História Estamos Nos Amando Sem Perceber (Joen-Jungkook-Romance) - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, Personagens Originais
Tags Hentai, Jungkook, Romance, Você
Visualizações 43
Palavras 1.182
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


annyeonghaseyo!!

Capítulo 4 - -Four-


Fanfic / Fanfiction Estamos Nos Amando Sem Perceber (Joen-Jungkook-Romance) - Capítulo 4 - -Four-

O encontro estava Frustrante, já tinha perdido as contas dos suspiros que soutei, tínhamos escolhido uma lanchonete, no começo até que foi legal, mas quando a Jennie começou a se agarrar com o namorado, isso foi o bastante para  eu me sentir uma vela, não.. uma vela não, uma lâmpada.

Hoseok viu a minha situação e me chamou pra darmos uma volta, era inacreditável como ele percebia as coisas, o pior foi olhar pra sua boca e ver um pequeno curativo feito, me senti culpada por isso, fiquei me desculpando a cada segundo.

Estávamos em uma prasinha a frente da lanchonete, conversávamos sobre coisas aleatórias, e mais uma vez sua  conversa me deixava confortável. Foi  Quando senti um par de olhos me fuzilando, estava de costas, mas sabe quando você tem a sensação de estar sendo observada? Era isso oque sentia.



Passamos a manhã  toda na lanchonete, quando entardeceu formos  para um parque de diversões, idéia da Jennie. Andamos nos brinquedos, os mais infantis possíveis. Eu e Hoseok decidimos ir para a roda gigante, adorava sentir aquele Frio na barriga toda vez que ela descia, e quando subia dava para ver claramente todo parque, as luzes iluminando por já  estar escuro, deixava o ar mais romântico, Comecei a pensar em Jungkook, conserteza ele não gostaria de vim aqui, como ele diz: "é um lugar muito infantil".

Ele gosta mais de se divertir nas baladas, com bebidas, e mulheres. Era um pouco Frustrante o jeito que ele via as coisas.

_ S/n? -Hoseok mim chamou.- está se divertindo? - perguntou.


_ Claro! - sorri, ele apenas encarava meus lábios.- eu adoro parque de diversões.


_ É que você ficou séria.... derrepente, achei que não estivesse gostando. - ele subiu seus olhos para os meus. Não sei porque, mais mim arrepiei quando sua mão tocou a minha.

_ Estava pensando em algo aleatório. - sorri novamente. - Apenas isso.



_ Estava pensando no seu namorado? - quase engasguei, mas me fiz de desentendida.- Como assim S/n? Aquele cara que quase me deixou sem boca. - sorri com sua descrição sobre jungkook, se o conhecesse saberia que o mesmo odiava brigas.


_ O Jungkook,  não é meu Namorado.- abaixei meu olhar, não sabia porque mais isso de um jeito me afetava.- somos apenas amigos.

_ Porque eu não acho isso? -perguntou.- se vocês fossem apenas amigos, ele não me agrediria só porque eu estava te beijando.- fiquei envergonhada, pois eu tinha acabado de conhecer o Hoseok e já tínhamos nos beijados.

_ Desculpa por isso. - Novamente abaixei meu olhar.


_ Não tem problema, mas... Eu acho que ele gosta de você, e se ele não gostar, só pode ter um tipo de obsessão. - engoli em seco.


_O..obsessão..? - Gostar?.. Não, não mesmo, Isso seria impossível.




Depois dessa conversa, terminamos de andar nos brinquedos e fomos ao encontro da Jennie para irmos embora.
No final saiu bem o encontro.

Quando me deixaram em casa, terminei meu dia dormindo feito uma pedra, nem ouvi minha avó me chamar para jantarmos.


...


Na faculdade tudo ocorria bem, até as atividades foram fáceis para responder, quando as três primeiras aulas acabaram, eu a Jennie e o Hoseok, lanchamos em uma lanchonete que fica na cantina da faculdade.
Falamos bastante sobre o encontro e rimos sobre as idiotices que passamos juntos no passeio.



