1. Spirit Fanfics >
  2. Escolhendo o próprio fim >
  3. O apartamento 109

História Escolhendo o próprio fim - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Aviso: Gosto de clichês.

Lie To Me - 5SOS.

Capítulo 1 - O apartamento 109


No edifício onde Abraham se encontrava tinha o aroma de fritura e xixi de gato. Não muito limpo e despojado mas o mesmo não poderia julgar. Não estava ali para isso. Estava a favor de um amigo e isso o deixava alegre de alguma forma. Mesmo sendo um ambiente exótico, mantivera a postura e se dirigiu ao apartamento indicado.

Passava por corredores precisamente pequenos em comparação as portas pretas acompanhadas por vasos e gaiolas, outras sem nada. Era medonho pensar que as mesmas tinham a própria personalidade, já que poderiam comparar elas como as portas de algo deliberadamente não muito bom. Aby notava isso enquanto caminha pelos corredores e tentava de todo modo não fazer muito barulho. Seria um erro incorrigível.

Quando chegou no apartamento 109 bateu na porta com muita gentileza, porque tinha medo que a mesma o engolice em sua imensidão escura. Poderia jurar que - se não fosse pela sua sanidade - ao bater-se em uma das portas todas as outras do corredor se abririam para vê-lo, outras somente para bisbilhotar, mais isso não deixava de ser medonho. 

Logo a porta se abriu, revelando uma figura que não se assemelhava nem um pouco com aquele lugar. Um homem alto, com seu porte físico um tanto admirável - notável pela camisa de manga comprida justa - e seus cabelos pretos na altura das orelhas todo bagunçado. Seus olhos eram de um âmbar sombrio que transmitia irritação a qualquer um em seu campo de visão. Típico homem que calsava desconforto a qualquer um.

E aby não seria exceção. No instante que o mesmo vislumbrou o ser a sua frente, imediatamente corou em um vermelho vibrante e abaixou a cabeça como forma de desculpa pela irritação do outro. E Não foi dita nenhuma palavra até então. Era humilhante estar na presença daquele cara, como se ele pudesse julgar tudo e todos, como também, tivesse razão fazer tal feito. 

O silêncio só fora quebrado logo depois que se escutou o barulho da porta à frente se fechando. Aby levantou rapidamente o olhar e quando pensou em cogitar algo  para falar, parou no mesmo instante em que percebeu o homem mais perto de si do que antes. Sua reação foi de imediato dando dois passos para trás. Seu rosto enrubescendo em tons cinábrios fortes ao decorrer dos acontecimentos. Ele não poderia ser mais patético do que já era.

- E-eu...é... - As palavras estavam o traindo, seus olhos concentrados no chão sem a certeza do que procuravam, seu corpo inteiro tremendo e seus lábios secos. Abraham estava pânico.

- Isso é para mim?

Quando aby olhou novamente nos olhos daquele homem, poderia jura que estava na presença de uma nova pessoa. Aqueles olhos agora transmitiam interesse e não tinha o mesmo ar superior de antes.

- Sim, vim com o objetivo de lhe entrega a mesma por pedido de um amigo - disse estendendo a mão com a carta - por favor, me desculpe o incômodo.

- Sem problemas - o homem pega a carta e no mesmo instante a abre começando-a ler seu conteúdo.

- Hm...se me der licença - Abraham fez um gesto de despedida e se virou com o intuito de ir embora. Estava em uma situação precária dês de sua chegada a esse local o que deixava o muito inquieto. No entanto, seu braço fora puxado com gentileza pelo homem.

- Não te dei sua licença - O homem logo largou o braço alheio - Me desculpe mas, qual é seu nome?

Aby ficou perplexo com o dito cujo a sua frente. Nunca tinha visto ou vivenciado algo parecido. Essa noite não poderia ser mais assustadora.

- A-ah... - Abraham não conseguia organiza as palavras - Nome seu então primeiro diga!

Abraham corou e cobriu a boca instantaneamente quando percebeu a ordem das palavras que falará. Parecia uma criança exigente. E como reação o homem sorriu.

- Tudo bem, meu nome é Devon.

- Abraham - se tranquilizou e continuo - Quer saber mais alguma coisa? - inclinou a cabeça para o lado.

- Você que ir tomar um café comigo?

Abraham ficou surpreso mais uma vez.

- Sim... - continuo - mas pode ser em qualquer outro lugar menos...aqui?

E mais uma vez Devon sorriu. Aby não conseguiria explicar aquele gesto feito por aquela pessoa nem mesmo se o dessem um dicionário. Sincero mas irônico, alegre mas incompleto, complicado mas gentil.

- Pode ser sim - prosseguiu a fala - Me espera só para eu pega algumas coisas em casa e vamos, tudo bem? 

- Bem

Assim Abraham viu o dito cujo se vira e adentrar o apartamento. Foram os quinze minutos mais complexos de sua vida e isso o deixava ansioso. Ele somente quer tomar uma boa ducha e deitar em sua cama quentinha enquanto assisti qualquer drama da TV em baixo das cobertas mas, ainda são só umas sete horas da noite e tem um cara, nesse exato momento, na sua frente, disposto a compartilha o seu tempo. E bom, aby gosta de café não tanto quanto gosta de caras.

- Vamos?

Abraham concordou.


Notas Finais


Esse final KDKSKE, eu estou com sono.
[...]"fez um gesto de despedida"[...]. Eu imaginei ele fazendo "tchauzinho" com as mãos ^^.
Pois bem, fiz isso porque estou no tédio e estava inspirada(com outras ideias, essa daqui saiu agora a pouco) dês dos tempos antigos (2 meses) que comecei a ler livros um atrás do outro, agora to sem grana e lendo Vidas Secas, que é simplesmente triste e sensacional. Literatura Brasileira arrasando meu coração. ;-;
Voltando:
Tive uma minúscula inspiração com o livro "A Mão Esquerda de Deus" escrito por Paul Holffman (Esse livro NÃO é bom, Change My Mind). Inspirada também por Junjou Romantica que puta merda que anime fabuloso E 2gether, uma novel/drama BL Tailandês super maravilhoso que depois da declaração de amor eu precisava preenche meu coração com outra coisa (porque até sexta são muitos dias).
E é isso, acho que ninguém se importa realmente.
Obrigada você, seja lá quem for.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...