História Espelhos e Devaneios - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Mamamoo
Personagens Hwasa, Moonbyul, Solar, Wheein
Tags Hwasa, Mamamoo, Moonbyul, Moonsun, Solar, Wheein, Wheesa, Wheesun
Visualizações 46
Palavras 1.342
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Hentai, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Orange, Poesias, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oee genteee!!!
Hoje o capitulo vai sair cedinho porque to de saída e como sou esquecida, já decidi postar pra não deixar vocês sem capitulo.
O capitulo de hoje é bem simples, mas vocês vão conseguir sentir a cumplicidade na amizade da Moon com a Wheein... (pelo menos espero ter transparecido isso kkk)
Boa leitura! <3

Capítulo 3 - Como veludo


*Narrador*

 

Wheein abriu os olhos devagar, sentindo que sua cabeça poderia explodir. Fitou o teto e começou a encarar o local logo em seguida. Era seu quarto.. Como foi parar ali?

Se esforçou para trazer lembranças da noite passada e tudo veio como um grande flash. E ela sorriu ao lembrar da sensação de ter beijado Solar... Há Solar... A linda e radiante Solar!

 

Ela começou a olhar envolta a procura do seu celular, logo o encontrando em sua cômoda. Se esticou, pegando e puxando para si, apertando o botão para ver as horas. 

Eram 13:30. Não sabia se tinha dormido muito ou não, porque se quer lembrava que horas apagou na noite passada.

 

Passou as mãos em seus cabelos, coçando os olhos em seguida e com esforço se levantou, sentiu seu corpo fraquejar e sua cabeça girar. Se arrastou até o banheiro como podia, logo em seguida encarnado seu reflexo.

 

Patética... pensou.

 

Começou a se despir e entrou debaixo do chuveiro, deixando a água gelada escorrer por seu corpo, sentido cada parte se arrepiar.

 

Terminaria o banho e iria procurar Moon pela casa, para saber como chegou ali.

