1. Spirit Fanfics >
  2. Estrelas de Água e Chamas da Cura >
  3. A verdade sobre o Guardião de Aura é revelada!

História Estrelas de Água e Chamas da Cura - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Olá alminhos e alminhas! Bem vindos a mais um capitulo, eu espero que vocês gostem, eu estou muito feliz com o apoio que vocês estão me dando e eu fiquei mais animada para escrever por que o GreninjaZ, a pessoa que me inspirou a escrever essa história, ficou sabendo sobre ela e comentou recentemente no primeiro capitulo! Eu fiquei muito feliz em saber que a pessoa que me inspirou a escrever essa historia está gostando do meu trabalho e isso só me motiva a escrever cada vez mais. Então muito obrigada GreninjaZ e muito obrigada a todos vocês que falaram da historia para ele. Bom chega de enrolação vamos pro capitulo!

Capítulo 9 - A verdade sobre o Guardião de Aura é revelada!


Fanfic / Fanfiction Estrelas de Água e Chamas da Cura - Capítulo 9 - A verdade sobre o Guardião de Aura é revelada!

-Narrador(a)-

Ash continuou olhando para a lua até que uma voz o tirou de seu transe.

- Ficar tantas noites sem dormir pode fazer mal para você.

Ash se virou na direção da voz e viu Lucario se aproximando.

- Só estou fazendo uma coisa que eu e a Serena combinamos. – Ash disse olhando confuso para o Pokémon e depois voltando a olhar para a lua com um sorriso. – Toda a noite quando estivermos separados eu vou olhar pra lua por que não importa o quão longe a gente esteja um do outro, ela vai olhar para a lua ao mesmo tempo que eu. – Ash disse com determinação. Lucario sorriu com a declaração do garoto e olhou para a lua também. – Lucario... Eu sei que talvez você não queira falar sobre isso, mas... Você pode me contar a historia do Sir Aaron e da Lady Lynn? – Ash perguntou um pouco hesitante. Ele sabia que tal assunto incomodava o Pokémon, mas sua intuição dizia que ainda tinha muita coisa que eles não sabiam sobre o Guardião de Aura.

Lucario hesitou um pouco, mas decidiu contar a história da Rainha e do Guardião de Aura.

-Lucario-

Eles se conheceram quando ainda eram crianças. A mãe de Sir Aaron era jardineira no castelo e como ela não tinha com quem deixar o filho ela o trazia para o castelo. Um dia Sir Aaron estava cuidando do canteiro de rosas com sua mãe quando viu Lady Lynn pela primeira vez. Os dois se tornaram muito próximos e eram quase inseparáveis. Um dia Lady Lynn fugiu do castelo para ir até um festival que estava acontecendo na cidade, mas foi ataca por bandidos. Sir Aaron que morava por perto viu que ela estava em perigo e a salvou usando o poder da Aura. Quando o pai de Lady Lynn descobriu o que havia acontecido ele convidou Sir Aaron para se tornar um cavaleiro. Ao longo de seus anos de treinamento Sir Aaron e Lady Lynn se tornaram cada vez mais próximos e logo perceberam que estavam apaixonados. Anos depois, Lady Lynn se tornou a rainha de Rotha e Sir Aaron se tornou o maior cavaleiro do reino, e uma noite eles se entregaram ao seu amor. Pouco tempo depois esse amor gerou um fruto, mas quando Lady Lynn estava grávida de apenas um mês a batalha começou...

-Narrador(a)-

- O resto você já sabe... – Lucario disse virando o rosto no final.

- Lucario... – Ash disse em um tom de consolo.

- Volte a dormir. Sairemos cedo amanhã. – Lucario disse começando a se afastar de Ash.

Ash ficou pensativo por alguns minutos, mas depois voltou para dentro do carro e dormiu. Serena dormiu deitada na grama e com Mew em seu colo. Quando os raios de sol passaram pelas folhas das árvores e tocaram o rosto de Serena a mesma abriu lentamente os olhos e percebeu que Mew não estava mais em seu colo. Serena se sentou e esticou os braços.

- Bom dia! – Mew disse em um tom alegre sentado em cima da cabeça de Serena.

- Bom dia. – Serena disse sorrindo e olhando para o pequeno Pokémon que estava em sua cabeça.

- Aqui. – Mew disse voando em frente ao rosto de Serena e entregando para ela uma muda de roupa. Serena olhou confusa para o Pokémon e pegou a muda de roupa. – Esse vestido é muito bonito, mas eu acho que você vai ficar mais confortável com isso. – Mew explicou e Serena sorriu.

