1. Spirit Fanfics >
  2. Esse é o meu mundo >
  3. Um garoto novo

História Esse é o meu mundo - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Oi oii!
Uma semana já passou? Tão rápido!
Chegamos aos 50 favoritos com apenas três capítulos??? Gente o que está acontecendo???
Muito obrigado a todos vocês!
Beijos de maçãs doce para vocês 🍎, e vamos ao chapther ~

Capítulo 4 - Um garoto novo


Fanfic / Fanfiction Esse é o meu mundo - Capítulo 4 - Um garoto novo

Hoje era sábado portanto não tinha aula na pré-escola e eu queria muito brincar com o Shoyo mas ele pegou um resfriado e não pôde sair de casa.

Agora eu estava no parque brincando sozinha porque né, certas crianças arautas microcefálicas da hipocrisia tinham medo de se aproximar de mim por causa da minha aparência.

AH VAI TOMAR NO….

Pera, eu sou uma criança agora não posso xingar.

Vão se olhar no espelho então seus bando de projetos de capeta de Animatronic. Que merda! 

Eu não estava me importando, sinceramente é bem melhor brincar sozinha do que com alguma criança mimada que fica se gabando por causa de um brinquedo caro que os pais haviam acabado de comprar, eu não tenho psicológico para ter que aturar isso não. 

Eu juro que se algum garoto vier puxar meu cabelo ou começar a me xingar eu vou partir pra voadora e ninguém me segura.

Se eu fosse uma adolescente e tivesse batido sem querer em uma criança e ela começasse a chorar…

Meu Deus, esse tipo de situação podia ser descrevido em uma palavra.

"Desespero"

Não venham me dizer que vocês nunca passaram por isso! O pior seria se isso acontecesse em uma festa de criança porque a probabilidade dos pais da criança virem correndo pra saber porque o filho deles estava chorando era grande demais.

Eu não consigo lidar com crianças, é por isso que nunca me candidatei para ser babá porque era provável de perder a paciência com a criança e eu acabar chorando mais que ela por passar diante daquele inferno.

Mas já que sou uma criança não tem problema em eu acabar batendo em uma né? 

Meu Deus, isso é errado em muitas maneiras possíveis!

JESUS ASAHI! PERDOE ESTA ALMA IMPURA E OS PECADOS QUE ELA COMETEU! 

PURIFIQUE ELA COM O SEU SUOR DEPOIS DE UM TREINO INTENSO DE VÔLEI! 


Não vamos surtar logo no meio de um parque cheio de criança tá Shirayuki? Deixa pra dar uma de TPM na sua casa já que os seu irmão e o seu pai estão acostumados com as suas doideras. Eu só queria que o Shoyo estivesse aqui porque aí nós estaríamos fazendo altas loucuras juntos, mas até que é bom ter um momento só para mim e ler um pouco "Diário de um banana" debaixo de uma árvore. 


Estava tudo indo uma beleza.




Mas como disse antes, felicidade em anime dura pouco. 

– Ei, garota vampira! 

EM NOME DE DEUS ASAHI! DAI ME PACIÊNCIA PORQUE SE ME DER FORÇA EU DOU UM ESTABEFE NESSA CRIANÇA DOS INFERNOS! 

Eu fiquei quieta ignorando a presença daquele garoto, era apenas um não tinha porque ficar irritada.




Lembra quando disse que felicidade de personagem secundário de anime dura pouco?  (Protagonista de fanfic também querida ¯\_(ツ)_/¯ ) 

Eu estava falando sério.

Namoral, deve ter algum sensor para atrair outras crianças para praticar bullying porque não é possível! 


DO NADA! DO NADA BROTARAM DO CHÃO MAIS 5 CRIANÇAS PRA ME ATORMENTAR! 

– É muita coragem sua vir até aqui para tentar espantar as outras crianças daqui, sua esquisitona. — Uma garota aleatória falou ficando de frente pra mim com um ar de superioridade. É incrível o quanto vocês estão se esforçando para tentar me traumatizar e conseguem falhar miseravelmente. 

EU SOU FORMADA EM TER ASSISTIDO BOKU NO PICO E ANOTHER! 

– Porque você não se manda daqui e volte para onde você veio, sua estranha? — Falou um outro garoto. 

Opa!

Aí tem limite pra tudo, me irritar e me provocar. 

Agora me chamar de "ESTRANHA" JÁ PASSOU DOS LIMITES! EU SOU BASTANTE CALMA E NORMAL! Já se olhou no espelho guri? Aposto que não porque todos os espelhos devem ter se quebrado quando você tentou olhar para o seu reflexo


Eu apenas me mantive quieta e recuei um pouco para trás e dei de encontro com a árvore. Tem suas vantagens em ficar sentada debaixo de uma árvore e com certeza isso não era uma vantagem. 

– O que foi em garota o gato comeu sua língua? Some logo daqui sua amaldiçoada. — Um dos garotos falou.

Antes que eu fizesse algo, as crianças tinham saído correndo. 

Eu tinha achado isso estranho, parecia até que eles tivessem visto um fantasma. Mas foi quando eu me virei, JESUS MARIA E JOSÉ! ELAS NÃO FUGIRAM À TOA! 

Tinha um garoto que parecia ser 2 ou 3 anos mais velho que eu, seus cabelos eram curtos levemente arrumado e seus olhos oliva da mesma cor do cabelo tinham um olhar intenso para uma criança.

Seu olhar estava sobre mim o que fez meu corpo se arrepiar. 

– "Por favor que ele também não esteja contra mim se não eu estou ferrada!"

– Você está bem? 

– O que? 

