História Estrela Cadente - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Acnologia, Erza Scarlet, Gajeel Redfox, Gray Fullbuster, Happy, Igneel, Juvia Lockser, Levy McGarden, Lucy Heartfilia, Nashi Dragneel
Tags Fairy Tail, Nalu
Visualizações 100
Palavras 2.559
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Heyy minna!!!

Capítulo 7 - Capítulo 7 - Até mais


Fanfic / Fanfiction Estrela Cadente - Capítulo 7 - Capítulo 7 - Até mais

Natsu

Já estava de noite e o som e o cheiro do mar cobriam o ar . Saio do carro e respiro fundo algumas vezes antes de ajudar a Wendy a sair.

- Areiia... O cheiro do mar ... Eu não os enxergo mas meus instintos de dragão parecem 10x mais aguçados . - fala agarrando no meu braço direito.

-Ela olhou pros olhos de alguma fúria ? - Levy perguntou e eu acenti

- Se afastem , vou selar a área todinha . Wendy me ajuda potencializando o encantamento.

Ela solta o meu braço e lança o encantamento na Levy que sela a casa e uma boa parte da praia .

-Vou esconder a gente também .. - ela usa outro encanto - Pronto , agora a casa pode explodir que ninguém de fora vai ver .

- Incrível... - todos dizem em uníssono

- Eu disse que ela é melhor - A loira brinca e eu apenas reviro os olhos .

(...)

Depois de jantarmos e tomarmos banho , coloquei a Wendy na cama e me juntei aos demais na sala.

-Agora que as crianças dormiram é hora dos adultos fazerem a festa - Gray brinca com uma sacola cheia de garrafas de bebida na mão .

- Eu passo ... Boa noite - a azulada menor fala subindo pros quartos .

Ouço a loira dar um suspiro triste enquanto acompanha com o olhar a Levy subindo.

- Se todo mundo aqui se dispuser a acordar amanhã pra treinar podemos beber .

- Por mim tranquilo , eu bebia direto antes das batalhas , a Lucy também , principalmente porque lá tá muito frio .- Juvia fala e a Lucy acente em concordância

-Por mim tudo bem também .

- Então vamos bebeeer!!

1 hora depois...

- Gray coloca as suas roupas !! Juvia você tá encharcando o chão com as suas lágrimas!!!

- Natsu-sama está gritando com a Juvia ... - choraminga

- Ei cabeça de fogo , não grite com a minha garota !

-Aaawnt você ouviu Natsu-samaa ? Ele disse que a Juvia é a garota dele. - ela pula no moreno que sussurra algo no ouvido dela e eles levantam dando um "Boa noite" afobado e subindo pro quarto .

- Cara... Eu não sabia que eles eram tão fracos pra bebida.... - falo pra loira que está sentada olhando pro nada

- Calor... - ela afrouxa o hobby e só assim que eu consigo ver o rosto dela vermelho - Natsu... Me ajuda aqui - ela pede manhosa e mostra a faixa que segura o hobby e ameaça soltar

- AMAISNEMPENSAR - seguro a mão dela e eu mesmo amarro a roupa de novo

Ela sobe as mãos pelas minhas costas e me abraça

- Você é tão cheiroso ... Se tornou um homem tão lindo ...

Meu corpo se arrepiou dos pés a cabeça

Se controla Natsu Júnior

- Eu vou te colocar debaixo da água fria - ameaço

- Está me convidando pra tomarmos banho juntos ? - ela sussurra no pé do meu ouvido

- Alguém me mata... - imploro

Pego ela pelas pernas jogando a mesma nas minhas costas ( tipo um saco de batatas) fazendo ela soltar um gritinho, subo com ela até um quarto vazio e jogo ela na cama me sentando na mesma.

2 minutos de silêncio foram o suficiente pros gemidos do quarto ao lado encherem o meu quarto

É castigo divino , só pode !