Com o sol já brilhando no céu Ash e os outros voltaram a seguir seu caminho rumo a Árvore da Origem até que de repente eles se viram cruzando uma estrada de terra que ficava no meio de um campo cheio de flores. A Árvore da Origem ficava cada vez mais próxima até que de repente Lucario parou bruscamente em frente a um grande rochedo e ficou parado encarando ele.

- O que foi Lucario? – Ash perguntou quando ele e os outros saíram do carro.

- Este é o lugar onde eu fui preso no bastão. – Lucario disse sério sem tirar os olhos do rochedo. – Por que...? – Lucario disse vendo as imagens daquele dia aparecerem em sua mente. – Por que você fez isso...? – Lucario disse ficando de joelhos no chão e cabeça baixa.

Lucario não percebeu, mas na sua frente tinha uma flor do tempo que reagiu a Aura de Lucario e se ativou. Uma pequena esfera de luz surgiu dentro da flor, a flor se abriu, a esfera saiu de dentro da flor e começou a brilhar forte. O brilho cobriu o lugar todo e de repente todo o cenário estava diferente, as flores haviam desaparecido, só haviam pedras e tudo estava cinza. De repente eles viram Sir Aaron jogar seu bastão com força e quando o bastão ficou fincado no chão a joia do bastão começou a brilhar e de repente Lucario foi preso no bastão. Sir Aaron subiu em seu Pidgeotto e voou em direção a Árvore da Origem. Depois disso a visão da flor do tempo parou.

- Então Sir Aaron realmente fugiu. – Brock disse chocado com a visão da flor.

- A lenda estava errada o tempo todo. – May disse tão surpresa quanto Brock.

- E durante séculos Rotha homenageou um covarde que fugiu da batalha. – Wendy disse em um tom infantil e arrogante.

- Vamos continuar! – Lucario disse se recompondo e se levantando.

- Espera Lucario! – Ash disse em um tom firme chamando a atenção do Pokémon. Ash tirou um pequeno saco de veludo vermelho de sua mochila e começou a se aproximar de Lucario. – A Lady Eileen me deu isso antes da gente sair. Ela disse que eu devia dar isso a você quando chegasse a hora, e eu acho que chegou. – Ash disse estendendo o saco para Lucario.

Lucario pegou o saco e tirou de lá uma flor do tempo. A flor reagiu a Aura de Lucario e assim como a outra uma esfera de luz surgiu no interior da flor, a flor se abriu, a esfera saiu da flor e começou a brilhar forte. A visão mostrava Sir Aaron e Lady Lynn na sacada do castelo que ficava de frente para a árvore da vida.

- Não há mesmo outro jeito? – Lady Lynn disse em um tom de desespero se jogando nos braços de Sir Aaron e com lágrimas nos olhos.

- Infelizmente não. Essa é a única maneira de você e do nosso povo sobreviverem. – Sir Aaron disse em um tom calmo e doce abraçando a mulher.

- Mas e você?! Se você fizer isso eu vou perder você! – Lady Lynn disse se afastando o suficiente para poder olhar Sir Aaron nos olhos.

- Você nunca vai me perder. – Aaron disse com um tom carinhoso e um sorriso doce. – Não importa o que aconteça sempre haverá uma parte de mim com você. – Aaron disse colocando uma das mãos no ventre de Lynn.

- Eu te amo. – Lynn disse apoiando sua cabeça no peito de Aaron e deixando que as lágrimas caíssem de seus olhos.

- Eu também. – Aaron disse mantendo o sorriso no rosto. Ele então segurou o queixo de Lynn fazendo com que ela olhasse para ele e então ele a beijou. – Seja forte querida. – Aaron disse quando eles separaram o beijo.

Aaron então ergue seu bastão chamando seu Pidgeotto, subiu nas costas do pássaro e saiu voando em direção a Árvore da Origem. Depois disso a visão da flor parou.

- Esse foi... – Misty disse chocada, mas não conseguiu terminar a frase.

- O ultimo momento de Sir Aaron e Lady Lynn. – Disse Kid completando a frase de Misty.

- Então ele não queria deixa-la. – May disse com uma mão no coração.

Ash sentiu seu coração apertar com tal cena. Agora mais do que nunca ele queria Serena ao seu lado.

- Aaron... O que você fez...? – Lucario disse confuso olhando para a flor.

- Ainda tem muita coisa que nós precisamos descobrir Lucario. – Ash disse colocando sua mão no ombro de Lucario.

- Ash... Me prometa que você nunca vai abandonar a Serena. – Lucario disse olhando nos olhos do garoto.

