1. Spirit Fanfics >
  2. Esposa por contrato!!! >
  3. Pelo amor de Deus Ignnel hoje domingo!!!!!

História Esposa por contrato!!! - Capítulo 29


Escrita por: Asuna-cha e Izana-Sama

Notas do Autor


Espero que gostem.

Uma boa leitura. 📖📖📖

Capítulo 29 - Pelo amor de Deus Ignnel hoje domingo!!!!!


Fanfic / Fanfiction Esposa por contrato!!! - Capítulo 29 - Pelo amor de Deus Ignnel hoje domingo!!!!!


Desde de ontem a mansão estava em silêncio, os patrões se trancaram no quarto não saíram para nada, eles até mesmo jantaram no quarto. Todas as visitas ou telefonemas foram recusados pela Vargo, que aviso que o rosado estava indisponível para qualquer um naquele momento, mas que preocupava a mesma que o segurança ligou avisado que Ignnel juntamente com a esposa e sobrinha está exigindo ver o rosado. E o segurança não podiam negar a entrada do rosado mais velho.

A rosada só pode solta um suspiro e rezar para o senhor Dragneel não causa nenhum problema para ela. Afinal mesmo que ele fosse pai do Natsu, ele não era seu chefe ela tinha ordens diretas do mesmo para não incomodá-los. Vargo colocou um sorriso profissional no rosto ao vê-los entrando e os olhos do mais velho olhava ao redor da sala a procura de alguém.

- Bom dia senhor e senhora Dragneel - Cumprimentou Vargo olhando para três - e senhorita Strauss.

- Aonde está o Natsu -? Questionou Ignnel ignorado o cumprimento da rosada.

- Nesse momento senhor Natsu esta indispensável para receber qualquer visita - Respondeu Vargo séria.

- Como -? Perguntou Lisanna com sobrancelha erguida - o que poderia ser tão importante para ele está tão ocupado ao ponto de negar visitas? Disse albina dando um passo a frente na tentativa de subir as escadas mais foi impedida pela rosada que entro na frente da mesma impedindo de continuar.

- Sinto muito, mas ninguém tem autorização para subir para segunda andar

- Respondeu Vargo - são ordens do senhor Natsu.

- Como você se atrever - Exclamou Lisa irritada ao ver a rosada agitado toda arrogante em sua frente - você saber o quem está falando.

- Eu sei muito bem, mas não posso fazer nada para mudar isso - Falou Vargo séria - são ordens do senhor Natsu de não deixar ninguém atrapalha-los - Disse a rosada friamente - tenho ordens também de mandar os seguranças expulsa qualquer um que veio causa problemas.

- Ora sua empregadinha insolente - Gritou Lisanna furiosa - você deveria saber o seu lugar.

Vargo olhou para albina com a expressão de sempre, ignorado as palavras da mesma. Que ficou ainda mais irritada por ser humilhada por uma simples governanta.

- Ignnel, você é pai do Natsu - Falou Lisa séria - você vai deixar essa empregadinha nos trata assim?

Antes que o rosado mais velho tivesse chance de abrir a boca para dizer qualquer coisa uma voz masculina foi ouvida da parte de cima.

- Amor, podemos tomar café na cama - Falou Natsu com a voz maliciosa.

- Eu sei muito bem que tipo de café você quer tomar Natsu - Reclamou Lucy suspirando.

- Vai dizer que não gosta - Provocou Natsu sorrindo.

- Eu não disse isso, mas estou dolorida demais para começa outra rodada - Respondeu Lucy - estamos trancados no quarto desde de ontem a noite, preciso um pouco de ar fresco.

- Eu serei mais gentil dessa vez - Prometeu Natsu.

- Você disse a mesma coisa na terceira rodada, se continua sim não vou conseguir sair da cama amanhã para trabalh.....

A loira parou sua frase e no meio da escadas ao encontrar um grupo de quatro pessoas olhando para eles. Sua bochecha queimaram de vergonha principalmente ao se lembrar que estava usado só uma blusa social do marido, ela estava agradecida por tem colocado pelo menos uma calcinha. Natsu que estava um pouco atrás da esposa não tinha notado os visitantes indesejáveis ainda, vendo a loira parar, ele pensou que ela estaria reconsiderado sua proposta de voltar para quarto. O mesmo mantendo um sorrisinho malicioso nos lábios a abraço por trás começado distribuí beijou pelo pescoço da mesma que estava com vontade de chorar de vergonha.

