História Eu ( acho que ) gosto de garotos - Capítulo 45


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 131
Palavras 2.694
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Festa, Ficção Adolescente, Lemon, Literatura Feminina, Luta, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shounen, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Fotinha da capa: AoKise

Capítulo 45 - Capítulo 45


Fanfic / Fanfiction Eu ( acho que ) gosto de garotos - Capítulo 45 - Capítulo 45

Akise .i.


Meu " relacionamento " com o Aoi é bastante esquisito. Eu não sei aonde eu estava com a cabeça quando eu o beijei naquela terrível festa.

Aoi diz me amar mas não quer ter um relacionamento amoroso com um homem. Eu não sei se ele é burro daquele jeito mesmo ou só se faz. Ele provavelmente gosta de pagar de doido.

Eu sinceramente estou tentando ao máximo não me apegar à aquele traste. Não sou apto a carinho, estou ficando tão mau acostumado com ele dormindo ao meu lado enquanto me faz cafuné que quase não consigo expulsa-lo da casa do Kai.

Não consegui pregar os olhos, passei a noite toda rolando na cama do meu quarto. Sem o Aoi nela eu reparei o quanto ela é grande para uma pessoa pequena como eu.

Acorda sem ter uma ereção roçando em minhas costas se tornou algo incomum e estranho para mim.

.... não é o que você está pensando, eu não estou apaixonado pelo Aoi. É só carência.

Uma pessoa quando recebe atenção demais acaba ficando mau acostumada quando não a tem o tempo todo.

Já estava tão acostumado a ir de carro para a escola com o louco do Aoi, que agora estou meio perdido para ir de ônibus. Kai tem andado tão esquisito, não tem ficado em casa por muito tempo e quando sai só volta tarde da noite. Pensei em pedir carona a ele, mas não queria incomodar.

Reconheci a parada da escola e logo puxei/apitei o sinal, me ajeitei, apoiei melhor a mochila no ombro e logo as portas do veículo se abriram e eu apressado fui um dos primeiros a descer.

Caminhei preguiçosamente até o grande portão de ferro, passei pelo estacionamento encontrando o carro do Aoi lá - o que significa que ele já chegou. Antes mesmo de chegar até o portão principal para finalmente entrar na escola já conseguia ver Aoi olhando para seu celular, o moreno estava escorado numa parede azul escura e tinha um biquinho fofo nos lábios. Aoi notou minha ilustre presença e venho sorrindo até mim, virei a cara com nojinho quando o moreno me deu um beijinho na bochecha e o afastei.

Tenho que manter minha pose de durão barra coração de pedra.

- Aish Aoi não comece logo cedo - resmunguei e voltei a andar entrando na escola, e logo sendo cumprimentado por alguns alunos e funcionários.

- Você demorou pra chegar Kiss - reclamou e me chamou por um apelido ridiculamente fofo.

- Vai reclamar com o motorista do ônibus - Rebati.

- Tu venho de busão por que ? - perguntou curioso e confuso - achei que viria com o Kai de moto.

- Pois é. Não quis incomodar - falei dando de ombros.

- Poderia ter me avisado, eu teria te buscado e viriamos juntos - sorriu fofo e abraçou meus ombros.

- Não à necessidade, existe transporte público - fui curto e grosso.

- Então podemos poupar tempo e o espaço nos transportes públicos... você pode dormir lá em casa já que não quer que eu incomode a família do Kai - falou animado como uma criança.

- Não quero - vocês não tem noção do quanto eu adoro ver a carinha triste do Aoi quando eu nego algo a ele rsrs acho que sou sádico quando se trata dele.

- M-Mas Kiss e...-

- Não continue insistindo - fingi bufar e virei o corredor para finalmente chegar na sala.

- Desisto - murmurou e entrou na sala primeiro.

Aoi se sentou no fundão e provavelmente esperava que eu sentasse com ele - como - agora - de costume - mas prefiri sentar ao lado de Hikaru que me olhou vazio como sempre. Ouvi Aoi resmungar e sem precisar me virar senti sua presença atrás de mim na cadeira vaga ao lado de uma aluna nova.

- Você me irrita Akise - reclamou entre dentes e até esquecendo do apelidinho.

- Sei que me ama Ao Baby - pisquei um olho fazendo charme para o moreno e o mesmo revirou os olhos. Aoi num ato rápido se aproximou enquanto eu ainda ria distraído da sua cara emburrada e me roubou um beijo.

