História Eternidade - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Saga Crepúsculo
Personagens Afton, Alec, Alice Cullen, Aro Volturi, Bella Swan, Benjamin, Caius Volturi, Carlisle Cullen, Charlie Swan, Demetri Volturi, Edward Cullen, Eleazar Denali, Emmett Cullen, Esme Cullen, Felix, Garrett, Heidi, Irina Denali, Jacob Black, Jane, Jasper Hale, Kate Denali, Leah Clearwater, Marcus Volturi, Nahuel, Paul Lahote, Personagens Originais, Peter, Renata, Renée Dwyer, Renesmee Cullen, Rosalie Hale, Royce King II, Sam Uley, Seth Clearwater, Stefan, Tânya Denali, Vladmir
Tags Alec Volturi, Cullen, Hibridos, Saga Crepúsculo, Vampiros, Volturi
Visualizações 646
Palavras 716
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Fluffy, Hentai, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hello my babies 💖💜💖

Capítulo 8 - Não viverei sem ela



Pov Annabelle


Quando meu pai saiu da minha frente meus olhos varreram toda aquela clareira mas quando eu o vi cada pedaço de mim que estava quebrado se reconstruiu! Eu me sentia completa.


  Completa como jamais estive antes, eu não me importava se ele era um Volturi ele era o MEU Volturi. Porque era o que eu sentia ele era meu, eu não conseguia mais pensar na minha existência só na nossa existência, nós dois juntos



Fui tirada de seu olhar por um  braço  frio e mármoreo olhei atordoada para minha mãe, que olhava fiquisamemte para frente meu pai estáva indo na direção dos Volturi.


  Até estar de frente para Aro e este pegar a mão do meu pai e ler cada um dos  seus pensamentos quando ele me viu o fascínio e o desejo tomaram conta de cada um dos seus pensamentos. Aro me queria mais do que qualquer outra coisa! Mas ele mudou o rumo dos seus pensamentos e falou:


_ Posso convencê-la? - Perguntou e meu pai assentiu com muita dificuldade e se virou para minha mãe que olhava-o atentamente, ela olhou para Nessie e para mim depois pro Jacob e pro tio Emmet e começamos a nós mover em direção ao lado dos VOLTURI.  





Pov  Alec volturi


Quando a vi se aproximar algo dentro de mim se encheu de alegria por tela ali perto de mim e  tão longe ao mesmo tempo! Ela parou na frente de Mestre Aro após atravessarem a clareira, me incomodou essa aproximação. Ele olhava para elas maravilhado, eu conhecia aquele olhar muito bem e isso me fez cerrar os punhos o jeito que ele a olhava me incomodou muito, olhava para ela com o olhar de bom colecionador que sabe reconhecer uma joia quando a vê! O silêncio tenso da clareira foi interrompido pela voz de Aro:


- Eu ouço seus corações estranhos! -  Exclamou ele me fazendo prestar atenção ao som de um coração que mais parecia o som do vôo de um pássaro, suave e calmo tinha outro o da irmã que parecia mais um tambor de tão acelerado .


- Estranho, essas crianças não são imortais meus caros elas foram concedidas por essa recém-criada enquanto ainda a mesma era humana! Filhas biológicas de Edward! - Todos ficamos chocados mais como? Quer dizer eu sei como, mais vampiros podem ter filhos?.

 

- IMPOSSÍVEL! - Mestre Caius disse muito alterado Aro se virou em nossa direção olhando calmamente para o irmão e disse:


- Acha que me enganaram irmão? -  Caius se virou e olhou para Irina, a vampira do clã Denali que denunciou o "crime",


 - Aquela é a criança que viu? - Os Cullen saíram de perto de nós assim que viram um brecha indo pro outro lado da clareira a tirando de perto de mim .


 - E-e-eu não tenho certeza! Ela está direferente! Essa criança está maior e eu não vi a outra! -  Irina disse acuada Caius desferiu um tapa na sua face, a ação humilhante, com graus ocultos repugnância.

 

- Irmão se acalme, Irina minha  querida está dizendo que os Cullen são inocentes das acusações? - Aro disse com sua voz calma e gentil, escondendo o cinismo que apenas pessoas que conviveram séculos ao seu lado saberiam identificar. Pessoas como eu.


- Sim os Cullen são inocentes eu me enganei, e assumi total responsabilidade pelo meu engano! - Disse Irina olhando para as irmãs e murmurou um "sinto muito" tudo aconteceu muito rápido até para olhos vampiros, mesmo que a ação passasse em câmera lenta pelos nossos olhos aprimorados.



 A cabeça e corpo de Irina já queimavam  sem que nada pudesse ser feito, houve um alvoroço do outro lado da clareira, Edward pareceu acalmar as Denali e um silêncio tomou conta do lugar até ser quebrado pela voz de Aro.



- Hummm creio eu que devemos votar agora irmãos! - Toda a clareira foi absorvida por uma onda de tensão, os Volturi se preparavam para a luta e eu não sabia o que fazer! Eu não poderia permitir que machucassem aquela menininha de olhos verdes, eu sofria só de imaginar perde-la sendo que eu nem sequer a tinha.


 Não conseguia nem pensar em continar vivendo se ela deixasse de viver. Minha existência estava atrelada a DELA.



"E eu morreria por ela."





Continua...





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...