 

~~~~

 

*WheeIn*

 

Desço as escadas secando meus cabelos com a toalha. Já estava me sentindo melhor, minha cabeça ainda doía, mas nada que eu não esteja acostumada. 

Me viro entrando na cozinha e encontrando uma Moonbyul tão revirada quanto a cozinha.

 

- O que diabos aconteceu aqui? - ri indo em direção ao filtro de água, pegando um copo.

 

- Aí que susto criatura, não faz isso com meu coração - Moon colocou a mão no peito, fazendo uma careta, ri da sua encenação - eu estava tentando preparar algo para senhora soju aí comer! - Coloquei minha mão no peito fingindo estar ofendida.

 

- O que aconteceu ontem? - Fui até ela retirando a frigideira da sua mão.

 

- Eu não sei o quanto você bebeu, mas deve ter bebido muito.. ficou desmaiada até agora, quase chamei a ambulância, pensei que estava em coma alcoólico! - ela disse e eu ri.

 

- Quanto exagero! - bebi agua enquanto com a outra mão virava a panqueca na frigideira com um flick perfeito. 

 

- Não precisa se exibir! - ri da reação de Moon - devolve a frigideira, eu que estava fazendo as panquecas - ela falha em fazer uma cara emburrada e eu rio

 

- Tá aqui, não ajudo mais - dei passagem a entregando o cabo da frigideira - Enfim.. você que me trouxe pra casa?

 

- Foi sim, quem mais te arrastaria pra casa? O príncipe encantado? - um príncipe talvez não, mas uma princesa que parece o Sol, sim.. ri com a ideia - Antes que pergunte, eu te encontrei no sofá no final da festa, Solar me ajudou a te colocar no carro e depois a subir você pro quarto. - arregalei os olhos e a encarei.

 

- Solar veio aqui? - ela acena positivamente com a cabeça.

 

- Sim, não ia conseguir carregar você sozinha. Solar se ofereceu pra ajudar depois levei ela pra casa. - sorri com a ideia de ter ficado mais tempo nos braços de Solar. - Você fez o que a festa inteira pra ficar daquele jeito? - tentei não parecer surpresa com a pergunta.

 

- Eu fiquei dançando por aí.. acabei não percebendo que bebi um pouco demais - soltei um riso tímido tentando disfarçar a mentira. Ainda não queria falar sobre ter ficado a festa inteira atrás dela e da Solar, pensando que elas estavam juntas - e você?

 

- Eu fiquei por aí.. - ela sorriu e vi suas bochechas tomarem cor

 

- Qual o nome?? - sorri sugestiva 

 

- Nome? Nome de quem? - ela falou me entregando a panqueca recém montada - come, é de carne - falou me estendendo um talher.

 

- Não mente pra mim senhorita Moon Byul-yi, esse sorrisinho é porque tem mulher na parada! - ela fez careta e me mostrou a língua

 

- Não consigo mentir pra você né? - ela sorriu e eu afirmei com a cabeça, colocando um pedaço de panqueca na boca, que aliás, estava uma delícia! - bom... Eu conheci uma garota na festa, mas não posso te falar ainda quem é. Só posso falar que é diferente sabe? Eu nunca senti nada assim por alguém que acabei de conhecer.. foi só uma noite e uns beijos, mas é como se a conhecesse a anos, como se ela fosse o meu encaixe perfeito... - podia ver a verdade daquelas palavras, tanto em seus olhos como em seu sorriso. Sorri por vê-la tão feliz.

 

- Espero que ela não te machuque, ou eu vou atrás dela e a chutarei até que não tenha mais uma bunda - Moon soltou uma gargalhada e eu logo a segui. Moon era a única que conseguia me arrancar gargalhadas assim com nossas brincadeiras.

 

- Pode deixar, avisarei a ela! - ela sorri e eu retribuo - a panqueca está boa?

 

- Está Magnífica!!! Você tem melhorado muito na cozinha, tô orgulhosa. - ela abre um sorriso de ponta a ponta

 

- Aprendi com a melhor - ela me dá uma piscada e eu devolvo com um sorriso.

 

Pra quem tá se perguntando, eu ensinei a Moon a cozinhar. Não que eu fosse uma cozinheira profissional ou algo do tipo, mas como uma boa amante de programas culinários, eu sei me virar bem na cozinha.

 

- Mas e você, não ficou com ninguém na festa? - me lançou "aquele olhar", que inclusive fez ela parecer o próprio meme da lua em pessoa.

 

- Não.. - falei enfiando o último pedaço de panqueca na boca. Não queria falar de Solar ainda.

 

- Sei.. não me engana dona Jung - faço cara de desentendida - Enfim.. eu sei que prometi e planejei passar o final de semana aqui, mas meus pais vão precisar sair e eu preciso ficar com minhas irmãs. - ela se levanta puxando a bolsa que eu nem tinha notado estar ali

 

- Aaaaaaaa! Poxa Moon, não me deixa.. - faço um biquinho, tentando ser o mais dramática possível.

 

- Desculpa Puppy, eu não queria ir, mas infelizmente tenho - ela me puxa pra um abraço, devido a estar sentada minha cabeça se encosta em seu abdômen e ela me aperta acariciando meus cabelos - prometo que da próxima eu fico e a gente se entope de sorvete enquanto joga vídeo game! - ela me solta e eu a encaro, ainda com cara de triste

 

- Okay.. - ela acaricia o topo da minha cabeça

 

- Desculpa mesmo.. - ela diz indo em direção a porta. - te vejo amanhã! - então a porta se fecha atrás dela.

 

- Até.. - digo em um sussurro, voltando a minha solidão.

 

~~~~

 

O resto do domingo passou monótono como todas as vezes que eu ficava sozinha e em silêncio. Era torturante, como se meus pensamentos quisessem me sufocar até que eu perca a consciência.

 

Então as memórias da noite passada vieram átona e eu me permiti sorrir um pouco. Lembrei dos doces lábios da Solar nos meus e seu cheiro doce, de como seus cabelos eram macios e sua pele quente.

Repreendi a mim mesma por não ter aberto os olhos e gravado aquela cena em minha memória, mas ficava feliz por ter aproveitado cada toque até aonde minha consciência permitiu.

 

Droga... Solar deve achar que sou uma alcoólatra louca. Como vou olhar para ela agora? Você não superou todo o seu passado para beber dessa maneira Wheein...

 

Me levantei e fui até meu guarda-roupa, peguei uma caixa contendo meus materiais de desenho. Era a única coisa que me distraia dos pensamentos que insistiam em martelar minha cabeça.

 

Fui até a escrivaninha colocando os materiais sobre ela. Me sentei colocando meus óculos, abro minha playlist logo em seguida deixando o som me guiar.

 

E ao som de Velvet - LE EXID (autora: UM HINO DESSES BICHO)

Deixo o pincel deslizar sobre a folha, deixando fluir todos aqueles sentimentos. Lembrando dos seus toques como veludo em minha pele.

 


Notas Finais


Obrigada por ler até aqui <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...