- Amo mesmo - senti minhas bochechas quentes e desviei os olhos envergonhado.

1x0 para o Aoi.

Acho que não preciso falar que o resto das aulas foi um inferno, certo ?

Aoi passou todas as aulas me perturbando, puxava meu cabelo, chutava minha cadeira, me fazia cócegas, beijava minha nuca, sussurava coisas indecentes no meu ouvido.

O moreno só venho parar quando a aula aula de artes começou. A professora dividiu duplas e adivinha com quem eu fiquei ? Acho que eu não preciso responder.

- Vocês teram que desenhar o modo como vêem sua dupla - falou simplista e trouxe alguns materiais necessários com a ajuda do Aoi.

Pensei em como eu via Aoi e cheguei a conclusão de que ele parece uma hiena. Ele é traiçoeiro, temperamental, egoísta, carniceiro, selvagem, escroto... ele com certeza é uma hiena.

Ajeitei a prancheta e comecei a desenhar do modo que eu pude - sou péssimo em desenhar. Aoi se sentou na minha frente e pegou uma folha simples de ofício, ele me olhou por alguns segundos e logo o lápis estava sobre a folha.

Como será que ele vai me desenhar ?

Vai me definir como um animal também?

Ou me ver de outra formar ?

Quando terminei meu desenho senti vontade de chorar, minha hiena ficou incrível - porra eu sou demais - sussurei animado.

A professora logo avisou que a aula dela acabaria em dez minutos e que era pra terminar o mais rápido possível. Passou-se uns cinco minutos e a professora já estava andando pela sala avaliando os desenhos... logo ela chegou em mim e sem perceber eu prendi o ar.

- Você ver seu colega como um cachorro deformado? - perguntou a mais velha perplexa. Como ela ousa confundir minha hiena irada com um simples cachorro?

- É uma hiena - a corregi irritado.

- E o que é isso no olho dela ? E por que uma hiena ? - perguntou me enchendo o saco.

- Isso é um tapa-olho e essas cicatrizes aqui são de uma briga que ela teve com um inimigo, mas lógico que ela saiu vitoriosa - expliquei orgulhoso - E eu não tenho culpa se o Aoi me lembra uma hiena. A senhora nos pediu para desenhar e eu apenas desenhei.

- Uh certo - falou e sorriu. Aoi nos olhava rindo e eu quis muito bater nele.

- Professora eu também terminei - falou o moreno chamando a atenção da ruiva. A mulher virou para ele e foi até o mesmo, assim que ela viu o desenho olhou para mim e depois para o desenho novamente e por fim sorriu.

- Esse com certeza é um dos desenhos mais lindos que já vi na minha vida - suspirou e acariciou os fios negros de Aoi - parabéns Aoi.

- Obrigado - sorriu fofo - não foi nada demais - que convencido.

Não pode estar tão maravilhoso assim, afinal foi o Aoi quem fez, ele não leva nada a sério.

- Nossa Aoi é lindo - falou uma garota.

- Ficou incrível - falou um cara.

A curiosidade me venceu e fui até lá ver como avia ficado, Aoi me colocou a frente do desenho e sorriu.

O desenho que todos estavam elogiando e tal, eu estava com uma coroa de flores na cabeça e apenas isso. Encarei Aoi e depois olhei o desenho novamente.

- Professora isso aqui é pornografia - reclamei. Ele me desenhou pelado e com apenas uma coroa boba de flores.

- Isso é arte meu querido - rebateu me deixando irritado.

- Então imaginar as pessoas nuas e pintar agora virou arte ? - perguntei sarcástico - pra mim isso é safadeza.

- Não seja ignorante menino - reclamou a mais velha e saiu da sala dando fim à discussão.

2x0 para o Aoi.

Bufei várias vezes enquanto olhava para o desenho à sala já se encontrava vazia - desde quando isso é arte ? - resmunguei.

- Fica de boa Kiss - falou Aoi e acariciou meus fios ruivos - não vou expor você para ninguém. Nem deixei tirarem foto.

- V-Você desenha bem - tentei elogiar mas sentir minhas bochechas esquentarem -... para um brutamontes - ironizei.

- Ah obrigado - sorriu e me abraçou por trás - eu posso ficar com o seu desenho ? - perguntou.

- O meu desenho...? Mas ele não ficou bom -

- Eu gostei - falou animado - aquela é a hiena mais maneira que eu já vi.

- Sério que gostou ? - perguntei animado - quer dizer...ah er lógico que gostou.

