1. Spirit Fanfics >
  2. Eu aceito esse idiota ( imagine Shinsou ) >
  3. Uma proposta ?

História Eu aceito esse idiota ( imagine Shinsou ) - Capítulo 9


Escrita por:


Capítulo 9 - Uma proposta ?


- SHINSOUUUUU * Gritei do quarto*

- O QUE FOI ?

- VOCÊ SABE ONDE ESTÁ OS MEUS LINDOS BRINCOS PRETOS ? * Digo amarrando meu cabelo e chegando perto da porta para assim ver se achava alguma coisa na sala *

- OS BRINCOS SÃO SEUS, SE VOCÊ NÃO SABE, ENTÃO IMAGINA EU !! * Logo a imagem do maior se fez presente, o mesmo usava um lindo terno com detalhes roxos, sapatos pretos e seu cabelo estava penteado para trás*

- Vamos logo com isso S/N

Deixe- me explicar, agora mesmo estamos indo em uma festa de comemoração de sabe se lá o que, talvez seja só uns ricos fazendo coisas de rico. Bem, vamos falar um pouco da minha linda roupa, estou usando um vestido (cor ) com uma casaco por cima, tênis e pulseiras. Talvez não seja a melhor ventismentas para uma " Dama "

- Estamos atrasados * Ele diz pegando as chaves do carro*

- Tá, entendi, eu quero dirigir

- Não

- oxe, eu vou dirigir sim

- Não vai não

Resumo rápido, eu dirigi sim. Depois de um bom tempo chegamos a um lugar lindo, era uma casa enorme e afastada da cidade, ela sercada por flores e tinha o Jardim mais bonito que eu já vi, havia várias janelas grandes de vidro que davam visão ao grande salão cheio de pessoas. Combinamos de irmos de braços dados, o que era difícil para ele, já que o mesmo não sabe andar rápido, sério, uma lesma com olheira é o que ele é. Falamos com alguns conhecidos e fomos até perto da biblioteca, onde tinha a maior concentração de pessoas provavelmente chapadas, secretamente, é claro, afinal os nobres não podem ser chamados de " Maconheiros"

- Eu vou tomar um ar * Digo baixo para meu " Marido "*

- Vou pegar uma bebida

- Só vai * Digo sorrindo para o mesmo de forma engraçada. Fui até a sacada que tinha menos pessoas, comigo eram umas 4 pessoas ali, 3 conversando entre si e eu, que olhava o Jardim, então sem aviso senti alguém tocar meu ombro, sua mão era grande, virando acabei tomando um susto*

- Olha quem temos aqui ? A pequena invasora * Era o homem da praia, um dos Todoroki. Ele tinha cabelos pretos e olhos azuis, seu terno não era bem um terno, estava mais para um camisa com uma enorme abertura, ele usava cores escuras e em sua outra mão trazia uma bebida que não consegui distinguir*

- Ha ...

- Ficou sem fala ? Que fofo

- Não sabia que estaria aqui * ele deu uma grande risada e me olhos de novo *

- Sério isso ? É a minha festa, invasores com você deveriam pelo menos saber onde estão indo

Pequeno detalhe não contado, eu nem sabia de quem era a festa. Tudo bem que vocês devem estar se perguntado como eu cheguei aqui sem nem saber de nada, pois é, eu fiz uma proposta com o Shinsou, eu viria aqui de bom humor, então depois eu poderia levar ele para sair, tipo , no lugar de minha escolha, me pareceu justo da hora.

- Entendo, me ... Me desculpe por antes

Desculpa é o cacete

- O que você faria se eu não perdoar ? Está disposta a um acordo, claro que favorecendo o melhor lado, no caso o meu

- Não, vá em frente, não tenho nada a ... * paro no meio da frase*

Pensando bem, tenho muito a perder sim

- O que foi pequena invasora ? Ficou sem fala de novo ? Quem que eu ajude a achar as palavras ? * ele disse chegando um pouco perto, então, vejo o mesmo ser empurrado por alguém com o terno branco. Todoroki Shoto*

- De novo com isso irmão ? * ele me olha então olha para o outro* - Você ...

