1. Spirit Fanfics >
  2. Espinafre >
  3. Capítulo Único: Espinafre? Eu passo longe! Mas se for você e

História Espinafre - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


primeira fanfic desta categoria e eu estou muita ansiosa para ver o que voces vão achar;
fiz essa historia para um amigo meu – ele me obrigou cof cof – e espero que tanto ele como voces gostem
Quero agradecer a @hyuuzumah por ter feito a capa e o banner szzz, ta tão lindo né?
Explicando apenas que tem uma parte em italico que representa uma lembrança
seu favorito e comentario é bem vindo
aproveitem a leitura uiui

Capítulo 1 - Capítulo Único: Espinafre? Eu passo longe! Mas se for você e


Fanfic / Fanfiction Espinafre - Capítulo 1 - Capítulo Único: Espinafre? Eu passo longe! Mas se for você e

Seu pai a definiria como mimada, já sua mãe como alguém que não sabe curtir as oportunidades da vida, mas Ochako via-se como alguém que apenas não gostava de alguma coisa mais especificamente de um alimento: o temido espinafre.

Todos temos gostos e acima de tudo, escolhas, e a escolha da morena era repudiar aquela verdura. Desde pequena aquele gosto nunca havia lhe agradado, achava amargo e como uma formiga profissional que era tinha rancor com qualquer coisa que fosse de gosto amaro.

Mas com o tempo essa regra havia se alterado abrangendo qualquer tipo de verdura ou legume de cor verde, não a podiam culpar, não era de sua autoria realmente e sim de seu subconsciente que havia tido total responsabilidade de ligar a cor verde ao gosto amargoso.

Quando via a cor sua boca se secava, seu estômago se revirava e seu cérebro com ajuda de suas mãos procuravam algo doce dentro de sua bolsa, uma bala, chiclete ou até mesmo, se desse sorte, um chocolate, não era sua culpa, era culpa do espinafre por ter um gosto tão obscuro.

Sentia medo de ser taxada como uma menina enojado apenas por não comer verduras – mesmo que em sua opinião elas fossem detestáveis – assim que pusesse os pés na nova escola que sua mãe havia lhe matriculado, para o começo do ano letivo do que seria seu primeiro grau do ensino médio.

Sozinha e desesperada a menina se sentia com um medo imenso, medo de passar isolada aqueles três anos que ficaria morando no instituto.

Se lembrava de memórias que marcaram sua vida quando estava indo para a escola com a cabeça encostada na janela, respirando fundo fechou os olhos focando-se apenas no som do pneu correndo sobre o asfalto.

 

Mina sentava-se em frente de Ochako, a areia grudada em seus braços evidenciavam o que estavam tramando, o parquinho movimentado era recheado de crianças, os balanços e escorregadores com filas enorme, as pequenas pessoas esperando para que sua vez chegasse indo finalmente brincar no brinquedo.

As garotas se divertiam fazendo castelinhos de areia na caixa grande de madeira,o playground barulhento dificultava sua comunicação, uma hora ou outra crianças passavam correndo jogando o pó amarelado nas roupas das meninas.

— Que gente mal educada, não é mesmo Uraraka?— a garota de cabelos rosados falava enquanto depositava uma quantidade de areia dentro de um pote em formato de castelo. 

Como resposta a morena apenas concordou com a cabeça empinando o nariz enquanto pegava pequenos gravetos para usar na decoração. Olhou em sua volta a procura de mais, porém só encontrou areia e mais areia.

Levantou-se bateu as mãos pela roupa tirando os resquícios de saibro de seu corpo, a Ashido estranhou a atitude da amiga entretanto não quis interferir no que quer que seja que a mesma estivesse indo fazer.

— Vou atrás de gravetos, as portas e janelas não vão se construir sozinhas.— explicou-se dando as costas para a amiga.

As crianças correndo e tropeçando arrancou pequenos risos da menina, se sentia um tanto alegre de ter conseguido convencer sua mãe em levá-la ao parquinho, a condição era que se a garota comesse o espinafre que havia sido servido no almoço poderia ir ao parquinho.

A menina como uma boa chantagista que era – coisa que aprendeu de sua mãe – conseguiu driblar a situação, fazendo a mais velha leva-la ao parquinho sem ter comido aquela verdura – horrorosa.