- Rsrs sim - seu queixo se apoiou no meu ombro e um beijo foi deixado no meu pescoço - temos que ir antes que a cantina feche. Estou morrendo de fome - falou se afastando e pegando sua mochila, foi até meu desenho e o pegou também. Fui até meu lugar e joguei tudo dentro da mochila, a joguei nos ombros e caminhei lentamente até a porta passando pelo desenho do Aoi. 

Olhei fixamente para o desenho e o peguei colocando de um jeito que não amassasse na minha mochila bagunçada.

3x0 para o Aoi.


Yukine C: 


Nanami é tão boba de se preocupar com pequenos detalhes. Eu conheço o Ayato faz tantos anos, sei o quanto é difícil dele se apaixonar por alguém, ele era conhecido como coração de gelo na nona série. Eles dois são pessoas muito especial espero que se resolvam.

- Por que parou o cafuné loirinho ? - reclamou Nanami se debatendo no meu colo. A morena levou a minha mão até seus fios castanhos - continua...- pediu. Não resisti e voltei a fazer carinho nela, a Nanami parece ser tão fria e seria, mas na verdade é uma garota carente que gosta de carinho e atenção.

- Ei vocês dois - chamou o treinador do grupo de basquete. Parei o carinho e Nanami se ajeitou murmurando xingamentos ao treinador - o que fazem aqui ? - perguntou se aproximando - aqui não é local de namorar não.

- Não estávamos namorando, somos apenas amigos - falei calmo, Nanami já batia os pés no chão e acariciava a testa.

- Terão que sair, o treino irá começar - ordenou grosso.

- O senhor interrompeu nossa conversa - murmurou Nanami, dei um chute discreto nela e a garota me devolveu com um soco no ombro, acabei gritando um " ai ".

- Qual é o seu problema garota ? - perguntou o mais velho - tá de tpm?

- Qual é o problema dos homens? - reclamou batendo em suas coxas gordinhas - qualquer coisa que uma garota faz ou fala vocês acham que é tpm. Porra se não tem nada útil para falar, cala a boca.

- N-Nanami - tentei fazer a garota se calar mas ela continuou com um discurso que foi interrompido pela chegada do time de basquete.

- Não vai ter treino hoje ? - perguntou um dos garotos.

- Vai sim - respondeu o treinador com um olhar assassino - você é uma garota de língua afiada. Te castigarei por ser tão linguaruda. A partir de hoje você será encarregada de cuidar do time dos meus garotos e...

- Mas esse já não é o seu trabalho ? O senhor é pago para quê ? - rebateu Nanami já se levantando da arquibancada e indo ficar frente à frente com o homem a nossa frente - o senhor está querendo se aproveitar de uma aluna tão bondosa como eu, sinto em lhe informar que não vou ser escrava de ninguém.

- Isso é o que vamos ver sua...sua...- o homem parou de falar e bufou.

- Olha lá hein, posso te denunciar por várias coisas, merça suas palavras - falou sorrindo vitoriosa.

Essa garota é louca.

- Alguém tire essa garota daqui antes que eu perca minha paciência - gritou o homem assustando não só a Nanami como a todos do time de basquete.

Segurei no braço da morena e a joguei nos meus ombros, Nanami me deu vários socos nas costas e puxou meu cabelo. Os garotos do time já estavam chorando de rir da situação.

- YUKINE SEU PUTO - outro soco - EU TO DE SAIA SEU FILHO DA PUTA - reclamou - ME DESCE DAQUI, EU AINDA NAO TERMINEI DE FALAR ALGUMAS VERDADES AQUELE HOMEM HORROROSO - a essa altura já estávamos no corredor e todos nós olhavam.

- CALA A PORRA DA BOCA - gritei e dei um tapa forte na bunda ao lado da minha cabeça - você é louca, acabou de desrespeitar um professor, você não pensa nas coisas que fala ?

- Ai loirinho, tá doendo - choramingou.

- Você mereceu - a desci rápido e segurei em seus ombros - eu tenho certeza que aquele cara não vai deixe isso barato.

- Não ligo, tô preparada para atacar ele - falou e sorriu diabólica.

- Você é louca mesmo - suspirei irritado - desisto de você.

- Desiste nada, tu me ama - a garota se jogou nos meus braços o que me fez quase cair no chão - ops...rsrsrs cuidado loirinho.

- Você não tem jeito - rir e a morena me acompanhou.

