História Espontaneidade poética - Poesias - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Fluffy, Lírica, Poema, Poesia, Prosa Poética
Visualizações 8
Palavras 70
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Fluffy, Lírica, Poesias, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - Meu Senpai


Clamarás na calamitosa ternura da noite por aquele olhar, expressão mais cordial dos preceitos. Convoque-o, sinta-o. Trema diante do nome, chame-o por Senpai.

Sinto a ti. Existo por aquele que ousei amar, desejar. Querer cada anseio ou pestanejo emitidos por aquelas expressões, estratificadas manifestações inundadas pela insaciedade da representação. Atue por mim e devaneie por si, meu caro. Aja como meu Senpai e situe-se na cordial resplandecência dos meus sonhos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...