História Escrava Sexual ( Kim Jongin ) - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Kai, Suho
Visualizações 55
Palavras 1.432
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi bolinhos bom depois de seis dias acho sem postar,voltei com um cap recheado se tretas HUAHAHHHAH.
Bom as minhas outras fics estou sem atualizar porque sem idéias mais logo logo sai.

Boa leitura
♡♡

Capítulo 4 - Jantar


Fanfic / Fanfiction Escrava Sexual ( Kim Jongin ) - Capítulo 4 - Jantar

Acordo e olho para o relógio do meu lado 06:00,não dormi quase nada só por uma hora acho,chorei a noite inteira em como minha vida se tornou da água pro vinho em um dia,maldito dia. Me levanto e vou caminhando até a porta,acho que vou ter que ficar aqui por um bom tempo até ele me soltar. 

 Bato a cabeça na porta e vou me sentando no chão,deito e olho para aquele teto branco,ouço um barulho de chave e minha porta se abre e num impulso dou um abraço nele e me surpreendo e o solto rapidamente e ele fica perplexo

 - Desculpa não sei porque fiz isso - falo fria 

 - Vai tomar café ?

 - Não estou com fome - na verdade estou morrendo de fome mais deixo o orgulho falar mais alto

 - Vamos logo ,você pode ficar mal - até ontem me menosprezou e me tratou com ódio e hoje se preocupa comigo,vai entender o senhor Jongin - Vem logo

 - Já disse que estou sem fome

 - Tá bom então - ele deixa a porta aberta e sai

 Me levanto e olho de um lado para o outro no corredor,encaro a escada e ouço barulhos de copo e garfo,deve estar comendo,minha barriga ronca mas tento engana-lá. Ele entra no quarto me assustando e me levanto e nos encaramos,vejo uma bandeja em sua mão com um copo de suco,uma bacia,um pão e um pote de geléia 

 - Se Maomé não vai a montanha a montanha vai a Maomé - ele ri,seu sorriso é tão bonito e o barulho gostoso da sua risada,ele se torna sério rapidamente e coloca na estante - Enquanto você não comer não saio daqui

 - Então não vou porque não gosto de pessoas me olhando comer 

 - Aish - ele sai e fecha a porta 

 Sento na cama e pego os dois hashis e devoro o kimchi,tomo um pouco do suco,parece que não me alimento a dias. Termino de comer tudo e tomo o resto do suco,a comida estava realmente gostosa. A porta se abre de novo e ele olha para a bandeja e sorri,pega ela e passa a mão por meu rosto que dou um tapa - Olha como me trata em - diz sério 

- Vou pegar uma roupa para você ir comigo em uma loja para comprarmos roupas para você

 Fico quieta e ele sai novamente batendo a porta,em segundos abre e ele aparece com a roupa : blusa,calça e um moletom, pego de sua mão e mando ele sair de novo;encaro a roupa e acho que serve em mim,então coloco peça por peça. Abro a porta do quarto de novo e saio,desço as escadas e vejo meus saltos no chão,me curvo para pegar e sinto suas mãos pegar em minha cintura  

- Me solta - falo ríspida e tiro suas mãos

 - Você tem que parar de ser assim sabia,não quero te tratar mal mais parece que você quer

- É um tremendo de um idiota

 - Calça essa merda logo e vamos - coloco o salto e saímos da casa

 Ele tranca a casa e caminhamos até o estacionamento que o moreno abre,entro no carro e ele entra em seguida ligando e partindo para a pista. 

Chegamos em uma loja acho que as das mais cara de Seul,ele estaciona seu carro e vou entrando na loja e sou recebida por duas mulheres e então vejo algumas roupas,todas são caras e nome de estilistas renomado,caramba.

 - Pode escolher o que quiser - Jongin coloca a mão em meu ombro e olho para ele que sorri 

 - Não sei se devo,porque depois não terei dinheiro para devolver

 - Eu falei pra você alguma coisa sobre me pagar depois- ele diz ríspido - Então escolha 

 Desapareço do seu lado nos passos mais rápidos e pego um vestido azul escuro que achei super bonito,algumas calças jeans e blusas e corro para o vestiário. Visto todas e vejo que serviram muito bem,mas será que ele vai gostar ? Porque estou pensando nele,visto o que bem quiser. 

 Saio e entrego no caixa,o moreno aparece atrás de mim com um vestido vermelho longo com fenda e fica alisando e admirando a peça 

 - O que acha desse ?