- Você nem precisa pedir. – Ash disse sorrindo de maneira confiante.

- A partir daqui teremos que seguir a pé. – Lucario disse devolvendo a flor para Ash.

Ash guardou a flor em sua mochila e então guiados por Lucario eles seguiram por uma abertura no rochedo até entrarem em uma caverna que os levaria direto para a Árvore da Origem. Enquanto isso Serena havia acabado de se lavar em um rio que havia na Árvore da Origem e colocou a roupa que Mew havia lhe dado. Uma cropeet ombro a ombro branca com contornos dourados, mangas longas brancas transparentes e folgadas, uma meia calça curta preta, uma saia branca com uma barra amarela e uma sapatilha branca. Serena deixou seus cabelos soltos e se aproximou de Mew.

- Nossa! Você está linda! – Mew disse impressionado com a beleza da garota.

- Obrigada. – Serena disse sorrindo de maneira doce.

- Isso é um fragmento do Diamante Coração? – Mew perguntou apontando para o colar de Serena.

- Ah é. Eu não queria que ele chamasse atenção no baile então eu escondi ele no decote do vestido. – Serena disse segurando o fragmento e olhando para ele.

- Nossa, ele é lindo, mas não tanto quanto você. – Mew disse olhando de perto a joia, mas olhando para Serena no final.

Serena riu com o comentário do pequeno Pokémon. Enquanto isso Ash e os outros continuavam seguindo pela caverna em direção a árvore. Como estava muito escuro Lucario usou a Aura para guia-los através da caverna.

- Lucario, se importa se eu te perguntar uma coisa? – Ash perguntou não aguentando mais a duvida em sua cabeça.

- Pergunte. – Lucario disse continuando a guia-los pela caverna.

- Alguns dias atrás, antes da gente vir pra cá eu acabei lutando contra uns caras de uma organização do mal e de repente eu mudei. Eu senti um poder enorme queimar dentro de mim, agua começou a me rodear, uma marca vermelha apareceu na minha testa e o meu cabelo ficou com umas mechas vermelhas. – Ash disse lembrando o que havia acontecido no dia em que a Team Flare atacou a academia. – Isso aconteceu por que eu usei a Aura? – Ash perguntou.

- Não. A Aura pode fazer muitas coisas, mas não pode alterar a forma de ninguém. Essa mudança que aconteceu em você é fruto de um poder que está adormecido em você. – Lucario explicou e antes que Ash pudesse processar essa informação uma luz surgiu no fim do túnel.

Eles foram cegados pela luz por um minuto, mas logo em seguida voltaram a enxergar e ficaram maravilhados com a visão que tiveram. O lugar era coberto por árvores, plantas e grama, haviam várias cachoeiras que caiam em um lago gigantesco e a luz brilhante e calorosa do sol entrava sem nenhum problema no lugar.

- Que incrível. – Ash disse impressionado.

- Parece que estamos bem embaixo da Árvore da Origem. – Kid disse expondo sua teoria de onde estavam.

- A Serena está lá em cima! Vamos lá Lucario! – Ash disse em um tom determinado começando a correr junto com Lucario.

- Ash! Mas você sabe o caminho? – Brock perguntou.

- Não preciso! Eu consigo sentir a presença dela. – Ash disse ainda em um tom determinado e continuando a correr.

Os outros então começaram a correr atrás de Ash enquanto o mesmo corria o mais rápido que podia.

- Eu estou chegando Serena! Só mais um pouco... – Ash disse em seus pensamentos.

Enquanto isso Serena estava de joelhos no chão conversando com Mew. Ela havia contado para o pequeno Pokémon tudo sobre a Academia X Y e sobre Ash.

- Esse Ash parece ser muito forte e ele parece gostar muito de você. – Mew disse sorrindo.

- Você acha? – Serena disse corada.

- Do jeito que ele te protege e cuida de você não tem como ser outra coisa. – Mew disse em um tom carinhoso.

De repente Serena tem uma sensação estranha. Era como se ela tivesse levado uma flechada no seu coração. Serena então colocou sua mão no coração, se levantou e olhou para a beirada do lugar onde estava.

- O que foi Serena? – Mew perguntou preocupado e voando na altura do ombro da garota.

- Ash... Você está aqui, não está? – Serena disse em um tom calmo e baixo enquanto o vento soprava em seus cabelos.

Enquanto isso, Ash, Lucario e os outros seguiam por uma caverna e quando chegaram no final a caverna levava para uma das beiradas da Árvore da Origem. Ash se esgueirou pela beirada até chegar em um lugar seguro. Ele então subiu um pouco e gritou:

- Serena! Você tá me ouvindo.