Passou pelos balanços sendo quase acertada por um garoto de cabelo avermelhado e cara de mal, reconheceu sendo Eijiro com Denki ao seu lado, o loiro sorria mostrando todos os dentes para a morena que o olhou apavorada correndo daquele local, os bancos estavam lotados de mães preocupadas observando seus filhos, mas um em especial chamou sua atenção.

A mulher de cabelos grisalhos colocava um pano no nariz de um garoto de cabelos divididos em duas cores: vermelho e branco, retirando as vezes para checar se o líquido rubro havia cessado já.

— Quem fez isso em você Shoto!?— perguntou afoita, limpando-o a todo momento.

— Ninguém mamãe. — o garoto respondia cansado, mesmo que parecesse energético por conta de não conseguir ficar parado. 

— Diga logo, Shoto Todoroki! — a mulher falou com o olhar duro, o menino revirou os olhos bicolores.

— Eu só cai mamãe, não tem nada demais.— disse mais firme recebendo um suspiro cansado da mulher que o liberou quando não via mais indícios do sangue escorrendo.

O menino saiu correndo para a lado oposto que Uraraka estava, fazendo a menina por sua vez o seguiu com o olhar até ele ir de encontro com Eijiro e Denki, junto deles estavam mais dois meninos, que não fazia ideia de quem eles eram. Um de cabelos loiros e outro de cabelos… verdes? O garoto de cabelo loiro segurava uma bola de futebol jogando-a para cima e pegando enquanto conversava com os outros.

Coçou a bochecha arredonda com o polegar e o indicador seguindo seu caminho, se demorasse muito tinha total certeza que Mina iria falar que havia construído sozinha por tanto ela e apenas ela era a dona do castelo. Foi em direção a uma parte sombreada pelas árvores sabendo que lá encontraria o que tanto queria: galhos.

Agachou-se procurando no chão gravetos bonitos e do tamanho que precisava, os que achava colocava em sua palma direita segurando-os firmemente para que nenhum mal lhe acontecesse.

Ainda abaixada viu em sua frente sapatilhas pretas, sua curiosidade falou mais alto erguendo seu olhar enxergando uma garota de cabelos pretos amarrados em um rabo de cavalo.

— Oi prazer, meu nome é Momo. Posso brincar com você?— a garota falava com a cabeça de lado.

— Oi Momo, meu nome é Ochako. — disse se levantando e puxando o braço da garota consigo de volta a caixa de areia.

Mas quando chegou lá avistou uma outra garota sentada junto de Mina, se aproximou cautelosa se sentando no lugar aonde estava a pouco tempo trazendo sua nova amiga;

— Essa é a Momo e ela quer brincar com a gente.— falou colocando os gravetos que havia pego no chão, checando o tamanho do mesmo para ver qual se adequava mais para o seu castelo.

— E essa é a Kyoka e também vai brincar com a gente. — Arrumou os cabelos encaracolados colocando os para trás de seu ombros para não atrapalhar sua brincadeira, o calor daquela tarde era tanta que as meninas passavam a mão sobre suas testas a todo momento tentando retirar os respingos de suor. 

— O nosso castelo vai ficar lindo. — Momo disse sendo seguida por uma confirmação de Kyoka que moldava uma muralha, já a Yaoyorozu fazia uma ponte e um buraco para ficar semelhante a um fosso.

Assim que terminaram as garotas se alegraram sorrindo uma para a outra em puro êxtase, estava lindo ao ver delas, tres torres altas, gravetos imitando as janelas e portas, algumas folhas secas para enfeitar, uma muralha alta e por fim uma ponte. Se sentiam rainhas, mas tudo foi por água abaixo quando uma bola de futebol acertou seu castelo, arruinando todo o trabalho que tiveram até aquele momento.

Os mesmo garotos que estavam conversando com o tal do Shoto pararam frente a frente das meninas que expressavam uma carranca. O garoto bicolor veio pedindo desculpas, mas fora interrompido pelo garoto do cabelo verde.

— Posso ajudar a construir de volta?

— Nós também vamos!— o loiro que tinha a bola tempo atrás disse sorrindo.

 

O castelo havia melhorado muito, o quinteto tinha se juntado ao quarteto construindo uma arquitetura ainda maior do que antes, e agora estavam se deliciando com sorvetes que suas mães haviam comprado para si.

