1. Spirit Fanfics >
  2. Estou aqui (Gicela) >
  3. Cap 2

História Estou aqui (Gicela) - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem ❤️❤️😍

Boa leitura e até as notas finais 😁❤️

Capítulo 2 - Cap 2


- Gi, você sabia disso? - Olhei confusa para a mulher a minha frente que baixou a cabeça.

- De que sereia? - Perguntei passando meus braços em volta dela. Todos em volta olhavam para Tiago e sorriam de algo que o mesmo havia dito.

- De tudo isso. Que não ia sair da casa.- Olhei para Rafa que estava ao meu lado, a mesma me encarava curiosa como se esperasse minha resposta também.

- Claro que não, se não eu teria dito a você.- Disse depositando um beijo em seus cabelos loiros e Rafa sorriu.

- Estou indo, lembrem-se, vocês estão sendo filmados 24 horas por dia, todos os dias.- Assentimos e estávamos prestes a levantar.- Esperem ! - Tiago gritou de novo e nos voltamos nossa atenção para ele.- Gizelly, também tem o direito de ver algumas publicações nas redes sociais.- Assenti sorrindo e ele deu tchau antes de sumir de novo.

- Ma, podemos conversar? Você tá bem? - Salsicha perguntou e eu revirei os olhos recebendo uma gargalhada de Rafa.

- Você poderia disfarçar melhor.- Resmungou nos meus ouvidos e eu dei língua para ela que sorriu de novo.

- Você pode ao menos falar comigo? - Ele perguntou parecendo irritado e Marcela não o encarou, apenas negou com a cabeça.- Mas vai, sou seu namorado.- Falou apertando o braço da loira ao meu lado que se assustou.

- Se você não solta-la nesse exato momento, eu juro que eu vou ser expulsa desse programa.- Ele me olhou logo soltando o braço da mulher mais velha e saindo ainda com raiva.

- Eu já disse que você é maravilhosa não é? - Perguntou Manu sorrindo e eu assenti sorrindo. Puxei Marcela e ficamos abraçadas deitadas no sofá. Onde se encontravam Ivy, Thelma, Manu, Mari e Rafa. Senti a respiração da loira ficar calma e percebi a mesma estar dormindo.

- Quando foi que ela ficou desse jeito? - Mari perguntou enquanto olhava para a mulher ao meu enlaço e eu arqueei a sobrancelha.

- Desse jeito como? - Passei meu braço pela cintura dela e depositei um beijo em sua bochecha.

- Assim, sozinha. Triste, ela só chora gente. Ela não era assim, foi muito de repente.- Respondeu Manu enquanto Rafa e Thelma assentiam.

- A Marcela não é mais uma criança, acho que ela já é madura o suficiente para dizer se tiver algo incomodando ela.- Olhei para Ivy por alguns segundos, estava prestes a levantar e ser expulsa desse programa. Mas senti uma mão segurar a minha e olhei para a dona da mão que as entrelaçou.

- Deixa pra lá Gi, só fica aqui.- Sorriu fraco e eu a abracei mais forte. Meu Deus, é tão bom abraça-la.

- Sabe, quando a gente não tem nada de inteligente pra dizer, a gente fica calada.- Rafa acabou respondendo por mim e a outra apenas revirou os olhos.

- O que tá acontecendo Ma? - A influencer se aproximou um pouco mais da amiga que apenas sorriu um pouco e negou.

- Você não fala mais não, oh garota. - Ivy perguntou com as mãos na cabeça e eu suspirei fundo, antes de encara-la.

- Ivy, será que você pode só calar a porra da sua boca? - Quase gritei e ela levantou saindo da sala.

- Fada sensata.- Manu disse fazendo todos rirem. Olhei para Thelminha que assentiu sorrindo.

- Tu és uma pessoa maravilhosa Gi, orgulhosíssima de ti.- Thelminha disse rindo e eu sorri mandando um beijo pra ela.- Orgulho de ter escolhido você.- Fiz os coração com as mãos e ela fez o mesmo.

- Obrigado gata.- Sorri e olhei para a mulher ao meu lado que continuava calada.