- Mudou de ideia sobre uma quinta rodada - Exclamou Natsu não notada a expressão desesperada da esposa - porque dessa vez não tentamos no chuveiro ou na banheira.

- Natsu - Gritou o loira fazendo o mesmo encará-la confuso - olha para frente - Disse a loira tentando encontrar um modo de fugir daquele constrangimento.

Os olhos do rosado desviaram do rosto da esposa, encarado em sua frente em poucos passos eles pode ver quatro pessoas paradas, a primeira que estava perto da escadas que mantinha sua cabeça baixa com certeza é sua governanta, no momento que seus olhos pararam nos outros três que tinha face perplexo a expressão do mesmo ficou fria e seus olhos voltaram para Vargo seriamente. Percebendo que esposa estava com poucas roupas o mesmo se colocou em sua frente.

- Melhor você voltar para quarto para se trocar - Falou rosado suavemente enquanto olhava amorosamente para mesma que apenas concordou com um simples aceno de cabeça vendo a loira voltar correndo para rumo do quarto a expressão do mesmo se tornou fria enquanto encontrava os quatro - Vargo.

- Sim senhor - Respondeu rosada mantendo a cabeça baixa.

- Você pode me explicar o que significa isso -? Questionou Natsu friamente - não deixei claro que não queria ser interrompido por ninguém.

- Senhor, seguir a suas ordens como puder, mas o senhor Dragneel forçou sua entrado - Contou Vargo séria - e o seguranças não sabia o que fazer.

- Pelo jeito terei que trocar todos os seguranças, já que eles estão deixando qualquer um entrar - Exclamou Natsu passado a mão pelos cabelos.

- Natsu, você me respeita eu só o seu pai - Reclamou Ignnel sério - tenho todos direto de vi visita meu próprio filho.

- Pai - Natsu murmurou essa palavra como amargura na voz - Ignnel, eu deixei de considerar você como meu pai, no momento que descobri a cachorrada que você fez com a minha mãe - Disse rosado friamente - e outra até a Ligia que adora ser intrometida saber que domingo não se visitar ninguém.

- Natsu, tenho um assunto muito sério para tratar com você - Falou Ignnel encarado o filho.

- Pela amor de Deus Ignnel hoje domingo, tenho planos de passá-lo com a minha esposa, e não na presença de vocês três - Exclamou Natsu passado as mãos pelo rosto para se acalma - o que tiver que resolver deixar para amanhã na empresa.

- Natsu, se desse para esperar até amanhã não teríamos vindo aqui - Retrucou Ignnel sério.

- Natsu - Chamou Lucy descendo as escadas parado ao lado do marido a mesma aceno com a cabeça para três modo de cumprimento - se seu pai veio até aqui pode ser importante, não custa nada dar um pouco do seu tempo.

- Mas prometi gastar todo meu tempo hoje com você - Falou Natsu olhando para esposa - eu não vou quebrar a minha promessa.

- Sei, você não está quebrando sua promessa. Mas rápido você resolve esse assunto - Disse a loira olhando de canto de olho para as visitas que parecia que não tinha nenhuma intenção de ir embora - mas rápido voltamos para quarto.

- Tudo bem - Concordou Natsu soltado um suspiro frustrado - terminarei o mais rápido possível.

- Enquanto isso vou arrumar nosso café da manhã - Avisou a loira dando um selinho no mesmo indo para cozinha com Vargo deixando os quatro sozinhos.

Natsu terminou de descer as escadas sentado na poltrona em seguida indicado o sofá para os três com a expressão nada boa, soltando um suspiro para manter calma o mesmo encarou eles atentamente.

- Então diga Ignnel que pode ser tão importante que não pode esperar até amanhã -? Questionou Natsu sério.

- Já conversamos sobre isso antes, quero que você arrumar um emprego para Lisanna no setor de marketing da empresa - Respondeu Ignnel vendo a expressão do filho ficar mais fria do que antes.

- Nós já conversamos sobre isso antes, e a minha resposta continua a mesma - Falou Natsu sério - não vou contratá-la, e só isso que você quer, então pode ir embora.

- Mas...

- Não tem mas Ignnel - Cortou Natsu sério - eu não sou louco de trazer problemas para empresa.

