História Estou com você - Capítulo 30


Escrita por:

Postado
Categorias Babilônia, Glória Pires, Thiago Martins
Personagens Glória Pires, Personagens Originais, Thiago Martins
Tags Babilonia, Gloria Pires, Thiaglo, Thiago Martins
Visualizações 83
Palavras 1.387
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura 🔥

Capítulo 30 - As grades


Fanfic / Fanfiction Estou com você - Capítulo 30 - As grades

GLORIA

Thiago realmente não existe. Nunca ninguém fez algo parecido assim pra mim. Orlando que tanto trabalhava me levava as vezes para Paris ou para Goiânia onde a família dele mora, mas era tudo rotineiro, nada mudava. Mas está aqui ao ar livre, num lugar completamente deserto com o Thiago não tem nem comparação. Tudo tá perfeito, e quanto mais o tempo passa mas eu conheço novas coisas sobre ele. E a cada dia que passo junto com ele, mas eu tenho a certeza de que ele é o homem da minha vida. Me pego olhando pra ele do nada e é inevitável o sorriso não surgir no rosto. A gente tava jantando, ele colocou umas músicas numa caixinha de som que ele tinha levado.

-Eu tô cheia! Esse peixe tava muito bom. Não sabia que você além de dirigir barco, ainda por cima sabe cozinhar!- digo num tom verdadeiro

-Ta vendo como sou multiuso? -ele zoa - Na verdade faz muito tempo que não pego num barco, mas o mar estava calmo hoje, então esse era o dia perfeito pra vim mesmo.

-Ainda não acredito que você fez tudo isso. Ta tudo tão maravilhoso.

-Não foi nada demais!

-Não seja modesto vai! Quantas mulheres você já trouxe aqui? -tentei disfarçar o ciúme ao falar isso

-Contanto com você?

-Sim!

-Uma!

Não tive nem reação ou ouvir ele falando aquilo. Fiquei sem jeito e ao mesmo tempo muito feliz.

-Hmm e amanhã? Meus filhos vão pra casa e não vão encontrar a mãe. Eu devia ter ligado pra Cleo meu Deus. E agora? Eu esqueci completamente.

-Amor cê acha mesmo que eu não cuidei disso? Não se preocupa, a Cleo tá com eles, ela vi dormir na sua casa amanhã.

-Ahhhh, Melhor... Bento é bem grudado comigo, você sabe

-Tudo bem! São seus filhos, é lógico que tem que ficar preocupada.

-Não vou mentir que tô aqui, mas minha cabeça tá lá

-Quero é ver quando Ana e Bento saírem de casa.

-Foi difícil ver as duas primeiras saíndo, demorei a me acostumar a não ver mais as duas tanto. Mas a gente se fala todo santo dia.

Enfim...

O vento tava maravilhoso, Thiago e eu nos sentamos no chão e ficamos ali agarradinhos, ele fazia carinho em mim. Mas logo minha ficha caiu.

-Caramba Thiago!!

- O Que?? Que houve??-ele se assusta

-Isso deve está custando uma fortuna Thiago!! Você reservou uma ilha! Uma ilha toda pra gente. Tudo isso aqui é muito caro! E você tá pagando sozinho! -balbuciei preocupada. A reserva de uma ilha sai realmente caro.

-Ei! Cê quer parar? Tudo isso aqui está valendo muito a pena. Não se preocupa com o custo. Na verdade você não tem que se preocupar com nada Gloria. Esse é o objetivo de ter vindo pra cá!

-Mas meu amor... Por que você não me avisou? Eu poderia ter te ajudado ou não sei, pelo menos...-falei nervosa

-Gloria! Gloria! Relaxaa meu amor. Foi uma pequena surpresa e você merece. Olha... Eu apenas queria te mostrar que você é a mulher mais importante da minha vida. A mulher... que eu tô completamente, apaixonado! Eu não ia estragar essa surpresa! Tenta não pensar em mais nada tá bom?

-Você tem razão meu amor. Desculpa tá?Muito, muito obrigada por tudo. Você, é o amor da minha vida, e eu, a mulher mais feliz do mundo.

-A gente tá aqui pra relaxar! E é isso que a gente vai fazer!- ele tira a camisa e logo sem seguida começa a tirar o short

-O que você vai fazer?-pergunto curiosa

-Vamo tomar banho de mar? -ele finalmente fica só de cueca. Que visão maravilhosa. Meu corpo por um momento paralisou pensando ele dentro de mim.

-Agora??

-É! Agora!

Começo a rir, ele tava afoito.

-Você tá demorando demais! -ele vai até mim e me pega pelo colo

-Thiago tá doido?? A gente vai cairrr! - Não seguro a risada.

