História Estranho Garoto de Olhos Escuros - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys, Bts, Jungkook, Romance
Visualizações 566
Palavras 1.713
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


FANGINE

ㅡ Aceito sugestões

ㅡ Críticas

ㅡ Algumas coisas nessa história não existem, nome de pessoa, nome de livros ou lugares .

ㅡ Entre outros .

Boa leitura .

Capítulo 3 - Não nos damos bem


.Anterior.

ㅡ - Não acredito! ㅡ falamos juntos ㅡ Você?! .

.Atual. 





ㅡ - Não acredito que é você ! ㅡ o garoto de cabelo preto fala se levantando me olhando de cima pra baixo ㅡ Ficou bonita de repente ou estou delirando de tanto correr? 

ㅡ - Seu idiota! eu vou pegar água ㅡ murmuro ㅡ

ㅡ - Não ouvi, o que você disse?! ㅡ o mesmo se faz de desentendido ㅡ

ㅡ - Idiota ㅡ continuo murmurando.  Sigo em direção à cozinha e pego um copo de água gelada para o mesmo. Volto à sala e o entrego, o mesmo pega e nem agradece  ㅡ

ㅡ - Não vai agradecer ?  ㅡ falo cruzando os braços o encarando ㅡ

ㅡ - Que seja! ㅡ ele coloca o copo na pequena mesa de vidro e se senta novamente ㅡ

ㅡ -   Que falta de educação!  

ㅡ - Yah!  pare de gritar, meus ouvidos doem ㅡ ele coloca suas mãos tapando os ouvidos ㅡ

ㅡ - ㅡ pego o copo e coloco na cozinha e volto para a sala me sentando em outro sofá ㅡ Não é melhor você ir para casa ? ㅡ ele me encara com um olhar de preocupado  ㅡ

ㅡ - Eu... fui expulso . 

ㅡ - Como assim foi expulso?!

ㅡ - QUER DIZER QUE EU FUI EXPULSO!  ㅡ  ele grita se levantando  ㅡ Me desculpe... E-eu briguei com meu pai em sua empresa... ㅡ ele passa sua mão sobre a testa ㅡ MERDA! ㅡ grita novamente ㅡ

ㅡ - Então quer dizer que... ㅡ ele me interrompe ㅡ

ㅡ - Que não tenho aonde morar e que irei ficar em sua casa por bem ou belo mal ㅡ ele abre um sorriso ㅡ

ㅡ - Na minha casa?! ㅡ  riu alto ㅡ

ㅡ - Claro que sim!  algum problema? 

ㅡ - Lógico que sim!  Você é o problema! 

ㅡ - OLHAR AQUI SUA...! 

 ㅡ - NÃO GRITA COMIGO!   ㅡ o repreendo ㅡ

ㅡ -  BASTA! CHEGA! JÁ DEU! ㅡ coloco as mão no rosto para não chorar e manter a calma ㅡ

ㅡ - Você... está bem ? ㅡ sinto sua mão em meu ombro ㅡ desculpa de fui rude demais ㅡ sua voz era calma...Esse cara tem bipolaridade?! ㅡ

ㅡ -  Está tudo bem... Você pode ficar aqui sim, eu acho. ㅡ faço um coque em meu cabelo, o maior se assusta ㅡ

ㅡ - o que foi ? ㅡ eram marcas de chupões ㅡ

ㅡ - Na-nada, é que... ENFIM, estou com sono. 

ㅡ - Ah! Bom... suba as escadas e entre no corredor à direita, o ultimo quarto é seu  .

ㅡ - Só tem um quarto? irei dormir com você? 

ㅡ - Lógico que não! o meu quarto é em frente ao seu. 

ㅡ - Ata ㅡ o menor ri de leve ㅡ pensei que iria dormir com você  ㅡ

faço de conta que não escutei e subo as escadas.

ㅡ - VAI ME DEIXAR SOZINHO AQUI MESMO?! ㅡ ignoro e entro em meu quarto ㅡ


Vou no banheiro, escovo meus dentes e em seguida vou em direção ao armário de vidro cheio de livros, pego o meu favorito, O jardins de rosas, me sento em uma cadeira que fica em frente à um balcão de madeira com o computador. 


