História Escrito nas Estrelas-Ruggarol - Capítulo 20


Escrita por:

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Ámbar Benson, Luna Valente, Matteo, Matteo Balsano, Simón
Tags Amor, Escrito Nas Estrelas, Karol Sevilla, Lutteo, Matteo, Ruggarol, Ruggero Pasquarelli, Simon, Sou Luna, Soy Luna
Visualizações 518
Palavras 1.464
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Ficção Adolescente, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 20 - Capitulo 20


Fanfic / Fanfiction Escrito nas Estrelas-Ruggarol - Capítulo 20 - Capitulo 20

​Karol

 

Quando olhei pra  Ruggero, seu rosto estava branco... Ao ver ele se apoiando na parede pra nao cair, meu coraçao se apertou e quis abraça-lo, mas antes que fizesse isso, ele saiu correndo sem nem olhar pra mim ... Meu instinto assim que ele partiu foi correr atrás dele. Mas fui impedida pelo Jorge...

-Nao Karol, deixa que vou ver o que aconteceu! Disse e foi.

-Vamos meu amor, precisamos conversar! Minha mae me abraça forte.

-O que ta acontecendo com ele mae? Pergunto me aconchegando em seu pescoço sem conseguir impedir as lágrimas de cair.

-Vai pro quarto, se acalme, que vou tentar falar com ele.

Ela se junta a Aldana e Jorge que estão batendo na porta do quarto de Ruggero com força, mas ele nao abre... Corro pra dentro do meu quarto e novamente meus olhos ardem ardem com as lagrimas... Eu quero notícias,  preciso saber o motivo dele ter feito isso, o que aconteceu... Sento na cama com as mãos no rosto pra tentar abafar o meu choro.

-Filha? Minha mae fala e senta do meu lado... Ele nao esta abrindo a porta nem atendendo o celular... Mas nao chore porque isso nao vai resolver nada meu amor.

-Eu so quero saber como ele esta mae... Eu preciso ir la, quem sabe ele abre a porta pra mim... Digo limpando as lagrimas. Nao sei porque estou tao angustiada, mas meu coraçao nao se engana... Ele nao está bem.

-Nao meu amor... Antes vamos conversar... Aldana e Jorge está tentando falar com ele. – Ela disse, e me puxou para um abraço.

 

-  pelo visto ninguem conseguiu,  Eu estou preocupada mãe. – Falei, e encarei o tento, para tentar impedir que as lagrimas voltassem a cair.

- Ele deve ter se sentido mal, e ter ido dormi... Ele vai ficar bem.

Ouço batidas na porta e meu coraçao cria esperanças... Aldana entra com uma expressão ainda preocupada.

- Pedi a chave reserva.  falou enquanto tentava ligar novamente... – Ele não está atendendo ninguém, nem o Mike.

- Como ele ficou sabendo? 

-O Jorge pediu que ele ligasse, como eles sao melhores amigos, pensamos que Ruggero atenderia.

–Quer saber... Eu vou lá,  e voces nem tentem me impedir. Voces nao entendem ? Eu preciso fazer alguma coisa, nao posso ficar aqui de braços cruzados sem fazer nada... Disse ja me sentindo furiosa e fui pro quarto dele.

Jorge ainda esta parado na porta do quarto com o celular na mao...

-Jorge, deixa isso comigo agora... Pode ir, eu sei que ele vai abrir pra mim. Disse e ele soltou um longo suspiro e concordou com a cabeça...

Assim que ele saiu comecei a bater na porta com força. Mas, sem resposta. 

– Ruggero Pasquarelli, abre logo essa porcaria de porta. ... PASQUARELLI. Chamei ainda mais alto... -Droga Baloo, abre essa porta. Digo ja me sentindo sem esperanças quando ouço barulho de chave na porta... Eu estava tao brava  .

Ele abriu a porta e corri pra dentro parando de braços cruzados...

-Que Merda foi isso Ruggero? O que aconteceu? Digo ainda com raiva pela preocupação que ele me fez passar.

-Nao foi nada Karol, so nao estava me sentindo bem... Diz e chega um pouco mais perto de mim...

- E porque nao atendeu o telefone pelo menos pra dizer que estava vivo? Estávamos todos preocupados... Digo e sinto as lágrimas descerem de novo.

- Ka, Me desculpa... Disse e me abraçou limpando minhas lagrimas... – Não estava me sentindo muito bem, coloquei uma musica nos fones e nem percebi quando dormi. 

 –Por favor Baloo, nao faz mais isso... Falei lhe encarando nos olhos. 

- Eu Prometo. Ele Disse e cortou a pequena distância que tinha entre a gente com um beijo calmo... Um beijo diferente, porque nao eram os personagens quem estavam dando e sim Karol e Ruggero...

