1. Spirit Fanfics >
  2. Esos malditos ojos >
  3. Rumo a Veneza

História Esos malditos ojos - Capítulo 55


Escrita por:


Notas do Autor


Pequenas notaçoes de dentro do avião kkk...

Capítulo 55 - Rumo a Veneza


Emiliano Rigoni, Nicolas Dominguez, Lionel, Nehuen, Angel Correa e Sebastian Driussi deixaram os companheiros no restaurante depois de se despedirem de cada um pessoalmente. Foi cansativo mas valeu muito a pena, ja que não sabia quando iriam se ver novamente. Eles foram para a concentração arrumar as malas para a viagem para Veneza, que demoraria umas três horas e meia de avião. Decidiram ir de madrugada para aproveitar bem o dia, aproveitar bem a cidade que era turística. Rigoni arrumava suas coisas colocando tudo dentro da mochila de qualquer maneira, Driussi ria da maneira do rapaz.

- Não sabe arrumar as coisas? - Driussi sorriu colocando uma camiseta na mochila.

- Ansiedade que se fala. - Rigoni sorriu verificando seu celular, sua irmão perguntava pelas mensagens ''Você verá meu desfile?''

- Quem é? - Driussi perguntou.

- Minha irmã, quer que a gente vá ver o desfile dela em Veneza.

- Que horas? - Driussi perguntou vendo seu amigo digitar, logo escutando o barulho da resposta.

- 7 da noite. - Rigoni mordeu os lábios.

- Seu filho está com ela? - Rigoni assentiu.

- Quero levar ele a Argentina.

- Como assim? - Driussi perguntou olhando pro amigo sentado na cama, bloqueando o celular.

- Quero que ele fique comigo la, lembra do jogo que vamos fazer quando fomos embora de Veneza?

- Verdade! O plano está de pé?

- Sim! - Rigoni sorriu olhando para Driussi, vendo o amigo fechar o armário e logo em seguida a mochila quando havia arrumado tudo. - Quero ficar um tempo la, longe dos problemas da Russia. - Driussi sorriu malicioso.

- Você não me engana! Quer ficar um tempo com o Nicolas né? - Driussi sorriu malicioso, passando sua mão por cima da calça, Rigoni mostrou logo o dedo do meio se levantando.

- Driussi não me queira bater em você de novo!

- Calma poxa. - Driussi sorriu malicioso. - Mas que ele paga bem, ele paga! - Rigoni ficou olhando o amigo sério, Driussi mordia os lábios olhando para Rigoni. - Ta bom eu parei.

- Para mesmo! Se não quebro sua cara! Ele é meu!


♡●♡●♡


- Correa. - Nicolas olhava pro menor que estava sentado na cama com a camisa do San Lorenzo. Dominguez havia saído do banheiro e ficou olhando pro garoto com aquela camisa.

- Fala. - Correa sorriu e se assustou quando Dominguez estava o olhando com os olhos arregalados. - O que foi?

- Nada. - Nicolas piscou os olhos, balançou a cabeça ainda de pé, olhando pra sua mochila do Velez Sarsfield em cima da cama.

- Nicolas. - Correa se levantou pegando sua mochila, com o celular em mãos. - Você acha o Montiel bonito?

- Que? - Dominguez o olhou incrédulo. - Eu tenho cara de achar homem bonito?

- Tem. - Correa sorriu malicioso. - Você acha o Rigoni bonito.

- O Rigoni é diferente! - Nicolas mostrou a língua. - Ele eu posso elogiar a hora que eu quiser.

- Você tem cara de ser gay e nem assume. - Nicolas ficou o olhando, pegando sua mochila de cima da cama.

- Eu? - Dominguez revirou os olhos. - Olhe para o Perez depois me julgue! - Correa começou a rir olhando pra cara de poker de Nicolas.

- Lionel também gosta daquela carinha. - Correa mordeu os lábios.

- Maluco tem cara de gay. - Nicolas colocou a mochila nas costas, vendo Correa guardar o celular no bolso.

- Você também tem!

- Eu não tenho! - Nicolas o olhou, Correa pegou sua mochila.

- Sua mãe sabe que você é gay? - Nicolas queria matar Correa depois daquela. E só não o fez porque Rigoni havia aberto a porta do quarto, os chamando para sair.

- Sentirei falta daqui. - Correa mandou um beijo pelos ares no quarto, Nicolas olhou para Rigoni que não estar entendendo nada.

- Vamos logo! Só espero que o avião não queira matar a gente pelo atraso! - Driussi disse vendo Nicolas sair do quarto.

- O avião não vai nos matar, quem mata é o piloto! - Nicolas sorriu meigo saindo dali o mais rápido que podia vendo a cara séria de Driussi. Rigoni começou a rir do deboche do loiro. Correa nem havia percebido a cena, ja que colocou os fones de ouvidos com uma musica.

- Credo que doentio. - Driussi disse olhando assustado para Rigoni que deu de ombros.


♡●♡●♡


- Ei, dois! - Nicolas sorriu quando abriu a porta, vendo Lionel e Perez na cama, o menor estava deitado entre as pernas de Lionel, ambos mexendo no celular. - Desculpem incomoda-los, assim, mas queria falar particularmente com seu namorado.