_ 18 _

Em uma primavera, a pequena Julie passeava pelo pequeno jardim de rosas na qual ela mesma plantou.

A mesma vestia um vestido amarelo juntamente com seus sapatos e chapéu, um vento refrescante invadia as narinas da menor.

" Oh não! " a mesma grita, seu guarda-chuva tinha voado para a plantação de margaridas próximo ao local. 

A menor correu para aonde o seu utensílio estava, a mesm notou que em tantas margaridas, uma rosa solitária estava no meio de duas margaridas.

Se abaixando ela diz 

" Você é um erro? "

" era pra você estar do outro lado"

A mesma aponta para o lado que havia rosas 

" Sim...Você é um erro"

" Ela não é um erro! "

A mesma olha para quem disse isso, havia um garoto de cabelos castanhos em frente à mesma. 

" Olhe de novo as rosas "

A menor percebe que havia fileiras de margarina e de rosas, ela olha para o seu lado e havia o mesmo. 

" Você deve prestar mais atenção nos detalhes Julie "

" Como você sabe o meu..., nome? "

" Cadê você? "

O garoto havia desaparecido.

" Tomara que a gente se veja por aí..., garoto " 

A mesma abre um sorriso 


TOC ! TOC ! TOC !

olho para o lado aonde ficava a porta e coloco o livro no lugar 

TOC ! TOC ! TOC !

O barulho ficou maior.  Abro a porta e o garoto estava lá.

ㅡ - O que é ?!

ㅡ - Não consigo dormir 

ㅡ - Problema é seu ! ㅡ fecho a porta na cara do maior e sigo para camaㅡ

ㅡ - SUA CHATA! ㅡ o mesmo fala por trás da porta batendo na mesma ㅡ

ㅡ - PARA DE BATER NA PORTA! 

ㅡ - EU NÃO CONSIGO DORMIR! ㅡ ignoro a pessoa que ficava batendo na porta feito louco, coloco o travesseiro em meus ouvidos para não escutar a loucura do mesmo, depois de um tempo eu durmo ㅡ




ㅡ - Ai que garota chata!  ㅡ murmuro ㅡ minhas mãos estão doendo! ㅡ murmuro outra vez ㅡ

ㅡ - Ela dormiu?  ㅡ Vejo a maçaneta e a giro, a porta estava aberta ㅡ Como você é burro Jeon Jungguk!  a porta estava o tempo todo aberta! ㅡ falo um pouco alto ㅡ

Olho em volta e..., o quarto da mesma é bem arrumado, na sacada havia flores, olho para a cama vejo a mesma dormindo, ando cuidadosamente até a menina, me abaixo aponto de sentir sua respiração calma. 

ㅡ - Tão linda... ㅡ pego uma mecha de seu cabelo e cheiro ㅡ algodão doce? ㅡ chego mais perto da mesma, cheiro o seu pescoço, um cheiro suave havia lá. Olho a sua boca levemente rosada...Será que é um rosa natural? Não! nem pense Jungguk! ㅡ Me desculpe. . . ㅡ me aproximo de seus lábios ㅡ mais irei dormir com você .

Corro para o outro lado e tento dormir.




8:25. manhã 


Acordo em algo..., vamos dizer..., sem ser no meu travesseiro, olho aonde eu estava e me surpreendo ao ver que estava no peitoral do garoto, tento sair dali o mais rápido possível, mas como nada da certo para mim, me atrapalho nos lençóis e acabo batendo nossas testas. 

ㅡ - AI!  ㅡ falamos juntos ㅡ

ㅡ - Aish! ㅡ resmungo alisando minha testa ㅡ

ㅡ - Vou tomar banho ㅡ. ele sai do quarto ㅡ

ㅡ - E eu vou fazer o mesmo ㅡ pego uma roupa e sigo para o banheiro ㅡ



Dessa vez eu vesti uma jardineira azul clara e uma blusa com manga rosa clara também, eu não ia ficar com um short curto com um garoto em casa .


Desço as escadas e sigo em direção a cozinha, preparo uma torrada e geléia de uva e de morango para mais tarde, preparo um suco de uva e preparo a mesa. 

