História Estrela - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Crianças, Drama, Morte, One-shot, Tragedia
Visualizações 9
Palavras 769
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


//Baseado em fatos reais

Capítulo 1 - One


Fanfic / Fanfiction Estrela - Capítulo 1 - One

Meu primo disse que hoje é dia da astronomia. E que astronomia é tudo relacionado às coisas do céu. Isso me faz lembrar do que meu pai me disse quando éramos bem novinhos, eu com quatro e ele com seus dezenove: "pessoas boas morrem e viram estrelas". Ele queria que eu me lembrasse disso quando sentisse a falta do meu avô, que tinha morrido afogado na praia. Acabou que eu lembro do meu pai quando olho pro céu, porque logo depois de eu fazer cinco, ele abandonou minha mãe, e o negócio das estrelas foi a última coisa importante que ele me ensinou.

As pessoas ficam chocadíssimas quando eu falo que meu pai deixou minha mãe com três crianças pequenas, sendo duas delas recém-nascidas. Eu penso que ele se arrependeu mas não conseguiu voltar. Sei lá, por vergonha. Acho que meu pai me amou. Amou também minha mãe, meus irmãos. Não acho que ele se foi e não pensa em nós.

Também penso na minha mãe quando vejo as estrelas. Penso se ela está lá. Se é ela uma das estrelas que brilha mais. Deve ser, porque ela era realmente boa. Realmente doce e boa pra mim. Pra todos. Na minha escola, dizem que ela não era tão boa assim, que era uma mulher diferente. Mas eu conheci bem minha mãe, ela esteve comigo em todos os momentos. Eu nunca tive dúvidas sobre o amor dela ou sobre ela querer nos abandonar. Ela jamais faria isso conosco. Ela vivia dizendo que éramos tudo pra ela. 

Eu não consigo ainda entender algumas coisas. Por que minha mãe teve de ir pra França se o namorado dela estava pra chegar? Por que ela nos deixou com uma tia que não conhecíamos? Por que pelo menos não me levou pra França? Minha tia disse que ela pretendia voltar com o namorado e nos levar pra França depois. Ela estava grávida… Por que não esperar parir pra daí viajar? Ah, é… A passagem já estava comprada. Minha mãe teve de ir logo pra França porque o namorado dela tinha comprado passagem e não queria perder dinheiro. 

Eu também não consigo entender que mal fez a minha mãe ao namorado dela. Ou: que mal minha irmã (a que estava na barriga da minha mãe) fez a ele. Por que era tão importante pra esse francês que minha mãe tirasse a bebê? Ela já estava com sete meses… Todo mundo achou que ele já tinha se acostumado com a ideia. Mas não, ele queria mesmo era que minha mãe tirasse a neném. Por que será? Talvez ele tenha tido um sonho ruim sobre a criança. Eu tenho sonhos ruins às vezes. 

De acordo com minha tia, aconteceu assim: minha mãe chegou lá, o namorado não quis mais a bebê, minha mãe parou de ligar pra nós e tirou a bebê. Depois disso, aconteceu também de minha mãe morrer e de o corpo dela chegar quarenta e cinco dias depois. Aliás, o dela e o da minha irmãzinha. Espero que o nome que eu escolhi pra ela não tenha sido o motivo de ela morrer. 

Não sei se minha irmã virou uma estrela. Não sei se ela era boa ou ruim. Encontraram ela ao lado da minha mãe, deitada no chão. Acho que ela viveu uma coisinha, mas não deve ter tido tempo de fazer nada. Então não tem como ela ter sido ruim. Acho que ela era normal. A menos que… Não tenho como falar com o pai dela, ele está preso. Não tenho como perguntar por que minha irmã não podia nascer. 

Minha irmã matou minha mãe quando saiu. Uma matou a outra. Então… nenhuma das duas virou estrela?

Na escola, me passaram um bilhete na hora do recreio. Dizia: "sua mãe morreu porque era puta". Não sei o que pensar sobre isso. Talvez eu mostre o bilhete pra minha tia e peça pra ela me explicar. 

Sinto tanta vontade de ver minha mãe. Quero morrer bem cedo, bem cedo mesmo, e cruzar o céu, ficar ao lado dela. Quer dizer, se ela estiver lá… Eu quero ser uma estrela bem brilhante, e iluminar muito a casa da minha tia e dos meus irmãos. Eu queria mesmo era ter um corpo depois da morte, pra abraçar minha mãe e beijar ela. Mas se é estrela o que ela se tornou, é estrela que eu vou ser. 

Meu pescoço já dói de tanto olhar pra cima. E eu já não consigo enxergar bem por causa da água. Mas não vou entrar em casa. Eu não quero de jeito nenhum que meus irmãos me vejam chorar.


Notas Finais


Estou no twitter: @/deliriumbybb


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...