História Estocolmo (Michaeng) G!P - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Mudei o nome da fanfic pq eu quis ,-,

Capítulo 8 - Oito


Fanfic / Fanfiction Estocolmo (Michaeng) G!P - Capítulo 8 - Oito

Minha imaginação é muito criativa 

Eles vêem demônio 
 
Eu vejo anjo, anjo, anjo (anjo) 
 
Sem uma auréola, anjo sem asas

Son Chaeyoung 

Acordei quando os primeiros raios de sol invadiram o quarto,uma brisa se fazia presente balançando as cortinas e causando um som de folhagem lá fora. 

Abri os olhos lentamente tendo minha primeira visão, Myoui deitada em minha frente com seus braços em volta de mim e sua cabeça em meu peitoral quase nu.

 Seus cabelos estavam levemente bagunçados e seu rosto inchado por estar dormindo,toquei-o e seus olhos forçaram uma abertura. 

— Hum? O que estou fazendo aqui?— Me encarou assustada e se afastando quando seus olhos se encontraram em meus seios escondidos apenas por um sutiã. 

— Calma,Calma. Ontem a luz acabou,não se lembra?— Perguntei e depois de um tempo ela se lembrou e ficou mais calma.

Me levantei e chequei se as luzes tinham voltado e sim,tinham. Fui para o banheiro e tomei um banho rápido,sai, vesti uma calça jeans e uma blusa branca. 

— Vou te levar para o seu quarto,espere aqui e não se mexa. — me viro e abro a passagem "secreta" que levava até onde guardava minhas armas,peguei uma pistola e coloquei em minha cintura a cobrindo com a blusa. 

Ela me encarava um pouco assustada,sorri em sua direção pegando minha inseparável faca e a rodei em meu indicador a colocando também em minha cintura.

Me aproximei dela e a puxei a fazendo ficar em pé, empurrei-a com delicadeza até a porta e abri a guiando para o quarto.

Ao chegar,percebi que o quarto estava arrumado e com o café na cama,Sooyoung com certeza já estivera ali e sabia que Mina não estava lá. 

A deixei no quarto e sai apressada, até dar de topo com Yugyeon, um dos homens que trabalhava para mim.

— Chae,por que está correndo assim?— Perguntou com as mãos no bolso

— Me deixe,Yugyeom!— Tentei passar por mas fui impedida.

— Chaeyoung,você precisa dar um jeito naquela garota. A mídia está em cima como se fossem urubus com carniça,logo vão descobrir  sobre a sua casa e tudo mais. — Falou segurando meu pulso.

— Esqueceu quem dita as regras neste lugar? Eu posso te matar agora,garoto.— soltou suas mãos e o encarou — O que eu faço ou deixo de fazer com a garota é de meu interesse, se eu souber que você fez algo para ela, seus dias estaram contados.

Ele suspirou e se afastou,se curvou em respeito e saiu do meu caminho deixando que eu passasse.

Kim Yugyeom

Suspirei ao ver os cabelos louros desaparecerem escada abaixo,fiz o mesmo caminho tempo depois e vi Sooyoung secando as louças.

— Você estava certa,não tem mais volta. — encostei na mesa e ela me encarou surpresa.

— Parece que finalmente alguém fisgou o coração  da temida Son Chaeyoung — falou com ar de riso colocando um prato no armário e se virando. 

— A pergunta é: como? — cruzei os braços e encarei o chão. 

— Não é uma pergunta difícil,hora ou outra isso iria acontecer novamente.— comecou, retornando a atenção aos pratos e antes que pudesse dizer algo,completou.— A única coisa que precisamos fazer é torcer para que não seja como da última vez. 


Isso é certo. Temos que torcer. 







Notas Finais


Oik
Tchauk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...