O coração de Serena se alegrou quando a voz de Ash chegou aos seus ouvidos. Serena correu para a beirada do lugar onde estava e gritou com todas as suas forças:

- Ash!

O garoto sorriu ao ouvir a voz da garota.

- É ela! – Ash disse animado e começando a correr mais para cima. – Eu tô indo Serena! Espera só mais um pouco! – Ash gritou subindo um pequeno morro que estava em seu caminho.

- Espera ai Ash! – Wendy que estava na cola de Ash junto com Lucario disse.

De repente alguma coisa aterrissou entre Ash, Lucario e Wendy, separando os três. Wendy gritou assustada e Ash se deteve olhando para trás e assustado com o que viu.

- Mas o que é isso? – Wendy perguntou assustada.

- Eu não sei! – Lucario disse tão surpreso quanto a menina.

- Parece um Cradily! – Ash disse reconhecendo a forma da criatura, mas não era um Cradily.

Um Cradily tem um corpo verde claro com pétalas rosa claro e era pequeno. A cor dessa criatura era uma mistura de laranja com amarelo e ela era bem grande.

- Não importa o que seja eu vou congela-lo agora! Ice Beam! – Wendy disse determinada e lançando um raio congelante na direção da criatura, mas o ataque atravessou a criatura e acertou os olhos de Ash que após receber esse ataque caiu no chão. – O que?! – Wendy disse surpresa.

A criatura então avançou na direção de Wendy e Lucario. Lucario conseguiu escapar, mas Wendy não e foi engolida pela criatura. Lucario ficou chocado com o que aconteceu com Wendy, mas quando ouviu um gemido de dor de Ash, o Pokémon correu até o garoto.

- Ash você está bem? – Lucario perguntou se ajoelhando ao lado do garoto.

- Acho que sim. – Ash disse se sentando com um pouco de dor. – O que aconteceu...? – Ash perguntou confuso. – Eu não consigo ver. – Ash disse um pouco assustado.

- Seus olhos estão congelados. Você vai ficar cego por um tempo. – Lucario explicou. – Não podemos ficar aqui, temos que continuar. – Lucario disse ajudando Ash a se levantar.

De repente mais criaturas parecidas com a que engoliu Wendy começaram a vir na direção deles. Lucario segurou a mão de Ash e começou a correr na direção contraria.

- O que tá acontecendo? – Ash perguntou.

- Mais criaturas estão vindo! Temos que sair daqui! – Lucario explicou continuando a correr na direção da caverna de onde eles haviam saído antes.

- Lucario! O que aconteceu? – May perguntou preocupada.

- Não tempos tempo! Corram e não parem! – Lucario disse sério começando a correr para dentro da caverna.

- Cadê a Wendy? – Kid perguntou percebendo que sua irmã não estava com Ash e Lucario.

- Aquelas coisas pegaram ela! – Lucario disse olhando para Kid.

Kid e os outros olharam para trás e viram as criaturas que Ash e Lucario haviam visto antes.

- O que são essas coisas?! – Misty perguntou assustada.

- De acordo com a minha analise são uma espécie de anticorpos da Árvore da Origem. Ela deve pensar que somos parasitas e está tentando se livrar de nós. – Kid disse usando seus óculos especiais para fazer uma breve analise das criaturas.

- O que nós vamos fazer? – May perguntou preocupada.

- É só não deixarem essas coisas tocarem em vocês e não tentem atacar! Os ataques atravessam essas coisas! – Lucario disse enquanto eles continuavam a correr.

Enquanto isso Serena havia sentido que alguma coisa havia acontecido com Ash e corria sem parar pelos tuneis e cavernas da Árvore da Origem, deixando que seu coração a guia-se até o garoto.

- Serena! O que foi? – Mew perguntou preocupado enquanto acompanhava a garota.

- Alguma coisa ruim aconteceu com o Ash! Eu sinto isso! Ele precisa de ajuda! – Serena disse em um tom de preocupação.

Mew olhou bem para o rosto da garota e percebeu que algumas lágrimas lutavam para sair de seus olhos. Enquanto isso Ash e os outros ainda corriam pela caverna e como Ash ainda estava cego ele era guiado por Lucario. Eles então chegaram em uma parte da caverna que era bem aberta e tinha varias entradas para outras cavernas.

- Kid pegue os outros e procurem uma saída. – Lucario disse sério.

- Certo. – Kid disse também séria.

- Ash vá com eles! – Lucario disse olhando para o garoto.