- Eles parecem estar se divertindo - ela senta no meu colo de frente pra mim entrelaçando as pernas na minha cintura e as mãos na minha nuca

- Eles são um casal , nós não - respondo nervoso - E você está bêbada - aperto a bochecha dela de leve .

- Então você não me deseja como mulher ? - indaga levemente confusa

- Você não tem ideia do quanto mas se for pra fazermos algo quero que você esteja totalmente consciente.

- Parece que não tem jeito ... - se lamenta descendo do meu colo e se jogando na cama - Então... me faz carinho !

- Carinho ?

- É... CA RI NHO

- Tá , tá ...

Subo na cama e ela deita um pouco mais a frente (foto de capa)

Começo a fazer carinho e em pouco tempo ela dorme .

Levanto e vou até a cozinha pra beber um copo de água . Estranho a luz estar acesa mas logo relaxo ao ver a Levy sentada olhando pra janela.

- Achei que tivesse ido dormir.... - falo pegando água na geladeira e um copo no armário

- Eu fui mas o casal 10 parece estar bem animadinho , tive que emprestar meus fones pra Wendy , apesar que não acho que vai ser muito eficiente por causa da audição de dragão.

Não contive uma gargalhada

- Me responde uma coisa ... Eles são fracos assim pra bebida ? A Luce capotou

- Naquele dia antes de você chegar ela havia comentado que não estava bebendo porque não estava bem . Ela tá muito triste, fisicamente ela só tem uma cicatriz mas o estrago que o Acnologia fez nela foi bem maior do que feridas físicas.

Suspiro frustado , eu realmente odiava falar sobre isso.

- E você baixinha ?

- Ah ... Eu esperava poder reencontrar o Gajeel e dizer que mesmo anos depois eu ainda amo ele , afinal nós tínhamos 15 anos na época em que fugi com vocês mas... - uma lágrima escorre- Eu quero acreditar que ele sobreviveu mesmo que ninguém tenha esperanças . Pelo menos na minha mente , quero manter a imagem dele vivo .

- Entendo... - a abraço

(...)

Lucy

Acordei com os raios de sol que atravessavam a janela com violência , com certeza já são mais de 12:00

-Ai... - reclamo de dor de cabeça

Me arrasto pra fora da cama com dificuldade e faço a minha higiene tentando ao máximo tirar o cheiro de álcool . Coloco um biquíni que o Natsu pegou emprestado da Erza , uma regata e um shorts de tecido leve não muito curto, prendo meus cabelos em um rabo de cavalo alto, coloco minha caneta mágica presa no lacinho e desço até a cozinha e pego um suco de caixinha na geladeira .

Uma rajada de vento passa por mim e eu ouço o Natsu corrigir a Wendy assim que ela pisa no chão.

Suspiro aliviada ao ver que ela já estava enxergando e treinava assim como todos ali. A Juvia e o Gray moldavam a água do mar lutando entre si e a Levy fazia alguns abdominais enquanto o Natsu torturava ou melhor , treinava a irmã.

Saio da cozinha e saio pra fora com um ar altivo .

- Ei Natsu , porque não vai treinar um pouco sozinho e me deixa com ela.

- Acordou finalmente princesa , me pergunto se os raios de sol não estão incomodando a sua dor de cabeça pós porre debocha.

-Não sei do que você tá falando...

Eu sabia sim , lembrava de tudo e não me orgulhava disso .

-Ah não ?

- Não. - faço pouco caso e ele sorri ladino - Eai Wendy , vai treinar comigo ?

Ela olha pro Natsu como de pedisse permissão e ele apenas acente .

- Adoraria - ela sorri animada

Pobrezinha

Natsu

Eu pude ver um sorriso meio sádico na boca da Lucy e isso me preocupou , afinal ela pode estar sem magia mas ainda é bem forte , tenho certeza disso.

Lucy

- Certo , eu estou sem magia mas você pode usá-la sem problemas okay? Ao invés disso eu vou usar a minha amiga aqui - tiro a caneta do lacinho e com um "click" ela vira um lindo chicote de poeira das estrelas . Estralo ele no ar algumas vezes e vejo o Natsu engolir em seco enquanto os demais pararam o que estavam fazendo pra nos assistir.