-Voce ainda esta com esse vestido... Ele diz assim que para pra tomar fôlego. .. E voltou a me beijar puxando meus labios de leve, o que me fez esquecer de tudo... Puxei ele pra mim pelos cantos de sua camisa que tinha alguns botões abertos e ele aprofundou o beijo me empurrando pra cama sem quebrar nossa conexão. ... Senti sua lingua cruzar com a minha e aquela corrente novamente percorreu todo o meu corpo. Segurei em seus cabelos puxando de leve enquanto ele apertava minha cintura...

-Nao Rugge... Digo ao perceber que estava completamente perdida em seus labios... Ele para de me beijar e encosta a testa na minha ainda de olhos fechados.

- Por que? – Foi a única coisa que consegui perguntar. Tanto pela falta de ar, quanto por não conseguir pensar em mais nada.

- Por que, eu já deveria ter feito isso a muito tempo .  respondeu, e logo depois, voltou a juntar mais uma vez nossos lábios.

Por mais que eu quisesse aquilo, com todas as minhas forças. Eu não queria que fosse daquele jeito. E com certa dificuldade, interrompi nosso beijo e levantei da cama me afastando um pouco.

- Não Ruggero, Assim eu não quero... Esta errado ,  Você ainda está com a Cande, mesmo que seja uma relação complicada. 

–Isso nao é verdade Ka! Ele falou, e jogou a cabeça para trás passando as maos no rosto de forma exasperada..

- Mesmo que voces estejam em uma relaçao aberta, voces ainda estao juntos... E isso nao seria justo nem com ela, nem comigo e nem com voce. Digo e sinto os olhos arderem novamente.

- Karol...

- Não. – Falei cortando ele. – Semana que vem, voces vao viajar... Disse  assim que minha mão tocou na maçaneta. – E se você ver que ainda a ama? Perguntei, como ele ficou em silencio, resolvi ir embora de uma vez.

Assim que entrei no quarto me joguei nos braços de minha mae soluçando alto.

- O que aconteceu meu anjo? 

- Ele me beijou mae. – Respondi e fechei os olhos pra tentar estancar as lagrimas.

-E isso é uma coisa ruim?  Ela perguntou me encarando com um pequeno sorriso.

 – Ele ainda é namorado da Candelaria. – Falei me erguendo, e sentando ao lado dela na cama.

- Voce tem certeza disso?  Minha mãe disse, e eu lhe encarei com uma sobrancelha erguida.

-Tanta certeza, como sei que ele vai viajar com ela na proxima semana... 

- E se, você soubesse, que essa viagem não mudaria a decisão dele? 

-O que voce quer dizer com isso mae? Pergunto mirando em seus olhos.

- A muito tempo a relação deles não anda bem, e Quando Jorge percebeu isso, ficou com receio, de que caso eles rompessem a relação, isso recaísse de forma negativa sobre vocês dois que sao os atuais rostinhos da Disney. 

-Conta mae! A incentivo a falar pois ela tinha ficado em silêncio. 

– Filha, Eles assinavam um contrato de confidencialidade... Caso, eles terminassem a relação deles, teriam que se passar por namorados, até pelo menos o final do ano. – Assim que ela terminou de falar, meus olhos se arregalaram de forma automática.

- Como assim? Como a senhora sabe de tudo isso? – Voltei a encara-la.

-Ele so vai viajar com ela pra manter as aparencias como pede no contrato... Eu sei disso porque  fui uma das testemunhas da parte do Ruggero... Terminou e meus olhos continuavam arregalados.

- Quantas pessoas sabem desse contrato? 

-  Jorge como  como representante da Disney, Aldana, Eu e Mike e os pais da Cande como testemunhas,  e as partes, Ruggero e Candelaria ... Ela respondeu e ainda estou sem acreditar... Isso é loucura! Ceus... Eu vou enlouquecer.

- Por que, ele aceitou esse acordo mamãe? 

-Por voce!

- Como?  - Perguntei sentindo meu coraçao disparar.    

-Bom...

- Mãe, por tudo que é mais sagrado nesse mundo, fala de uma vez. – Pedi, já que eu não estava aguentando aquele suspense que ela estava fazendo.

- Eu e Mike tentamos conversar com ele...  os únicos lados que sairiam ganhando nessa história, era a Disney e a Cande... a Disney conseguiria manter seus atores principais e o projeto soy luna, longe de boatos ruins. .. E a Cande, teria o apoio da Disney, pela duração da "relação"... A gente tentou convencer ele de nao assinar. Então, ele disse que tinha apenas um motivo para fazer tudo isso...

- Eu? – Perguntei sem conseguir acreditar naquilo tudo.

 –Exatamente! Ruggero temia, que recaísse sobre você a culpa de algo, que os únicos responsáveis, era ele e a Cande.

Coloco a mao na boca ao ouvir essas palavras... As lagrimas novamente invadem meus olhos e sinto uma dor enorme no peito. Porque por mais grata que eu fosse por tudo o que ele fez por mim, enquanto ele, não resolvesse por completo as coisas com a Candelaria, nós nao poderíamos ficar juntos Mesmo que fosse uma das coisas mais difíceis que ja fiz na vida ...

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...