- Natsu, eu prometo que não vou causa nenhum problema para você ou para empresa - Disse Lisanna olhando para rosado - eu vou trabalhar duro. Por favor me dê uma oportunidade.

- A minha resposta continua a mesma não - Respondeu o rosado sem hesitar.

- Você pode ser o atual presidente, mas não esqueça quem é o dono da empresa - Exclamou Lisa seriamente.

Natsu encarou a morena com olhar desprezo e frieza. Ele até pensou em ignorar essa mulherzinha, mas vezes você precisa colocar esse tipo em seu devido lugar.

- Você está certa e ao menos tempo está errada, depois do divórcio as ações da empresa foi dividida pela metade, mamãe ficou com 30%, mas ela não tem interesse nesse na empresa. Então ela dividiu entre Ligia e eu - Explicou Natsu calmamente enquanto olhava para Lisa com a expressão indiferente - mas Ligia tem sua própria agência, então ela entregou sua ações para eu cuidar delas. Então eu tenho 30% das ações da empresa, Ignnel tem os outros 30. Mas por culpa dos seus gastos inúteis e mal administração , a empresa foi quase a falência, foi eu sozinho que levantei a empresa para o que ela é hoje, fui eu que contratei pessoas capacitadas

e demite os inúteis - Disse o rosado olhando para expressão envergonhado do mais velho - eu sei muito bem que você acredita que pode tomar a presidência de mim, mas você está completamente enganada, no momento que eu sair da presidência todas as empresas que assinaram um contrato sairia voluntariamente. E outra até parece que os outros a acionistas vão aceitar a sua reivindicação de troca de presidente, afinal se eles estão ganhando milhões todo mês foi graças ao meus esforços para erguer a empresa. Você não pode esquecer que Zeref não tem interesse na empresa.

Lisa abaixo a cabeça totalmente humilhada pela as palavras do rosado mais novo, o pior de tudo foi que Ignnel ficou em silêncio como se concordasse com as palavras do mesmo. Natsu desviou os olhos da morena encarado o mais velho com a expressão séria.

- Sinceramente Ignnel até hoje me pergunto constantemente o que você viu nessa mulher - Exclamou Natsu observando atentamente a expressão do rosado mais velho - esqueça.... Isso não é da minha conta de qual maneira, mas não consigo entende como você pode abrir mão de uma esposa que fez tudo por você, só para te um caso com esse tipo de mulher - Disse o rosado suspirando - quer saber eu prefiro não te entender de qualquer maneira, mamãe está muito mais feliz com Acnologia do que quando era casada com você.

Vendo a expressão humilhada da morena, Natsu resolveu encerrar de uma vez essa conversa que não levaria a lugar nenhum, Ignnel manteve-se em silêncio todo momento, como se não soubesse o que dizer sobre os questionamentos do filho. Soltado um suspiro para manter suas emoções sobre controle o rosado mais novo levantou da poltrona ao perceber que nenhum dos três não tinha mais nada a dizer.

- Já que estamos todos entendidos, agora tenho planos de passar o resto do meu domingo com a minha adorada esposa - Falou Natsu sério - e outra Ignnel, quando resolver vir para outra visita, avisar com antecedência primeiro, porque o que aconteceu aqui não vai se repetir novamente. - Disse o rosado olhando para expressão constrangida dos três - vocês já conhece a saída.

Ele nem mesmo esperou para resposta dos três antes de virar as costas indo para rumo da cozinha, Ignnel só pode soltar um suspiro cansado enquanto as duas mulheres apertava os punhos para conter irritação, principalmente Lisanna ao se lembrar da cena nas escadas, ela nunca tinha visto aquele expressão no rosto do rosado antes, e aquele olha cheio de amor e carinho, ele nunca tinha olhando para nenhuma mulher como olhava para a loira. Até para ela mesmo ele sempre foi frio e distante, nunca permitiu que a mesma aproximasse dele, o rosado até mesmo recusava de os flertes dela.

- O que vamos fazer Ignnel -? Perguntou Lisa séria.

- O que você acha que podemos fazer, o que Natsu disse é verdade - Respondeu Ignnel suspirando - se eu quiser interferir na empresa, teria que tem uma reunião do conselho primeiro, eu tenho certeza que eles ficarão ao lado dele - Disse o rosado mais velho olhando por um tempo para aonde o filho tinha indo - isso só seriam gastos de tempo.