– Dava pra ver lá de cima aquelas crianças te perturbando. – O garoto apontou em direção a um galho enorme da árvore. Espera, ele estava lá em cima? Ele é quem, o Tarzan? – Elas não te machucaram né? – O garoto perguntou mesmo com seu olhar sério dava pra perceber a preocupação em sua voz.

Eu neguei com a cabeça, nunca fui boa interagindo com garotos com exceção do Shoyo. Mas a presença daquele garoto me deixava…. Intimidada. 

– N-não! Você apareceu em boa hora mas eu podia ter me virado sozinha. 

– Eu não quero ser grosseiro nem nada mas… Não acho que uma garota consiga se defender sozinha. – Aquilo foi como uma flecha no meu peito, eu queria pular no pescoço daquele garoto. 

Quer dizer que só porque eu sou uma "GAROTA" eu não posso ser capaz de me defender? PARABÉNS! ERA. SÓ. O. QUE. ME. FALTAVA! 

Seria errado dar uma voadora num garoto que acabou de te salvar?

Respirei fundo e falei.

– Eu não gostei do que você disse. Só porque eu sou uma garota não quer dizer que eu não saiba me defender sozinha! – Eu virei a cara ficando de braços cruzados esperando por uma resposta do garoto mas ele parecia confuso.

– Porque está brava?

– Porque você está dizendo que eu sou fraca!

– E você não é? – Ele perguntou inocentemente. O pior de tudo é isso, ele é só uma criança então ele não sabe que há consequências com o que ele fala. Mas essa é uma boa hora para ele aprender né? Eu me aproximei dele e dei uma pisada em seu pé e ele fez uma expressão de dor. – Aí! Porque fez isso? 

– Você tinha dito que eu era fraca. Estou te provando o contrário. 

– E precisava pisar no meu pé?

– De que outra forma eu iria provar para você então? – Perguntei e ele ficou alguns segundos pensando sobre o que ia falar mas ele acabou não falando nada. Eu apenas suspirei e voltei a me sentar debaixo da sombra da árvore e ler o meu livro, mas não estava a mesma calmaria já que eu estava sentindo o olhar daquele garoto sobre mim enquanto eu lia e aquilo estava me incomodando. 

Eu apenas me virei e ele continuava a olhar para mim sem se mexer, ele virou manequim agora foi? 

– O que foi? – Perguntei mas ele continuou quieto. Tentei entender seu olhar e ele estava olhando para o meu livro. – Você quer ler comigo? – Eu perguntei e ele apenas concordou com a cabeça, parece até que eu estou forçando ele a ler comigo. Eu dei um pouco de espaço para ele se sentar ao meu lado e ficamos um bom tempo lendo diário de um banana juntos. 

Eu ria a cada 5 minutos como uma retardada e o garoto olhava para mim como se eu precisasse urgentemente de ajuda médica, não o culpo porque eu também pensaria o mesmo se alguém tivesse uma risada de golfinho, um pano limpando o vídeo igual a minha. Tava sendo legal conversar com aquele garoto até que o sol começou a se pôr e um homem adulto se aproximou da gente. 

– Wakatoshi, vamos para casa não queremos irritar sua mãe por chegarmos tarde pro jantar. – O garoto que estava comigo chamado Wakatoshi se levantou e foi até o homem que parecia ser o pai dele, mas antes de ir Wakatoshi disse.

– Qual o seu nome? 

– É… Shirayuki Usagiyama. – Falei

– Eu sou Ushijima Wakatoshi, espero nos vermos Novamente. Usagiyama. – Ele falou dando tchau com a mão e foi embora com o seu pai. 

– Ushijima Wakatoshi…. Hmm… Onde eu já ouvi falar esse nome? 




– AAAAAAAAAAAAH! 

EU NÃO ACREDITO! USHIJIMA WAKATOSHI, UM DOS PERSONAGENS DE HAIKYUU. 

COMO EU FUI ME ESQUECER DELE? 

Eu estava agora em casa com o meu caderno sobre tudo o que sabia de Haikyuu em mãos e estava fazendo um escândalo enorme dentro do meu quarto porque a ficha tinha acabado de cair para mim, o garoto com quem eu estava conversando e lendo era Ushijima Wakatoshi, o capitão do time de vôlei do colégio Shiratorizawa e também um dos 5 Ace do Japão. 

Eu basicamente tinha acabado de agredir o futuro representante do time de vôlei Japão??? 

Eu não acredito que fiz essa loucura. Vou deixar essa mensagem para mim mesma do lado do meu quadro onde coloco anotações importantes. Escrevi no post-it e colei no quadro do meu quarto.


"NÃO ENTRAR PARA O SHIRATORIZAWA! JAMAIS!" 

Acho que por agora eu estou salva do Ushijima, por enquanto. Isso é, se eu me acabar me encontrar com ele de novo. Acho que vou ficar um tempo sem ir para o parque. 


– Velhote o que está fazendo? – Akito perguntou vendo o mais velho com a orelha encostada na porta. 

– Sua irmã agora pouco estava gritando! Será que ela já está na TPM? 

– Claro que não. Deve ser os demônios que ela invocou, eu já disse pra ela parar de cantar aquelas aberturas de anime. – Akito falou voltando pro quarto e antes de fechar a porta, falou. – Aliás, para de tentar escutar as nossas conversas do outro lado da porta é estranho. 

– CALA BOCA JOGADOR DE MINECRAFT! 

– NÃO OUSE FALAR ASSIM DO MELHOR JOGO DO MUNDO! Você não está pronto para essa conversa! – Os dois voltaram a discutir no meio do corredor de casa e Shirayuki estava escutando tudo de dentro do seu quarto. 


– Pra mim LOL é melhor… 


Notas Finais


Até mais...
ヾ(^∇^)

Lol e Minecrart são bons!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...