História Esskeetit. - Capítulo 24


Escrita por:

Visualizações 122
Palavras 1.118
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


AVISOS:

- Insinuação de sexo contínuo.

- Insinuação de armas.

- Drogas lícitas.

- Diálogo informal, gírias e palavras de baixo calão.

Obs: vai relatar o mundo atual e acontecimentos reais. (quase reais pois essa é uma história de ficção).

Capítulo 24 - O presente.


Fanfic / Fanfiction Esskeetit. - Capítulo 24 - O presente.

JESSICA

Dei uma explicada bosta pro Quavo e ficamos juntos a noite toda, por incrível que pareça somente dormimos, estranhei.

No dia seguinte, me encontrei com o empresário do grupo Migos que me pagou uma grande quantia por ter participado do clipe e ser destaque de visibilidade, talvez posso até aparecer em outros clipes de outros rappers.

Dias se passaram e Quavo foi pra turnê fora de Miami, senti a distância dele e encontrei aproximação no casamento de Kathy com o Pump, e pra não perder o costume acabamos discutindo e eu joguei algumas verdades e cai fora. 

Eu estava mais indecisa que camaleão em frente a arco-íris, dividida por um lixo de pessoa eque era dono dos meus sentimentos e o Quavo.

Trabalhei a semana inteira e a presença da Madison estava cada vez menos, ela era mais do Smoke do que minha amiga. Resolvi marcar um shopping amanhã com ela e a mesma aceitou. 

Liguei pra Kathy por chamada de vídeo que estava na sua lua de mel no Havaí, afinal nada mais justo que uma vadia treinada pra me ajudar quem eu devo escolher ou nem escolher ninguém. 

*Chamada de vídeo ativa*

— Hi vadia. — atendeu ela aparentemente na praia e toda madame de óculos escuro e chapéu.

— Você precisa me ajudar! — falo comendo bombom deitada.

— Na minha lua de mel? Porra Jessica! Mas eaí oque foi? — perguntou Kathy bebendo um drink verde.

— Preciso descartar Pump ou Quavo, uma hora Quavo vai descobrir ou o Pump!

— E oque muá tem a ver com tudo isso? Você saiu distribuindo pra todo mundo e agora eu que tenho que te ajudar? — disse ela.

— Eu posso ter errado, mas não quero o vulgo de vadia! Eu gosto do Pump e o Quavo só apareceu sabe? — tento me explicar.

— Acho que você precisa tomar uma atitude. — completou ela.

— Me ajudou bastante, obrigada. — reviro os olhos.

— Vou ter que desligar o velhote já ta enchendo o saco, se cuida vadia, tchauzinho! — disse ela desligando. 

*Chamada de vídeo encerrada*

Liguei pra Kathy achando que ela iria me ajudar e não me ajudou em porra nenhuma, ótimo.

...

No outro dia fui até a casa dos garotos onde eu iria me encontrar com Madison, ela estava quase morando lá. 

Estava tão gostosa que eu própria me pegaria.

— Cadê a Madison? — perguntei a Pump que estava tomando café da manhã de roupão e com a carinha de sono.

— Não tá aqui, saiu com o Smoke. — falou com a boca cheia.

— Porra. — falei baixo e liguei pra ela, sem sucesso.

— Por que? — pergunta ele me encarando.

— Porque ela iria me ajudar a conhecer a cidade. — falei chateada sentando no sofá.

— Virou turista? — ele me perguntou.

— Não idiota, íamos no shopping! — respondi.

— Se quiser, eu vou com você, preciso comprar uns panos mesmo. 

O que eu podia falar? Eu realmente precisava gastar meu dinheiro que tinha ganhado do clipe.

— Pode ser. — respondi.

Ele subiu pra se arumar e eu fiquei na sala esperando, puta com a Madison. 

Depois de quase meia hora ele desce todo arrumado e seu perfume exala na casa.

— Vamo? — disse ele se exibindo com um beck e um lean na mão.

