendo.

- David. – Mary disse baixo levando o marido para um canto mais afastado dos convidados. – Eu não acredito que você armou essa palhaçada toda! Minha filha não vai ser obrigada a casar com alguém que ela não ame! – Falou irritada.

- Ela vai amá-lo, um dia ela se acostuma querida. Ou você prefere passar vergonha na rua, ser apontada por todos da cidade?

- Minha filha não é uma vergonha para mim e nunca vai ser. – Mary viu que os amigos se aproximavam deles. – Cora e Henry estão vindo aqui, depois terminamos essa conversa... – Respondeu e foi ao encontro dos amigos.

- Mary, já estamos indo. Obrigada, o jantar estava ótimo. – Cora se despediu.

- Está tão cedo ainda Cora, fiquem mais, nem conversamos direito. – Pediu.

- É que a Regina e o Killian foram dar uma volta e disseram que não demorariam, ela está sem a chave de casa. Já faz algum tempo que saíram. – Disse verificando as horas. – Devem estar chegando por lá.

- Ah sim, claro! Vamos nos encontrar durante a semana, faz tempo que não nos falamos. - Abraçou Cora.

- Obrigado por terem vindo. – David falou se aproximando do casal.

- Nós que agradecemos David. – Henry respondeu se despedindo dos amigos, saindo junto com a esposa.

 

***

 

- Noivos? - Regina falava para si mesma. - Eu não consigo acreditar!

Killian não sabia o que dizer, estava tão espantado quanto ela.

- Love, sinto muito por isso... eu não sei o que dizer.

- Você não precisa dizer nada Kill... nós não estávamos mais juntas mesmo. - Disse com a voz embargada. - Só queira que ela tivesse sido sincera comigo... - Killian a abraçou de lado. Eles haviam ido para uma praça onde o pessoal costumava se reunir à noite.

- Sei que está doendo, mais vai passar. - Killian sorriu - Vamos superar!

- Vamos? Pensei que eu teria que fazer isso. - A garota perguntou achando graça dele e Killian a fitou.

- Isso mesmo, VAMOS, temos um pacto mocinha, ou você já esqueceu?

- Ei Kill só você mesmo!

- Eu falei sério, pode acreditar! - Disse dando um beijo no rosto da garota. - Está ficando tarde, vou te levar pra casa.

Alguns minutos depois, Killian deixou a amiga na porta de casa e foi embora. Quando chegou em casa encontrou seu pai e seu irmão August na sala.

- Nossa já chegaram! Pensei que a festa na Emma iria até altas horas!

- Pelo contrário, depois do pedido do Neal a festa esfriou. - August respondeu.

- Pareceu que a Emma não gostou muito da surpresa, vocês não acharam? - Marco perguntou aos filhos.

- É, ela parecia triste... eles namoram à tão pouco tempo, achei muito rápido esse noivado - August respondeu.

- Eles estão juntos à quanto tempo? - Quis saber Killian.

- Uns dois meses eu acho.

- E você a Regina filho? Estão saindo juntos e não me contou nada...

- Não pai, somos amigos.

- E porque saíram mais cedo da festa e sozinhos? - Marco questionou.

- Queríamos dar uma volta na cidade, afinal, faz tempo que não ficamos por aqui, só isso... bem vou dormir. Boa noite. - Disse indo para o quarto.

- Boa noite. - Os homens responderam e Marco sorria disfarçadamente por pensar que o filho estava mentido em relação à Regina.

 

***

 

Regina foi para seu quarto sem falar com ninguém assim que Killian a deixou em casa.

No dia seguinte, enquanto tomavam o café da manhã, Cora vendo que a filha mais nova estava distraída, resolveu puxar assunto.

- Está tudo bem Regina? - A garota assentiu - Ahn... você e Killian estão juntos?

- Não mãe, quantas vezes vou ter que dizer que Killian e eu somos amigos!? - Disse transparecendo irritação.

- Ok, desculpa! Só perguntei porque vocês saíram sozinhos da festa ontem. - Cora se defendeu.

- Fomos dar uma volta, aquele jantar estava muito chato.

- Você deveria estar feliz por sua amiga querida. - Disse Henry. - Emma deve ter ficado feliz com a surpresa.

- Eu não acho! Ela me pareceu triste, principalmente depois do pedido. - Zelena disse.

- É... analisando bem, ela não me pareceu muito feliz. Mais bem, ela devia já esperar por isso não é? - Cora falou.

- Devia sim... vou voltar para o quarto, minha cabeça está explodindo. - Regina disse já se levantando da mesa.

- Regina, você nem comeu direito!

- Não estou com fome mãe. - Falou enquanto subia as escadas.

 

***

 

Quando chegou no quarto, Regina pegou o celular e viu que Kathryn havia lhe mandado uma mensagem.

 

Bom dia! Tudo bem por aí? -Kathryn.

Oi! Estou chateada, mais estou bem... como você está? – Regina

 

Na mesma hora obteve resposta.