- Você está dizendo que teremos que ficar de braço cruzados - Reclamou Lisa enfurecida.

- O que mais podemos fazer - Retrucou Ignnel dando as costas para as duas indo embora.

Vendo que não tinha nenhuma alternativa as duas foram atrás do rosado mais velho. Como Natsu havia prometido a loira, os dois passaram o domingo inteiro juntos amado um ao outro, conversando sobre várias coisas importantes ou banais. Foi ali que Lucy entendeu que ela é o Natsu estava com medo de se machucarem, os dois presenciaram o sofrimento de alguém importante por causa do amor. Lucy viu como seu pai sofrer por ainda ama Layla, e o rosado também presenciou de primeira mão como sua mãe ficou depois da traição de Ignnel, e principalmente como Ligia sofreu por causa dos seus relacionamentos anteriores. Isso marcou muito a vida do rosado, e por isso ele nunca quis se envolver em uma relação amorosa com outra pessoa.

Naquela mesma noite Natsu arrastou a loira para quarto, quando eles foram dormir já era de madrugada.

........

No dia seguinte os dois tomaram banho juntos trocará carícias, quando eles desceram para toma café da manhã a rosada estava organizando a mesa.

- Bom dia senhor e senhora - Falou Vargo com um pequeno sorriso.

- Bom dia - Respondeu Lucy sorrindo.

Natsu só aceno com cabeça para rosada enquanto puxava a cadeira para loira que agradeceu com um pequeno sorriso, em seguida o mesmo sento ao lado da amada. Enquanto tomava café os dois conversavam animadamente ou trocava carícias um com outro. As vezes Natsu alimentava a loira com alguma fruta que estava em cima da mesa e recebiam um beijo na bochecha da mesma. Lucy pegava uma uva e levavam para os lábios do marido que aproximava a bochecha para rosado beijá-la fazendo a mesma sorrir.

Vargo observava os dois atentamente com um pequeno sorriso nos lábios, para qualquer pessoa que não conhecia a situação daqueles dois antes olhassem para essa cena não notaria nada de estranho, só pensaria neles como um casal comum que trocava carícia um com outro. Mas ela que conhecia a verdade por trás do casamento do seu patrão, noto que desde de sábado a noite os dois estava realmente parecendo com um casal de verdade. A mesma é tirada dos seus devaneios pela voz do rosado.

- Vargo, mude as coisas da Lucy para meu quarto ainda hoje - Ordenou Natsu surpreendendo a loira que o encarou.

- Você tem certeza disso Natsu -? Perguntou a loira preocupada.

- Claro que tenho amor - Respondeu Natsu com um pequeno sorriso - somos um casal, então não tem porque continuamos em um quarto separados. Mas se você acha que muito cedo para isso, posso esperar até você tive mais a vontade.

- Não, para mim está tudo bem - Garantiu Lucy sorrindo - você está certo não tem porque continuamos dormindo em um quarto diferente.

- Você não precisa se preocupar com nada, aquele quarto continuara como seu, se por a caso você precisa de alguma privacidade pode usá-lo como quiser - Falou Natsu recebendo um beijo da loira.

- Obrigada - Sorriu a loira continuado seu café da manhã.

- Então está resolvido - Disse Natsu olhando para governanta - arrumar tudo ainda hoje.

- Sim senhor - Respondeu Vargo - eu cuidarei disso pessoalmente.

- Ótimo - Murmurou Natsu voltado toma seu café da manhã.

- Senhora, saber se a senhorita Ligia já terminou a lista de convidados -? Perguntou Vargo pensativa - temos que mandar os convites até próximo final de semana.

- Eu vou verificar isso hoje, podemos resolver tudo quando eu chegar - Respondeu Lucy séria.

- Sim senhora - Falou Vargo ficado em silêncio.

- Antes de mandar os convites, eu quero verificar a lista da Ligia primeiro - Avisou Natsu suspirando - eu quero ver quem aquela maluca vai convidar.

- Tudo bem - Concordou Lucy pensativa.