-Do chão não passa!

-Eu vou tirar minha roupa calma!

-Ahh isso que eu queria ouvir!

Eu ainda estava com o macacão que sai de casa, então peço pra ele me ajudar. Ele tira bem devagarinho, como quem estava aproveitando o momento. O macacão de desliza por sobre meus ombros e cai a medida que ele o puxa para baixo. Mas não era o suficiente para ele que sobe as mãos pelo meu corpo, passa pela curva da minha cintura e para em minhas costas e tira meu sutiã apenas em um movimento sutil. Ainda por trás de mim ele leva as mãos até meus seios e os aperta delicadamente. Puxo meu cabelo para o lado indicando o próximo passo e assim ele faz, beijando e passando a língua de leve a curva do meu pescoço. Me virei e o beijei enquanto minhas mãos desceram pela suas costas e entraram por dentro de sua cueca, gostaria de me segurar, mas o beijo tava tão bom que apertei sua bunda e o puxei para mais perto fazendo nossas intimidades se tocarem. Nossas mãos se entrelaçam e a gente caminha até o mar, pude sentir a areia seca sumir por debaixo dos meus pés e a água fria os molhando. Fomos até a água dar um pouco mais acima da cintura. Thiago me puxa, fazendo meus seios se contraírem contra seu peito e minhas pernas entrelaçam por seu corpo, passei meus braços pelo seu pescoço e ele me segurou como se quisesse me proteger. O abracei, nossos olhos se fecharam e ficamos parados ali, sentindo a água bater em nossos corpos, os pingos de água escorrendo em nossos rostos, a brisa, e o som maravilhoso do mar. Eu sentia sua intimidade me tocando por cima da calcinha e por debaixo da água, meu corpo inteiro estava se arrepiando, até eu não me aguentar mais, então susurro em seu ouvido com convicção.

-Thiago... Eu quero você! Agora!

Ele me olha e percebo seus olhos já escuros. O barco tava logo ali. Vamos até o barco e ele me leva direto para o quarto. Não tive tempo para olhar o lugar direto, mas tudo parecia bem rústico e lindo. Ele me joga em cima da cama mesmo molhada, pega as minhas mãos e as leva até as grades da cama fazendo com que eu as segurasse.

-Não tire as mãos daí. Entendeu?- O tom dele fez meu corpo estremecer de prazer.

-Entendi

O barco estava aquecido, então senti meu corpo ficando úmido. Ele começa a deslizar os dedos pelos meus braços em seguida no meu rosto onde ele deixa os dedos passarem bem devagar pelos meus lábios e eu os beijo. Senti suas mãos logo em seguida passando pelo meio dos meus seios e deslizando pelo resto do meu corpo fazendo os arrepios voltarem. Ele morde a lateral da minha calcinha e a puxa com o dentes me deixando sem nada mais no corpo a não ser a vontade de ter ele dentro de mim. Pude sentir ele esplorando toda minha intimidade com os lábios, ele não perde tempo e começa a me penetrar com a língua. Segurei as barras com força tentando me controlar, aquilo tava muito bom, e ele continuava fazendo movimentos cada vez mais fundos, abaixei uma mão tentando me tocar mas impediu segurando, eu já ia gozar, precisava me tocar. Mas antes que eu fizesse alguma coisa ele fica em cima de mim e entre minhas pernas, coloca minhas mãos novamente na grade e conduz seu membro até minha entrada, pude sentir ele deslizando fundo para dentro de mim. Ele começou a rebolar fazendo ir mais fundo ainda.

-Ahh Não para... hmmmm! -eu segurava as barras com força!!

Ele se abaixou deixando seu corpo bem perto do meu, e começou a esfregar os lábios em meu pescoço, enquanto me penetrava com força. O toque dele era tão macio e ao mesmo tempo tão forte. Ele fez uma trilha até chegar na minha boca. Nos beijamos fervorosamente, com uma sede que não tinha fim, ele parou o beijo e fechou os olhos, ele ia gozar, tirei minhas mãos da grade, levei até a curva de suas costas e fiz com que me penetrasse mais rápido, nossos gozos vieram na mesma hora, segurei em sua nuca, cravando minhas unhas em seu cabelo enquanto nossos corpos quentes se contorciam. Do mesmo jeito que estávamos, apenas caímos pro lado exaustos. Ficamos de frente um pro outro, colei meus lábios no dele enquanto acariciei seu rosto molhado pelo suor. Sorrimos um para o outro logo antes de cairmos no sono...


Notas Finais


E AI GARELAAA!! Muito obrigada por lerem! O que acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...