O tal garoto de cabelos verdes se sentava ao lado da morena no balanço, havia começado uma amizade com o menino, mesmo na maioria das vezes via-o gaguejando. 

— Você não gosta de algo Deku?— disse tímida arrastando os pés preguiçosamente sobre a grama felpuda.

— Não tem nada de que eu não gosto Ochako e você? Tem algo de que não goste?— Uraraka se levantou indo atrás do menino, balançando-o mais forte. 

— Algo que eu detesto do fundo do meu pâncreas são coisas verdes...

— Então você não gosta de mim Ochako? — o tom em sua voz era triste. O balanço ia para frente e para trás em um ritmo conhecido apenas pelos dois, mas o esverdeado parou o brinquedo com os pés.

— Deku, não seja bobo, de você eu gosto espinafre!— lhe confessou depositando um selar em sua bochecha, continuando a empurra-lo.


 

Foi acordada de seus pensamentos por sua mãe com uma batida no vidro, ela e seu pai ja estavam fora do automovel. Saindo do carro, ouviu sua mãe lhe dar felicitações e algumas precauções para se usar no campus. 

— Não lave o cabelo a noite, se não ele não irá secar devidamente.— Parou um momento tentando se lembrar de todas as pequenas regras que havia colocado em sua mente como forma de lembrete.— É só isso?— perguntou a si mesma colocando o dedo na boca.

— É sim mamãe, fique tranquila, não vou me matar no primeiro dia. — sorriu da cara de assustada da mais velha. 

— Vem me dar um abraço filhota.— seu pai dizia com um tom orgulhoso abrindo os braços para receber a filha.

— Vou sentir saudades de vocês dois.— Ochako disse manhosa abrançando seus progenitores.

—Não esqueça de mandar notícias amore. 

— Ok mamãe.

Depois de se despedirem de modo certo, Uraraka partiu pelo campus olhando tudo em sua volta, enxergou dezenas de pessoas conversando entre si, sentia um pingo de inveja dos estudantes.

Andava cabisbaixa tentando passar despercebida entre toda aquela multidão, coisa fácil por assim dizer. Arrastava suas malas com certo esforço, tinha que chegar ao seu dormitório antes do almoço para arrumar suas coisas e por fim comer, estava faminta era fato.

Rumou ao pequeno quarto que dividiria com uma garota, não sabia quem era apenas que iriam estudar na mesma classe; esperava com todo a sua boa vontade que as duas se tornassem amigas, quando entrou no cômodo encontrou uma garota de cabelos longos sentada em uma das duas camas que havia no quarto.

A menina lhe olhava com um sorriso amigável logo se colocando em pé, Ochako conseguiu perceber que era apenas alguns centímetros mais alta que a morena, os cabelos pretos tinham uma cor semelhante a piche e de tão escuros beiravam a um verde.

—Prazer, Ochako Uraraka, certo? Meu nome é Tsuyu Asui, mas pode me chamar de Tsu. — disse estendendo a mão em um cumprimento. —  Espero que nos tornemos amigas. 

— Prazer Tsu, também espero que nos tornemos amigas.— Sorriu de modo meigo.

— Bom — Cruzou os dedos em frente do corpo.— assim que estiver pronta vamos ao refeitório, estou morta de fome. — disse revirando os olhos com um sorriso de soslaio.

Uma amiga pelo menos Ochako tinha acabado de fazer, não estava tão sozinha como antes. Colocou suas malas no pé da cama, se virando para Asui indicando com a cabeça a porta para seguirem em direção ao refeitório.

 

O ambiente era totalmente mais movimentado do que havia visto a caminho do dormitório, as mesas próximas uma das outras estavam lotadas de pessoas rindo e conversando alto, se sentia alegre apenas por estar em volta daquelas pessoas, a energia compartilhada naquele espaço era deveras contagiante.

Tsuyu andou até a fila sendo seguida pela morena que digitava no telefone respondendo algumas mensagens de sua mãe que insistia em lhe perguntar se estava tudo bem.

— Alguns amigos meus vão vir aqui conosco, o Ochako? — Asui perguntou sorrindo quando o olhar curioso da amiga lhe atingiu. 

Mas sua visão mudou ao longe quando um grupo havia chegado e estava vindo na direção das duas meninas, quando chegaram se prostraram ao lado de Tsuyu interrogando quem era Uraraka.

