1. Spirit Fanfics >
  2. Estamos em One Piece!. >
  3. Capitulo 18.

História Estamos em One Piece!. - Capítulo 18


Escrita por: Ei_Zacky

Notas do Autor


Oiiiii, espero que gostem do capitulo de hojeeeee.

Desculpem os erros e boa leitura ♥️✨

Capítulo 18 - Capitulo 18.


PVO'S KOJI.

  Conversei com Sanji tentando convence-lo a se juntar ao bando de Luffy, mas ele não estava aceitando de jeito nenhum. Sentimos um cheiro de comida vindo do andar de baixo, descemos as escadas e encontramos todos os cozinheiros sentados e não havia lugar para nós.

— Que merda de restaurante não tem nem mesa.- Falou Sanji.

— Sentem no chão.- Falou patty.

— Estou com muita fome pra discutir.- Falou Sayuri pegando uma bandeja e enchendo de comida.

  Fizemos o mesmo, sentamos no chão perto da porta e começamos a comer. A comida era tão boa que eu podia chorar, o gosto era incrível. Cotninuamos comendo até que patty se levantou com um prato de sopa.

— Quem fez essa sopa?.- Perguntou Patty.

— Fui eu! Deliciosa, né?.- Perguntou Sanji sorrindo.— Demorei um bocado pra preparar.

— Horrível! não consigo nem sentir o cheiro.- Falou patty jogando o prato no chão.

— O que?.- Perguntou Sanji irritado.

— Está horrível, joguem fora.- Falou um dos cozinheiros e todos começaram a jogar a sopa no chão.

— O QUE VOCÊS ESTÃO FAZENDO?.- Gritou Sanji.

— Chefe!.- olhamos para o lado e vimos Zeff jogando o prato no chão.

— Velhote!.- Falou Sanji irritado.

— se eu vender essa porcaria no meu restautante, ele vai falir.- Falou Zeff deixando Sanji irritado.

  Sanji apertou as mãos com força, mas ao invés de ir na direção de Zeff, ele saiu batendo a porta. Peguei o prato com a sopa e virei de uma vez, tinha un gosto incrível, eu nunca havia comido uma sopa tão boa como aquela.

— Essa sopa está incrível.- Falei.

— Sim, não entendi porque ele estavam reclamando.- Falou Luffy virando o prato com a sopa.

— Sabemos que está boa, todos nós sabemos que ele cozinha bem.- Falou Patty.— se não fizessemos isso, ele não iria escutar.

— Ei, levem Sanji com vocês.- Falou Zeff.— Ir para Grand Line sempre foi o sonho dele.

— Não posso leva-lo.- Falou Luffy comendo.

— Que???.- Gritaram os cozinheiros.

— Vocês não precisam de um cozinheiro? porque não o Sanji?.- Perguntou Zeff.

— Ele quer ficar, não podemos obriga-lo a vir junto.- Falou Sayuri.

— do jeito que ele é teimoso, duvida que decida ir.- Falou Zeff soltando um suspiro.

  Do nada, comecei a ouvir gritos e parecia muito com a voz do Yasoku. De repente, Sanji foi aremessado para dentro do restaurante por uma orca e Yosaku estava na boca do animal.

— Yosaku?.- Sayuri se aproximou junto com Luffy.

— Luffy e Sayuri-chan..- Falou Yosaku de forma débil.

— O que veio fazer aqui? cade a Nami e os outros?.- Perguntou Luffy enquanto eu o tirava de dentro da boc da orca e o Hiro ajudava Sanji a se levantar.

— Precisamos resgatar a Nami, eu sei onde ela está..- Falou Yosaku.— e se for lá mesmo, será muito perigoso, precisamos da ajuda de todos.

— Acabou meu momento de paz.- Falou Hiro.

— Você pode contar o resto no caminho, Vamos luffy?.- Perguntou Sayuri.

— Eu não entendi nada, mas vamos.- Falou Luffy se levantando.

— Esperem.- Falou Sanji encostado na parede.— me levem com vocês.

— Sério?.- Perguntou Sayuri.

— Ele quer ser o rei dos piratas, um sonho um pouco insano, parecido com o meu.- Falou Sanji.— eu vou junto, serei o cozinheiro, tudo bem pra vocês?.

— Tudo ótimo!.- Falou Luffy.

— Se o capitão falou, tá falado.- Falei rindo.— Agora vamos, temos que salvar nossa Navegadora.

(....)

  Arrumamos tudo rapidamente, Zeff nos deu um barco que pertence a Sanji para viagem. Luffy ainda estava na cozinha pegando quase toda comida e nós estavamos ajeitando tudo no barco para zarbar.

— Peguei comida.- Falou Luffy jogando duas sacolas no barco.

— Pegou toda a comida do restaurante.- Falei rindo.— onde está o Sanj?.

— Ai vem ele!.- Falou um cozinheiro que estava ao lado do barco.

  Os cozinheiros fizeramun corredor e o Sanji passou por ele carregando uma bolsa, do nada Patty e kaluna apareceram tentando acerta o loiro, mas ele consegue desviar e acerta-los com chutes.

— Vamos embora.- Falou Sanji.

— Não vai se despedir?.- Perguntou Luffy.

— Não importa.- Falou Sanji.

— Ei, Sanji..- Zeff o chamou.— cuide-se bem.

Sorrimos e Sanji começou a chorar.

— Chefe Zeff!.- Gritou Sanji chorando.— Obrigado por tudo que fez por mim, eu nunca vou esquecer pelo resto da minha vida!.