- Uma arma magica ?

- Uma não . Minha arma mágica . Ganhei de um dos meus espíritos celestiais . Usar magia é muito útil em batalhas curtas e contra magos mas em batalhas mais longas e contra civis é necessário que você tenha domínio de pelo menos 2 artes marciais e domínio de uma arma, exceto o idiota do seu irmão que insistiu em usar apenas os punhos .

- Eu treinei esgrima nos anos que passei aqui - ele me dá a língua e eu dou de ombros .

- Beleza Wendy , esqueça quem está a sua volta e lute com tudo que você tem , faça ao contrário e eu posso acabar te matando acidentalmente.

Senti um olhar de reprovação do Natsu sobre mim mas não liguei pois a menina mantinha um olhar fixo e firme sobre mim como se lesse cada expressão.

- Certo Lucy-senpai

- O primeiro passo pra ser uma mulher forte é manter sempre a postura altiva e o olhar firme . Os magos da guilda das trevas são asquerosos e inescrupulosos e se aproveitam de garotinhas com olhar assustado ,mas você não é esse tipo é ?

- Não.

- Muito bem. O segundo passo é conhecer bem seu campo de batalha e quais ferramentas dentro dele mesmo você poderá usar contra seu inimigo sem ter o desgaste de usar magia ,como eu citei antes é uma técnica ótima pra batalhas longas .

Ela acente e eu continuo

- Terceiro passo é você se conhecer e conhecer a sua magia . Seja original ,não imite os outros Dragons Slayers, aprenda com eles e ensine coisas a eles também . Não se esqueça que na hora H , se não tiver nenhum de nós com você , o seu único recurso de sobrevivência é você mesmo e sua experiência como a grande maga que você já é. Entendido ?

- Sim !

- Então vamos começar !

Ela se posiciona mas eu a interrompo

- Antes... Coloque a venda - dou o pano de prato que peguei na cozinha pra ela e a mesma me olha confusa - Vai aguçar seus sentidos .

(...)

Observo a garotinha se levantar ofegante pela 12° vez e limpar o sangue de mais um corte aberto nos seus braços.

- Wendy ! Sinta seu adversário e ouça meus movimentos! - grito e ela acente - Vamos, tente de novo.

(...)

Deve ter se passado uns 45 minutos e eu só tenho meia dúzia de arranhões

- Lucy-senpai...- A azulada fala ofegante tentando se levantar ainda vendada - Deixe-me tentar novamente

- Não Lucy , ela já tá muito machucada nem eu a deixo assim. - Natsu intervém

- Vai descansar , treinaremos mais amanhã .

- Mais Lucy-senpai...

- Sem mais... Juvia vai cuidar dos ferimentos dela , por favor.

Ela acente e ajuda a menina a entrar em casa.

- Você não pode treina-la assim ! - Natsu grita e eu apenas o encaro

- Vamos entrar nessa discussão novamente ? Eu peguei leve com ela , o que espera ela lá fora não vai ser tão piedoso quanto eu fui.

- Leve ? Quem pega leve sou eu , você quase a matou !

- Você não pega leve . Você subestima ela ! - vocifero - O que houve com você ?!

Passo por ele e entro pisando duro .

Na hora do almoço todos estavam na mesa menos no Natsu .

- Lucy, você não estava com meu irmão ?

- Entrei um pouco depois de vocês . - digo me sentando e me servindo com o macarrão que o Gray fez - Você está bem ? Está muito machucada ?

- Bastante mas minha percepção do ambiente aumentou muito , sinto que poderia lutar com os olhos vendados sem problemas. Pelo menos não ficarei tão apavorada caso eu dê de cara com uma fúria novamente .

- Fico satisfeita de ouvir isso. - sorrio e começo a comer.

Natsu

- O que houve comigo....- repito as palavras da loira enquanto chuto uma pedra .