- Não mesmo! Eu posso estar cego, mas eu não vou sair daqui até que a Serena esteja nos meus braços! – Ash disse em um tom sério e firme.

- Muito bem. – Lucario disse nem um pouco surpreso. Ele sabia que o garoto diria isso. – Vão agora! Ash e eu vamos pegar a Serena e encontramos com vocês depois! – Lucario disse voltando a olhar para Kid.

- Tomem cuidado. – Kid disse em um tom calmo indo para dentro de uma das passagens junto com os outros.

- Vamos lá! – Lucario disse segurando novamente a mão de Ash e começando a guia-lo pelas cavernas.

Enquanto isso Serena continuava a correr pelas cavernas. De repente ela tropeça e cai no chão, mas ela não deixou que isso a impedisse então ela ignorou a dor, se levantou e continuou a correr. Depois de tanto correr Ash precisou parar um pouco para descansar, Lucario lançou uma esfera de aura na entrada do lugar onde eles estavam fazendo com que algumas pedras caíssem e tampassem a passagem.

- Isso vai nos dar um tempo. – Lucario disse se virando para Ash que estava sentado no chão e com as costas apoiadas na parede. De repente Ash sentiu seu coração falhar uma batida e se levantou de uma vez. – O que foi? – Lucario perguntou preocupado.

- A Serena, eu sinto ela! Ela tá perto! – Ash disse em um tom animado começando a correr na direção que seu coração mandava.

- Ash espere! Você não consegue enxergar! – Lucario disse tentando deter.

Mas isso não o deteve. De repente a visão escura de Ash foi coberta por um brilho azul claro e quando o brilho sumiu ele começou a enxergar, mas não usando sua visão, mas sim sua Aura. Conforme Ash desviava dos vários cristais espalhados pela caverna e conforme ele entrava nas passagens Lucario percebeu o que havia acontecido.

- Ele conseguiu usar a Aura para enxergar. Você me surpreende cada vez mais Ash. – Lucario disse sorrindo.

Ash continuou correndo sem parar até que de repente ele chegou em uma câmara cheia de cristais e com um cristal gigante no teto.

- Ash! – Uma voz gritou trazendo alegria para o coração de Ash.

Do outro lado da câmara Serena estava ofegante e apoiada na entrada de um dos tuneis que levavam para aquela câmara.

- Serena! – Ash gritou correndo na direção dela.

Serena começou a correr na direção de Ash e quando os dois enfim se encontraram eles se abraçaram e Ash girou Serena no ar.

- Eu senti sua falta. – Serena disse derramando lágrimas de alegria e abraçando Ash com força.

- Nós nunca mais vamos nos separar. – Ash disse em um tom alegre abraçando a garota com força.

Serena abriu os olhos e viu que Lucario estava parado atrás de Ash.

- Ash quem é esse? – Serena perguntou separando o abraço.

- Esse é o Lucario foi graças a ele que eu consegui chegar até aqui. – Ash disse se virando para o Pokémon.

- Olá. – Lucario disse sorrindo e olhando para a garota que retribuiu o sorriso.

- Serena! – Gritou Mew enfim alcançando a garota. – Eu fiquei preocupado. – Mew disse se sentando na cabeça da garota.

- Eu estou bem Mew. – Serena disse sorrindo e olhando para o Pokémon em sua cabeça. – Mew esse é o Ash, o garoto que eu te falei. – Serena disse com um tom doce e um olhar carinhoso.

- Oi! – Mew disse em um tom alegre e Ash sorriu.

- Ash... – Serena disse olhando bem para o rosto de Ash. – O que aconteceu com os seus olhos? – Serena perguntou preocupada e colocando as mãos no rosto do garoto.

- Está tudo bem, não é nada. – Ash disse em um tom calmo tentando acalmar a garota. Serena não suportou ver Ash daquele jeito e deslizou levemente suas mãos pelo rosto do garoto até chegar nos olhos dele. – O que você... – Antes que Ash pudesse terminar Serena o interrompeu.

- Moonlight! – Serena disse fechando os olhos e abaixando a cabeça.

Uma aura rosa saiu da mão de Serena e tocou nos olhos de Ash. Depois de alguns segundos a aura parou e Serena afastou suas mãos. O gelo que cobria os olhos de Ash se quebrou e o garoto abriu os olhos.

Serena então caiu de joelhos no chão e começou a tossir muito.

- Serena! – Ash disse ficando de joelhos ao lado da garota. Quando Serena parou de tossir sua mão estava coberta com sangue.

- O que aconteceu? – Mew perguntou preocupado.

- Então é isso o que acontece quando ela usa a cura dela? – Lucario perguntou chocado com aquela cena.

