História Escolha do destino - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens August Wayne Booth (Pinóquio), Capitão Killian "Gancho" Jones, Cora (Mills), Daniel, David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Henry Mills, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Neal Cassidy (Baelfire), Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Amor, Drama, Emma Swan, Killian Jones, Once, Once Upon A Time, Ouat, Regina Mills, Romance, Swan Queen, Swanqueen, Tragedia
Visualizações 86
Palavras 1.541
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura...

Capítulo 7 - Sentirei sua falta


Durante as férias, as garotas não se falaram mais. Quando se encontravam por um acaso em algum lugar que ambas frequentavam, Regina a evitava, apenas acenava de longe e procurava ir embora o mais rápido que podia. Por outro lado, tinha permitido que Kathryn se aproximasse mais, apesar de ainda não ama-la como a garota queria, ela sentia que isso poderia acontecer um dia, pois o que sentia por Emma estava desaparecendo ou se escondendo em algum lugar dentro de seu coração.

Mary sabia que a filha não estava se sentindo bem e sabia qual era o motivo.

- Emma, podemos conversar? – Disse entrando no quarto da garota.

- Sim. – Falou fechando o notebook e olhando para a mãe.

- Não quero que você se case com o Neal. – Mary foi direta.

- Pensei que eu não tinha escolha.

- Eu não apoio o seu pai Emma! Não quero que você se case, sei que não gosta dele e não será obrigada a fazer isso!

- Não é isso o que meu pai diz. Ele vai prejudicar a Regina mãe.

- Sei que vocês não se falam mais... você quer que eu fale com ela?

- Claro que não! De que adiantaria você contar pra ela? A Regina ainda não está pronta pra contar para os pais, eu não quero que ela se sinta pressionada à fazer isso por minha causa e também ela nem gosta mais de mim.

- Como você sabe que ela não gosta mais de você?

- Ela disse que eu fui a maior decepção dela, que talvez não consiga nem me ver como amiga... nem olha direito pra mim, pode ser que não tenha esquecido completamente mais isso é só questão de tempo.

- Emma, você está errada.

- Não mãe... – Olhou para a mulher. - ... está tudo bem, eu me acostumei com o Neal, ele não é tão insuportável e por incrível que pareça me respeita,  já que vou ter que me casar com alguém, que seja ele, pelo menos já o conheço. – Deu de ombros.

- Sério o que você está me dizendo? Eu não posso acreditar que você vai aceitar isso! – Mary a olhou assustada. – Mesmo que você e a Regina não voltem filha, não é o Neal que você ama. Esse casamento não dará certo Emma.

- Pensei que a Regina fosse a pessoa certa e não terminamos bem, quem sabe o errado não vai ser o certo?! – Disse sem expressar nenhuma emoção.

- Estou te dando a chance de desistir, vou estar ao seu lado, seja lá o que você decidir, só quero que pense, pode voltar atrás quando quiser. – Mary deu um beijo no rosto da filha e a deixou sozinha para pensar.

Emma refletiu as palavras da mãe, pensou em terminar com o rapaz e continuar sem ninguém. Ela se sentia indiferente à tudo, não conseguia se sentir feliz e a tristeza que a muito tempo a acompanhava já fazia parte dela, nem a sentia mais. Sendo assim, decidiu por levar esse noivado adiante, sua vida não ficaria pior, ainda poderia tentar ver em Neal um amigo.

 

***

 

As férias terminaram e todos voltaram à rotina.

Alguns meses se passaram. Killian estava saindo com um garoto da faculdade e estava mais feliz do que nunca.

- Loves, estou indo... não se preocupem se eu demorar ok! – Disse às amigas que riram.

- Alguém desencalhou mesmo! – Zelena zombou dele.

- Sua bruxa! – Respondeu à amiga. – Você está com ciúmes isso sim! Mais não precisa ficar. – Falou se aproximando. – vocês são os grandes amores da minha vida ok! – Disse abraçando as meninas. – Mais tenho que ir mesmo, beijos. – Saiu apressado.

- Nunca o vi tão animado. – Comentou Regina.

- Pois é! – Zelena respondeu. Ela e a irmã não quiseram sair naquele sábado e resolveram assistir um filme juntas.

Após alguns minutos em silêncio,  Zelena puxou assunto com a irmã.

- Rê, porque você não chama a Kathryn para vir aqui? – Sugeriu.

- Os pais dela vieram para cá esse fim de semana...

- Hmm, entendi... – Zelena ficou a olhando.

- O que foi Zelena? – Regina perguntou constrangida.

- Nada. – Sorriu. – Vocês estão saindo? – Regina não olhou para a irmã.

- Não. – Falou seca.

- Mais você quer, não quer? – Zelena insistiu.

- Porque esté me perguntando isso? Que chato!

- Por nada, só quero saber como você está... apesar de estarmos juntas todos os dias não temos muita oportunidade para conversar.

- Você fica a maior parte do seu tempo livre no celular com o Robin...

- Está com ciúmes! Que linda! – Zelena apertou a bochecha da irmã que rapidamente a empurrou.