- Você tá bem? - Agora Manu quem perguntou para ela que apenas sorriu e assentiu.- Você não quer falar? - Negou olhando para Manu com uma expressão preocupada e a mesma apenas sorriu.- Tudo bem então.- depositou um beijo na bochecha da loira e voltou a sentar-se ao lado de Rafa.

- Mas e então, o que vocês acham que vai acontecer agora? - Suspirei dando de ombros e olhando pra Marcela.

- Quer ir pro quarto? - Perguntei e ela me olhou sorrindo de lábios. Levantamos e avisei as meninas que sorriram em compreensão. Estávamos prestes a sair da sala quando Daniel apareceu novamente.

- Por favor, podemos conversar? - Ele falou e antes que eu fizesse ou até mesmo dissesse algo, Marcela fez sinal para que eu parasse e me olhou sorrindo um pouco para que eu não me preocupasse e assentiu olhando pro sabugo.

Eles saíram da sala e todas as meninas me olhavam.- Quando vai dizer a ela? - Thelma perguntou e eu as olhei sem entender.

- Se eu fosse você, parava com essa cara de cachorro sem dono e tacava a verdade para ela.- Manu falou assentindo e logo sorriu para Rafa. Fala mas não taca a verdade pra Rafa.

- Pelo amor de Deus Gizelly. Todos já sabem que você é apaixonada por ela né querida? Abre esses olhos antes que seja tarde. - Rafa disse deitando no colo de Manu e eu balancei as sobrancelhas vendo ela arregalar os olhos.

- Eu fiz uma música esses dias. Combina muito com você e a Marcela, acho que foi inspirada.- Revirei os olhos com um pequeno sorriso. Minha cabeça estava em Marcela e no que estava fazendo agora, será que ela tá bem? Será que o sabugo tá tratando ela bem?

- Escutem.- Manu sorriu começando a cantar.

Eu gosto de você, muito, sim.
Dormindo ao meu lado
Ou dormindo sem mim.
Eu gosto de você, muito

Eu gosto de você esse verso é seu
Me olhando com essa cara de quem já me entendeu.
Eu gosto de você, muito.

Então não desiste de mim
Tô louca pra falar que meu gostar já é amor, enfim.
Não desiste de nós, tô longe mas tô perto e se você quiser, se você quiser.

Promete que fica, mesmo quando não for fácil ficar.
Que eu prometo que fico, e falo que eu tenho tanto medo de falar.

Que eu gosto de você, muito
Eu gosto de você, muito
Eu gosto de você tanto que eu amo você..

É só uma parte, mas...- Manu falou olhando para Rafa que sorriu também. Gentê, que casal da porra.

- Sua voz é tão linda.- Rafa elogiou e a coloração das bochechas de Manu tavam que nem um tomatê.

- Obrigado.- Sorriu olhando para baixo e logo Thelminha chamou nossa atenção.

- Nossa, eu não achei que fosse possível uma música descrever tanto vocês.- Thelma sorriu olhando pra mim que acabei por rir com ela. Tu não engana ninguém mais não Manu. Fomos interrompidas por alguém correndo em minha direção.

- Sereia, o que houve? - A loira chorava sem parar e eu suspirei olhando para as mulheres que também me olhavam confusas e preocupadas.

- Ma, fala com a gente.- Rafa tentou tocando o cabelo da loira com a mão e e a mesma logo se afastou. Assim que levantou seu olhar para mim, o mesmo estava vermelho.

- Leva ela pro quarto Gi.- Thelma falou e eu Assenti ainda preocupada. Maldito Salsicha dos infernos.

- Você está bem? - Perguntei assim que fechei a porta do quarto e ela voltou a chorar. Levei-a a até a cama e deitei abraçada a ela.- Meu amor o que ele fez?

Eu vou pegar esse sabugo dos infernos, nem que eu precise ser expulsa dessa merda. Ele que me espere. Cansei !


Notas Finais


Cês lembram dessa música que a Manu fez pro Boy dela? Pois é, na fic ela fez pra Rafa Kakakakkaka. Espero que estejam gostando, amei os comentários.

Se gostarem curtam o cap e comentem, isso estimula muitooo a continuar a escrever ❤️ bjuuus e até o próximo capítulo 😉❤️

Revisando o cap depois ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...