 

 Estou com saudades :), mais estou bem? Porque está chateada? – Kathryn

 Só uma coisa que eu fiquei sabendo, não é nada demais. – Regina

 Hm... tem haver com a Emma? – Kathryn

 Rss, não tem como esconder nada de você não é! Mesmo estando longe... ela está noiva, de um cara que dizia detestar e nunca me disse que estavam namorando. Deve ser por isso que ela terminou comigo. Mais vou ficar bem, é só questão de tempo. – Regina

 Sinto muito por isso! – Kathryn

 Está falando sério? Pensei que você ficaria feliz sabendo que a Emma não me quer mesmo. – Regina

 Você sabe que eu te amo e por isso mesmo quero te ver bem, mesmo que não seja comigo, apesar de agora eu ter uma chance rsrsrs. Mais como já disse, não vou falar sobre isso até que você me diga que está preparada... Se quiser podemos falar sobre esse noivado, talvez se sinta melhor. - Kathryn

s2 Obrigada, mais preciso conversar sobre outras coisas no momento, assim consigo tirar aquele noivado da cabeça. - Regina

Como você quiser, vou te ligar, é melhor para conversarmos... – Kathryn

 

Elas passaram quase toda a manhã conversando trivialidades, o que fez com que Regina se desligasse um pouco dos acontecimentos da última noite.

 

***

 

À tarde, Killian buscou Regina para irem tomar um sorvete no parque. Eles caminharam por um tempo, até que Killian resolveu descansar um pouco.

- Ai estou morto Love! Vamos parar um pouquinho aqui. – Falou se sentando encostado em uma das árvores que ficavam em frente a um lago. Regina o acompanhou.

- Você é muito sedentário, nem andamos tanto.

- O que? Estamos andando à... – olhou no relógio. – ... oito minutos! – Respondeu sem graça, percebendo que não tinha andado quase nada e olhou para a amiga. – Você tem razão! – A garota riu.

Após alguns minutos de silêncio, Killian questionou a amiga.

- Como você está se sentindo hoje? Seu semblante está melhor.

- Estou bem, com um pouco de raiva, angústia... não sei definir, mais estou melhor. – Respondeu. – Falei com a Kathryn hoje.

- Hmmm, então é por isso que tá com essa carinha?! Contou pra ela?

- Contei... falar com ela me faz bem. Ela é divertida e você sabe que ela me respeita muito, nunca é indelicada.

- Ela vai ter uma chance agora?

- Ainda é cedo pra saber. Você sabe que eu a amo, não como ela gostaria, então não quero dar falsas esperanças sabe, eu não sei se vou conseguir esquecer...

- É claro que você vai! – Killian não deixou ela terminar a frase. – Eu sei que é cedo pra pensar que pode esquecer a Emma, mais você vai conseguir. Não quero que você use a Kathryn pra isso e sei que você também não faria. Mais com o passar do tempo vai doer menos e quem sabe você e a Kath se acertem ou vocês conheçam outras pessoas que as façam felizes.

- É... – Falou deitando a cabeça no ombro do rapaz, ficando assim por alguns minutos.

- Regina! – A garota virou no mesmo instante para ver quem a chamava e se espantou ao ver Emma se aproximar. – Regina, podemos conversar?

- Não temos nada pra conversar Emma. – Falou se levantando. – Vamos Kill?

- Ei espera. – Emma falou segurando seu braço enquanto ela saía. – Eu ia te contar...

- Quando? – Perguntou com os olhos marejados. – Foi você mesma que sugeriu para contarmos tudo uma a outra e você não me contou o que mais me importava.

- Me desculpa... eu não consegui.

- Você me disse que nossa amizade era mais importante, por isso terminou comigo... – Emma não disse nada. - ... era mentira não era? Você queria ficar com ele... fala alguma coisa! – Pediu entredentes.

- Não... não era mentira, eu amo você Regina!

- Me ama mais está noiva do Neal? – Falou sorrindo de nervoso. – Complicado de entender essa forma de amar...

- Vamos Love. – Killian segurou sua mão. – Por favor Emma, não insista, ela não quer falar com você.

- Regina, nós tínhamos terminado... - Emma disse um pouco mais alto. - ...e se você estivesse no meu lugar? – Regina a olhou por cima do ombro. Se virou de frente para a amiga e dizendo.

- Se eu estivesse no seu lugar, eu teria sido honesta como tínhamos combinado. Como você mesma disse, tínhamos terminado, porque VOCÊ QUIS Emma, então acredito que não teria problema em te contar caso eu estivesse apaixonada por outro. – Se aproximou um pouco mais da amiga. – Espero do fundo do meu coração que vocês sejam felizes, mais não vou mentir que você foi a minha maior decepção. Não sei se vou conseguir enxergar em você a amiga que eu tinha antes, me desculpa mais não temos mais o que conversar. – Virou as costas saindo de mãos dadas com o amigo.

Emma ficou parada por minutos vendo os amigos se distanciarem, se sentiu perdida. Não queria contar a verdade para a pessoa que mais amava porque tinha medo que ela também fosse prejudicada.

A garota voltou à realidade quando sentiu uma mão em seu ombro.

- Vejo que a conversa não foi como esperou não é! – Elsa disse abraçando a irmã de lado.

- Perdi meu amor e minha melhor amiga. – Falou suspirando.

- Vamos pra casa... – Elsa não tinha palavras para confortá-la.


Notas Finais


bjoss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...