História Eternal Bond - Capítulo 20


Escrita por:

Postado
Categorias Justin Bieber
Visualizações 264
Palavras 1.126
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bieber e Dione na capa!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Desculpem a demora e o capítulo pequeno, mas é necessário. De agora em diante EB é só ladeira a baixo, em menos de 10 capítulos nós teremos o fim! Preparem os corações, muitas emoções estão por vir.

Capítulo 20 - Twenty. I Love You


Fanfic / Fanfiction Eternal Bond - Capítulo 20 - Twenty. I Love You

O jantar foi um fiasco, Liam conseguiu estragar a noite de todos ali, principalmente a dele. Contei apenas a Samira e ela falou para ele, obviamente ele não guardou o segredo e ela ficou envergonhada por ter certa culpa. Liam é assim quando bebe, não segura nada. Justin e eu tivemos uma pequena discussão e a minha saída foi convidá-lo para um jantar em minha casa e contar sobre os meus planos. 

Pelo que eu vi, ele não gostou da ideia de Hermione ir morar longe dele, tenho medo que ele tente tirá-la de mim. Uma briga judicial pela guarda da minha ruivinha é tudo que eu quero evitar. Ela não suporta nos ver brigando, se o motivo for ela eu nem quero imaginar como ela se sentiria. O que me alivia é que Minie realmente gostou da ideia de morar perto da vovó. 

E de todas as reações, a que eu mais me surpreendi foi a de Kalel. Fiquei encantada quando ele falou a possibilidade de ir comigo, disse que estava pensando mesmo em abrir uma filial na Europa. Mal posso acreditar que encontrei alguém como ele.

— Tem certeza que não quer que eu fique? — abraçou-me pela cintura, estávamos parados na porta da minha casa.

Justin virá jantar hoje para conversarmos e eu estou um pouco apreensiva.

— Não precisa se preocupar, ele não gostaria de te ver aqui, participando da conversa — torço o lábio, odeio essa situação.

— Tudo bem, é só que...

Suspira.

— Ei, o que foi?

Beijo seus lábios ao ver seu rosto com uma expressão estranha.

— Eu sei que a situação entre vocês está acabada, mas eu odeio ter que te deixar sozinha com ele — respirou fundo — Eu confio em você, babe, confio de verdade. Entretanto eu sei do que Bieber é capaz para conseguir o que quer.

Franzi o cenho.

— Isso é besteira, Bieber está seguindo a vida dele e nós também. Não precisa se preocupar com isso.

— Eu vejo a forma como ele te olha, Madeia, não é um olhar de quem está seguindo a vida — soltou o ar pelo nariz, irritado e desviou o olhar.

— Babe, olhe para mim — fez o que eu pedi, então olhei em seus olhos — Eu estou com você, Justin não vai interferir nisto. Nunca farei nada para te magoar, eu prometo.

— Eu confio em você.

Sorri, beijando seus lábios.

— Eu te amo, Madeia.

Pisquei os olhos e fiquei muda, sem conseguir engolir as três palavras mágicas que eu não esperava ouvir de mais ninguém por um longo período de tempo. Quando abri a boca para dizer algo, Kalel negou com a cabeça e colocou o indicador sobre meus lábios.

— Não precisa retribuir, se eu falei foi porque estava preparado para dizer, você ainda não está — sorriu. — Nos vemos amanhã, babe.

Então ele se foi deixando-me com um enorme peso em minhas costas.

Mas o que você esperava, Madeia? Até em morar junto ele já falou, óbvio que ele te ama.

E você o ama?

Juro que não queria ser eu neste momento.

...

Fazia pouco mais de uma hora que Justin havia chego, seu silêncio estava me incomodando, só abria a boca para falar com Hermione, que tagarelava sem parar sobre qualquer assunto aleatório, falou comigo apenas quando chegou e pela troca de olhares. Seu olhar quente sobre mim estava me deixando louca. Primeiro porque não gosto de ser observada e segundo porque mesmo eu negando, ele ainda tem efeitos sobre mim.

Agora estou no sofá com uma taça de vinho na mão esperando que ele desça para podermos conversar, Hermione insistiu que Justin a colocasse para dormir e assim ele fez. Não intervi, pois, sei que ambos sentem falta.

— Então, como pretendia mudar de continente com a minha filha e eu fui o último a saber disso?

Ouvi sua voz atrás de mim e os pelos da minha nuca arrepiaram. Controle-se.

— Falei apenas para Samira.

— Se quisesse guardar segredo não deveria ter dito ao Liam.

— Eu não falei para ele e não era segredo, Justin.

Encarei seu rosto ao vê-lo sentar-se na poltrona em frente ao sofá.

— Ainda não aceitei, queria resolver tudo antes.

— O “tudo” que você diz é me comunicar que ficarei longe de Hermione porque você planeja mudar de país.

— Não sem antes conversar com você, é o pai dela e eu estou ciente de que tem direito de opinar.

— Se eu disser que não aprovo você desistirá da ideia?

Fiquei calada sem saber o que dizer. Desistir talvez não seja uma opção.

— Pois é, Madeia. Eu não tenho direito de opinar. — Sorriu debochado.

— Você pode ficar com ela nas féri...

— Férias? — Riu sem humor. — Você só pode estar de brincadeira.

Suspirei derrotada, sabia que não seria fácil.

— Hermione fica comigo.

Olho novamente para o seu rosto na tentativa de ter certeza se ele estava fazendo uma piada.

— Não vou ficar longe da minha filha! — Afirmo, indignada.

— Nem eu!

— Justin, você sabe que sempre foi o meu sonho cuidar da empresa dos meus pais, agora eu estou tendo a oportunidade e não posso dizer não.

Ele permanece calado por alguns segundos, então solta a respiração e desvia o olhar.

— Eu não sei se posso deixa-la ir — olhou em meus olhos e por uma fração de segundos eu acreditei que ele não estivesse falando de Hermione. — Eu não quero ficar longe, Madeia. Não vou abrir mão.

— Você quer levar isso ao juiz?

Eu estava incrédula.

— Não é o que eu quero, mas não posso deixar você criar a minha filha com outro cara longe de mim.

Ele estava bravo.

E eu mais ainda, depois de ouvir suas palavras.

— Por que você sempre tem que complicar as coisas? — Jogo a taça de vinho em cima da mesa de centro e me admiro por não ter quebrado. — Você não se importou em ficar longe de Hermione quando resolveu ir morar com outra mulher! Não me venha com essa agora.

— É diferente.

— Não, Justin. Não é.

Ele levantou da poltrona e virou as costas para mim.

— Ele também vai?

Sei que ele se refere a Kalel.

— Ainda não conversamos direito sobre isso, mas ele pensa em abrir uma filial na Europa, então...

— Patético! — Bufou.

— Não complique as coisas, Justin. Nós podemos resolver isso de forma amigável.

— De forma amigável? — Vira-se para mim. — Se está pensando que eu vou deixar você ir embora com a minha filha e esse cara, está enganada — seu olhar não parecia nada amigável.

— Você não pode me impedir, Bieber — minha voz queria tremer.

— Sim, Madeia, eu posso!

 Então ele pega seu paletó e vai em direção a porta.

— Nos vemos perante ao juiz.

— VOCÊ NÃO PODE FAZER ISSO! — Lágrimas já escorriam pelo meu rosto.

— Sim, eu posso.

Então ele se vai deixando-me com a sensação de já ter visto essa cena antes.


Notas Finais


Leiam as notas iniciais.
O próximo sai ainda essa semana, aguardem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...