- Olha loirinho - falou virando meu rosto na direção em que seu dedo apontava. Kai estava conversando com um cara e vinha na nossa direção - vai lá falar com o teu homem - e me empurrou. Olhei para Kai novamente e ele estava bem focado no que o cara falava, olhei para trás e Nanami já não se encontrava mas no corredor.

Caminhei lentamente até Kai e seu amiguinho - eu só preciso chamar ele pra conversar - pensei - não é nada demais.

- A gente resolve isso depois cara - reclamou Kai empurrando seu amiguinho.

- Você não pode esquecer o combinado - rebateu o cara, o amiguinho de Kai me encarou - conversamos depois Kai - e assim saiu andando deixando meu loiro para trás.

- Babaca - murmurou Kai.

- K-Kai - chamei ganhando sua atenção - a gente pode conversar ?

- Claro Yukine - se aproximou e segurou em minhas mãos - algum problema ?

- Eu queria falar sobre ontem - fui direto ao ponto.

- O que tem ontem ? - perguntou.

- Você... ficou com raiva de algo ? -

- Uh não - respondeu dando de ombros.

- Então por que não me respondeu? - Kai franziu a testa e mordeu os lábios.

- Está falando da mensagem certo ? - assenti - meu celular está quebrado e minha moto no concerto não deu pra ir até a sua casa, mas não se preocupe a gente não precisa estudar junto. Eu tiro notas ruins de propósito.

- Como assim ? - perguntei confuso.

- É simples assim, tiro notas ruins de propósito - deu de ombros.

- Mas por que ? - o puxei pro canto já que estávamos no caminho das pessoas.

- Sei lá - deu de ombros mais uma vez me deixando irritado.

- Vem cá - o puxei agora para a salinha do tio da limpeza - me explique - pedi e o loiro mordeu os lábios.

- Você fica ótimo de preto - falou mudando de assunto e me analisando.

- Eu fico bem com qualquer cor, agora começa a falar - rebati.

- Pra que falar se podemos usar nossas bocas para outras coisas muito mais interessantes - falou desfazendo o nó em sua gravata do uniforme da escola. Seu pescoço branquinho logo chamou minha atenção, o puxei fortemente e roubei seus lábios num beijo agressivo. Kai passou seus braços fortes por meu pescoço e eu desci minhas mãos para sua cintura, desvencilhei seu cinto de coro preto e abrir o zíper da sua calça, retirei com dificuldade sua calça apertada e apalpei sua bunda gordinha. Kai sorriu entre o beijo e o interrompeu - vamos fazer isso aqui mesmo ?

- Você que procurou isso - o virei de bruços e o fiz se apoiar na parede. Retire por completo sua calça e cueca, mordisquei as bochechas de seu traseiro gordinho e logo invadi seu buraco com minha língua. Kai arqueou suas costas e empinou sua bunda em minha direção, agarrei sua cintura e estimulei seu membro.

- Y-Yukine...- gemeu.

- Não faça barulho - ordenei.

.

.

.



Notas Finais


Eai bbs

Demorei muito eu sei...
Eu disse que o capítulo saia quarta-feira mas acabou saindo hoje...

A atualização será uma vez por mês agora, mas como as férias estão próximas talvez eu abra uma exceção e atualize mais de uma vez.

Os capítulos seram maiores para compensar :)

Pra quem tá acompanhando ~ Cara, acho que tô apaixonado. O capítulo sai agora no domingo ou talvez na segunda de noite.

Link da fanfic : https://www.spiritfanfiction.com/historia/cara-acho-que-to-apaixonado-9727387

Link da música tema de AoKise nesse Cap : https://youtu.be/CXfhCKbd5Rg
Link da música tema de KaiNe nesse cap : https://youtu.be/MS9OGzLIlCY

Genteee eu amei esse apelidinho novo do Akise - é tão fofinho. Quem deu a ideia pra ele foi minha nenê @girlsensitive 💕

Nanami louca, desacatando um professor ( já fiz isso, mas não me orgulho. Respeitem os mais velhos, mas claro o respeito tem que ser recíproco... então se alguém te atacar, ataque de volta )

Oq será que tá rolando com o Kai ? Ele tá mó esquisito... quero teorias.

Gente no último capítulo vocês me surpreenderam com a quantidade de comentários... porra fiquei chocada aki.

Eu tinha mais coisas pra digitar mas como sempre eu esqueci ):

Bom por enquanto é isso gente, até o próximo.

Tiamu vcs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...