Fomos pra garagem e ficamos quase 5 minutos pra ele escolher um carro.

— Tá falando sério Gazzy? Escolhe qualquer um! — falei.

— Acha que é assim "escolhe qualquer um"? Se liga garota. — disse olhando a Ferrari vermelha. — Vamos nesse!

Entramos e ele deu partida, colocando um som no carro e me fazendo se sentir avontade.

Chegamos no shopping e eu parecia segurança dele, por que a cada 5 minutos alguém vinha tirar foto com ele ou pra cumprimentar. 

— Sério, a Madison me paga! — falei em pensamento.

Entramos na loja da Gucci e ele parecia criança numa loja de brinquedos. 

Vi algumas coisas mais nada que me agradasse, fiquei sentada esperando Pump experimentar as roupas.

— Você tá acompanhando ele? — disse uma garota bonita experimentando tênis.

— Sim, por que? — respondi a verdade, não estava sozinha.

— Pensei que ele pegasse só vadias, mas vejo que não! — ela diz.

— Somos só amig...

— Tá fazendo oque aqui Dani? — Pump me interrompe.

— O shopping é seu merdinha? 

Eles aparentemente se conheciam.

— O dinheiro que eu tenho, se eu quiser eu compro e você? — diz Pump rindo.

— Como você tá? — disse a tal Dani o abraçando.

— Tranquilo! Essa é a minha amiga Jessi, a Danielle, a famosinha Bhad Bhabie. — disse Pump dando ênfase ao apelido dela e sendo irônico.

Fiquei tipo "tá mais quem é ela?"

— Pelo visto você é caipira né? — disse a garota a mim. — Bom já estou indo, tenho show em Los Angeles, bye. 

— Vamos, já peguei oque eu precisava. — disse Pump cheio de sacolas.

Comprei algumas roupas que se fosse antes não daria nenhum dólar, muito absurdo o valor.

Almoçamos no McDonald's e não faltou um bom papo.

Hora de ir embora e eu estava exausta, no caminho fomos ouvindo uma música mais calma, conheci o lindo pôr-do-sol da Flórida, era lindo.

— Quero pedir desculpas pra você Jessi, sei que vacilei com você. — disse Pump cortando o silêncio.

— Tá tudo bem, eu já te falei isso! — falei.

— Não, é sério. Quero ficar com você, pareço ridículo agora, mais é oque eu quero de verdade! — insistiu ele.

Pensei naquelas palavras e só consegui beijar ele, agora eu tinha certeza de quem eu queria.

Passamos no mercado e comprei algumas coisas pra fazer um jantar e fomos pro meu apartamento.

— Tô com medo. — disse Pump me olhando cozinhar.

— Do que, love? — perguntei parando de cozinhar.

— De você colocar veneno na comida. — disse ele sério.

— Para de usar droga. — revirei os olhos e voltei oque estava fazendo.

Fiz macarrão com molho branco que minha mãe me ensinou e sentamos na mesa pra comer.

— Isso aqui é melhor que meu miojo! — disse ele se deliciando.

— Vai se ferrar! — ri.

— Tenho um presente pra você. — ele sorri e me olha nos olhos.

— Presente?

— Fecha os olhos! — disse ele.

— Pra que? — pergunto.

— Porra, fecha os olhos logo!

— Tabom. — fechei.

— Pode abrir. — ordenou ele depois de uns minutinhos.

Quando abri me vi com um colar de cristal swarovski, era lindo.

— É lindo! — falei olhando no espelho da sala.

— Combina com você! — disse ele.

— Obrigada Gazzy, sério, eu amei. — fui até ele dando um selinho.

— Eu que vou amar mais tarde. — disse ele rindo.

Ri e terminamos a janta.

Tomamos banho juntos e depois claro, dormimos de tão cansado que estávamos.

...

Eu acordo e quando olho pro outro lado da cama, Pump esta mexendo no meu celular e a cara dele não é nada boa.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...