História Escravo Amor - Capítulo 1


Escrita por:

Visualizações 8
Palavras 546
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Capítulo 1


Com seu longo cabelo que era tão suave quanto água na mão e com sua melhor roupa, ela prometeu que iria se divertir. Haja o que houvesse, ela iria ser ela mesma. Pelo menos por uma noite.

Seu telefone tocou, quebrando as perguntas intermináveis que ecoavam em sua cabeça. Hesitante, ela pegou o celular e deslizou o dedo para atender.

– Yasmin Perez, onde você está? – A voz de sua amiga saiu alta pelo celular, mas não tão alta quanto a música no fundo.

– Estou a caminho, permaneça sóbria por alguns minutinhos e espere por mim.

– Vou tentar – Respondeu Alisson animada e em seguida desligou.

Ela estava a um quarteirão de chegar na balada More Drink e sentiu seu celular vibrar na bolsa. Não o pegou, mas depois de três longas vibrações ela atendeu.

– Até que enfim – Yasmin reconheceu a voz de seu namorado – Onde está você está? Estou na frente da sua casa tocando a campainha e ninguém abre a porta.

Yasmin se recusou a responder a primeira pergunta como tivera feito com sua amiga.

– Não sei porque minha mãe não está abrindo a porta você. Ela está em casa.

Ela sabia muito bem porque sua mãe não estava querendo abrir a porta para Ivan.

– E você, onde está?

– Alisson marcou comigo de sairmos para nós nos divertir. Temos estudado demais ultimamente, achamos que tínhamos o direito de ter uma noite sem cadernos e provas para se preocupar, eu aceitei e agora estou indo. Você deve entender como é.

– Sim. – Ela sentiu a decepção em sua voz – Bom, onde vocês estão planejando ir?

– Ivan...

 – Não se preocupe, vou deixar vocês em paz. Prometo ir para casa logo depois que você me disser onde está indo.

Ela pensou no que devia fazer.

– Eu apenas estou preocupado com você, coração. E vou ficar mais se não me disser para onde você está pretendendo ir. – Ele parecia convincente.

– Vou na lanchonete ao lado da escola. Não precisa se preocupar comigo, amor.

– Ótimo. Viu como foi fácil? Agora posso dormir em paz – Ela percebeu como ele parecia mais relaxado pelo tom de sua voz.

– Então vá e não espere por mim. Não sei a que horas vou voltar. – Ela mordeu o lábio inferior se arrependendo do que acabara de dizer. E logo consertou: – Porque, sabe como é, Alisson é sempre exagerada e não tem limite. Talvez eu até durma em sua casa – Ela tentou rir para deixar o clima mais leve.

Ivan parecia ter largado o celular.

– Ivan?

– Oi – O tom da sua voz continuava relaxado.

Ainda bem.

– Você ficou calado, está tudo bem? – Ela já conseguia avistar a balada e começou a andar mais devagar.

– Sim, está. Apenas se divirta, meu amor. Te vejo.

Ela olhou em volta.

– Onde você está, Ivan?

– Na porta da sua casa, por quê?

Ela suspirou.

– Vá para casa, Ivan. Não precisa se preocupar. Te amo.

– Eu vou, e é você quem parece preocupada comigo. – Ele riu – Também te amo, Yasmin. – Ele desligou.

Yasmin se perguntou se tinha feito a coisa certa ao mentir dizendo que estaria na lanchonete. Não porque é feio mentir, mas sim porque ela ainda achava que ele iria atrás dela. E ela não estaria na lanchonete.

Esse era um dos motivos pelo qual sua mãe não gostava de Ivan.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...