- É sim. – Ash disse abraçando a garota. De repente as criaturas que haviam engolido Wendy apareceram e rapidamente se aproximaram de Ash e Serena. – Cuidado! – Ash disse empurrando Serena para longe.

Imediatamente as criaturas agarraram Ash e começaram a engoli-lo.

- Ash! – Serena disse se levantando e correndo até ele.

- Não se aproxima ou você vai ser engolida também. – Ash disse tentando fazer Serena ficar longe e lutando para tentar sair daquela coisa.

- Flamethrower! – Serena gritou lançando suas chamas na direção da criatura, mas suas chamas não fizeram nada com a criatura.

- Não adianta Serena você não vai conseguir me salvar! – Ash disse percebendo que já não conseguiria mais lutar contra aquela coisa. – Serena você precisa ser forte! E não esqueça que eu sempre estarei com você! – Ash disse sendo completamente engolido pela criatura no final.

- Não! – Serena disse com o coração partido e começando a chorar. – Por quê? Por que nós sempre nos separamos?! Nós esperamos quinze anos para nos encontrar, ficamos só alguns dias separados e agora que nós nos encontramos de novo você vai embora de novo! – Serena disse cheia de dor e tristeza na voz não impedindo que as lágrimas caíssem de seus olhos. – Por favor, volta! Eu não posso viver sem você! – Serena disse abaixando a cabeça e colocando as mãos nos olhos.

- Eu sinto muito. – Lucario disse em um tom de consolo olhando para a garota que apenas deixava as lágrimas caírem de seus olhos.

Aquela cena... Se parecia com a visão que a Flor do Tempo mostrou de Sir Aaron e Lady Lynn. Mew começou a chorar vendo Serena daquele jeito então ele tocou em um dos cristais e uma aura verde cobriu Mew e o cristal. De repente todos os cristais da Árvore da Origem começaram a brilhar em um tom verde. De repente uma bolha verde começou a surgir no lugar onde Ash havia sido engolido. Quando a bolha se desfez Ash apareceu. Assim que o garoto abriu os olhos Serena não perdeu tempo e o abraçou.

- Achei que tinha te perdido! Para de ir embora! Por favor! – Serena disse nem tentando conter as lágrimas.

- Nunca mais. Eu prometo. – Ash disse abraçando a garota e acariciando sua cabeça. Os dois então deram as mãos e começaram a se levantar. – Mas o que aconteceu? Por que eu estou livre? – Ash perguntou confuso.

- Eu falei com a árvore. Disse que você e seus amigos não são perigosos. – Mew disse em um tom sonolento se aproximando dos dois.

- Obrigado Mew. – Ash disse sorrindo, mas de repente Mew desmaiou e começou a cair.

- Mew! – Serena disse preocupada pegando o pequeno Pokémon antes que ele caísse no chão. – O que houve? – Serena perguntou preocupada.

- Ele tá doente. – Ash disse após colocar a mão na testa de Mew. De repente todos os cristais da árvore adquiriram um brilho vermelho e começaram a se destruir. – O que tá acontecendo? – Ash perguntou.

- É o Mew! – Serena disse olhando para o pequeno Pokémon que estava em seus braços. – Enquanto eu estava aqui o Mew me contou que ele e a árvore tem uma relação simbiótica. Se a árvore não sobreviver a esse colapso o Mew também não vai. – Explicou Serena preocupada.

- V-venham co-comigo. – Mew disse fraco e com dor voltando a voar.

Mew guiou eles até uma câmara maior do que a que eles estava antes. A mesma tinha vários pilares de cristal, no centro de onde os pilares se encontravam tinha um grande cristal e no teto em cima dele outro cristal que jogava uma luz vermelha no cristal de baixo.

- É aqui... – Mew disse voltando a desmaiar e novamente Serena o segurou.

De repente Lucario viu algo em um dos cristais e ficou surpreso. Ele se aproximou rapidamente do cristal e suas suspeitas foram confirmadas. Eram as luvas de Sir Aaron.

- Essas luvas são dele, mas... – Lucario disse segurando as luvas. Ele então desviou o olhar para o cristal de onde as luvas estavam saindo e ficou surpreso com o que viu dentro do cristal. – Sir Aaron!

- Então foi pra cá que ele veio depois que prendeu você no bastão. – Ash disse juntando as peças em sua cabeça. – Mas que lugar é esse?

- É o coração da Árvore da Origem. – Serena disse séria e calma.

- Como você sabe? – Ash perguntou confuso.

- Eu não sei... Eu ouvi um sussurro na minha cabeça e de repente eu apenas soube. – Serena disse pensativa.