- Esse mundo é tão pequeno, não é Sho ?

- Não me chame assim. Bem ... Você deve ser a esposa do senhor Hitoshi-San

- Antes de mais nada, eu peso desculpas * digo e o mesmo suspira*

Eu vou de novo, to nem aí

- Esqueça

- Que ? * O Moreno diz e recebê um olhar frio do irmão*

- Vamos procurar o senhor Hitoshi-San, senhora ? * ele diz entendendo o braço, o seguro e vamos andando lado a lado até onde Shin estava, no meio do caminho ele fala sem nem me olhar*

- Não fassa coisas idiotas como essas, você deve estar louca. Se quer manchar seu nome, por favor não fassa isso com seu marido

- Da minha vida cuido eu, meu caro senhor. Devo mesmo lembrar que você não é nada meu

- Eu sou consciente, senhora

- Você é conscientemente ridículo * Solto o seu braço e o olho nos olhos bicolores*

- Com sua licença * Digo indo na direção contrária , assim entrando no Jardim e me sentado em um Banco *

- quem esse cabeça de pokebola pensa que é ? * digo olhando para o céu*

- Qual motivo você sempre " sai para tomar um ar " nessas horas ? 

Quebra de tempo 

- Chegamos cedo * diz o de cabelos roxos tirando a gravata e colocando em cima da mesa de vidro*

- São 1 da manhã * Digo tirando o casaco e colocando no sofá* - Lar doce lar 

- como eu disse, cedo * Ele dessarruma os cabelos* 

- Lembre que você me deve um " Favor " * Vejo ele desabutuando e tirando o terno*

- hoje não S/N 

- Hoje sim S/N 

- podemos fazer isso amanhã ?

- Seu chato * digo e ele abaixa um pouco ficando da altura do meu rosto, Logo me mostrando a língua. Com raiva eu acabei mordendo a Buchecha dele que grita irritado*

- MAIS QUE PORRA * Ele me empurra e me derruba do sofá. Rio em resposta*

- T R O U X A * digo soletrado as palavras de modo devagar*

- Cala a boca ou eu calo ela para você

- Ui, que ameaça medonha * Fasso uma careta *

- Hora sua * ele chega perto e me encara *

- Beija então * Digo brincando e o mesmo cora um pouco* 

Mentira 

- Você nunca beijou ninguém ? 

- Não ria * ele diz fechando o rosto * - Isso não era necessário

- Que clichê * Digo observando o mesmo bravo* - Desculpa 

- Que bobagem, isso nunca foi uma meta para mim, no final é só uma bobagem

- Tudo bem, tudo bem 

- Te odeio * ele diz tentando levantar, porém eu seguro sua mão*

- Olhando bem, você já beijou sim, lembra ? O nosso selinho ? Do casamento e pam

- E isso é beijo ? 

- Eu posso te insinar se quiser * Digo brincando e o mesmo apenas me olha* - Ha ... Desculpe, acho q estou sendo um pouco errada, sempre tive essas brincadeiras com meus amigos e * ele me interrompe* 

- Tanto faz, se quiser . . . poderia ... A esquece * ele diz levantando *

- pera ... Você ... Quer ?

- Que estranho * ele diz ainda de costas*

AI MEU DEUS, EU VOU SER O PRIMEIRO BEIJO DELE ? QUAL O MOTIVO DE EU ESTAR PEDINDO ISSO A ELE ? QUE IDIOTA 

- Ha ... Bem ... Senta ... A ... Senta aqui * Digo meio sem jeito * O mesmo volta e se senta, o silêncio incomodava, mais do que o normal* - Isso é idiota, desculpe 

- Não precisamos fazer isso 

- é . . . acho q vc vai continuar sendo " BV " * Sorriu sem jeito *

- Que gírias de adolescente são essas ? * Ele riu de leve. Algum tempo depois ele me olha sorrindo*

- Se ... Você ... Quiser 






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...