História Estou com você - Capítulo 31


Escrita por:

Postado
Categorias Babilônia, Glória Pires, Thiago Martins
Personagens Glória Pires, Personagens Originais, Thiago Martins
Tags Babilonia, Gloria Pires, Thiaglo, Thiago Martins
Visualizações 86
Palavras 1.089
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leituraa

Capítulo 31 - Marcas


Fanfic / Fanfiction Estou com você - Capítulo 31 - Marcas

Acordei desnorteado como sempre, os olhos embaçados e com muito frio, Gloria dormia bem encolhidinha. Olhei pela janela do barco, ainda estava de noite. A gente acabou que dormindo ali mesmo de cansados, o dia foi longo. Passei a mão em Gloria e ela tava gelada, e ali não tinha cobertor nenhum, tínhamos levado tudo para a barraca.

-Gloria...Amor!!

-Hmmm? -ela responde ainda de olhos fechados

-Aqui tá muito frio! Vem vamos pra barraca, lá tá bem mais quente.

-Okay...

Me levantei enquanto ela continuou deitada e dormindo, peguei lençol fininho que tinha no armário e abri a porta. O vento corria gelado, tão gelado que se a gente continuasse ali corríamos risco de hipotermia mermão.

Fui até ela e lhe dei um beijo na bochecha, ela deu um meio sorriso e se levantou. Fomos pra cabana, ela entrou primeiro e eu fui colocar mais lenha na fogueira, deixei ela um pouco mais alta e entro logo em seguida, deitei por trás dela a abracei lhe esquentando... Como pensei, tava bem mais quente lá dentro, pude sentir o corpo dela voltando a temperatura normal, ela mal se deitou e já havia caído no sono de novo. Tô muito bobo apaixonado, por que lhe encarei dormindo por um tempão até meu sono chegar de novo. Eu Gloria dormimos por horas. Quando acordei ainda estava um clima frio, era manhãzinha cedo Peguei meu celular e marcava 5:34. Ela se espreguiçou assim que me mexi.

-Já vai levantar amor? Vou me levantar também então. -ela fala baixinho e com a voz rouca de sono

-Não bem. Relaxa que aqui a gente não precisa de hora pra levantar não...

Dou um beijinho na curva de sua nuca e volto a abraça-la enquanto ela se aconchegava nos meus braços.

-Eu te amo vida...-ela fala

-Também te amo pequena!

Terminamos de nos ajeitar e voltamos a dormir. Quando acordei Gloria já não tava mais lá. Peguei minha escova de dentes e sai da cabana.

-Bom dia dorminhoco -ela estava sentada perto da fogueira que já se apagara

-Bom diaaa! Que tá fazendo?- Vou até ela e lhe dou um beijo no ombro

-Só esperando você pra tomar café...

-Hmm que delícia! Não precisava ter esperado! -comecei a escovar os dentes

-Claro que precisava. E você trabalhou tão bem ontem que não queria acordar você!- ela me olhou levantando sua sobrancelha numa expressão maliciosa

Sorri ao ouvir aquilo. Realmente a noite de ontem foi forte e quente. Tudo com ela é bom, e o sexo então nem se fala. Terminei de escovar os dentes e fechei a cabana. Sentei e ela já havia preparado a bandeja com as coisas que estavam no barco. Tinha morangos, torradas, requeijão, bolo com geleia, suco, bolachas, café e mais algumas frutas.

-Quero te levar num lugar depois daqui. -falei passando requeijão na torrada

-Que lugar?- ela pergunta colocando um morango na minha boca e em seguida me dando um selinho

-Cê vai ver...

-Ah qual é!! De novo isso Thiago? Fala vai... Sabe que eu sou muito curiosa!

