História Espirito Livre (Garoto Indomável) - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Akamaru, Boruto Uzumaki, Deidara, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kakashi Hatake, Karin, Kiba Inuzuka, Minato "Yondaime" Namikaze, Nagato, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Orochimaru, Pain, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju, Yamato
Tags Sasunaru
Visualizações 207
Palavras 1.758
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Harem, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi voltei! Espero que não tenham se esquecido de mim. Demorei mas voltei, e com muita inspiração.
Há e um convite:
Para aqueles que moram em porto Alegre e gostam de teatro não deixem de ver a peça adolescer, eu vi e é muito boa. Recomendo para todos.
E agora sem mais demoras...
~boa leitura😘

Capítulo 13 - Se Esconder


Sasuke fitava o loiro de olhos bicolores com nervosismo, sabia que conhecia o nome "Deidara" de algum lugar, era ele que havia averiguado sua garagem acompanhado de um detetive  ruivo.

Deidara olhava fixamente com uma cara séria para o moreno a sua frente, não podia acreditar que esse maldito conseguiu o enganar, Naruto estava com ele esse tempo todo.

- Como eu dizia..- Continuava voltando a explicar os fatos. - Eu sei quem sequetrou o Naru, ainda não acredito como pude ser tão burro de não ter percebido que Naruto estava com você o tempo todo! - Disse apontando para o moreno, que se encontrava levemente suado pelo nervosismo que percorria seu corpo " Não era assim que queria conhecer os pais de seu amado". Logo todos o olharam surpresos e com raiva no olhar, menos Naruto que não sábia o que fazer. - Me diga senhor Uchiha, gosta de sequestrar pessoas é? Mas agora você se ferrou, porque encontramos o carro do sequestro que é claro está registrado em seu nome, não há escapatória você vai pro xilindró..

- Calma! Esperem! - Naruto interfere.- Ta... Tudo bem é verdade que Sasuke me sequestrou, mas agora ele já se desculpou e eu estou em casa... Então será que a gente não pode simplesmente esquecer isso?

Kushina olha horrorizada ao escutar o que o filho disse.

- Naruto você enloqueceu! Fazer amizade com um bandido! Nós nunca vamos perduar alguém que fez mal ao nosso filho!

- Mas mãe...!

- Nada de mais! - Minato se encontrava furioso o que Naruto tinha na cabeça? Ser amigo de um riquinho fora da lei que acha que pode tudo. - Naruto! Escute sua mãe!

Enquanto a família discutia por sua causa, Sasuke se perde por um momento em seus pensamentos " Esta tudo acabado... Os país dele nunca o deixaram se relacionar com alguém que fez o que fez." Sasuke sentia o peito apertar sabia que à essa hora a polícia provavelmente estaria atrás dele, e sentia seu coração doer pois sabia o que tinha que fazer, Naruto merecia alguém melhor que ele.

Naruto já se encontrava chorando enquanto discutia com seus país.

 - Porque vocês nunca largam do meu pé eu quero ser amigo dele e pronto! Deu! Acabou! Aceitem!

- Nem pensar Naruto! Por que você quer tanto ser amigo dele?

Naruto se viu sem saída e suspirou baixinho ao olhar para os país com os olhos cheios d'água.

- Porque eu o amo...! - Disse logo em seguida deixando as lágrimas caírem.

E todos se surpreenderam e se olharam, mas Sasuke não podia deixar Naruto passar a ser visto como namorado de um criminoso. Se alevanta e se dirige até o loiro.

- Mas eu não te amo. 

E todos olharam boquiabertos, e Naruto o encara sem entender nada.

- Como assim não me ama?

- Você é surdo ou o que? Tudo o que eu queria era o seu corpo, e eu consegui. 

Naruto não queria acreditar naquilo.

- Mas você disse que me amava... Você disse que...

- Você é muito inocente Naruto, não se acredita em tudo que os outros falam.

Naruto ri, provavelmente tudo aquilo era encenação para que seus país  aceitacem o amor dos dois.

- Sasuke para, não precisa encenar uma hora ou putra meus país vão ter que aceitar, não entende que eles estão apenas tentando me proteger...