ㅡ - Que demora...

Subo as escadas e vou para a porta do menino, chegando lá bato na mesma que no mesmo instante ele abre, me deparo com o mesmo sem camisa e escovando os dentes. 

ㅡ - Ah! desculpa ㅡ ele fecha a porta, depois de um minuto o mesmo abre ㅡ O que foi ?

ㅡ - O café está pronto, desça agora ㅡ falei indo em direção às escadas e depois sumindo da vista dele ㅡ


Já estava quase comendo a torrada quando o mesmo aparece e se senta na cadeira e olha a comida. 

ㅡ - Vai só olhar ou vai comer? ㅡ ele olha pra mim e desvia o olhar para a comida, o mesmo pega a torrada e dá uma bela mordida ㅡ

ㅡ - Porque a sua está com geléia e a minha não?  

ㅡ - Será que eu não quis botar ?  a geléia está na sua frente! ㅡ apontei para o frasco de vidro ㅡ

ㅡ - Oh! ㅡ já tendo colocado a geléia na torrada o mesmo abocanha de novo a mesma ㅡ Ficou melhor! ㅡ ele sorri ㅡ Esse suco é de que?  ㅡ ele olha para mim novamente ㅡ

ㅡ - Prove! ㅡ falo mordendo a torrada ㅡ

ㅡ - Eu não! vai que você colocou veneno? ㅡ ele empurra o copo e me olha desafiador ㅡ

ㅡ - Ah é ? ㅡ pego o copo e jogo o suco em sua cara ㅡ tem veneno agora?!

ㅡ - ㅡ não demora para o menor pegar o meu suco e derramar em mim, quando percebemos estávamos sujos de suco, geléia e se atracando feito dois moleques desgovernados ㅡ OLHA O QUE VOCÊ FEZ!  OLHA A MINHA COZINHA! 

ㅡ - DANE-SE, QUEM MANDOU VOCÊ JOGAR A PORRA DO SUCO EM MIM ?!

ㅡ - JOGUEI PORQUE VOCÊ NÃO PAROU DE PERGUNTAR!  ERA SÓ EXPERIMENTAR O SUCO! 

ㅡ - EU NÃO! ODEIO SUCO DE MORANGO! 

ㅡ - UVA!  ERA UM SUCO DE UVA!  

ㅡ - ㅡ respiramos fundo e nos encaramos ㅡ Irei tomar banho de novo. ㅡ ela fala .

ㅡ - Vá e não volte!  ㅡ faloㅡ

ㅡ - AMÉM!  ㅡ ele grita subindo as escadas e se os deuses quiserem desaparendo da minha vista ㅡ

Olho para a mesa que estava uma bagunça, subo as escadas e corro para o banheiro. 

Depois do banho eu visto um short cinza uma blusa branca e faço um rabo de cavalo em meu cabelo. 

Desço as escadas e dou uma boa olhada na sujeira, pego o necessário para limpar aquela droga. Depois de tudo feito, depois de tudo limpo e organizado eu lavo as mãos. 

ㅡ - Será que devo pedir desculpas? 

A menor pensava alto olhando para cima arrependido. 

ㅡ - Será que devo pedir desculpas? 

O garoto pensava alto olhando para baixo arrependido. 


ㅡ - Acho que sim... ㅡ dizem ao mesmo tempo ㅡ


A menor sobe as escadas enquanto o maior abria a porta. Uma surpresa inesperada Yang leva juntamente com o maior.  Os dois se encaravam sem dizer nada. 

Vamos lá Yang, você consegue pedir desculpas !

Vamos lá Jungguk, você consegue pedir desculpas! 


E só uma simples desculpas ! ㅡ eles pensam ainda encarando um ao outro ㅡ

ㅡ - Eu te odeio!  ㅡ dizem.    e rapidamente correm para os seus quartos ㅡ


Sn estava sentada olhando para o chão .

Jungguk estava sentado olhando para o chão .


ㅡ - Desculpa ㅡ murmuram ㅡ





Notas Finais


Continua ?

Pra falar a verdade, eu morri de rir escrevendo esse capítulo.

ㅡ 아인다 이러이 .


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...