1. Spirit Fanfics >
  2. Está Assustado? ( Kiribaku ,, Bakushima ) >
  3. I need you.

História Está Assustado? ( Kiribaku ,, Bakushima ) - Capítulo 18


Escrita por:


Notas do Autor


Yeah, voltamos á ter caps, aleluia, eu acho, não teremos mais especiais, pq acho que isso deixa vcs confusos, idk, aqui está, o último cap foram em partes memorias ok? o Satori encontra-se atualmente morto, então.. raciocinem pfvr, vou deixar o contexto do último cap pq vcs n devem lembrar.

Eu n vou colocar " Flashback On" eu n vou avisar, pq n acho necessário, tudo oque envolve o Satori são memórias, vocês tem que diferenciar oque é uma memória do que é um evento atual

Idk yes, esse desenho é do Satori, aproveitem.

Capítulo 18 - I need you.


Fanfic / Fanfiction Está Assustado? ( Kiribaku ,, Bakushima ) - Capítulo 18 - I need you.

...

Recap do último cap.

A cara de Midoriya se fechou em medo, ele se virou para Eijirio - E-Ele não t-tem pulso...K-Kirishima o-oque você f-fez? - o ruivo o olhou chocado, logo correndo para o lado do loiro colocando seus dedos em seu pulso segurando as lágrimas.

Ele não queria ser preso, ele só tinha 18 anos, não queria descepcionar suas mães, mas logo veio o alívio quando vou que tinha pulso, já o esverdeado se desatou á rir do amigo que nem um retardado.

O 'e-boy' que ninguém notou a ausência voltou com um pano colocando em frente ao nariz do loiro que acordou segurando sua cabeça, após alguns segundos de demência ele olhou Kirishima com puro ódio.

 

...

Desde o incidente do amigo e dos dos desconhecidos bêbados Kirishima voltou á se isolar no quarto, ele poderia andar livremente pelas alas principais em seu cativeiro, aparentemente, o loiro tentava o deixar confortável, mas como ele se sentiria confortável em cárcere privado? Preso em seu quarto nada humilde, ele não tinha muito oque fazer, embora ele tivesse conforto, e tudo 'do melhor' ele era uma borboleta social, ele precisava rever sua mãe, ele precisava rever seus amigos, ele precisava rever sua antiga vida. O loiro não forçou aproximação desde aquele dia, apenas trazendo seu café da manhã, almoço, jantar, eles não trocavam uma palavra, embora o ruivo ainda se sentisse meio acuado á tudo;

Ele nunca havia presenciado palavrões saírem da boca do esverdeado, mas, ele havia sumido á praticamente um ano, oque ele esperava? ele não seria o mesmo Midoriya de antes, mas, ele ficou um pouco chocado, na hora a adrenalina estava correndo em seu sangue, mas depois que ela se foi, ele se perguntou o quanto o amigo mudou, ele estava mantendo o teatro quando ele chegou? com os pensamentos bagunçados ele se jogou na cama, fitando o teto;

...

- Eiji, você acha que existe algum Deus, sabe.. nos olhando lá de cima. - perguntou o ruivo para o outro, deitados na grama observando as nuvens fofas no céu se moverem com a corrente de ar lentamente, o outro se sentou - Por que isso de repente, Riki? - perguntou o outro ruivo - Sabe.. não sei, é apenas uma dúvida minha, nunca o vemos, e clamamos para algo que, talvez não exista, e.. se não existe, quem poderá receber nossos pedidos e lamúrias? - o outro pareceu ficar pensativo com o comentário do amigo; 

Fitando novamente o céu ele disse - Talvez ele exista, talvez ele não exista, mas, precisamos de esperança, precisamos de algo que nos dê algum consolo, então, acho que não faz mal acreditar se isso nos ajuda não é? - concluiu o moreno - É, acho que não faz mal acreditar.  - respondeu o ruivo, levantando-se ele se espreguiçou - Onde você vai, Riki? - perguntou o amigo também se levantando;

- Lembrei de um compromisso, tenho que ir, desculpa. - Satori respondeu, por fim, pegando sua mochila e acenando para o amigo enquanto corria para uma das várias ruas movimentadas da cidade, Kirishima sorriu para o mesmo, observando-o até sumir de vista;

...

Aquelas tardes eram agradáveis para ele, quem dera ele pudesse ter aproveitado mais, enrolando-se ele se via cada vez mais preso nessas memórias que ele teve com Satori, após quase 2 anos de seu desaparecimento e morte, ele ainda não havia superado, não havia como superar, talvez ele tivesse o mesmo destino de Satori, embora machucasse pensar em Satori, era o único jeito que ele tinha de se manter próximo á ele, era o único jeito de o manter vivo. Mesmo que em seu coração.

...

- Ele está se isolando de novo, você voltou á estaca zero. - constatou o esverdeado bebericando um pouco de sua bebida - Não fode Deku, a culpa é toda sua, seu imundo, se não tivesse me feito beber, nada disso teria acontecido, você sabe que também se fodeu, agora ele sabe que o seu ' amigo' é um puta filho da puta. - bufando o loiro se jogou no sofá, brincando com um revolver - Kacchan, menos, além disso quem tá mais queimado aqui é você, você não deveria ter sequestrado ele. -

O esverdeado provocou recebendo um dedo do meio e um ' Vai se foder' do loiro, dessa vez ele não devolveu na mesma moeda, estava perdido demais em seus pensamentos para tal, todos estavam, apesar das brigas, xingamentos, e vacilos, ele e Kacchan eram bons amigos, deixaram o ódio de lado á muito tempo, embora as brigas aumentassem quando Todoroki estava no meio, nenhum dos três pareciam se ofender com o comportamento do loiro e até do esverdeado, o esverdeado no mento se perguntava oque Todoroki estava fazendo para estar atrasado para reunião.

 

...

 


Notas Finais


O nome do Satori é Riki Satori, e eu postei esse cap em outra fanfic sorry, na correria a gente erra.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...