1. Spirit Fanfics >
  2. Escrevendo a Minha História >
  3. Conhecendo a família?

História Escrevendo a Minha História - Capítulo 17


Escrita por:


Notas do Autor


Gente, desculpa ter demorado pra postar, mas tive uns problemas mas não conseguir postar...
Sei que estou devendo muitos capítulos pra vocês, das minhas duas fanfics... Mais eu quero saber, o que vocês acham de uma maratona?
(Obs: Esse capítulo, já está no meu outro app...)
Boa Leituraa!!

Capítulo 17 - Conhecendo a família?


Fanfic / Fanfiction Escrevendo a Minha História - Capítulo 17 - Conhecendo a família?

Karol: - Oii!! (Falo sem graça, é sem jeito)

Mãe de Rugger: - Olá meu filho... (Beija, a bochecha dele é olha pra mim) Ah é olá, pra você também, me chamo Antonella Pasquarelli, mas pode me chamar de D.Antonella... (Acena, é dá um sorriso falso no rosto)

Karol: - Olá, D.Antonella!! Prazer, me chamo Karol Sevilla (Sorriu, fingindo que não percebi que estavá, sendo falsa comigo)

Ruggero: - Mãe, cadê minha maninha? Ainda não vi ela hoje, quero mostrar minha namorada, pra ela...

XXX: - Alguém, me chamou? (Falo sorrindo, descendo as escadas, indo ao encontro de Ruggero é sua nova “namorada”, estava olhando pra baixo, pois meu salto estava apertado é estava com medo de cair)

Ruggero: - Maninha!! (Fala indo ao seu encontro, é lhe dando um abraço)

XXX: - Maninho!! (Sorrio é o abraço, mas ainda não vejo sua namorada)

Ruggero: - Vem quero te apresentar, a minha nova namorada... (Falo levando, minha irmã ao encontro de Karol)

Karol: (Olho, mas não consigo ver sua face pois a mesma olhava, muito incomodada para baixo, porém de longe percebo que ela realmente é uma bela moça, com um vestido vermelho espetacular, é um penteado básico, mas que combinava com o seu lindo look, me apresento pra ela) – Olá!! Me cham... (Não consigo terminar de falar, quando vejo quem era)

XXX: - Karol!? (Falo surpresa, é percebo que Karol, minha mãe é meu irmão, também estão)

Karol: - Carolina!? Então você é a irmã, do Rugger?

Carolina: - Sim!! É você, é a nova namorada dele?

Karol: - Sim!! (Nos abraçamos) Ah não acredito, porque não me disse que era irmã do Ruggero?

Carolina: - É porque, você nunca me falou que o Ruggero, era o seu novo “namorado”

Karol: - Pensei, que não o conhecia... Por isso ia mostrar, só amanhã na escola...

D. Antonella: - Quee?? Amanhã, não é sábado?

Ruggero: - Sim!! Porém teremos, aulas extras agora... (Falo pra minha mãe, é logo voltamos ao assunto, delas) Vocês já se conheciam?

Karol/Carolina: - Sim!! (Riem)

Ruggero: - De onde, se conhecem?

Carolina: - Pela internet!!

Karol: - Sim, nos conhecemos pela conta dela, “felicity for now”, é agora somos amigas... (Sorrimos)

Carolina: - Sim!! (Seguramos, nossas mãos) Ainda não, acredito que você é namorada do meu irmão... (Falo surpresa) Vem vamos!! (Levo ela pro, meu quarto)

Karol: - É eu que você, é irmã do meu namorado... Somos cunhadas!! É por isso que por fora da casa, achei um pouco conhecida, mas como estava escuro, não vi muito bem... (Ficamos rindo, é subimos)

Carolina: - Amiga, ainda não to acreditando!! (Falo sentando, no sofá do meu quarto)

Karol: - Muito menos, eu... (Falo rindo, é sentando com ela) Amiga, sua casa é linda, é seu quarto... (Falo olhando, cada detalhe de seu quarto) É maravilhoso!! (Falo encantada)

Carolina: (Riu dela) – Obrigada, amiga!! (Rimos, é ficamos conversando) Amiga, é você é o Michael?

Karol: - Sim... O que, que tem? (Falo com duvida)

Carolina: - Vocês são, só amigos mesmo? Ou já, namoraram? Ele já gostou, de você? Ele tá, namorando? Ou gostando de alguém?

Karol: (Riu, pois fazia muitas perguntas) – Ei, vai com calma!! (Riu) Que o currículo dele, também? (Riu)

Carolina: - Besta!! (Jogo uma almofada nela) Vai me responde...

Karol: - Tá bom, agente é só amigos mesmo,

Ecaa! Nunca namoramos,

Sim já gostou de mim, mas falei pra ele que não queria nada com ele,

Não, ele não namora... (Ela sorrir)

Mas infelizmente, gosta de uma pessoa...

Carolina: - Ele gosta de quem?

Karol: - Valentina, uma garota da nossa sala...

Carolina: - VALENTINA?? (Falo gritando, ela se assusta)

Karol: - Sim, você conhece?

Carolina: - Sim, ela é a “melhor amiga” da ex do meu irmão a “Candechata”... (Ponho o dedo na boca, em sinal de “eca” quando falo dela) Ela não, é uma boa pessoa...