Antes que ela pudesse falar mais qualquer coisa eu a calei tocando seus labios macios com os meus, o gosto era de suco de maracujá. Eu não me canso de beijar ela, sei que já falei milhares de vezes, mas ela realmente responde pela fama. Gloria beija muito bem, eu era o único dos meus colegas de trabalho que ainda não havia beijado ela. Mas olha como as coisas são engraçadas, hoje tô aqui, sozinho com ela, numa ilha, beijando-a a todo instante. 

-A gente vai só meio que "explorar" por aí...

-Cê quer dizer transar?!- ela pronuncia irônica

-Pra valer!!- fechei os olhos e sorri satisfeito, ela caiu naquela gargalhada maravilhosa.

Depois do café, vesti apenas um short e Gloria colocou um shot curto, e apenas com a parte de cima do biquíni. Gostosa pra caralho!! Peguei meu celular, talvez aproveitariamos para registrar alguns momentos. No nosso relacionamento o celular nunca foi um problema. Quando você tá com a pessoa que você gosta você automaticamente de desliga de todo o mundo virtual por um tempo, eu e Gloria quase não temos fotos juntos, mas é por que a gente prefere passar o tempo que seria para tirar fotos nos beijando e aproveitando o tempo juntos que não tão grande assim. Eu sei que pode parecer meio precipitado, mas eu penso em casamento. Sei lá, eu nunca fui de pensar nisso, nem com a Paloma com quem passei cinco anos nunca tive essa vontade de casar. Mas com a Gloria é tão diferente, ela é a mulher que eu quero acordar todos os dias ao lado e sem dúvidas ficar com ela pro resto da minha vida. Mas não quero parecer precipitado, ou forçando ela a nada, então não toco no assunto. A gente seguiu por um trilha pequena até chegar numa cachoeira. Sem dúvida uma das coisas mais lindas que existe. A água era tão azul e tão verde ao mesmo tempo que chegava a ser transparente, literalmente o paraíso.

-Nossa... -ela ficou encantada

-Lindo né! Mas oh... ouvi dizer que só pode entrar se for sem roupa!- olhei pra ela

-Ah é??- ela é sútil

-Foi o que ouvi!- levanto as mãos me fazendo de desentendido

-Posso te ajudar então?-ela morde o lábio inferior e começa a se aproximar...

-A vontade!- a puxei pela cintura em um movimento só

Senti as mãos dela percorrem todo o meu corpo. Do toque mais aveludado até o mais forte arranhar de unhas. Ela passou a mão no meu pênis por cima do calção, puxou meu rosto mais pra perto, chupou o lóbulo da minha orelha e mordeu logo em seguida ainda com a mão me apalpando. Ela desceu pelo meu peito dando pequenos chupões, mas que deixaram marcas. Eu não parava de olha-la, era sempre lindo ver ela daquele jeito. Foi tão rápido que quando percebi ela já estava colocando-o na boca ao mesmo tempo em que apertava minha bunda. Não consegui me segurar, puxei ela para um beijo enquanto explodi numa bomba de gozo. Ela sorriu enquanto me beijava, não pude deixar de sorrir também, aquilo era tão bom. A gente deixou nossas roupas penduradas em um galho e entramos na água. Me encostei em uma pedra enquanto a olhava nadando. O sol batendo nela, a água deslizando pelo seu corpo e os seios, perfeitos, desenhados com incrível perfeição. Ela vira de costas pra mim e ficando de frente para a cachoeira, a qual era de uma beleza impecável. Nadei até ela num silêncio ensurdecedor, subi minhas mãos por suas pernas em baixo d'água. Quando voltei a superfície ela me olhava com um olhar penetrante e me deu passe livre para o que eu queria...


Notas Finais


Goxtososss... Vou sumir por uns 5 dias (o que é normal aqui né kkkk) por que ficarei sem internet, vou para um lugar onde não pega sinal... Enfim! Logo eu volto com a continuação. Me respondam uma coisa, vocês gostam de ler de tarde sei lá, quando não estão fazendo nada ouuu são que nem eu que só lêem de noite?? A imaginação de vcs também é fértil no momento de ler? 😏 Bjsss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...