Me afasto um pouco da casa e volto a treinar , agora sozinho.

Mais pro fim da tarde resolvi voltar e encontrei todos brincando na praia e conversando animadamente . Lucy e eu trocamos olhares mas eu apenas dei de ombros e entrei subindo pro quarto pra tomar banho , deito na cama e capoto sentindo o peso do sono atrasado.

(...)

Acordo no meio da noite e me assusto levemente ao sentir a loira me abraçar por trás .

-Ei , está acordado ?

-Agora estou - falo sem abrir os olhos

- Desculpa... Hoje de manhã e-

- Você estava certa - a interrompo

- Que ?

Me viro ficando de frente pra ela

- Depois que discutimos fui treinar um pouco mais longe e me lembrei de quando éramos menores , percebi que eu realmente não estava preparado pra voltar pra Magnólia porque estava treinando a coisa errada . O coração e a mente andam juntos e devem estar em equilíbrio.

- Você tem muito medo de perder ela não é?

- Tenho... Mas não posso prende-la numa gaiola de passarinhos .

- Ela irá aprender a voar...

-Assim como você aprendeu...- pouso a minha mão na bochecha dela - Você está forte mas mesmo assim meu coração dói só de pensar no que passou em Fiore.

- Não precisa se sentir culpado por não estar ao meu lado, acabou que eu me acostumei com o brutamontes do Gajeel como meu guarda pessoal - ela ri melancólica

-Não.. Não é culpa e eu sei que você estava em boas mãos . Eu me preocupo de verdade com você , só não demonstro tanto quanto com a Wendy porque você me acharia maluco.

Nós rimos e só aí percebo o quanto estávamos próximos mas não me incomodo. Silenciosamente entrelaçamos nossas mãos e diminuímos um pouco mais a distância entre nós.

- Derrepente me sinto nostálgica novamente

Rio lembrando da desculpa que ela deu pra Wendy naquele dia .

Selo nossos lábios num beijo calmo e parece que tudo que eu sentia por ela explodiram .

Senti a mão dela pousando no meu peito nu enquanto aprofundavamos o beijo.

Fomos interropidos por duas batidas na porta.

Nos ajeitamos e eu pedi pra entrar .

Me surpreendo ao ver meu pai passar pela porta junto com a minha mãe

- Pai ?

-Recebi uma mensagem emergencial da senhorita Alberona, preciso que você e mais alguém volte imediatamente.

Senti a mão da Lucy apertar a minha debaixo da coberta .

- Peça pra Levy se preparar .

Ele acente e sai deixando apenas a minha mãe

- Desenvolvi uniformes pra todos vocês , eles servem como armaduras mas são bem mais leves.

Ela me entrega uma sacola e sai do quarto fechando a porta

Me levanto e coloco a roupa e a capa preta com detalhes em dourados . Olho pra cama e a loira nem se mexeu .

Caminho até ela e me sento

-Não faz essa cara ... - peço mas os olhos dela se enchem de lágrimas mas ela enxuga antes que delas caírem e me assusto quando ela me pega pelo colarinho

- Não se atreva a morrer !

- Não vou .

- E volte assim que puder .

- Voltarei

-Eu amo você

- Oi?

- Natsu , nós temos que ir agora - Levy entra no quarto e a loira me solta

- Até mais - dou um beijinho na testa dela 

Lucy

Sai do quarto e pude ver o Natsu se despedindo dos pais e do Gray e logo em seguida pulando no portal com a Levy .

Volto pro quarto mas ao ver ele escuro e vazio sinto calafrios percorrerem pelo meu corpo, então resolvo ir até o quarto onde a Wendy estava.

Ouço alguns soluços e empurro a porta já aberta

- Posso dormir com você ?

Ela acente e eu deito ao seu lado

- Ele vai voltar não vai ?

-Tenho certeza que sim ..- a abraço forte e deixo ela chorar .

Continua..


Notas Finais


Capítulo enorme moçada. Curtiram??


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...