 - Não gosto desses vestidos 

 - Mais vai usar hoje entendeu - ele me encara sombriamente e coloca junto com as roupas que escolhi

 - Babaca - solto no ar e então ele paga e vamos até o carro 

 - Hoje terei um jantar em família então irei apresentar você como minha namorada e falar que vamos ficar noivos

 - Mais nem morta,não vou ser noiva de um cara tão idiota como você que não respeita as mulheres

 - Cala a boca,você sabe o que vai acontecer né,ficar trancada naquela jaula

 - Sério eu te odeio 

 - Acho que posso dizer o mesmo - ele pega em meu queixo e beija minha boca - Vamos logo,acho que todos estão olhando para nós 

 (...) 

Arrumo meus cabelos e jogo para o lado,pego o batom que ele deixou em minha cômoda e então passo,um perfume também e assim e calço os saltos,abro a porta e vejo ele arrumar a mesa e desço rapidamente,paro em sua frente e vejo seu olhar sorrateiro

 - Está tão bonita - ele passa a língua por seus lábios e tento dizer um obrigada mas as palavras não saem pelo meu orgulho - E não vai dizer nenhum obrigado pelo elogio...Ver Você assim me excita e dá vontade de te foder aqui em cima dessa mesa 

 - Cala a boca porque você só fala merda 

- Acho que chegaram - ele fala indo até a porta e a campainha toca - Não quero você me tratando desse jeito,me trate como se fôssemos dois apaixonados um pelo outro

 - Vai pra puta que pariu - ele abre a porta e vejo seus pais chegarem com algo na mão e seu irmão que é incrivelmente bonito 

 Ficamos se encarando até eu ser supreendida pelos lábios de Kim e então ele entrelaçar nossa mãos e caminharmos até a cadeira,tento soltar a minha da dele mais ele aperta forte até eu dar um pisão no seu pé

 - Isso dói 

 Ele afasta a cadeira para mim e sorri com um sorriso mais falso do mundo,reviro os olhos e ele se senta do meu lado e coloca minha mão em cima da mesa e logo a sua fica em cima da minha

 - Bom então como é seu nome ? 

 - S/n - falo do jeito mais gentil,mais a vontade é de contar tudo,então tenho que ser uma ótima atriz né 

- Tem quantos anos ? - o pai dele pergunta

 - Tenho 19

 - Tão nova,quando se conheceram

 - Foi numa festa há um mês atrás

 Se eles soubessem a verdade ... 

 - Espero que sejam felizes,pensam em casamento ? - a mãe dele fala e o pai dele pigarreia interrompendo ela

 - Amor,os dois são muitos novos,não acha que está apressando eles demais

 - Verdade pai - o irmão de Jongin comenta - Mais acho que isso não passa de uma bela mentira inventada pelo Kai,para não passar a mesma humilhação pode ter contratado essa sei lá,prostituta

 - Olha aqui irmão,você não fala assim dela - Kai grita na mesa e se levanta - Ela é uma mulher,nos amamos e não tenho culpa se você não tem uma pra fazer sua vida feliz já que fica só por diversão,acho que nenhuma garota te ame 

Fala como se me tratasse como uma mulher,filho da puta mentiroso

- Parece que não conseguimos ficar um dia sem brigar,que merda ! Nem um jantar podemos ter em paz 

 - Quer saber - o menino se levanta - Vou embora,não consigo olhar para sua cara,me dá ânsia seu babaca - joga o guardanapo bem na cara do moreno

 - CHEGA POR FAVOR ! - a mãe dele grita e todos nós olhamos para ela,logo segura o ombro de seu marido e começa a chorar - Vocês parecem cão e gato,só sabem brigar,nem um jantar,um mísero jantar para Kai apresentar sua namorada e começa uma discussão,o que eu fiz para merecer isso 

 - Amor fica calma,filho pega um pouco de água para sua mãe - ele abraça ela e a conforta - Desculpa por isso s/n,já estamos cansados disso mas não conseguimos fazer esses dois ficarem um dia sem brigar, por esse motivo Kai saiu de casa por tantos problemas

 - Entendo - olho para o menino na porta que fecha com força 

 Será que vou atrás dele ? Entender o motivo dessa rixa entre os dois.                                               


Notas Finais


O que vocês acharam ??? Isso tem mais treta que o caso de família kkkkk Será que tem algo a mais nessa família
Até em breve bolinhos do meu kokoro ❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...