Karol: - Eu sei disso, inclusive já falei pro Michael, mas sabe como é, quando alguém ta apaixonado, nunca escuta né... (Ela revira os olhos, é muda a direção do seu rosto, para sua escrivaninha, onde percebo que dos seus olhos caem lagrimas) Você gosta, mesmo dele, né?

Carolina: (Olho pra ela, é acento com a cabeça, é rapidamente sem eu mesmo perceber, as lagrimas logo caem do meu rosto, ela me abraça)

Karol: - Ai amiga, se eu soubesse não tinha te falado... (Falo me sentindo mal, por ela estar assim, sem sair do abraço) Quer que eu pegue, um copo de água pra você? (Falo saindo, do abraço)

Carolina: - Não!! Fica aqui comigo... (Falo, guaguejando é puxando ela pro abraço novamente)

Karol: (A abraço) – Amiga, não fica assim... Vai borrar sua maquiagem (Falo emchogando, seu rosto de suas lagrimas) É tem mas, você é linda, qualquer garoto se apaixonaria por você... Tá bom? (Ela assente, enchuga suas lagrimas, é volta a me abraçar só que dessa vez feliz)

Carolina: - Obrigada, por estar comigo... (Olho pra ela) Você é a melhor, cunhada que eu podia ter, é amiga também... (Rimos, é nos abraçamos)

Karol: - De nada, adorei te conhecer, cunhadinha!! (Rimos, é nos abraçamos novamente, porém fomos atrapalhadas)

Ruggero: (Escuto o finalzinho da conversar, delas é percebo que minha irmã estava chorando, então bato na porta) – Licença!! (Falo abrindo) Vamos jantar? (Falo pegando a Kan pela mão)

Karol: - Sim!! Vamos... Vem Lina (Falo me soltando do Ruggero, é pegando a mão de Carolina)

Ruggero: - Lina? Você deixou, ela usar o meu apelido?

Carolina: - Claro, somos amigas!! (Falo abraçando, ela)

Ruggero: - Ah não, isso é demais!! (Falo desgrudando as duas, é trazendo Karol para os meus braços) Chega, vocês duas...

Karol: - Porque? Estamos só conversando... (Sorrio pra Carolina)

Ruggero: - Sim, é eu?

Karol: - Você o que? (Fala sem entender)

Ruggero: - Você, vai me trocar pela minha irmã? (Faço biquinho, pra ela ter pena)

Karol: - Dá pra fazer isso? (Falo olhando pra Carolina pra ver, qual é a dele)

Ruggero: - Quee?? (Falo assustado, é surpreso)

Eu é Carolina, rimos muito da cara dele...

Ruggero: - O que foi? (Falo sem entender)

Karol: - Deixa de ser besta, Ruggero... Eu não vou te trocar, pela sua irmã... (Falo cruzando meus braços em seu pescoço)

Carolina: - É deixa, de ser ciumento... Você não devia se preocupar com a Kan, é sim ela com voc... (Ele me interrompe, colocando a mão na minha boca)

Karol: - Que história, é essa? (Falo cruzando os braços)

Ruggero: - Nada amor, coisa da Carolina... (Falo dando um olhar mortal, pra Carolina)

Karol: (Olho para os dois, é vejo eles se encarando) – Uhum!! Sei... (Falo olhando pra eles, é Ruggero me abraça)

Ruggero: - Sim, agora você vai ficar direto grudada, com minha irmã?

Karol: - Claro!! Ela é minha melhor amiga, é vai precisar de ajuda... (Sorriu pra ela, é ela sorrir de volta)

Ruggero: - Então não vamos mais “namorar”? (Se aproximo dela, é ela entende o meu recado)

Karol: (Dou um tapa de leve, em seu ombro) – Ruggero!! (O repreendo)

Ruggero: - Aii!! O que foi? (Falo colocando a mão no braço, em que ela deu, um tapa)

Karol: - Você, não vê que sua irmã, não está bem... (Sussurro pra ele)

Ruggero: - É o que, que ela tem? (Sussurro de volta)

Karol: - Depois te conto... (Sussurro novamente, é ele assente com a cabeça) Bem vamos, jantar?

Carolina: - Sim!! Estou com fome... Vamos!! (Falo descendo, é casal vem logo atrás de mim)

D. Antonella: - Vocês demoraram... O que tanto faziam? (Falo com dúvida)

Carolina: - Nada, demais mãe... Está vamos apenas, conversando!! (Falo me sentando, ela com corda é logo o casal se senta na mesa com agente)

D. Antonella: - Atá... (Ficamos, conversando mas ainda não falo direito com a Karol, até que escutamos a capainha tocar) Esmeralda?

Esmeralda: - Sim, senhora?

D. Antonella: - Por favor, atenda a campainha pra gente...

Esmeralda: - Sim, senhora!! (Falo é saio, para atender a campainha) Boa noite, senhor!!

XXX: - Boa noite, Esmeralda!! (Sorriu, é entro dentro de casa) Boa noite, família organizaram um jantar sem mim? (Sorriu, é vou ao encontro deles)

Carolina/Ruggero: - Papai??


Notas Finais


Gostaram? Sim ou não?
E ai, querem maratona? Sim ou não?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...