História Escolhas - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Adolescência, Amor Jovem, Colegial, Romance
Visualizações 4
Palavras 1.004
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Festa, Literatura Feminina, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


demorei mas postei kkk espero que gostem

Capítulo 2 - Party


Após um banho que considero demorado, seco meus cabelos castanhos com luzes mel e vou para o quarto e procuro uma roupa bem devagar, não porque quero estar linda como provavelmente Izzy e Anna vão estar mas pelo simples fato de eu não estar com a menor pressa pra chegar na festa. Coloco um sutiã de renda preto, um shorts branco e uma camisa flanela na cintura. Tiro minhas enormes olheiras com um corretivo e passo meu fiel escudeiro chamado rímel. Quando estou pronta são lá pelas 8:30 e Isabelle manda uma mensagem que esta chegando. Desço correndo porem sou parada por uma criatura com cenho franzido com os braços cruzados  

-Serena, tu não acha que vai passar frio com essa roupa  

-Pra ser bem sincera acho que vou até passar calor, mamãe.  

-Ta e o que tu vai fazer na casa dessa Malu?  

Sei que minha mãe sabe quem e a Malu e que esse “dessa” foi além de desnecessário mas de certa forma entendo o receio da minha mãe já que eu não sou lá uma aluna nota dez   

-Bom querida senhora minha  mamãe, to indo lá torturar um duende até ele nos dizer onde está o pote de ouro.  

-Por favor, filha. Começa a foca mais nos estudos... 

Reviro meus olhos da maneira mais dramática possível e a abraço rapidamente e desço já que Izzy está me esperando.  

chegamos na festa e está realmente lotada, e quando eu digo lotada ‘e um eufemismo o que nem faz sentido já que não tem um motivo especifico para a existência dessa festa. Em meio de segundos localizo uma loira  dançando da forma mais sensual possível e vou correndo ao seu encontro 

I-ih, eu vi metade da festa se apaixonando depois dessa reboladinha, hein  

-Serena, você veio! 

Então Anna se joga em cima de mim como se não nos víssemos a anos  

-Pois é , tu viu a Lana por ai?  

Quando pergunto ela nem me escuta e simplesmente volta a dançar então vou até a cozinha enorme driblando bêbados e pessoas com hormônios a flor da pele se pegando ferozmente. Pego um copo vermelho e começo a me servir quando uma voz surge atrás de mim  

-Não sabia que você bebia  

-Me viro para encará-lo bem 

-Me admira tu saber meu nome, quanto mais se eu bebo ou o que eu bebo  

Tomas dá um sorrisinho como se já esperasse uma resposta como esta, e provavelmente esperava mesmo.  

-Por que eu sinto que tu não vai muito com a minha cara?  

-Nada contra a sua cara, inclusive tenho várias coisas a favor dela já tua personalidade... 

Ele estreita os olhos com uma expressão séria e sei que neste momento realmente está focado no que eu estou falando  

-Como assim? Por que tu acha que  conhece, mas deduz que eu não te conheço? 

-Porque é  verdade, todo mundo sabe as coisas que tu faz, todo mundo sabe onde tu está e com quem tu está. Tu não é muito discreto e tem um histórico incrível. Vai ver tem desvantagem em ser o maior pegador e um dos guris mais populares da escola  

-Sei... tu é muito presunçosa,Serena  

Reviro os olhos como tenho costume de fazer quando respondo  

-Que seja. Duvido estar errada ao seu respeito. Mas confesso que tu parece legal, quando tu quer, quando tu quer muito. Tu é aquela pessoa animada nas festa, levanta os astral de todos... uma pena que é um babaca  

Ele chega mais perto de mim e sinto minha respiração falhar. Está tão perto que posso sentir o perfume dele, que a propósito é um ótimo perfume  

-Tu é bem direta, não?  

-Nossa, com essa observação poderia até achar que tu é o  Sherlock Holmes.  

Então pego meu copo que eu tinha apoiado no balcão enquanto falava com o homem mais cheiroso e idiota do mundo. Volto pra sala e vejo Izzy dançando loucamente e virando um copo rápido demais pro meu gosto então olho para o sofá e vejo Ethan pegando Allie como se não estivesse mais ninguém aqui mas não posso falar que isso era impossível de acontecer, até era uma coisa bem imaginável já que Allie se joga em cima de Ethan mais vezes do que respira mas não posso criticar ,ela mal fala com a Isabelle e nem deve saber que ela já ficou com o Evans. E claro, guris como Ethan Evans e o babaca do Tomas Scott  NÃO SÃO CARAS PARA SE TER ALGO SERIO! Sinceramente boto mais fé em Peter ,ele é lindo e extremamente gentil, e parece ser mais comportado de certa forma mas claro, não conheço ele pra ter uma opinião concreta. Como a amiga responsável que sou bebo um pouco mais e vou dançar com Isabelle.  

     Acordo com minha cabeça latejando e Izzy dormindo no meu lado e Lana mexendo no celular do outro. Me sento na cama e fico em estado vegetativo por uns cinco minutos até Lana perguntar se estou bem  

-Estou.Tem um martelo na minha cabeça batendo com força, mas estou 

Lana dá uma risadinha, ela é provavelmente a mais meiga de nós, com cabelos castanhos lisos até a cintura, magra e bochechas rosadas. Lana Mitchell entrou na nossa escola a 3 anos atrás, não fez amigos de primeira porque era muito tímida então um dia convidamos ela para passar o recreio com a gente e aqui estamos até hoje. Me levanto e vou ao banheiro e quando me olho no espelho percebo que pareço um guaxinim raivoso já que estou com uma cara de “por favor deus, me leva” e com o rímel além de borrado. Limpo a cara, escovo meus dentes (sim, eu tenho uma escova de dentes na casa da Iss, consequência de ser tão grudada em alguém) volto para o quarto onde encontro Isabelle consciente e respirando, o que ‘e um bom sinal. Vou para casa lá pelas quatro quando minha queria mãe vem me buscar e tenho certeza que durmi o resto do sábado inteiro e boa parte do domingo.  

 

  


Notas Finais


comentários mais que bem vindos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...