 

Eu ainda não tinha pensado em Jungkook ou melhor, ainda não tinha pensado no nosso sexo.  Tudo bem, agente não está ficando nem nada, somos apenas amigos, mas eu ainda preciso conversar com ele, esclarecer novamente o que fizemos, des daquele dia eu não o vejo e já é terça, nos encontramos na sexta.


Isso já estava resolvido... - Pelo menos pra ele.- não, isso nunca esteve resolvido pra mim,  apenas jogamos o assunto pro banco de trás das nossas vidas e esquecemos. Não adianta toda vez que nos encontramos acabamos em uma cama  soados, depois brigamos e passamos dias sem se falar. Tentei várias vezes falar com ele, mas ele simplesmente ignorava minhas  mensagens. E essa foi a última vez.


Se Jungkook não quer falar comigo agora, que não venha chorar depois,                                                                         Como se isso fosse acontecer...







Na medida em que o tempo passava, Por incrível que pareça, tentava diminuir meus pensamentos sobre o Joen, mas quando o via de longe conversando com Jimin, meu coração acelerava, minhas mãos tremiam,  e parecia que eu estava novamente descendo aquela roda gigante,  me dava uma vontade enorme falar com ele, nem que fosse pelo menos um simplis "Oi".



Todos os dias quando largava, e ia na casa de Jennie, chegava em casa sempre a noite, as vezes exagerava, porque encontrava minha avó no sofá dormindo, e quando a acordava para dormi em sua cama, a mesma sempre falava que estava preocupada ou me perguntava porque tinha demorado tanto. Ela já era uma idosa, não deveria estar se preocupando com uma menina que já tinha 20 anos e já sabia se cuidar. Mas mesmo assim se importava.

A faculdade ficava cada vez mais complicada, principalmente quando nós começamos a cuidar de pessoas nos hospitais.  

Horror, era a única palavra que sentia quando dava aulas para limpar ferimentos, ficava atordoada, o paciente gritava de dor para eu  parar e ao meu lado estava o médico com uma prancheta anotando meus erros, qualquer descuido, perdia ponto até porque tinha que ser rápida, não poderíamos alisar em uma pessoa só, quando terminavamos o ferimento de imediato já vinha outros para cuidarmos, chegava em casa cansada tinha dado um tempo da casa da Jennie porque já chegava morta e dormia até o outro dia.


....


_ Desculpa, mas eu preciso fazer assim. - falei apertando mais ainda o ferimento do paciente que estava infectado, enquanto ele gemia de dor me pedindo para parar.


Tinha se passado umas quatro horas, meu trabalho já estava feito e eu estava apenas esperando minha vez chegar e  a professora me chamar para ver meus resultados.

Já estava escurecendo quando fui chamada. Sai do prédio e fui ao estacionamento, quando chego perto do meu carro vejo Jungkook encostado no mesmo com a cabeça abaixada. Novamente aquelas sensações apareceram, eu estava nervosa e no meu estômago sentia as famosas borboletas.



_Joen? - ergueu seu olhar, que bateram de encontro com os meus.- O que faz Aqui? - ele se aproximou, sua expressão mudou quando me viu, ele ficou nervoso?



_ Porque você está aqui?

 
_ Bom, eu faço faculdade aqui e..- nem completei minha frase, aposto que ele não estava com amnésia.

_ Disso eu sei, mais... Você não ficava no turno da manhã? - perguntou.


_ Eu estou fazendo est..- fui cortada por uma garota que pulou em seus braços, no começo achei que ele não a conhecia por sua aflição, mais quando ele correspondeu o Abraço me fez cair a ficha.

_ Oppa! Que bom que compriu sua promessa, veio me buscar.- ela sorriu desfazendo o Abraço. - Olá, - se virou em minha direção.- é um prazer conhecer a amiga do meu  Namorado, meu nome é Yumi.


É impressão minha ou essa cadela esta marcando território?










Notas Finais


Comentem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...