História Escravo - Hunhan - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Lu Han (Luhan), Oh Se-hun (Sehun)
Tags Dor, Hunhan, Luhan, Paixão, Prostituição, Sehun
Visualizações 38
Palavras 697
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, LGBT, Slash, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá caros leitores ♡

Leiam as notas finais por favor...

— Boa Leitura

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction Escravo - Hunhan - Capítulo 1 - Capítulo Único

As respirações encontravam-se descompassadas.

O garoto loiro gemia manhosamente baixo lutando contra o desejo de gritar mais alto a cada estocada profunda em seu interior dilatado. Remexeu-se inquieto, abaixo do corpo jovem e suado sobre si, este beijava seu pescoço revezando entre ele sugar seus mamilos com desejo.

Por mais que não gostasse daquele maldito trabalho e as sensações únicas que aqueles toques promíscuos lhe causavam, era necessário, e não negava que sempre sentia muito prazer com aquilo, quer dizer, quase sempre, as vezes eles usavam seu corpo até cansar, batiam em si machucando sua pele sensível e macia, lhe esquartejavam o corpo em arranhões e apertos grotescos.

O menor sentiu o parceiro parar os movimentos para logo depois o sêmen viscoso e em grande quantidade lhe preencher. Finalmente havia acabado. Pela terceira vez no dia ele não conseguiu sentir o ápice chegar e seu membro estava extremamente necessitado mas aguentaria até Sehun ir embora.

Odiava com todas as suas forças ter seu corpo violado daquela maneira pelas mãos brutas do empresário Oh Sehun, um pirralho de vinte anos que se achava o dono do mundo e que seu dinheiro poderia comprar todas as coisas, mas no fundo era verdade, havia comprado luhan e seu precioso corpo delicado.

Oh não tinha cuidado consigo e não existia nenhum sentimento naqueles belos olhos negros. “Odiava” Oh Sehun e sua maneira nojenta de lhe descartar como um lixo depois do ocorrido.

O jovem de cabelos negros saiu de cima do corpo menor pegando suas roupas espalhadas pelo chão, vestindo-se.

O pequeno e magro garoto encolheu-se na cama e tentou não chorar na frente do outro. Sehun pegou sua carteira e retirou uma quantia generosa, jogando sobre a cama.

 — Você foi bom, Luhan. Mas não o suficiente. Na próxima vez espero que seja uma boa puta obediente e faça seu trabalho direito. Como eu gosto. — olhou o corpo frágil e repleto de marcas avermelhadas, com satisfação.

Aquelas marcas eram seu selo sobre o corpo alheio. Sorriu com o pensamento de ter tal corpo a sua disposição, não sabia explicar mas vê-lo tão submisso a si era maravilhosamente bom já que Luhan era o garoto mais bonito com quem tinha já tinha estado. Pagar o menor para fazer esse tipo de coisa não era nenhum sacrifício.

Passou uma de suas mãos pela bunda farta e durinha do loiro, fechou os olhos completamente insano com a sensação de ter Luhan somente para si. Estava completamente fascinado por aquela parte do corpo alheio e por que não dizer apaixonado pela forma com que a mesma engolia seu pau necessitado.

 Luhan permaneceu quieto pedindo para que tudo acabasse de uma vez e ele fosse embora. Sehun estava estranho, ele nunca tinha lhe tocado daquela forma e muito menos em tal local depois do sexo. Sentiu um beijo “casto” ser depositado sobre sua bunda, assustou-se com isso e repreendeu a si mesmo pelo arrepio que subiu sua espinha.

Logo o cheiro cítrico de Sehun abandonou o quarto. Oh abrira a porta e sairá sem dizer mais nada. Um sorriso satisfeito moldando seu rosto.

 Luhan respirou fundo. De repente um soluço alto rasgou sua garganta, precisava ficar longe de Oh sehun e sua louca mania de lhe escravizar em seus braços. Sabia que Sehun sentia pena de si, os toques do mais novo em nada pareciam lhe consolar ou até mesmo lhe dar amor.

Apaixonar-se por Sehun era como cometer suicídio e sabia que o mais novo poderia parar de lhe procurar a qualquer momento. E o que ele faria se isso acontecesse?, Choraria? Saltaria de alegria ou morreria de saudades do homem que amava? Sim, Luhan amava Oh Sehun com todas as suas forças e com os desejos mais masoquistas que alguém poderia ter.

Sentou-se sobre a cama, com o lençol a cobrir sua nudez, pegou o dinheiro sobre a cama e pensou em correr até Sehun e jogá-lo em sua cara, mas ele precisava daquilo.

  — Essa é a última vez que você me vê, Oh Sehun. — sussurra chorando.

 Sim, agora estava disposto a libertar-se da escravidão que o amor havia lhe imposto. Se morreria, não havia importância, só queria ser livre.



Notas Finais


Bom eu sei que tinha iniciado uma fic Hunhan recentemente... Mas eu simplesmente perdi o interesse no tema proposto nela. Por isso, para não deixar o casal que amo de lado, resolvi adaptar essa pequena one para o casal Hunhan. Espero que gostem... O casal original da one era Jikook...

Até qualquer dia, hora ou ano rsrs ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...