História Eternidade - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Saga Crepúsculo
Personagens Afton, Alec, Alice Cullen, Aro Volturi, Bella Swan, Benjamin, Caius Volturi, Carlisle Cullen, Charlie Swan, Demetri Volturi, Edward Cullen, Eleazar Denali, Emmett Cullen, Esme Cullen, Felix, Garrett, Heidi, Irina Denali, Jacob Black, Jane, Jasper Hale, Kate Denali, Leah Clearwater, Marcus Volturi, Nahuel, Paul Lahote, Personagens Originais, Peter, Renata, Renée Dwyer, Renesmee Cullen, Rosalie Hale, Royce King II, Sam Uley, Seth Clearwater, Stefan, Tânya Denali, Vladmir
Tags Alec Volturi, Cullen, Hibridos, Saga Crepúsculo, Vampiros, Volturi
Visualizações 552
Palavras 1.108
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Fluffy, Hentai, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Enjoy <3

Capítulo 12 - Hotel



(Pov Alec)



Depois que saímos de Forks fomos para um hotel em Seattle.  Annabelle precisava dormir afinal ela é meio humana, Jane, Eu e Annabelle ficaríamos em um quarto, Demitri e Félix em outro ao lado e os mestres um para cada é claro.



Eu estava vendo minha pequena dormir tranquilamente como se hoje tivesse sido só mais um dia normal e não toda essa bagunça, tão linda e angelical que eu duvidava que ela fosse realmente um meia vampira e humana e não um anjo.



Jane entrou no quarto com um monte de sacolas nas mãos pequenas, a olhei de cenho franzido em uma pergunta muda fazendo ela me olhar e colocar as sacolas no sofá do quarto antes de me responder.



- São roupas para Belle, ela não trouxe nada lembra?! Bom, mas eu nem comprei muita coisa já que eu falei com o Mestre Aro e ele disse que já ligou para Volterra pra pedir para arrumarem um quarto pra ela e comprarem tudo que for necessário! -  Ela disse olhando pra Annabelle que se mexia um pouco em meio aos lençóis de seda brancos da cama do hotel ela abriu os olhinhos devagarzinho se acostumando com a luminosidade do quarto se espreguiçou e me olhou com um pequeno sorriso nos lábios rosados, que foi impossível não retribuir completamente bobo.



- Alec. - Ela pronunciou meu nome com voz manhosa e ele ficava incrivelmente mais bonito quando dito por ela, sorri pra ela.



- Não está com sono? - Perguntei ainda com um sorriso, ' É Alec parece que você vai sorrir muito perto dessa menina' pensei.  Ela não tinha dormido muito, apenas algumas poucas horas, seu sorriso ficou maior, mostrando todos os dentinhos brancos e perfeitos.



- Não, eu não sou totalmente humana então eu não tenho tanto sono quanto um humano e eu tô com fome! - Ela fez um biquinho tão fofo mais se bem que tudo nela era extremamente fofo.



- A mais é claro, Jane peça algo pra ela! -  Mandei e Annabelle franzio a testa para mim antes de olhar para Jane.


- Oi Jane, me ajuda no banho por favor? Eu quero ver o que você comprou pra mim deixa que esse preguisoso  pede algo pra que eu comer! -  Ela disse e Jane riu, não sei se do que a minha pequena disse ou da minha cara de tacho. Annabelle se levantou da cama e foi na direção de Jane se sentando ao seu lado no sofá de couro negro e começou a mexer nas sacolas até que olhou pra mim.



- Não vai pedir meu jantar? Desse jeito eu vou acabar morrendo de fome, Alec! - Ela disse toda manhosa fazendo biquinho, e eu outra vez me vi sorrindo feito bobo.



- Sim senhora, alguma preferência? - Perguntei pegando o telefone do hotel na mesinha ao lado da cama para ligar para a recepção, ela batucou os dedinhos no queixo em uma expressão pensativa e disse sorrindo.



- Eu quero espaguete! - Ela voltou a mexer nas sacolas até escolher uma das peças que tinha lá e ir com a Jane pro banheiro.



Eu pedi o jantar dela e minutos depois do pedido chegar, elas saíram do banheiro. Annabelle correu para o jantar enquanto eu e Jane apenas a observamos comer e fazer expressões engraçadas de apreciação embora eu achasse aquela comida extremamente nojenta, ela não pareceu se incomodar. Depois que terminou ela veio se sentar no sofá comigo enquanto Jane organizava as malas de Annabelle sobre a cama.



- Alec, eu posso te perguntar uma coisa? - ela disse após alguns minutos de silêncio.



- Acho que já perguntou uma, mas claro! -  disse a ela que me deu a língua e me olhou com uma expressão indecifrável que ficava adorável em seu rostinho infantil e se traços  delicados.



- Você não sabe muito de mim não é? - Eu apenas assenti e ela continuou.



- Hummm isso não me parece justo já que eu sei tudo sobre você... -



- Eu não sei se sabe! Nem tudo que a sua família disse sobre mim é verdade! - A interrompi e ela fechou o cenho parecendo brava com a minha interrupção, fiz um gesto como se pedisse desculpas e uma expressão culpada.



- A minha família não disse nada sobre você! É o meu dom! Eu posso ler mentes tipo o Aro  mais eu não preciso tocar na pessoa assim como o meu pai! - Ela disse e eu e Jane a olhamos de olhos arregalados.



- Interessante! Eu achei que você fosse um escudo. - Exclamou Jane se sentando da cama firando a pequena criança ao meu lado com uma expressão curiosa.



- Mas eu sou um escudo!  Físico e mental, não como a Renata ou a minha mãe como eu tenho os dois eu sou muito mais poderosa, isso foi o que meu avô falou pelo menos,  e eu não preciso ficar vendo a história de vocês toda vez, eu posso ler só como o meu pai mais eu tenho controle e também consigo ler mentes a distâncias bem maiores que meu pai, eu também consigo sentir as emoções das pessoas, a presença, mas tem que ter muita concentração! Ela disse e eu finalmente entendi todo o interesse de Aro em Annabelle, a ideia dela saber tudo que eu já fiz de ruim em todos esse séculos de existência me atormentou também, como ela não tinha medo de mim?!.



- Que caras são essas? Eu não tô lendo a mente de vocês agora, não se preocupem! - Ela disse parecendo realmente preocupada.



- Nada não princesa! Vem! Você deveria dormir um pouco o voo de Seattle pra Volterra é longo! -  Jane disse pegando a mão da Annabelle que me olhava receosa.



- Alec?. - Ela me chamou olhando pra mim, sorri pra ela e dei um beijo em sua testa.



- Esta tudo bem! Agora durma um pouco, piccola! -   Ela sorriu e deu um beijo na minha bochecha enseguida foi com Jane pra cama, Jane a cobriu com os lençóis, ela parecia uma bolinha de tão pequena em meio aos lençóis.



- Boa noite Jane! Disse dando um sorriso fofo e um beijo na bochecha de Jane, que pareceu surpresa mas sorriu.



- Boa noite  Belle! Ela dormiu em pouco tempo e eu e Jane ficamos só olhando para ela, observando suas pequenas movimentações durante o sono, as vezes elas dizia algumas palavrinhas que eu não conseguia entender,  sorri todas as vezes, e sorri mais ainda quando ela dizia meu nome é junto dele seus lábios moldaram um pequeno sorriso.



Eram quase duas da manhã quando fomos para o aeroporto onde o jatinho dos Volturi nós esperava para um voo rumo a Volterra.



Continua...


Notas Finais


Desculpem os erros!

Até o próximo beijinhos 😘💖💖


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...