— Ochako este são : Denki, — apontou para um um loiro que sorria. — Eijiro, — um ruivo de cabelo espetado e olhar intimidador — Katsuki, — outro menino loiro, mas este era mais amedrontador que o outro — Momo, — uma garota de corpo escultural — Kyoga — uma morena que portava um fone de ouvido — e o...— Asui procurou com os olhos a única pessoa que faltava, mas não a encontrando naquele grupo balançou a cabeça.— O ultimo que falta não esta aqui então deixa quieto.— confessou-lhe com uma risada.

A pequena multidão se afastou para o final da fila depois de se apresentarem adequadamente.

— Eai gostou de conhecer gente nova?

— Muito Tsuyu, obrigado!— abraçou a menina de lado.

— Só falta um para você conhecer, mas não leve as piadas dele a sério ok? Ele deve já estar na fila, é um morto de fome nato. — Checou o celular colocando-o no bolso da calça jeans. 

— Tudo bem.

 

A fila começou a andar e o cardápio estava muito colorido, tanto que Ochako até sentia uma vontade de provar, mas logo que viu seu arqui inimigo, o espinafre, correu para as partes mais monocromáticas.

Saiu encantada com tal graciosidade dos funcionários, pessoas muito atenciosas, distraída andou pelas mesas sendo guiada pela morena a sua frente, mas um tropeço em seus pés a fez se desequilibrar quase conhecendo o chão se não fosse por uma mão na base de sua coluna a ajudando a se equilibrar.

— Você está bem?— uma voz grossa lhe chamou a atenção.

Uraraka lhe encarava atônita, os olhos verdes semelhante ao cabelo, as sardas espalhadas por sua bochecha, percebeu que ele estava segurando uma bandeja que quase a fez virar a cara. Havia um pequeno monte de espinafre no meio de seu prato.

— Desculpe te tocar sem permissão, mas seria um mau começo se você caísse, não acha?— O menino continuava a falar sorrindo.

A morena percebeu que Ochako não estava, mas a seguindo e olhou para trás notando ela com a tal pessoa que faltava para apresentá-la.

— Pelo visto você encontrou o Izuku.— Se aproximou.— Aonde você estava Midoriya?

— Estava na fila ué. 

O trio rumou a uma mesa vazia começando a conversar sobre assuntos aleatórios o esverdeado se sentava do lado de Uraraka enquanto a outra garota se sentava a frente de ambos, pouco tempo depois o resto do grupo chegou fazendo a conversar se multiplicar em proporção de barulho.

As pessoas eram afetuosas puxando assuntos de dispersos gêneros, vez ou outra Izuku e Ochako trocavam olhares e até mesmo palavras.

Havia feito muitos amigos afinal e estava felicíssima por isso.

— Não quer um pouquinho Ocha? — Izuku perguntava com a mão na boca enquanto mastigava um pouco da verdura esverdeada. — Isto está uma delícia, sério. — Suas orbes se reviraram em puro prazer. — O que eles fizeram com esse espinafre? Mano ta muito bom.

 

— Eu não sou muito fã de verdura. — a fala foi ouvida em um fio de voz.

— Vamos eu prometo que você não se arrependerá, se você não gostar eu compro chocolate para você, mas se gostar você vai sair comigo para um encontro. — A conversa na mesa era tão alta que aquele diálogo havia ficado em um bolha apenas deles.

O esverdeado pegou um pouco de seu prato depositando no prato da morena ao seu lado, os olhos verdes que refletiam expectativa encontraram-se com os olhos castanhos que mostravam medo, mas em um chacoalhar de cabeça por parte do garoto, a menina tomou confiança pegando a folhagem verde com o garfo e levando a boca.

Mastigou desconfiada, sendo observada pelo jovem que lhe mostrava um sorriso de anseio, o gosto invadiu seu paladar, mas não era nada parecido com o que lembrava.

Estava saboroso.

Conteve um sorriso para não engrandecer o ego de Izuku, mas fora tarde demais pois um dos lados de sua boca se levantou assim como o esverdeado que gritou para todo o refeitório ouvir:

— Ochako vai sair comigo!

 

Talvez espinafre não fosse tão ruim como pensava.

 


Notas Finais


comam verduras ok?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...