História Este amor é mais do que simplesmente resistente - Capítulo 21


Escrita por:

Visualizações 67
Palavras 829
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Sidjdkdjxidjfi, só lê!

Capítulo 21 - Patinagem


Fanfic / Fanfiction Este amor é mais do que simplesmente resistente - Capítulo 21 - Patinagem

(Após 8 horas de sono)

Narradora:

 A marinette acordoi com um sorriso de leve estampado nos lábios pequenos e rosas.

A mesma saltitava em vez de andar. O mundo dela parecia ser de um arco-iris após ter renovado a sua amizade com o Adrien...calma. eu disse amizade? Ops, era namoro? Não...ainda não era.. mas está deixara isso de lado, e escovou os seus dentes para obter um hálito fresco, para que sabe,  dar um outro beijo no loiro.  Esta veste umas calças jeans preta com cintura alta, tênis da adidas e uma blusa cinzenta curta até à barriga. Na maquiagem facial passeu corretivo, pó e iluminador. Nos olhos apenas fêz um delineado não muito puchado e grosso. Coloriu os seus lábios um batom mate e metalizado rosa escuro. O penteado desta era bem simples, um coque com trança.

Enquanto isso, o Adrien havia acordado de bom humor. O mesmo vestiu uma t-shirt azul escura, tênis all star preto, e umas calças de ganga cinzento escuro(n/a: repara só! A Mari demorou um tempão para se descrever as roupas, e o Adrien é bem rapidim..)

Os dois jovens saem ao mesmo tempo do quarto, e se olham envergonhados. Mas logo sorriem, já que são denovo amigos, não é mesmo.

A professora chamou eles do fundo do corredor.

— vamos! Iremos fazer um piquenique no Central Park!— os dois sorriram  e foram atrás da professora.

Após longos minutos, estávam na frente da entrada do Central Park. 

— excitante...— ele disse, maravilhado com a grandeza do lugar.

— isto é mesmo verdade.— a professora concordou com o dito pelo loiro.

— Vamos entrar então!— a azulada disse. O loiro, enquando andavam, colocava a mão na cintura fina da mestiça, que ficava envergonhada, e com um blush natural. A professora ficava bem envergonhada, e lembrava do que haverá escutado na noite passada..

Estenderam a toalha no relvado, colocaram o cesto em cima, e começavam a tirar as coisas de dentro do mesmo.


 Como estes ainda não sentiam fome, decidiram dar umas voltas pelo parque, e explorar-lo. O Adrien agora foi mais ousado, agarrou na mão da azulada, que se sentia envergonhada. Logo fãs do Adrien apareceram.

 Era surpreendente. Este loiro tinha fãs por tudo que era lado. Logo após passarem as fãs chatas, eles se depararam com  uma pista de patinagem.os dois se entreolharam, porém o Adrien olhava radiante para a azulada, e a azulada nada contente ao pressentir certamente o que o Adrien queria.

Então os dois jovens,mesmo não desejarem ambos o mesmo, foram patinar no gelo.  Ao vestirem os sapatos, eles entram na pista. A Marinette, como esperava por si própria, só tropeçava em seus próprios pés.

— Adrieeen, eu não sei patinar!— ela quase que esbarra em uma criança que na opinião dela era talentosa em conseguir se equilibrar e não cair igual ela, se não fosse pelo Adrien a puxar pela gola da camisola.

— deu pra entender— ele ri sem graça, mas logo fica sério.— mas não te preocupes, eu te ensino!— ele pisa um olho para a azulada que cora como tomate. A Mari só esbarrava no Adrien, mas isso não bastou para fazer o Adrien desistir de ajudar a mais nova, que progrediu após um tempo de bom esforço.

Não tardou para ela tomar o jeito, e largar o braço do Adrien. Caro, ainda assim o Adrien não largava do seu pé, para evitar um outro acidente. Em poucos minutos, a marinette parecia uma profissional, o Adrien não sabia de onde ela haverá aprendido truques como patinar de costas, rodar bem rápido...(n/a: aquelas cenas que as pessoas fazem nos concursos de patinagem).

— meu deus Mari, tu és incrível.— disse o Adrien abafado, nas suas tentativas de alcançar o tempo da azulada. 

— haha, se não fosses tu, eu não conseguiria isso!— os dois riram.

Uma mulher ruiva, de olhos castanhos claros e vidrados veio até eles.

— desculpe me intrometer! O meu chefe viu a sua maneira de patinagem, e ele disse que a admira. Ele é professor de patinagem no gelo profissional, e se desejar, ele pode lhe dar aulas de graça. Ele afirma que isso seria um orgulho se você aceitasse.

A marinette estava surpreendida. Esta não esperava tal coisa acontecer. 

— eu até estou a fazer isso pelo primeira vez e acho que deve ser coinscidencia.— a mulher ri.

— garanto-lhe que não é. O meu chefe sabe sempre o que faz. Nunca duvide dele.— a mulher tmb disse.

— vai Mari! Eu apoio isso!— esta engoli em seco quando o Adrien a apoia.

— tudo bem, eu aceito.— a mulher lhe dá um papel com o inderesso.

— obrigada.— e a tal mulher foi embora. Os dois jovens voltam para o lugar do piquenique, que foi bastante bom. Já quando ficou tarde, eles voltaram para o hotel, e o chat visitou o quarto da Mari denovo. 

...

Toc, toc, toc.

A azulada abre a janela.

— ah chat, porque entrada pela janela se tens a porta bem na frente da minha?— ele ri.

— porque assim é mais excitante...— ele diz provocador é bem sedutor.





Hentai no próximo capítulo!






Notas Finais


No próximo capítulo tem hentai. Lamento, eu até faria o capítulo mais longo, mas amanhã tenho escola.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...