Lucario olhou para o lado do cristal e viu algo que talvez pudesse lhe dar algumas respostas.

- A Flor do Tempo. – Lucario disse e então usou sua Aura para ativar a flor.

A visão da flor mostrou o exato momento em que Sir Aaron chegou a câmara.

- Onde você está? Mew?! – Sir Aaron chamou.

- Estou aqui. – Mew disse saindo de trás de um dos cristais que haviam na sala.

- Mew eu sei que você e essa árvore são um só. Por favor, pegue o poder da minha Aura para salvar as pessoas. – Sir Aaron disse oferecendo sua mão para Mew. – Agora! Aceite a Aura! – Sir Aaron disse esticando sua mão na direção do Pokémon.

De repente uma esfera de Aura azul apareceu na mão de Sir Aaron e a esfera começou a cobrir Mew e a crescer cada vez mais, mas conforme a esfera crescia mais dor Sir Aaron parecia estar sentindo. Um brilho azul claro muito grande cobriu a visão da flor sendo seguido por um grito de dor de Sir Aaron. A visão então parou.

- Então Sir Aaron não fugiu... Ele deu a sua vida para proteger o povo, sua mulher e seu filho. – Ash disse ainda chocado com a visão.

- Ele realmente foi um herói. – Serena disse colocando uma mão no ombro de Ash.

- Me perdoe por duvidar de você mestre. – Lucario disse se ajoelhando em frente ao cristal onde Sir Aaron estava.

Eles estavam tão tocados pela cena que haviam esquecido que árvore estava morrendo. Mew se sentindo cada vez mais fraco voou dos braços de Serena e ficou em frente a Lucario.

- Existe uma maneira de salvar a árvore. – Mew disse quase em um sussurro.

- Como? – Lucario perguntou.

- Vocês precisam usar o poder da Aura. – Mew disse.

- Eu vou te ajudar. – Lucario disse determinado e se levantando.

- Espera! – Serena disse preocupada e chamando a atenção de todos. – Se você fizer isso vai acabar no mesmo estado suspenso que o Sir Aaron. – Serena explicou.

- Eu sei, mas isso não vai me impedir! – Lucario disse determinado.

- Lucario... – Ash disse tocado pelas palavras do Pokémon.

- A Aura está comigo. – Lucario disse tocando seu peito e logo em seguida esticando sua mão na direção de Mew. Uma esfera azul começou a surgir na mão de Lucario e a cobrir Mew, mas o tamanho da esfera ficou mudando de grande para pequeno até que finalmente desapareceu. – Não está dando certo! Eu não sou forte o bastante. – Lucario disse começando a ficar desesperado.

- Não desista antes do fim Lucario. – Ash disse em um tom sério e firme chamando a atenção do Pokémon. – Você se lembra do que me disse? – Ash disse sem alterar o tom de voz.

- Ash... – Lucario disse começando a entender o que o garoto planejava.

- Você disse que a minha Aura era igual a do Sir Aaron. – Ash disse se abaixando e pegando as luvas de Sir Aaron. – Vamos ver se é verdade. – Ash disse colocando as luvas.

- Ash... – Serena disse preocupada. Ela já havia entendido o que Ash planejava.

- Vai ficar tudo bem Serena. Confie em mim. – Ash disse se virando para a garota e sorrindo.

Ash então esticou suas mãos na direção de Mew e uma esfera de Aura azul começou a sair das mãos de Ash e a envolver Mew. Lucario fez a mesma coisa e a esfera que cobria Mew ficou maior e começou a brilhar muito mais. Ash e Lucario eram cobertos por uma luz azul e de repente alguns raios começaram a percorrer o corpo deles provocando alguns gemidos de dor. Serena olhava para aquela cena com lágrimas nos olhos, pois em seu coração ela tinha certeza que se isso continuasse os dois iriam morrer. De repente Lucario empurrou Ash para longe fazendo com que o garoto caísse sentado no chão.

- Lucario?! – Ash disse confuso. Por que ele havia feito aquilo. Serena estava ajoelhada ao lado de Ash e com as mãos no ombro do garoto.

- Deixe o resto comigo! – Lucario disse sério olhando para os dois.

Depois de um minuto Mew ficou coberto por uma energia verde e voou até a luz que ficava entre os cristais. De repente todos os cristais da Árvore da Origem ganharam um brilho verde e após uma explosão de luz todos os cristais voltaram a ficar azuis. Mew saiu voando da luz entre os dois cristais e começou a voar em círculos ao redor de Ash e Serena.