— Idiota, homens se despedem em silêncio.- Falou Zeff sorrindo.

— Até algum dia!.- Gritou Sanji enquanto o barco se afastava.— idiotas!.

— E la vamos nós!.- Gritou Luffy animado.

PVO'S HIRO.

   Sanji havia entrado para o bando e agora estávamos viajando para uma nova aventura. Yosaku estava em um canto do barco chorando por causa da despedida do Sanji, eu nem conseguia entender porque ele estava chorando tanto.

— Pare com isso!.- Falou Sayuri o balançando.— nem tem motivo pra chorar tanto.

— Eu ainda estou emocionado com a despedida.- Falou Yosaku.

— Achei que já  haviam vivenciado isso várias vezes.- Falou Sanji.

— Estou animada, depois de pegarmos a Nami, iremos para Grand line.- Falou Sayuri rodando pelo barco.— Lá é um paraiso.

— Lá é um cemitério de piratas.- Falou Sanji.— vocês estão subestimado a Grand Line.

— Depende do ponto de vista, Sanji-kun.- Falou Koji sorrindo.

— Eu não me importo.- Falou Sanji com uma expressão idiota.— qualquer lugar com a Sayu-chan e a Nami-san pode virar um paraiso.

— Vocês não podem estar falando sério!.- Gritou Yosaku.— O lugar que a Nami foi é muito perigoso.

— Entendi, alguém tá com fome?.- Perguntou Sanji.

— Prestem atenção!.- Gritou Yosaku mais uma vez chamando atenção de todos.— Primeiro, a Grand line é conhecida como cemitério dos piratas por três motivos.

— Quais?.- Perguntou Koji.

— Shichinukais.- Falou Sayuri.— São sete piratas fortes legalizados pelo governo mundial.

— Piratas Legalizados?.- Perguntou Sanji.

— Sim, eles continuam sendo piratas, mas em troca devem atacar outros navios piratas e pagar um imposto sobre o outro que conseguem.- Falei.— O Mihwak  é um shichibukai.

— Então existem 7 piratas com toda aquela força? Incrível!.- Falou Luffy animado.

— Vocês são bem informados.- Falou Yosaku.— estamos indo para um lugar conhecido como Arlong Park. Ele é um homem peixe super forte e aquele lugar está sobre o domínio dele.

— Porque Nami-san foi para aquele lugar?.- Perguntou Sanji.

— Porque...- Koji rapdiamente colocou a mão na boca de Sayuri.

— Não podemos sair falando tudo, vai ser estranho se soubermos da vida de alguém que "acabamos" de conhecer.- Murmurou Koji, mas eu consegui ouvir.

— Não sabemos, mas iremos tira-la de lá.— Falou Luffy.— quero comer carneeee.

— Eu também!.- Gritou Sayuri.

— Irei fazer pra você, Sayu-chan.- Falou Sanji indo em direção a cozinha.

— Eu quero um suco, Sanji-kun.- Falou Koji sorrindo.

— Tu-tudo bem.- Falou Sanji engasgando um pouco.

  " Que merda foi ess?".- Pensei um pouco confuso.

PVO'S ZORO.

     Eu estava sentado naquele trono onde o cara de peixe narigudo estava sentado, alguns dos seus homens estavam apagados no chão e eu nem havia batido muito forte neles. Meu corpo doía, mas era uma dor suportável.

  Nami havia me deixado presos em cordas frouxas e me mandado fugir, mas eu havia prometido ao luffy que ira leva-la de volta.

— Isso é tão complicado.- Falei pra mim mesmo.— será que o tomate ambulante está bem?.
 
    Uma imagem da Sayuri sorrindo veio na minha mente e eu sinto algo estranho no peito, ela era extremamente irritante, mas também era muito bonita. Ela tinha uma personalidade estranha, um pouco explosiva, mas eu a achava incrível e a habilidade dela com espadas também era muito boa.

— Que merda eu to pensando?.- Falei balançando a cabeça.— Foco, zoro.

PVO'S SAYURI.

  Estavamos comendo a comida do sanji, Koji estava sentado no chão bebendo um suco, Sanji fez uma jarra só para ele. Do nada, o mar começou a se levantar e uma enorme vaca-peixe apareceu ao lado do nosso barco.

— Um monstro!.- Gritou Yosaku.

— Que vacona.- Falou Luffy de boca aberta.

— Achei que fosse un Hipopótamo.- Falou Sanji fumando.

— Ele está olhando pra nossa comida!.- Gritou Yosaku.

— Que? Gomu Gomu no...- Luffy começou, mas Hiro acertou um soco na cabeça dele.— Hirooo!.

— Não saia batendo nos animais.- Falou Hiro.— Ele deve estar com fome.

  Hiro entregou um pedaço de carne para o animal e a vaca quase arrancou a mão dele, ele resmungou alguns palavrões e acertou um soco no nariz da vaca fazendo ela cair com tudo no mar.

— Você disse pra não bater!.- Gritou Luffy.

— Ele tentou comer minha mão!.- Gritou Hiro, a vaca se levantou e começou a rosnar na direção do barco.— Nem pense nisso!.

  Hiro gritou irritado encarando o animal, a vaca se encolheu com medo e se afastou um pouco do barco.

— Vamos voltar a comer.- Falou Luffy.

— Vou pegar chá.- Falou Koji se levantando do chão.

  Eu fiquei alguns minutos olhando para a vaca e depois olhei para Hiro, que merda foi aquela?.


Notas Finais


Obrigada por lerem
Espero que tenham gostado Comentem
Favoritem
E até a próxima ✨♥️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...