- Acho que você que não está entendendo Naruto, então eu vou falar com todas as palavras. EU NÃO GOSTO DE VOCÊ!!! - Disse virando as costas e se dirigindo a porta. - Adeus loirinho, obrigado pelo sexo. 

E assim Sasuke vai embora, ao entrar no carro pede para Suigetsu ir o mais rápido possível para a sua casa de praia, pois provavelmente a polícia já estaria lá na mansão.

Naruto se encontrava em choque, Memna se dirige com calma a ele. 

- Naru, você dormiu mesmo com aquele cara?

Naruto apenas acena com a cabeça, não podia acreditar que sua primeira vez foi com aquele monstro. Correu para seu quarto onde se trancou e ficou o resto do dia chorando enquanto sentia a maior dor que já sentiu na vida, pior do que a dor de um corte de um machucado é a dor de um coração partido.

_

Sasuke teria que se esconder por algum tempo, até as coisa abafarem.

Já estava em sua casa de praia, se dirigiu até o armário pegando uma garrafa de wisk e enchendo um copo, bebia cada gole sentindo o líquido queimar em sua garganta uma leve dor que não podia ser comparada com a dor que estraçalhava seu peito ao se lembrar do olhar de tristeza e magoa com que o loiro lhe encarava, sentia seu coração doer, precisava ter feito aquilo, era para o bem dele. Concerteza beberia toda aquela garrafa, queria cair desmaiar e sair daquele pesadelo enquanto bebia cada gole já sentindo as lágrimas caírem.

Suigetsu observava aquela cena deplorável, sabia porque o moreno se encontrava naquele estado pois havia escutado os gritos das discussões lá do carro. Sentia pena do amigo que se encontrava no fundo do poço.

_

Fazia um delicioso bolo na cozinha, quando decidiu ligar a TV para ver se tinha algo de bom acontecendo, ao terminar de bater a massa pega uma forma colocando dentro do forno já quente.

- Pronto! Agora é só esperar.

Nagato adorava fazer esse tipo de surpresa para seu amado que se encontrava no escritório trabalhando em seu livro, Itachi sempre inventando algum novo robi dessa vez queria escrever um livro sai de seus pensamentos ao ouvir alguma reportagem de última hora na TV. 

- Estamos aqui na mansão Uchiha onde os policiais estão procurando por Sasuke Uchiha que está sendo procurado pelo sequestro do modelo mundialmente famoso Naruto Uzumaki.

Nagato se espanta ao ouvir o nome que a mulher pronuncia na Tv, "Sasuke". Rapidamente aumenta o volume.

- Itachi! Rápido vem aqui!

Itachi aparece corendo pela porta da cozinha sem entender o motivo do desespero do outro, quase cai pra trás ao ver a foto do irmão na Tv escrito como procurado.

- Seu irmão está sendo acusado de sequestro.

- O que?! Por que ele faria isso!

- Não sei mas é o que estão dizendo e esse garoto Naruto Uzumaki, eu atendi o irmão dele que tinha sofrido uma emorragia na cabeça na hora do sequestro. Parece que já faz algum tempo que esse garoto estava disaparecido.

Itachi se encontrava nervoso, sabia dos desentendimentos que já tivera com seu irmão mas não deixaria de ajuda - lo. Depois de terminar de ver a reportagem estava decidido a descobrir o que estava acontecendo.

- Já chega! Irei até a mansão Uchiha descobrir o que está acontecendo!

_

Sasori liderava as buscas procurando pelo Uchiha, mas os empregados não sabiam de nada. 

Karin já estava de saco cheio.

- Quantas vezes eu tenho que dizer que não sei de nada! - E é claro mesmo se soubesse não diria, protegeria Sasuke a todo custo, provavelmente o Uchiha já sabia estar sendo procurado a essa altura e Suigetsu estava com ele, provavelmente os dois já estariam bem longe dali. - Olha detetive coisa...

- È detetive Sasori moça.

- È è que seja, eu já disse que não sei de nada! 

- A senhora não conhece nenhuma residência que o senhor Uchiha frequenta?

- Senhora è a sua avó! Sou até mais nova que você! E não! Não conheço.