- Ele não é meu namorado! - Perez disse bloqueando o celular. - E eu não vou permitir que fique sozinho com ele! - Nicolas arregalou os olhos vendo a cara de Lionel.

- Calma! Não vou rouba-lo de você. - Nicolas fechou a porta atrás dele, E fora em direção a Lionel se não fosse as mãos de Perez o barrando.

- Só me diga pra que quer as algemas? - Nicolas olhou para Lionel que gargalhava com o celular em mãos.

- Você contou a ele?

- Claro, o brinquedo é dele. - Nicolas revirou os olhos olhando pro zagueiro que sorria amarelo.

- Quero para usar no Rigoni. - Perez sorriu de lado. - Nem venha, pois vocês dois devem ser piores.

- Não somos. - Perez disse cruzando os braços.

- Pelo menos não sou eu ou o Rigoni que escapamos das festas para ficar juntos se pegando. - Lionel engoliu em seco aquilo, dando atenção ao aparelho. Perez desviou o olhar, olhando pro teto. - Ala, agora fingem que nada aconteceu.

- Ta, quer elas? Esta na minha mochila! Eu pego. - Dominguez assentiu vendo Perez ir até a mochila que estava em cima da cama, entregando-as, Dominguez pegou e rapidamente guardou em sua mochila, e fechou rapidamente quando percebeu os meninos abrindo a porta do quarto.

- Vão ficar aí ou vão? - Rigoni cruzou os braços.

- Vamos logo!


♡●♡●♡


- Posso sentar? - Correa olhou para Driussi no avião pequeno, o atacante sorriu de lado.

- Senta. - Driussi disse olhando pro menor que sentou do seu lado, Driussi estava com os fones do lado da janela. Ele olhou pro lado, vendo Nicolas encostado em Rigoni, com os olhos fechados.

- Tudo bem? - Correa olhava o atacante normalmente, Driussi assentiu com um fone ainda no ouvido, o outro havia retirado.

- Sim. - Driussi respondeu. - Você não deve estar.

- Porque? - Correa pensou ''ele deve estar puxando assunto''. Mas Driussi ajeitou melhor na poltrona, olhando pra janela.

- Montiel não está aqui pra te alegrar. - Driussi disse rapido até demais, Correa o olhou confuso.

- Porque Montiel? - Correa percebeu Driussi o olhar rapidamente.

- Porque? - Driussi tirou os fones. - Não esta junto com ele?

- Até onde eu saiba me shippam com o Gimenez. - Correa revirou os olhos, olhando para suas unhas.

- Ah. - Driussi ficou olhando pro menor, percebendo cada movimento com o dedo que ele fazia. Driussi ficou parado, Correa sabia que o atacante estava o olhando, por isso desviava o olhar. - Quer ficar no mesmo quarto que eu? - Correa o olhou quando escutou aquelas palavras, percebendo um sorriso na boca de Driussi. Ele ficou olhando e logo sorri de lado, concordando com a cabeça.

- Eu te odeio Lionel! Não sabe jogar sem roubar? - Correa olhou para trás, assim como Driussi, Lionel estava rindo igual um idiota enquanto recebia tapas de Perez.

- Vocês dois não podem esperar chegar em Veneza para brigarem? - Perez arregalou os olhos olhando pros dois.

- Ele quem começou! - Driussi ficou olhando para Lionel que sorria com as bochechas coradas.

- O que estão fazendo? - Correa os olhou, Lionel deu de ombros se ajeitando na poltrona.

- Não interessa, pode virar para a frente novamente. - O sorrisinho curto de Perez deu para entender tudo, pelo menos para Angel. Logo os dois se viraram para frente, ja estavam em voo no ar, Correa virou pro lado, vendo Nicolas dormir no ombro de Rigoni e o último apoiar sua cabeça na cabeça de Nicolas. Correa ficou olhando aquilo com um sorriso bobo nos lábios, pois lembrou de cada coisa que ambos passaram juntos, e segurou uma risadinha quando se lembrou de Rigoni querer o matar por estar sozinho com Nicolas no quarto com uma cinta em mãos.

Correa se assustou quando sentiu uma das mãos de Driussi em cima da sua em cima da poltrona do avião. Ele sorriu, olhando pra mesma, percebendo Driussi encostado com a cabeça na poltrona, olhando pro teto. Os dedos de Correa entrelaçaram com o de Driussi que pode sorrir.

- Esta querendo o que com isso? - Correa perguntou olhando para trás da poltrona, vendo Perez concentrado no celular e Lionel, com a cabeça no seu ombro de olhos fechados. Correa sorriu novamente quando encarou Driussi.

- Apenas não ficar de vela pra quatro idiotas. - Correa segurou a risada quando sentou novamente na poltrona. Driussi em questão de segundos deixou o celular no vão das suas pernas e firmou suas mãos no rosto de Angel, virando-o rapidamente para seu lado, o beijando com apenas um toque de lábios, Correa ficou parado, sem mexer um músculo, somente olhando Driussi o beijar em questão de segundos e depois fingir que nada aconteceu. Bem, ele fingiu, mas Correa viu que alguma coisa aconteceu...


Notas Finais


Driussi mui fofo❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...