Os dois terminaram o café da manhã saindo em seguida, eles se despediram um do outro, antes de entrar no carro dá partida para o trabalho. Lucy entrou na agência com um sorriso radiante nos lábios, cumprimentado todo mundo, a mesma se dirigiu para escritório da rosada, antes que ela pudesse abrir a porta. Ligia abriu a porta puxando a cunhada para dentro.

- Me conta tudo - Ordenou Ligia animada - tive que me seguro muito para não fazer uma visita ontem a vocês.

- Calma Ligia - Pediu Larcade com sorriso divertido.

Lucy observou o loiro atentamente, ela não era a única que mantinha um sorriso radiante nos lábios. O que aconteceu com ele? Será que arrumou um novo namorado?

- Como posso me acalmar - Retrucou Ligia - então, como foi?

Lucy suspirou sabendo que não escaparia das garra da sua cunhada até conta tudo que ela queria saber. A loira contou tudo para a rosada e o loiro que não escondia sua felicidade.

- Parabéns cunhadinha - Exclamou Ligia abraçado a loira - estou muito feliz por vocês.

- Obrigada Ligia - Falou Lucy sorrindo - mas mudando de assunto, sua lista de convidados está pronta.

- Está sim - Respondeu Ligia pegado um folha de papel entregado para loira - está todos meus convidados.

Lucy analisou atentamente a lista de convidados notado que nome de Ignnel não estava na lista, ela tinha notada mesma coisa na do Natsu. A loira sabia que relação entre eles era tensa por causa da traição de Ignnel, mas diferente do que ela imaginava o nome de Zeref é a esposa encontrava nas duas lista de convidados. Ela tinha notado que apesar de o moreno fosse filho de uma traição, parecia que os gêmeos não tinha nenhum sentimento negativo sobre ele, não podia dizer que eles são próximos mas ao mesmo eles não era tão distante. Podia dizer que eles mantinha uma distância confortável para os três, e a mesma coisa acontecia em relação a Grandeeney também, a loira estava feliz por eles não culpa Zeref pelos erros daqueles dois.

- Aconteceu alguma coisa Lucy -? Perguntou Ligia a nota cunhada encarado a lista por muito tempo - você está insatisfeita alguém. Se tive é só tirar.

- Não, a sua lista não é muito diferente dá do Natsu. Mas pelo que eu notei vocês dois não pretende convidar Ignnel e a esposa - Comentou Lucy observado a careta da cunhada que é igual do marido quando ela fez a mesma pergunta.

- Você não precisa se preocupar com essas pessoas - Garantiu Ligia séria - nos nunca os convidamos das outras vez de qualquer maneira.

- Eu não deveria me meter nesse assunto, mas gostado ou não ele é seu pai e do Natsu - Falou Lucy suspirando.

- Eu sei. É complicado - Disse Ligia passado a mão pelo cabelo longo.

- Eu também sei como é Ligia - Murmurou a loira com pequeno sorriso - bom, vou enviar esses nomes para Vargo - Disse a loira saindo do escritório da rosada.

Depois de mandar os nomes dos convidados da Ligia, a loira pediu para a rosada mandar fazê-lo imediatamente os convites, o tempo já estava meio corrido, assim que terminou o expediente a loira voltou para casa encontrado a governanta na sala a esperando.

- Senhora, senhor Natsu ligou avisando que chegaria um pouco mais tarde hoje - Informou Vargo séria.

- Obrigada pelo aviso - Disse Lucy pensativa - vou tomar banho rápido para resolver as coisas está faltando para festa.

- Tudo bem - Concordou Vargo vendo a loira subir as escadas.

Depois de um tempo a loira desceu com um leve vestido de ficar em casa, ela sento na mesa para conversar com a rosada sobre os outros preparativos da festa na piscina que seria menos de um mês. Após aceita tudo com a governanta a loira subiu para quarto para dormir, Natsu estava em uma jantar de negócios com a empresa da Tártaros que assinaria um contrato em alguns semanas, e a empresa estava agitada por causa disso. A loira parou para pensar sobre tudo que aconteceu em sua vida desde que aceitou a proposta do mesmo.

Uma coisa que ela tinha certeza que nunca se arrependeu em nenhum momento em sua vida pela sua decisão a meio ano atrás.

Quando o rosado chegou em casa, entrou a esposa dormindo profundamente, o mesmo tomo banho deitado ao lado da amada adormecendo em seguida.


Notas Finais


Até o próximo capítulo.

Bjs😘😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...