Sasori já de saco cheio, vê que não iria conseguir nada com aquela mulher e desiste.

- Ok moça, você já está liberada.

- Ah! Finalmente!

E logo sai sem pestanejar batendo forte a porta fazendo o ruivo se encolher pelo estrondo inesperado. Sasori suspira.

- Ai, eu deveria ganhar um aumento.

_

Já era noite, na casa dos Uzumakis enquanto Kushina desligava os abajures, fitou o marido pensador ao seu lado.

- O que foi querido?

O outro suspira.

- E se Naruto realmente estiver apaixonado por aquele tal de Sasuke?

- AI! AQUELE MONSTRO VOCÊ VIU O QUE ELE FEZ COM O NARUTO!!! HUMILHOU ELE NA NOSSA FRENTE, E SE UM DIA EU ENCONTRAR ESSE CARA EM ALGUM LUGAR JURO QUE METO A PORRADA!!!

- Sim eu também, mas enquanto ao Naruto e aos sentimentos dele, tenho medo que ele viva infeliz por conta desse ultimo ocorrido, ele está trancado naquele quarto o dia todo sem comer nem beber e ...

- Calma Minato, ainda é muito cedo para conclusões precipitadas, vamos esperar e depois veremos o que fazer.

O outro suspira e acente.

- Como era bom quando ele era apenas uma criança, sempre forte, feliz e inabalável, era ótimo chegar em casa com balas e doces vendo meu pequeno se alegrar. - Sorria sozinho ao se lembrar do olhar brilhante de alegria do loirinho.

E Kushina sorria acompanhando o marido nas boas lembranças.

- Bons tempos aqueles.

Flash back_

Kushina sorria enquanto fazia m delicioso bolo de chocolate, quando derrepente escuta a porta ser chuta com força dando um estrondo quando batida a parede seguida de um choro bem conhecido por ela.

- AAAAIIIHHH MAAÊ!!! EU ME MACHUQUEI MAÊ! 

E aparecia Naruto correndo na cozinha colocando seus bracinhos pequenos ao redor de sua cintura em um abraço manhoso.

- AI! MAÊ! TÁ DUEENDO!!

Ela larga o que está fazendo indo atender o pequeno.

- Deixa eu ver meu amorzinho.

Elo mostra o corte no joelho que não para de sangrar, Kushina Já estava acostumada com isso, o pequeno estava sempre se empuleirando em árvores e ralando o joelho quando desce a lomba de skate com seus amiguinhos.

Ela lava o machucado logo em seguida passando pomada e colocando um bandeidi.

- Pronto! Esta curado remendado e pronto para machucar de novo.

E ele bate palmas.

- EEEEHH! VIVA A MAMÃE!

Logo depois escutam o barulho da porta.

- Cheguei!

E Naruto começa a pular em cima do sofa com chegada do seu adorado pai.

- PAI! PAI! PAI! O MEU PAI CHEGOU! CHEGOU! CHEGOU! CHEGOU!!!

Minato se aproxima do filho sorridente.

- Adivinha o que eu trouxe pra você?

- O QUE?! O QUE ?! O QUE?!

E Minato tira da sacola uma bola de futebol.

- EEEHH!! MINHA BOLA NOVA!! - E antes que Minato perceba Naruto sobe no braço do sofá dando um salto indo parar nas costas do pai, era um garoto muito agil pra idade dele.

- Opa! - Sente o pequeno em suas costas e começa a se girar até os dois irem parar no sofá. - Quem é o meu aniversariante? Quem é?

- EUU!! EU!

- Isso mesmo, e quantos anos você faz hoje?

- CINCO!!!! CINCO!!!!

- Ae esse é o meu garoto!

E os dois brincavam até cansar, Kushina apenas observava maravilhada os dois eram lindos brincando.

Flashback//////terminado

Relembrando dos bons momentos, tudo parecia tão facil antes. Agora seu garotinho já estava crescido. E um aperto no peito lhe percorreu ser pai não era fácil, pois quando eles crescem não precisam mais de você. Dormiu deixando uma lágrima cair.









Notas Finais


Por hoje é so pessoal, comentem bjs😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...