- Para Zel, se continuar vou pro meu quarto.

- Só quero que converse comigo Rê, sinto sua falta sabia. Nós conversávamos tanto... – Regina a olhou, ela e a irmã sempre foram boas amigas e compartilhavam seus segredos, medos e alegrias.

- Desculpa! – Regina falou arrependida de sua atitude. – Acho que estou preparada para seguir em frente. – Olhou para a irmã que sorriu de leve. – Acho que estou começando a gostar da Kathryn.

- Que bom! Fico feliz em saber disso. – Zelena falou. – Ela não te chamou para conhecer os pais dela?

- Me chamou, mais achei melhor não ir. Tive medo que eles percebessem alguma coisa. Apesar dela nunca ter escondido nada deles.

- Eles à apoiam?

- Ela disse que foi complicado, mais agora estão bem com isso.

- Você terá outras oportunidades... você me conta?

- Contar o que?

- Quando acontecer algo entre vocês... quero ser a primeira a saber. – Regina sorriu.

- Claro que sim, você será a primeira a saber,  SE acontecer. – Zelena riu da cara da irmã, a conhecia muito bem e sabia que ela estava se apaixonando por Kathryn.

 

***

 

O tempo passou depressa. Naquela noite, Kathryn e alguns amigos fariam uma festa em sua casa para comemorar o fim do semestre.

Regina, Killian e o namorado foram para a festa, como Robin não pode vir, Zelena preferiu ficar em casa mesmo a irmã insistindo para que ela fosse. Assim que chegaram na casa de Kathryn, a jovem os recebeu e os conduziram para onde os amigos estavam, ali todos já se conheciam.

- Onde está sua irmã? – Perguntou Kathryn.

- Como o Robin não pode vir ela preferiu ficar em casa. – Regina respondeu.

- Que pena... mais fico feliz por você estar aqui. Estava com saudades, essas provas tiraram completamente nossa vida social. – Sorriu.

- Tem razão... eu também estava com saudades.

- Vem... – Kathryn falou segurando sua mão. – Vamos pegar algo pra beber...

Os jovens passaram a noite conversando, bebendo e se divertindo. Quando a maioria dos amigos já tinham ido embora, inclusive Killian e o namorado. Regina resolveu se despedir.

- Kath, eu já vou para casa.

- Não espera mais um pouco, quando todos forem embora eu te levo.

- Não precisa me levar, somos quase vizinhas. – Regina riu.

- Mais eu quero te levar, por favor espera mais um pouquinho vai. – A garota insistiu.

- Ok! Vou esperar.

Após todos terem ido embora, Regina ajudou a amiga a organizar um pouco o local, assim que terminaram Kathryn à levou para casa.

Caminharam de braços dados até quando chegaram em frente a casa de Regina.

- Bom... então estamos oficialmente de férias! – Regina falou.

- Uhum... vou sentir saudades.

- Eu também vou. – Regina falou abraçando a amiga. Assim que desfizeram o abraço ficaram se olhando por um tempo. – Ahn, é... eu vou entrar então... – Falou meio sem graça. – Tchau Kath.

- Regi... – Kathryn falou olhando em seus olhos. – Posso te dar um beijo? – Pediu um pouco apreensiva. Regina sorriu e se aproximou mais da garota.

- Pode... – falou sorrindo tímida. Kathryn se aproximou mais ainda e selou seus lábios. Regina levou suas mãos ao rosto da garota enquanto Kathryn segurava sua cintura. O beijo durou alguns minutos e ambas sentiam o estômago gelar. – Ahn... eu tenho mesmo que entrar. – Regina disse constrangida.

- Ok. Vamos nos falar durante as férias?

- Claro que sim. – Kathryn a abraçou selando seus lábios novamente.

- Até mais meu amor, vou sentir sua falta. – Falou e foi caminhando em direção à sua casa.

- Também sentirei a sua. – Regina sorria bobamente.

Entrou em casa, encontrando tudo escuro. Passou pelo quarto de Killian e viu que o rapaz ainda não havia chegado. Foi direto para o quarto da irmã, precisava contar o que tinha acontecido.

- Zel? – Disse abrindo a porta.

- Sim? – Zelena respondeu sonolenta enquanto Regina deitava ao seu lado.

- Desculpa te acordar, mais preciso te contar uma coisa...

- O que aconteceu? – A irmã perguntou um pouco assustada.

- Calma... é que eu prometi que contaria então... – Zelena a olhou desconfiada. - ... a Kathryn pediu para me dar um beijo.

- E o que você disse?

- Disse que sim. – Falou sorrindo, e mesmo no escuro percebeu que a irmã também sorria.

- Sério!? E como foi?

- Delicioso... – Regina ficou olhando para o teto relembrando o momento. – Acho que eu gosto dela... de verdade.

- Estou feliz por você! – Zelena a abraçou, conversaram por mais alguns minutos e Regina deixou a irmã voltar à dormir e foi para seu quarto tentar pegar no sono.

                                                                                                


Notas Finais


bjoss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...