- Obrigado pessoal! – Mew disse em um tom alegre pousando no ombro de Serena.

- Que bom que você está melhor Mew. – Ash disse fazendo um carinho no Pokémon.

De repente Lucario começou a sentir muita dor e caiu sentado no chão com as costas apoiadas em um dos cristais.

- Lucario! – Serena gritou correndo na direção do Pokémon junto com Ash e Mew. Serena se ajoelhou ao lado de Lucario e quando ela esticou suas mãos na direção do Pokémon, Lucario as segurou e as afastou.

- Não vai adiantar. Vocês não podem fazer nada por mim. – Lucario disse com dor na voz.

- Tem certeza? – Ash perguntou começando a sentir uma dor em seu coração.

De repente Lucario encostou em uma Flor do Tempo e ela se abriu revelando uma visão dos últimos momentos de Sir Aaron. Na visão Sir Aaron explicou o motivo de ele ter trancado Lucario no bastão, que Lucario era seu melhor amigo e que o único arrependimento que ele tinha era de não poder ver o filho crescer.

- Talvez um dia... A gente se encontre de novo... – Sir Aaron disse antes de ser completamente preso nos cristais.

A visão então parou e Lucario começou a chorar. Lucario novamente gemeu de dor e começou a ser coberto por um brilho azul.

- Lucario! – Serena disse preocupada e com uma mão no coração.

- Serena, me escute. Eu sei por que a sua cura é desse jeito. – Lucario disse ainda com dor na voz.

- O que? Por quê? – Serena perguntou ansiosa para saber a resposta.

- Por que esta é a sua provação. – Lucario disse com um olhar sério fazendo a garota ficar confusa e surpresa.

- Como assim provação? O que isso quer dizer? – Serena disse em um tom que misturava preocupação e confusão.

- Você entenderá quando chegar a hora. – Lucario disse em um tom mais calmo. – A joia em seu pescoço irá lhe guiar. Quando a hora chegar a voz irá te chamar e quando ela chamar atenda! – Lucario disse segurando a mão da garota. – Siga a voz e ache a verdade! – Lucario disse olhando nos olhos da garota.

Uma imensidão de dor percorreu o corpo de Lucario fazendo com que ele gritasse e soltasse a mão de Serena.

- Lucario! – Ash disse preocupado. – Por favor, aguenta firme! Você não pode ir embora! – Ash disse segurando as lágrimas que lutavam para cair de seus olhos.

- Eu tenho que ir. Aaron está me esperando. – Lucario disse sorrindo. – Obrigado Ash... Por tudo... – Depois de dizer isso Lucario desapareceu e duas esferas azuis saíram dos cristais e subiram para os céus.

Ash e Serena deixaram cair algumas lagrimas, mas logo se levantaram.

- Vamos embora. – Ash disse em um tom calmo e doce segurando a mão de Serena.

Serena olhou para Mew e percebeu que o mesmo estava de costas para os dois e estava cabisbaixo.

- O que foi Mew? – Serena perguntou se aproximando.

- É que agora que você e o Ash estão juntos de novo e que tudo acabou vocês vão embora e eu vou ficar sozinho de novo. – Mew disse em um tom triste.

- Isso não é verdade. – Ash disse em um tom amigável se aproximando de Serena e colocando as mãos nos ombros de Serena. – Vem com a gente Mew. – Ash disse com um sorriso caloroso fazendo com que Mew ficasse surpreso.

- Você não precisa mais ficar sozinho. Vem com a gente. – Serena disse também com um sorriso caloroso e abrindo os braços.

Mew começou a chorar de alegria e voou rapidamente na direção dos dois e quando chegou perto deles o corpo de Mew começou a brilhar e a mudar. Quando o brilho sumiu Mew havia se transformado em um garoto de aparentemente oito anos com cabelo rosa claro bagunçado e olhos azuis que usava uma camiseta da mesma cor que o cabelo com uma camiseta de manga longa lilás escura por baixo, uma bermuda jeans e um tênis roxo. Assim que assumiu essa forma Mew abraçou Ash e Serena, e deixou que as lágrimas de alegria caíssem de seus olhos.

- Obrigado. – Mew disse sorrindo enquanto Ash e Serena o abraçavam de volta.


Notas Finais


Bom pessoal por hoje é só! Espero que tenham gostado se tiverem gostado adicionem aos seus favoritos e se preparem por que nos próximos capitulos será iniciado um novo arco da historia então fiquem ligados. Deixem suas opiniões, criticas e perguntas nos comentários e se cuidem.
Kissus de Nutella e tchau tchau alminhos e alminhas


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...