História Estranho Mundo- Interativa - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 17
Palavras 570
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Sobrenatural, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Explicação da forma de escrita a partir de agora

Normal- Fala.
Itálico- Pensamento / narrativa do Autor
Negrito- Nome do Personagem a dizer a fala.
Sublinhado- Frase ou palavra única destacada.
Negrito & Sublinhado- POV ou/e Mudança de tempo (" (_) ano(s) antes" por exemplo ou talvez " Depois de um tempo" ) ou lugar.
Negrito + Itálico + Sublinhado + "N/A" - É uma fala, comentário , ou explicação da Autora (Euuu :3)

Parênteses- Começo de pensamento ou narrativa.
Traço- pausa (na narrativa ou fala)

Capítulo 2 - Capitulo Dois -Começo e Apresentação (Parte 2)


Fanfic / Fanfiction Estranho Mundo- Interativa - Capítulo 2 - Capitulo Dois -Começo e Apresentação (Parte 2)

POV "???" ON

Oi, se você se pergunta: "quem é que ta de POV agora?" , saiba que sou eu, Ryo Hayako. 

Olha, nem sei, o que tu ta fazendo aqui, ou se sou o primeiro personagem que conhece, mas de qualquer jeito, já que você ta aqui, então vou "falar' o que ta acontecendo.

Bom, em resumo, euzinho aqui, estou sendo arrastado praticamente em toda minha casa para cumprir "obrigações que sou pago para fazer" , as mesmas que me recuso a chamar de trabalho, afinal, trabalhos são chatos, e o que eu faço é participar de um mooontão de coisas, para subir o sucesso da empresa dos meus pais.

É, eu sou filho de um Japonês e uma espanhola , que são atualmente donos de empresas que administram a educação de muitos países. Porque estamos em parceria com a família Okimura! Ouvi falar que eles tem um filho herdeiro , mas praticamente, ninguém sabe muito sobre ele, além dele ser um ex-ator mirim, e que em breve voltara a ser modelo.

Ryo-É domingooo....!me deixa dormiiir!-gritava para Kai, (filho do mordomo que veio junto de nós para o Brasil, por um motivo que já esqueci) que não queria me soltar-ME SOLTAA!- Repeti a frase pela mílesima vez pela manhã.

Kai-Nós estamos atrasados para seu teste de hoje!-teste? Aaaah lembrei!

Ryo-Aéh, é para aquele jogo que você ta 50º lugar?-Finalmente vou conhecer!

Kai-57ºlugar!

Ryo-Hiiiiii...ai é pior ainda!

Kai-Cale a boca! Nós temos que ir logo, então trate de comer!

Ryo- Ta, mas onde esta o senhor Teyck mesmo? -(Teyck, é o mordomo)

Kai-Meu pai saiu, ele disse que tinha que resolver os assuntos da escola nova.  A gente não tem tempo, então só pegue uma fruta e vamos!- Pego um um cacho de uvas, sem conseguir pegar mais pelo fato do Kai ter começado a me arrastar assim que pegou  uma maçã.

Depois que a gente saiu de casa, fomos para o carro, pedindo ao motorista para nos levar ao local que o Kai marcou com quem ia me testar.

Kai-Olha, a pessoa que vai te testar, vai estar de olho no que você faz do começo ao fim, então não se esqueça de mostrar seu melhor sem enrolar. E aproveita para usar aquilo.

Ryo- Pera, ele é rigido?

Kai- Um pouco, mas não se preocupe, se eu digo que você consegue se dar tudo de si, é porque consegue.

Ryo-Mas...-Caramba...eu não sei como reagir se ele for rígido...e se eu me atrapalhar por ficar com medo? E se ele acabar usando isso como ponto fraco para ataque?!

Kai- Não vai ficar com medinho né? Vamos Ryo, esse não é você! É só agir como sempre agiu.-Acabo nem ligando para oque ele disse , por estar preso em meus pensamentos.

Ryo- Certo, primeiro de tudo, primeira impressão!

Motorista-Chegamos.-Para o carro.

Kai- Vamo! bora Rj!

Ryon-Não me chama assim.-RJ: Ryo Jamanta. Que é uma piada interna minha e do Kai, piada essa que que não gosto!

Kai- Bom, vamos logo, ele odeia quando tem atrasos...

Depois de alguns passos para estar exatamente no lugar marcado(que ao que parece é uma escola) ouvimos um grito.

???--Cadê a desgraça desse capeta?!-ouch...que voz fina...e doce, Uma...garota?! Certo! Tenho que causar uma boa primeira impressão! Mas...acho que isso não é relevante...é?

Ryo-Ah , desculpe o atraso...será você quem irá me testar?-Digo assim que eu e Kai saímos de trás de um dos muros da escola. 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Bom, isso não foi muito longo, mas...bem, desculpe!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...