História Etéreo - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Ficção, Mitologia, Romance
Visualizações 3
Palavras 702
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ficção, Ficção Adolescente, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo
Avisos: Linguagem Imprópria, Necrofilia
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Infelizmente esta história já está nos últimos capitulos.
Obrigado a todos que leram!
<3

Capítulo 8 - Contato.


Num restaurante, tendo o melhor encontro de suas vidas, estavam Elizabeth e Jason. Agora juntos, os dois compartilhavam sentimentos, rindo e falando sobre a vida, sobre o que passaram juntos e sobre o amor. 

Jason sentia prazer em estar junto de Elizabeth e vendo que ela o retribuía a todo momento, não podia deixar de se sentir amado. Os dois formavam um casal único, mas Jason mal sabia que nada daquilo era real. 

Elizabeth ainda era diagnosticada com uma doença que poderia matá-la e nada que Jason fizesse poderia salvá-la de seu destino. O segredo era mantido pela moça às sete chaves. 

— Você não me convidaria para jantar se não fosse para pedir alguma coisa, senhoria Elizabeth — Jason brincou, rindo. 

— Não! — Elizabeth respondeu no mesmo tom. — É que... Não sei... Temos tanto pouco tempo para aproveitar a vida, e, com tudo que aconteceu com nós, não pude deixar de pensar em, literalmente, nós dois...

— É por isso que me trouxe aqui? Por que está apaixonada por mim? 

Elizabeth suspirou. 

— É claro — ela respondeu, escondendo a verdade. — Quero levar a vida como alguém despreocupada, não posso mais esconder meus sentimentos... 

O medo de dizer a verdade oculpava a mente de Elizabeth. Esconder o laudo médico de Jason era como uma facada em seu coração, ela só queria aproveitar os ultimos dias da sua vida com seu amor, sem saber quem a amou primeiro. 

— Eu quero dizer que estou sentindo a mesma coisa — Jason falou, segurando a mão da moça. — Elizabeth, quer ser minha namorada? 

As lágrimas saltaram dos olhos da moça e ela expressou um longo sorriso. 

— Sim! — dizia ela, emocionada. 

A emoção foi maior, logo isso acarretou numa forte dor de cabeça que irradiou no crânio da moça. O gemido foi o motivo de Jason questionar o que estava ocorrendo com ela. Elizabeth negou tudo dizendo ser a emoção do momento. 

— Você está mesmo bem? — perguntava ele, confuso com os gemidos da moça. 

— Ah! Sim... Preciso ir ao banheiro — disse ela, desculpando-se. 

Elizabeth jogou o guardanapo na mesa e cambaleou até o banheiro feminino, ainda gemendo. Por sorte, estava vazio. 

A moça logo se olhou no espelho ao perceber o sangue que escorria de seu nariz, os olhos de Elizabeth se arregalaram e a dor aumentou. 

Elizabeth caiu no chão do banheiro. Aquela era a pior hora para se ter um espasmo. 

Seu corpo tremia como nunca e ela via a luz se apagando lentamente. 

Até que não restou nada. 

Já conformada com o fim de sua vida, ela milagrosamente viu uma luz no fim do grande túnel, ouvia uma voz, uma voz que a chamava, e chamava, cada vez mais. 

Ao encontrar-se no chão, longe de seu próprio corpo, ela já não sabia mais o que fazer, apenas chorou. Ela havia morrido, podia ter certeza. 

Foi quando viu um ser em forma de luz transpassar o teto e se achegar perto dela. Era Agathos. 

— Elizabeth... — Ele disse. 

— Você me conhece? — ela perguntou. 

— Você não se lembra? Sou eu... Agathos. 

— Eu... Não tenho certeza... Eu estou morta?

— Não. Ainda não chegou a hora — Agathos se aproximou do espirito assustado da moça. — Você precisa se lembrar de mim, Elizabeth... 

— Eu...

Agathos se aproximou mais da moça, e a tocou na testa. 

As lembranças trovejaram na mente de Elizabeth. Tudo que ocorreu no Etér, tudo que os dois passaram foi trazido de volta. Ela enfim havia se lembrado do Etéreo. 

— Agathos... — Chamou ela, se lembrando. 

— Elizabeth, por favor... Você precisa lutar para ficar viva — Agathos avisou. — Se morrer agora não poderá ir para o paraíso. 

— O que você quer dizer...? — Elizabeth questionou. 

— Preciso que volte agora...

— Agathos...

Quando uma moça entrou no banheiro o escândalo foi inevitável, ao ver o corpo de Elizabeth estirado no chão. O espirito de Elizabeth conseguiu voltar ao corpo, mas sua vida ainda corria risco. 

Os paramédicos foram chamados, Jason não entendeu nada do que se passou. 

Elizabeth foi levada ao hospital, em estado grave. 

Mas aquele seria mais um dos dias que seu Etéreo iria protegê-la.


Notas Finais


Dia 18/05 vou postar uma nova história, se puderem, deêm uma olhada, por favor!
Até o próximo capitulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...