1. Spirit Fanfics >
  2. Estradas da Vida >
  3. Minha vida até ser o que é hoje, pt. 1

História Estradas da Vida - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Minha vida até ser o que é hoje, pt. 1


POV Anna
 

Bem, minha vida sempre foi bem pacata, desde que terminei o ensino médio. Trabalhava meio período em uma lanchonete do centro, e dedicava também ao estudo, pois queria muito entrar em uma universidade para me formar em arquitetura.

Sempre tive o apoio de Joe, meu melhor amigo e meu namorado na época, Toni.

Joe desde o ensino médio foi como um irmão para mim, me ajudou em tudo que eu aprontava, e também trabalhava junto comigo na lanchonete. E desde que se assumiu gay, sofria bastante com o preconceito de alguns clientes do qual éramos obrigados a atender.

 
Toni e eu sempre fomos um casal perfeito aos nossos olhos, mesmo tendo eu conhecido ele pela internet há uns 7 anos, e ele foi meu primeiro namorado. Mas conhecemos as pessoas apenas quando elas são ruins com a gente, não é?

Há um ano a lanchonete fechou, perdi meu emprego e fiquei completamente dependendo financeiramente de minha mãe, o que foi minha ruína. Mas me recuperei, tive de arrumar um emprego fixo em uma loja de roupas de marca mega chique, e me dei muito bem por lá.
 

Tempos se passaram, e era meu aniversário de namoro com Toni. Como eu estava trabalhando, pude reservar uma mesa em um dos restaurantes mais chiques da cidade, com direito a um bom vinho do porto. Mas eu não esperava nada do que viria naquela noite...

 

(...)

 

Toni me buscou em casa, e modéstia a parte, ele estava um gato, e eu tinha um tesão naquele ser que era fora de mim...

Então chegamos no restaurante, nos sentamos a nossa mesa, pedimos um prato de salmão com alcaparras, e assim ele perguntou:

- Então Ann, como foi seu dia?
- Foi super normal amor, ser vendedora de loja é legal mas sinto um pouco de falta de emoção. Ter que atender aqueles riquinhos bem frescos é um pouco chato. Mas o salário compensa e muito.
- Pelo menos se deu bem. E hoje estamos aqui!
- Mas e seu dia Toni? Como foi?
- Ah... Foi normal. Trabalhar com meu pai resmungando em minha cabeça e etc. Mas esperei por esse momento com você agora, pois estava super ansioso para lhe ver.

Toni estava um pouco inquieto, percebia o desconforto dele enquanto cortava o salmão.

- Você está bem?
- Claro!
- Não me engane! Lhe conheço bem!

Toni começou a mexer no bolso, quando tirou uma caixinha aveludada preta, o que eu achei que era uma nova aliança de compromisso, pois ele teria dito há um tempo atrás que queria trocar, pois a nossa já tinha exatos quatro anos.
Não, não era uma aliança de compromisso. Mas sim de noivado.

- Anna Elisabeth Jones, você aceita se casar comigo?

Fiquei ali boquiaberta, sem saber como reagir. Era um sonho meu, no qual eu poderia realizar com quem era o amor da minha vida.

- Toni Jefferson, é claaaaaro que eu aceito, eu te amo muito!

Nos beijamos e ganhamos uma salva de palmas do restaurante, que parou para nos assistir.
E depois ele me levou para um motel, como a segunda parte da surpresa de noivado, onde transamos a noite toda, como se a vida fosse apenas aquilo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...